Ler o Casamento- Ascendente Aquário

brid

Iniciamos hoje a  leitura das áreas de vida para o Ascendente Aquário. Os indicadores principais que referimos são válidos para qualquer horóscopo com este Ascendente ,o que dá aos nossos leitores uma base simplificada para fazerem as suas próprias interpretações das áreas de vida que estamos a analisar, num horóscopo diferente. Hoje iremos estudar o potencial de relacionamento e o casamento para o nativo cujo horóscopo analisámos na generalidade. Para consultar todos os indicadores das áreas de vida para o Ascendente Aquário, clique aqui.

Indicadores de relacionamento e do casamento para o Ascendente Aquário

O fator principal que determina o casamento (e o seu momento) é a 7ª casa e os planetas que a influenciam, se existirem. Secundariamente, consideramos a 2ª e a  4ª casas e os planetas que as influenciam. No nosso exemplo, a  7ª casa  contém a Lua, forte por estar colocada no signo de Leão e também porque esta mulher nasceu na fase da Lua cheia, embora depois do seu brilho máximo ,  numa fase intermédia entre a Lua cheia e o quarto minguante e que representa uma fase em que a personalidade humana é capaz de aplicar na vida concreta as sementes que recebeu na fase de iluminação da Lua cheia. A vida desta pessoa tem assim um cunho muito individual, em que ela decide o rumo a seguir e em que as suas escolhas são decisivas. Esta posição da Lua indica felicidade no casamento e uma ligação duradoura com o parceiro escolhido, baseada no amor. Esta pessoa  faz da felicidade do parceiro a sua felicidade, concentrando nele o modelo da sua própria identidade, no sentido espiritual. Estando forte, a Lua atrai para a vida da pessoa um parceiro com excelentes qualidades: atraente, inteligente, próspero e bem sucedido, tanto na carreira  e vida material como no plano intelectual.  Esta posição também favorece a pessoa, pelo aspeto que lança para o Ascendente.  Olhamos agora para a colocação do Sol e vemos que está bem colocado na 11ª casa, dos ganhos e rendimentos, da realização pessoal e dos sonhos e  ambições. Apesar da colocação na mesma casa que Rahu, o Sol indica que o parceiro de vida desta mulher pode ser uma pessoa influente, socialmente e com uma situação financeira muito confortável .

A 2ª casa recebe apenas um aspeto, o de  Saturno, o regente do Ascendente, colocado na 5ª casa, uma casa auspiciosa. A presença de Saturno e de Ketu em conjunção na 5ª casa indica poucos filhos (ou nenhum) ou problemas com eles. Sendo o regente do Ascendente, a colocação de Saturno  aqui pode não privar a pessoa de filhos mas indica sempre alguma dificuldade em relação a eles. A sua associação com Ketu indica amores que podem vir para esta existência trazidos do passado. Poderá haver a repetição de um relacionamento passado.  A 4ª casa contém o signo Touro e  também não está ocupada por nenhum planeta mas recebe o aspeto de Júpiter, regente da 11ª e da 2ª casas . Júpiter está em aspeto próximo com o ponto mais efetivo da 4ª casa, embora a sua força esteja diminuída devido ao facto de estar debilitado. Esta condição diminui a possibilidade de ganhos materiais e financeiros a partir do parceiro de vida. Porém, tanto a Lua como o Sol apoiam a sorte desta mulher nesse plano, por isso não será  improvável que esses ganhos existam, embora possam ser limitados de algum modo. De qualquer forma, Júpiter não impede a felicidade do casamento. Quanto ao regente da 4ª casa, Vénus, está colocado na 12ª  e retrógrado, o que parece apontar para a dificuldade em revelar a felicidade da pessoa à luz do dia, podendo esta materializar-se num relacionamento secreto ou mantido fora dos trâmites habituais. Estando retrógrado, o planeta  indica lições específicas que a pessoa tem que aprender para o seu desenvolvimento pessoal através dessas situações. Ao negar à pessoa a visibilidade da relação afetiva, por algum motivo, obriga a aprender algo que será essencial e que a pessoa deverá descobrir, para o seu enriquecimento e maior compreensão de si e da realidade. Esta condição retrógrada pode indicar também a profunda alteração das crenças e dos valores a nível individual (Vénus regente da 9ª casa) e tal alteração será essencial para uma compreensão mais espiritual da vida e da razão ou propósito da vida atual.

Para sabermos se o casamento será feliz, analisamos a 7ª casa e, secundariamente, a 2ª, 4ª, 8ª e 12ª e os planetas Lua e Vénus. Pela análise já efetuada concluímos que, na vida desta pessoa, os relacionamentos pessoais e, especificamente o relacionamento com o parceiro de vida, é essencial para o seu crescimento e que está indicada felicidade a esse nível embora essa felicidade possa fazer-se de forma não convencional, como de resto é comum acontecer com os  nativos de signo de Aquário. A 8ª e a 12ª casas indicam que importantes experiências do  karma desta vida estão essencialmente relacionados com a vida amorosa e familiar. Todas as experiências mais difíceis que possam ser experienciadas a este nível têm por objetivo o desenvolvimento espiritual trazendo lições específicas. Este propósito de ir além do mundo material para o mundo espiritual é inerente ao esquema geral da vida desta pessoa. E a dinâmica do relacionamento com o parceiro de vida contribui ativamente para este propósito. E, pela posição da Lua e de Vénus, compreendemos que: o relacionamento com um parceiro de vida é fundamental (Lua na 7ª casa); e que esse relacionamento, que exprime uma das necessidades mais importantes da vida desta pessoa, poderá não ser materializado de forma convencional em termos sociais e das suas regras (Vénus na 12ª casa). Ambos os fatores são referenciais fundamentais da aprendizagem de vida desta mulher. Esta interpretação apoia-se no facto de o regente da 8ª casa, que significa os laços conjugais- a 8ª- está colocada na casa do  isolamento em relação ao mundo- a 12ª; Quanto ao regente da 12ª, está bem colocado na 5ª casa, mas em conjunção com Ketu, indicando a repetição de modelos do passado e, por isso, «contas a acertar» antes de poder seguir adiante no caminho da evolução.

Parece-nos , deste modo, que  o tipo de relacionamento mais  «adequado» para esta pessoa pode não ser o casamento institucional, embora este possa existir e realizar-se. Mas o amor poderá não andar por aí.

Usando o software recomendado observamos que o dasha do planeta que é o indicador principal do casamento, o Sol , já ocorreu, entre 1977 e 1983. O dasha da Lua, que poderia ser o mais  favorável para este efeito, ocorreu entre 1983 e 1993. No dasha atual, de Rahu, o subperíodo do Sol  ocorre entre maio de 2015   e abril  do ano que vem, sendo um bom período para o relacionamento a este nível. O mesmo sucede com o subperíodo seguinte, entre abril de 2016 e outubro de 2017. Caso o casamento ou um relacionamento a este nível não tenham ainda sido estabelecidos de forma sólida, durante os períodos referidos isso poderá acontecer. Ao nível dos trânsitos dos planetas, temos Júpiter a transitar pela 7ª casa a partir de 13 de julho de 2015, sendo este um dos trânsitos que classicamente indicam muitas vezes um relacionamento amoroso ; temos ainda vénus a transitar pelo signo de Leão, bem como Marte e o próprio Sol, entre agosto e setembro. Com uma 7ª casa tão energizada, será difícil não acontecer alguma coisa de relevante!

Para analisar as qualidades do cônjuge para este Ascendente, quando este é uma mulher, vemos a 7ª casa como fator principal e, secundariamente, a  2ª, 4ª, 8ª, 12ª e a Lua e Vénus; quando o cônjuge é um homem , analisamos as mesmas casas mas os planetas são o Sol e Júpiter. Em ambos os casos  encontramos informação adicional na Navamsa. No horóscopo que temos em mãos, a colocação do regente da 7ª casa na 11ª indica-nos um parceiro que pode ser rico, com influência social ou com um círculo de amigos influentes e que podem ser figuras conhecidas na comunidade. Pode ser uma figura conhecida na comunidade, ou interessada pelas questões sociais ou estar envolvida em alguma atividade ou causa social ou política ou humanitária. Dará grande importância à carreira ou a essa dimensão pública e social da sua vida. Esta pessoa não desejará viver no anonimato, quer ser reconhecida e admirada pelos outros. Mas pode ter uma faceta secreta na sua vida, pois Júpiter, o outro indicador secundário, está colocado na 12ª casa. Pode ser uma pessoa altamente espiritual e  inteligente.

Confirmação pela Navamsa

Lúcia L

 loreta d-9

Vamos agora observar como estão colocados os indicadores principais do casamento na Navamsa. O Sol, regente da 7ª casa na D-1, está colocado na 7ª casa, sendo regente da 3ª casa, nesta varga. Está colocado numa casa kendra, o que é uma excelente colocação. Esta divisional tem o Ascendente no signo de Gémeos , um signo que não é Mooltrikona e, por isso,  não consideramos o seu regente Mercúrio, como indicador principal do casamento. Observamos , porém, a sua colocação e  está colocado na 8ª casa, uma casa de rutura dos laços conjugais Quanto aos indicadores secundários, referidos na análise da D-1, Júpiter está bem colocado por signo mas mal colocado por casa, pois está na 3ª. Júpiter é o regente da 7ª casa na Navamsa, pelo que adquire importância acrescida nesta matéria; Vénus, regente da 4ª casa na D-1, está bem colocado por signo pois está no signo que rege, Touro, mas está na 12ª casa, confirmando a dificuldade em tornar visível para os outros a vida amorosa. Estes fatores  confirmam a forte probabilidade de o padrão de relacionamentos amorosos desta pessoa ser contra as convenções socialmente aceites , materializando-se em relacionamentos felizes mas secretos dos quais estarão ausentes aspetos considerados importantes por algumas pessoas como a existência de uma família «aprovada» ou admitida pela sociedade e que possa ser mostrada aos outros.

Globalmente, podemos considerar que este horóscopo indica que a área do casamento em sentido convencional apresenta algumas dificuldades, não obedecendo aos padrões sociais, pois existe uma separação entre o que a pessoa deseja e o objeto dos seus afetos e aquilo que é possível concretizar: pode casar e obter vantagens ao nível social e financeiro mas viver separada dos seus verdadeiros sentimentos e necessidades afetivas ou pode manter relacionamentos secretos onde essas necessidades afetivas serão satisfeitas mas não as mundanas ou financeiras, pelo menos com o mesmo grau de segurança no plano material. Parece difícil para esta pessoa conquistar estes dois mundo em simultâneo.

Deixe um comentário