Gaja Yoga

abund

Este é um yoga auspicioso que se forma a partir da relação  dos regentes de algumas casas do horóscopo: o regente da 9ª casa a partir da 11ª- contando as casas que separam a 11ª da 9ª verificamos que é a 7ª casa a partir do Ascendente-  deve estar colocado na 11ª casa em conjunção com a Lua e deve ainda receber o aspeto do regente da 11ª casa.

Os efeitos deste yoga são previsíveis, atendendo à associação entre a casa dos ganhos e da realização dos desejos- a 11ª – e a 9ª- casa da sorte e da fortuna. Assim, a tradição afirma que a pessoa que tem este Yoga será rica e feliz através da vida e terá muitas posses (na linguagem dos antigos, isto traduzia-se por «comandará gado, cavalos e elefantes», o que também pode ter uma conotação com uma posição elevada de liderança militar). A mesma tradição também refere que este yoga opera especificamente entre os 20 e os 29 anos, o que parece ser um pouco inconsistente com a garantia de que a pessoa «será rica e feliz ao longo da vida». Comentando este aspeto, B. V. Raman, em Three Hundred Important Combinations lembra que, se os planetas  e as casas envolvidos no yoga  forem fortes, e se os seus períodos dasha/antardasha ocorrerem no tempo previsto, a pessoa continuará a sentir os efeitos deste yoga porque ele será muito poderoso e capaz, nessas circunstâncias, de oferecer os seus bons resultados ao longo da vida. Um yoga com planetas mais fracos ou cujo período dasha ou antardasha não ocorra na idade prevista para a sua ativação, produzirá efeitos menores ou mesmo nulos, embora seja de esperar que pelo menos o subperíodo  de um dos planetas ocorra , podendo, no entanto, isso ser insuficiente para a produção dos efeitos globais do yoga. Efeitos menores poderão ocorrer com o trânsito dos planetas envolvidos no yoga pelas posições  de nascimento.

Este yoga não deve confundir-se   com o yoga mais conhecido de Gaja Kesari.  Não é desse yoga que falamos neste artigo.  Este é um  yoga menos conhecido e também difícil de encontrar com todas as condições referidas, o que torna mais difícil comprovar os seus efeitos pois o próprio B. V. Raman, ao falar deste yoga na obra referida, não conseguiu encontrar, apesar da sua vastíssima experiência, um horóscopo que respeitasse todas as condições mencionadas acima. Deste modo, apesar de podermos compreender facilmente os efeitos desta combinação, devido às casas que entram em interação no yoga , ficamos sem poder justificar plenamente porque é que o yoga só se ativa exatamente entre os 20 e os 29 anos nem como é que, apesar disso, pode produzir efeitos  «ao longo da vida».

Leave a Reply