Saúde e Longevidade- Ascendente Peixes

cami

Para concluir a análise exemplificativa da Leitura das áreas de vida para o Ascendente Peixes, continuamos a analisar o horóscopo do nosso ponto de partida, hoje  interpretando os indicadores da saúde e  da longevidade.

Longevidade

Na Astrologia  Jyotish o cálculo da longevidade foi desde sempre considerado um aspeto essencial pois partia-se do princípio de que o  cálculo dos efeitos de todos os  períodos dasha e antardasha (período principal e sub períodos) dos planetas era inútil se a pessoa tivesse uma matriz de vida curta . Nas épocas  em que estes cálculos, bastante complexos sem o auxílio de computadores, eram morosos, esta preocupação era justificada. Hoje deixou de ter tanta relevância, não só porque o software faz os cálculos  de imediato mas também porque as condições de saúde e as possibilidades da medicina atual alteraram muito  algumas condições que, no passado, eram consideradas irrevogáveis. Por isso deixamos aqui o exemplo desta análise como orientação geral  que não deve ser vista como uma fatalidade mas antes como uma tendência que, como tal, pode ser modificada, sobretudo por condições de vida mais saudáveis e por um acesso razoável a cuidados de saúde.

No horóscopo que analisamos,  e para o Ascendente Peixes em geral, a longevidade vê-se a partir do estudo da 8ª casa do horóscopo como fator principal e, como indicadores secundários, observamos a 1ª e a 12ª casas e Saturno. Pode consultar aqui  todos os significadores das áreas de vida para este Ascendente.

No  nosso exemplo analisamos Vénus , o regente da 8ª casa e a 8ª casa. Vénus está colocado na 10º casa, na qual se encontram também a Lua e Rahu, estes em conjunção próxima mas distanciados mais de 10º de Vénus. Vénus recebe o aspeto de Júpiter, o regente do Ascendente, bem colocado pois  está em aspeto com o seu signo Moltrikona e é o dispositor de todos os planetas que se encontram na 10ª casa, sendo um aspeto protetor. Saturno está colocado na 8ª casa e, sendo o  karaka (planeta que representa ou significa) da longevidade, indica boa longevidade, estando, para além disso, no signo de exaltação. Há no entanto um aspeto menos positivo e que é o facto de Saturno ser o regente da 12ª casa e, por esse facto, ter uma ação negativa sobre a longevidade. A 8ª casa recebe o aspeto de Marte, colocado na 2ª casa no seu signo Mooltrikona e , apesar de estes dois maléficos estarem dignificados pela posição por signo, ocupam duas casas relacionadas tradicionalmente com a morte (a 2ª casa é uma casa «maraka» isto é, o seu regente é capaz de infligir a morte). Marte está fragilizado, como referido em artigos anteriores e tende a ter uma ação mais negativa do que positiva e Saturno é um planeta maléfico funcional para este Ascendente.

Observamos seguidamente a 1ª casa, ocupada pelo signo de Peixes e a primeira coisa que salta à vista é o facto de estar cercada por dois maléficos naturais: o Sol, que também é um funcional maléfico para este Ascendente, devido à regência da 6ª casa, e Marte, funcional benéfico para este Ascendente mas ainda assim, a sua natureza maléfica natural e a sua condição fragilizada podem fazer danos. Assim, este Papakartari yoga afeta negativamente a saúde embora não reduza necessariamente  a longevidade. Não existem outros aspetos para o Ascendente.

A 12ª casa  tem a regência de Saturno, colocado na 8ª casa o que, para a longevidade, não é muito positivo ; colocado na 12ª casa está o Sol, regente da 6ª casa,  o que também afeta a saúde de forma negativa. Esta pessoa até pode viver bastante mas a sua saúde poderá ser bastante frágil. Saturno tem aqui duplo papel pois é simultaneamente o regente da 12ª casa e um  indicador secundário da longevidade. Durante o seu período dasha e subperíodos, a saúde pode ressentir-se dramaticamente.

Usando o software recomendado vemos que , no horóscopo de Mário Santos , o dasha de Vénus, o determinante principal da longevidade,  decorreu entre os anos de 1960 e 1980, durante a infância e adolescência até à entrada na idade adulta. O dasha de Júpiter, regente da 1ª casa, ocorrerá entre 2021 e 2037  e o dasha de Saturno ocorrerá entre 2037 e 2056. No final do dasha de Júpiter, este homem terá 82 anos pelo que consideramos provável que o final da existência ocorra no dasha de Saturno e no primeiro subperíodo, também com regência de Saturno . Este planeta indica problemas desafiadores ao nível da saúde e o primeiro subperíodo em cada dasha tem fama de ser negativo. Este subperíodo terminará em outubro de 2040. Outro subperíodo relacionado será o de Vénus, o indicador principal da longevidade e que decorrerá entre 2044 e abril de 2047. Olhando para o trânsito dos planetas, no entanto, vemos que, em novembro de 2043 , no subperíodo de Ketu, colocado na 4ª casa (que significa o «fim de todas as coisas» e também da existência,) Saturno regressa à posição natal, no signo de Balança e esta é uma data muito dinâmica desafiadora. Nesta altura Vénus também está de regresso à posição natal e Ketu transita pela 7ª casa, uma casa maraka, ao mesmo tempo que Rahu transita pelo Ascendente.  Este será, pelo menos, um período bastante desafiador no final da vida, se não marcar o final da existência.

 

Saúde Geral

Para o Ascendente Peixes a saúde analisa-se pela 6ª casa e, secundariamente, a 1ª casa , o Sol, Marte e a Lua.

A 6ª casa tem regência do Sol e este, como vimos, está colocado na 12ª casa. Esta é uma posição desfavorável para a saúde, indicando fragilidade nesta área e doenças do ânus, problemas de visão e de audição, sobretudo no lado esquerdo. A posição do regente da 12ª casa na 8ª pode ainda indicar doenças de origem sexual. A 6ª casa não recebe aspetos de nenhum planeta à exceção do seu regente. Este está em signo inimigo e, por isso, vê a sua capacidade de proteger os assuntos da 6ª casa limitada pelo regente da 12ª, Saturno, também mal colocado na 8ª casa.

A 1ª casa, ocupada pelo signo de Peixes, não contém planetas colocados nem recebe aspetos e, não estando ocupada por um signo Mooltrikona, a sua força é apenas média. Quanto ao Sol, como vimos, está colocado desfavoravelmente,  o que duplica o seu caráter negativo pois é simultaneamente o regente da 6ª casa e  um indicador secundário para a saúde. A pessoa terá uma quantidade de energia baixa , e essa falta de vitalidade para se manifestar no mundo repercute-se em todas as áreas da existência.

Marte está colocado na 2ª casa e em aspeto com Saturno  e este aspeto entre os dois maiores maléficos indica propensão para acidentes, devido à fragilidade de Marte pelas razões já referidas. Assim, apesar de Marte ser o regente da 9ª casa, a sua fragilidade impede  a pessoa de ter verdadeira sorte a manifestar-se na sua vida.

Finalmente, a Lua padece de uma aflição irremediável devido à conjunção com Rahu, o que diminui substancialmente a sua capacidade para manifestar a sorte e a sua condição de yogakaraka para este Ascendente pois o seu brilho é «apagado» pela sombra de Rahu. A instabilidade mental provocada por esta conjunção pode ser difícil de enfrentar e afeta pelo menos o sentimento de bem estar psíquico. Esta pessoa tem sofrido  desde muito jovem  de problemas gástricos causados por stress e nervosismo  e isso afetou muito  a sua capacidade de afirmação nas diversas áreas de vida.

 

Confirmação pela Divisional Hashthamsa

Mário Santos

C Branco, Portugal

mario santos D-6

 

Vamos agora analisar  a carta divisional que se refere à saúde, a D-6 ou hashthamsha para ver se a análise do horóscopo é confirmada nesta varga:  o indicador principal da saúde, o Sol, está colocado na 2ª casa desta varga o que é uma colocação  pouco positiva  mas compensada pelo facto de estar exaltado no signo de carneiro. Júpiter, o regente  do Ascendente tanto na D-1 como nesta varga, está colocado na 7ª casa, uma casa kendra, lançando aspeto para o Ascendente que, desse modo, pode proteger. Marte e a Lua estão ambos no signo de Carneiro, na 2ª casa. A colocação por casa não é a melhor mas a colocação por signo é boa. A Lua está bem colocada neste signo e Marte ocupa o seu signo Mooltrikona. Vénus , um indicador importante para a longevidade, está excelentemente colocado na 5ª casa e Saturno está colocado com Júpiter na 7ª casa, num signo amigo.

Concluindo, parece-nos que este homem, que tem um horóscopo difícil na generalidade das áreas de vida, poderá ter uma vida medianamente saudável , sobretudo se aprender a gerir as tensões causadas pelas energias em conflito  e se aproveitar as oportunidades de  desenvolvimento interior e espiritual que lhe permitam atingir a paz interior.  O seu é um horóscopo cujas potencialidades mais positivas se dirigem para o crescimento interior e/ou metafísico, e a escolha de um caminho de vida relacionado com esta orientação pode melhorar bastante  o seu sentimento de harmonia e de aceitação das suas condições de existência e, com isso, viver também uma vida mais saudável.

 

Deixe um comentário