Dwadasa Sahodara Yoga

irms

Este é um yoga curioso. Forma-se quando o regente da 3ª casa está colocado numa casa kendra e Marte, exaltado , está colocado em conjunção com Júpiter,  numa casa trikona contada  a partir do regente da 3ª casa ( isto é , está colocado a 5 ou 9 casas de distância).

Quanto aos resultados, o nativo será o 3º de entre 12 irmãos. Este é um yoga raro, não apenas porque só é possível para os Ascendentes  Gémeos, Leão, Escorpião, Sagitário e Peixes, mas porque é hoje muito raro, pelo menos no ocidente, que uma pessoa tenha 12 irmãos.

Para os Ascendentes referidos, como faz notar o dr. B.V. Raman (300 important Combinations)  o regente da 3ª casa está colocado numa casa kendra enquanto Marte ocupa o seu signo de exaltação, Capricórnio, estando conjunto com Júpiter (este, por seu lado, debilitado neste signo). A razão pela qual o yoga se forma apenas para estes signos Ascendentes é que, nos restantes, não é possível o regente da 3ª casa estar colocado numa casa kendra e Marte, exaltado ( o que só acontece no signo Capricórnio) estar, por sua vez numa casa trikona em relação àquele.

Este é mais um yoga fortemente marcado pelas condições sociais e culturais dos autores que fundaram a Astrologia Jyotish, há mais de 5 mil anos. Nesses tempos, o número de irmãos e a posição entre eles tinha enorme relevância para o indivíduo, condicionando o seu desenvolvimento e as suas condições de crescimento na relação nem sempre fácil com os irmãos, os direitos de cada um e os seus deveres, mas que hoje é mais  um motivo de curiosidade intelectual do que um instrumento de relevo nas previsões astrológicas. Mas isso não deve, porém, ser motivo de menosprezo  por parte dos leitores. Em cada época, as pessoas valorizam coisas diferentes de acordo com as estruturas de funcionamento e a organização social e  hoje essa organização mudou, não deixando , no entanto, de ser útil a informação deixada pelos autores clássicos da Astrologia Jyotish.

Leave a Reply