Bahuputra Yogas

                                      filh                          

Este é mais um yoga afetando a 5ª casa.  Há diferentes configurações para  o yoga.

  • Quando Rahu está posicionado na 5ª casa e está num navamsa que não pertence a Saturno;
  • O mesmo yoga ocorre quando o regente do navamsa no qual está colocado um planeta  associado com o regente da 7ª casa,   está colocado na 1ª, 2ª ou 5ª casa.

O resultado do yoga é que a pessoa terá um número elevado de filhos.  Não deixa de ser surpreendente este resultado, atendendo à presença de Rahu na 5ª casa e ao seu caráter maléfico. Trata-se de uma exceção.

No comentário a este yoga o Dr. B. V. Raman (300 Important combinations) refere-se  a esta exceção, explicando que Rahu não é prejudicial neste caso porque não está colocado no navamsa de Saturno. É quando está aí colocado que se manifesta o seu caráter maléfico nesta matéria. Os leitores poderão saber qual o navamsa em que está colocado Rahu num certo mapa de nascimento ou outro planeta qualquer consultando a tabela que facultamos ou , simplesmente, usando o software como o Jaganatha Hora, gratuitamente disponibilizado pelo seu autor , olhando para o relatório de posição dos planetas que indica a colocação de cada um na divisional navamsa.

Quanto à configuração 2) , apesar de parecer um pouco difícil de perceber, pode descrever-se em passos simples: quando o regente da 7ª casa está associado com um planeta, observamos qual  é o navamsa onde esse outro planeta está colocado e  depois vemos se o planeta que rege esse navamsa está, por sua vez, colocado na 1ª, 2ª ou 5ª casa.

Note-se que, em tempos antigos (e mesmo hoje) na Índia, era considerado bom ter muitos filhos ( a economia familiar dependia bastante do nº de braços disponíveis para trabalhar para o sustento). Mas a associação entre ter muitos filhos e ter uma boa vida, hoje nem sempre se faz, sobretudo no Ocidente  e apesar da enorme crise demográfica que assola os países da Europa. A maioria das famílias dá-se por feliz com um ou dois filhos. Sinais dos tempos!

Leave a Reply