Ler o Casamento- Ascendente Peixes

 noi

Começamos a exemplificar a leitura das áreas de vida para o Ascendente Peixes .Os indicadores principais que apresentamos são válidos para qualquer horóscopo com este Ascendente ,o que dá aos nossos leitores uma base simplificada para fazerem as suas próprias análises das áreas de vida que estamos a analisar, num horóscopo diferente. Hoje iremos estudar o potencial de relacionamento e o casamento para a mulher cujo horóscopo temos vindo a interpretar. Para consultar todos os indicadores das áreas de vida para o Ascendente Peixes, clique aqui.

indicadores de relacionamentos e do casamento para o Ascendente Peixes

O fator principal que determina o casamento (e o seu momento) para este Ascendente  é a 7ª casa, o seu regente e os planetas que influenciam esta casa  e , secundariamente, consideramos a 2ª e a 4ª casas. Vemos se existem planetas colocados nestas casas ou em aspeto com elas.  No nosso exemplo, a 7ª casa tem regência de Mercúrio, um planeta volátil e mutável que indica muitas vezes  mais do que um casamento ou ligação. Não existem planetas colocados nesta casa e o seu regente está colocado na 11ª casa o que é indicação de ganhos financeiros através do cônjuge ou parceiro, bem como outros benefícios sociais, como subida de status após o casamento. Também pode ser indicação de casamento feliz, dependendo da força de Mercúrio no horóscopo. Mercúrio está forte devido ao seu movimento retrógrado mas essa força não se manifesta necessariamente  de forma positiva na vida do nativo pois Mercúrio está cercado por planetas, uns maléficos e outros benéficos: A Lua, regente da 5ª casa, está colocada na 10ª casa mas também Rahu (conjunto com a Lua) e Vénus, um planeta funcional maléfico para este Ascendente, pela regência da 8ª casa. Do outro lado, na 12ª casa, temos o Sol, regente da 6ª casa e, por essa razão, também um planeta funcional maléfico para este Ascendente. Assim, julgamos que este homem experimentará tanto resultados benéficos (sobretudo no período dasha da Lua (1986-1996) e nos subperíodos da Lua dos restantes dashas mas poderá enfrentar obstruções, dívidas, lutas e conflitos de todo o tipo causados pelos restantes planetas que cercam o indicador primário do casamento.

Analisamos seguidamente a 2ª casa onde encontramos Marte, o seu regente, aí colocado e lançando aspeto para a 8ª casa onde se encontra Saturno exaltado. Saturno lança  um aspeto próximo para o ponto mais efetivo da 2ª casa e existe a possibilidade de esta pessoa obter ganhos do parceiro, indemnizações, legados, etc..A colocação de Marte na 2ª casa não é benéfica para a vida familiar pois indica discussões e desentendimentos com o cônjuge. Porém, nesta circunstância, e devido à colocação no próprio signo, Marte não produz a conhecida aflição de Marte ou «Kuja dosha». A relação com os filhos e com o cônjuge é no entanto afetada embora não a sorte da pessoa pois Marte lança aspeto para a 5ª, 8ª e  a 9ª casas mas é o regente da 9ª. Poderá no entanto haver dificuldade em sentir  os efeitos dessa sorte, com o aspeto agressivo para a 5ª casa.

A 4ª casa tem regência de Mercúrio, o  indicador primário do casamento. Contém o planeta Júpiter aí colocado, e também Rahu. Rahu está bem colocado por signo e Júpiter é o regente do Ascendente pelo que a 4ª casa recebe a influência positiva  de Júpiter, que também lança aspeto para a 8ª , formando um aspeto exato com Saturno. Este é o dispositor de Mercúrio, o  indicador primário do casamento e, por isso, Saturno influencia não apenas o destino geral do nativo (pelo aspeto exato com Júpiter, o regente do Ascendente) como também a atuação do indicador primário do casamento, pois determina o modo de atuar deste planeta.  Ora, Saturno rege  a 12ª casa, ocupada pelo seu signo Mooltrikona  e este é um fator de isolamento, indicando a dificuldade de cimentar laços com um parceiro, pois cria a perceção de isolamento e de separação em relação a ele e a outros aspetos da realidade (O sol está colocado na 12ª casa). Acresce a estas considerações que tanto Júpiter como Saturno estão no avastha da velhice, o que afeta a força do indicador primário do casamento, Mercúrio, pois este não consegue produzir efeitos superiores aos da força do seu dispositor.

Para o Ascendente Peixes o parceiro é visto a partir dos seguintes indicadores:  quando o parceiro é  uma mulher- analisamos a 7ª casa e o seu regente  e, secundariamente a 2ª, 4ª, 8ª e 12ª casas e a Lua e Vénus; quando o parceiro é um homem analisamos as mesmas casas e os planetas Sol e Júpiter. No nosso exemplo vamos analisar os dados para um parceiro feminino. Este será alguém com capacidades de comunicação., de discurso e de escrita, será socialmente influente e poderá dedicar-se ao ensino, à investigação científica ou trabalhar em alguma área  ligada ao uso da comunicação. Poderá ser instável, no sentido em que será irrequieto mentalmente, aborrecendo-se facilmente com as  rotinas e uma vida  estável, gostando de mudança e de se movimentar. O seu caráter retrógrado pode ser indicativo de uma pessoa que usa os dons de Mercúrio  de forma mais interiorizada para conhecer e pensar, mais do que se exprimir no plano externo. Também pode indicar fatores kármicos fortes na constituição do relacionamento e da vida em comum. Parece no entanto também que  esta parceira poderá abrir caminhos no plano social para este nativo, possuindo provavelmente um background social superior ao deste, sendo assim uma porta de entrada em círculos sociais novos e mais favoráveis para o nativo.

Para saber se o casamento será feliz, analisamos a 7ª casa e o seu regente como indicadores principais e, secundariamente, a 4ª, a 2ª, a 8ª e a 12ª , bem como a Lua e Vénus.  Pelo que referimos anteriormente, parece-nos claro que esta pessoa melhorará a sua condição social através do casamento, alcançando mais influência , status e dinheiro após o casamento. Por isso, em termos materiais, está indicada felicidade no casamento. Porém, o «cerco» do indicador primário por planetas funcionais maléficos como os regentes da 6ª e da 8ª casas indica que as primeiras impressões registadas sobre a felicidade do casamento poderão trazer muitas «amêndoas amargas» por arrasto pois a rutura, os desentendimentos, os conflitos e  o isolamento emocional  podem ser uma experiência constante nas interações entre este homem e o cônjuge. Além disso, questões financeiras, dívidas e gastos excessivos poderão ser um motivo recorrente nesses desentendimentos conjugais. A colocação do Sol na 12ª casa  também não ajuda pois aumenta a predisposição para o sentimento psicológico de isolamento e de separação em relação ao mundo.

Pela análise efetuada, parece-nos que este homem  enfrentará altos e baixos no que se refere ao casamento, estando indicadas experiências específicas de aprendizagem ao nível das parcerias pessoais e na utilização dos recursos, financeiros e interativos. O caráter exaltado de Saturno parece uma boa indicação de potencial de crescimento espiritual, talvez através de algumas experiências que conduzem a mudanças traumáticas no plano emocional- Saturno na 8ª casa- que implicam perdas e processos de renascimento emocional.  Mercúrio, o indicador primário do casamento, indica, pela natureza mutável e pela sua instabilidade conhecida, a forte possibilidade de mais do que um casamento ou ligação com características de vida em comum, ao longo da vida.

Usando o software recomendado observamos que o período dasha do planeta que é o indicador principal do casamento, Mercúrio,  ocorrerá apenas em 2056, fora do tempo útil . Observando a história pessoal deste homem, sabemos que teve um primeiro casamento quando estava ativo o dasha de Vénus e   durante o subperíodo de Ketu. Este primeiro casamento terminou durante o dasha da Lua e no  subperíodo lunar. O aspeto entre a Lua e Rahu é determinante de uma visão ilusória da realidade e tais ilusões são sempre passageiras com os nodos, acabando por trazer a pessoa à realidade e, neste caso, a Lua, como regente da  5ª casa, da consciência, trouxe a clara indicação disso. Este homem voltou a casar durante o dasha atual de Rahu, durante o subperíodo de Saturno. Trata-se de um relacionamento com uma forte carga kármica e, sempre que isto sucede, as pessoas envolvidas costumam ficar juntas pelo menos durante o tempo necessário para «esgotar» lições específicas conjuntas. O facto de Saturno estar no signo de exaltação  talvez ajude a tornar mais estável esta relação.

Vamos finalmente analisar a  divisional navamsa e ver  como estão colocados nessa varga os nossos indicadores para o casamento.

Confirmação pela Navamsa

Mário Santos

 

d-9 joaquim

Observamos esta divisional para ver como  estão colocados os indicadores principais do casamento na Navamsa. O Ascendente é o mesmo que na D-1, Peixes. Marte está em vargottama, colocado na 2ª casa no próprio signo, tal como na D-1. A Lua está exaltada no signo de Touro. Júpiter continua colocado na 4ª casa, em vargottama, acompanhado de Rahu e de Saturno.  Mercúrio , o indicador principal do casamento na D-1, continua a reger a 7ª casa na navamsa. Porém, está mal colocado, na 6ª casa. Vénus, regente da 8ª casa, tanto na D-1 como na navamsa, está colocado na 7ª casa, o que é indicador de infelicidade no casamento e nas parcerias pessoais ou, pelo menos, de uma vida difícil do cônjuge, ou problemas crónicos de saúde deste.

Saturno está colocado na 4ª casa. Sendo regente da 12ª casa, que indica perdas e isolamento, Saturno está colocado na casa da segurança e da felicidade pessoal, bem como do meio doméstico e isso indica fortes probabilidades de os objetivos de segurança emocional e de felicidade subjetiva ou de contentamento pessoal dificilmente serem atingidos através do casamento ou de outras parcerias.

Assim, globalmente, podemos considerar que este horóscopo indica que a área do casamento  será um palco de aprendizagem de lições específicas no desenvolvimento e evolução espiritual desta pessoa mas que a felicidade através do casamento não será fácil de atingir para esta pessoa, ainda que possa contribuir para a melhoria dos aspetos materiais da sua vida.

Deixe um comentário