Matrunasa yogas

mãe

Este é um yoga maléfico para a mãe. Consideram-se dois yogas com este nome:

  • A Lua está associada com ou cercada por planetas maléficos (um na casa anterior à da posição da Lua, o outro na casa posterior). Assim, ou estamos perante um Papakarthari yoga ou a Lua está em conjunção com planetas maléficos ou em aspeto com estes;
  • Nesta configuração, temos em conta as posições na varga navamsa: vemos onde está colocado, nesta divisional, o regente da 4ª casa; por sua vez, o planeta que rege essa casa deverá estar colocado, também na divisional navamsa, na 6ª, 8ª ou 12ª casa.

Quanto aos resultados, este é um yoga que indica especificamente a morte  prematura da mãe.

Comentando este yoga, o Dr. B.V. Raman (300 Important Combinations) refere várias gradações que determinam o tempo da morte da mãe: Se ,na 1ª configuração, todas as condições estiverem presentes, a morte da mãe dar-se-á de imediato após o parto; se a Lua estiver conjunta com um maléfico como ,por ex., Saturno mas, ao mesmo tempo receber o aspeto de Júpiter, ou se estiver colocada na 4ª casa onde tem força acrescida e receber o aspeto de um maléfico e um benéfico, o yoga para morte prematura está lá mas o tempo desse evento é retardado.

A segunda configuração apresentada mostra a aflição do regente da 4ª casa. Esta condição, acrescentada à relação da Lua com um planeta maléfico nas circunstâncias referidas, torna inevitável a morte prematura da mãe.

Assim, analisando as duas configurações apresentadas, torna-se óbvio que a 1ª é mais forte do que a 2ª  e que esta se acrescenta à 1ª para a tornar mais irrevogável.  Assim, quando se está na presença apenas da 2ª configuração, esta sem dúvida não favorece a mãe nem a sua saúde, felicidade ou sorte mas, quanto a nós,  só por si não indica necessariamente a morte muito prematura da mãe.  A primeira configuração indica esse evento e a 2ª  não favorece a longevidade materna mas é menos determinante em relação a ela.

Leave a Reply