Aspetos dos Planetas

aspe

Neste artigo falamos dos aspetos dos planetas (dristhis).

Os planetas que lançam aspeto uns para os outros  são referidos tradicionalmente como estando a  «olhar, a ver , isto é, a focar a sua atenção no outro planeta, estabelecendo uma conexão «visual» com ele. Estes aspetos distinguem-se da conjunção ou «yuti», que é a partilha da mesma casa/signo por dois ou mais planetas.

Na Astrologia Jyotish, os planetas formam aspetos com outros planetas e também com outros signos ou casas do horóscopo. Aliás, os próprios signos lançam aspeto uns para os outros, de acordo com algumas regras de que falaremos em outro artigo.

Um planeta que lança um aspeto para uma casa ou outro planeta lança um raio energético pelo qual concentra a sua atenção ou «olhar» sobre esse planeta ou casa. A tradição diz que ele «vê» esse planeta ou casa. Um planeta que «olha» para a casa que rege torna essa casa mais forte e quando está colocado na casa que rege aumenta ainda amais a força dessa casa.

Natureza dos Aspetos  dos Planetas

SaturnoLança aspeto para a 3ª, 7ª e 10ª casas a partir de si próprio. Segundo a regra geral, as casas (e planetas colocados nessas casas) que recebem o aspeto de Saturno representam áreas da nossa vida que precisam de ser «iluminadas», em que é preciso trabalhar de forma disciplinada e mesmo dura, para transformar o véu de ignorância em sabedoria experiencial. Os planetas que se encontram nessas casas terão que enfrentar provas que implicam obstruções, atrasos, negação, nas áreas que representam no horóscopo como parte da aprendizagem kármica essencial da existência.  As áreas significadas pelas casas que recebem o aspeto de Saturno são aquelas em que temos que melhorar significativamente nesta vida através do trabalho e do esforço árduo,  não apenas nem necessariamente de forma física mas efetuando todas as transformações internas necessárias para atingir os objetivos necessários do nosso . crescimento individual.

As casas que Saturno rege definem o tipo de «trabalho» que cada um tem que efetuar para alcançar essa melhoria e aprendizagem kármica: se Saturno rege a 1ª e a 2ª casas, por ex., o foco do trabalho será o próprio indivíduo, o desenvolvimento das suas competências e recursos, a capacidade de autonomia para assegurar as necessidades da sobrevivência, acumulando suficientes bens materiais  para o efeito mas também a capacidade para desenvolver outro tipo de recursos- espirituais- que lhe permitam ultrapassar a pura dimensão material da vida. E Saturno testará o indivíduo através das áreas representadas pelas casas para onde «olha» e planetas aí colocados.

Júpiter Lança aspeto para a 5ª, 7ª e 9ª casas a partir de si mesmo. Os aspetos para a 5ªe a 9ª casas a partir de si mesmo indicam as áreas de vida que recebem «créditos benéficos» por ações passadas  e que, por isso, são facilitadas nesta vida (purva punya). As áreas ou planetas que recebem o aspeto de Júpiter tornam-se mais fáceis, leves, realizam-se na vida da pessoa sem muito esforço e, mesmo quando é preciso trabalhar bastante, a sensação de peso ou obrigação não é sentida.  Assim, se a pessoa tem a sorte de ter Júpiter em aspeto com Saturno, todo o trabalho que este impõe na vida da pessoa se torna mais fácil de realizar. Júpiter, neste caso, não evita o trabalho, apenas dá à pessoa o entusiasmo e a energia para o realizar sentindo-se feliz por isso.

Rahu-  Existe alguma controvérsia acerca dos aspetos lançados pelos nodos. Há quem defenda que estes não lançam aspetos, uma vez que não possuem massa física; outros defendem que ambos lançam aspetos e outros ainda consideram que apenas Rahu lança aspetos. Esta posição parece-nos justificável, atendendo ao caráter passivo e inerte de Ketu na  área em que se encontra.

Rahu lança aspeto para a 5ª, 7ª e 9ª casa  a partir de si mesmo. Os aspetos lançados para a 5ª e a 9ª casas a partir de si mesmo indicam os «débitos kármicos» que trazemos para esta vida,  pelas ações egoístas que realizámos anteriormente e que é preciso compensar nesta vida.  Deve ter-se em conta que o movimento dos nodos, exceto quando fica estacionário direto, em algumas ocasiões, é sempre retrógrado  (para trás) por isso deverá ter-se em conta esse facto ao analisar os aspetos de Rahu.

Marte–  é um «filho da Terra», representando o potencial de sucesso individual através do uso da energia física  e da força motivacional gerada pela dimensão física e fisiológica , a coragem para competir por «um lugar ao Sol» no mundo terreno e conquistar uma nova vida, livre dos constrangimentos do passado e fruto do mérito pessoal em inovar, conquistar, lutar.. . Lança aspeto para a 4ª, 7ª e 8ª casas a partir de si mesmo. As casas para as quais lança aspeto representam as áreas de vida nas quais é permitido ao indivíduo inovar e conquistar um sucesso individual nesta vida. A força dos aspetos lançados por Marte é de 100% no aspeto de 4ª e 8ª casa e de 25 % no aspeto de 7ª casa.

O aspeto de 4ª casa de Marte representa a ação que permite proteger tudo o que nos faz «sentir em casa», faz-nos lutar para defender as nossas origens, a  nossa segurança mais primordial . Permite ação direta sobre tudo o que se opõe ao nosso sentimento de segurança e nos permite criar raízes no mundo terreno, fazendo o que é preciso: comprar ou edificar uma casa, adquirir um  veículo, trabalhar a terra de que somos «proprietários», etc.

O aspeto de Marte de 8ª casa significa a luta para superar medos , o desconhecido que mais tememos: a 8ª casa a partir de Marte representa os nossos maiores medos e Marte simboliza a força e a valentia de combater esses medos e a energia que permite superá-los. Essa casa também nos diz qual a natureza  das emergências ou situações- limite que enfrentaremos  nesta vida e a força  de Marte no horóscopo permite saber se a vitória sobre eles será alcançada.

Quanto aos aspetos do Sol, Lua, Mercúrio e Vénus, estes lançam aspeto para a 7ª casa/ signo a partir de si próprios  e todos os planetas aí colocados.  Quando existem planetas em ambas as casas referidas, diz-se que os planetas «se olham mutuamente» isto é, estão mutuamente em aspeto uns com os outros.

Para ajuizar acerca dos efeitos dos aspetos, é preciso ter em conta a amizade, neutralidade  ou inimizade entre os planetas: por ex., o Sol tem como  grandes inimigos Saturno e Rahu ; Mercúrio é neutro em relação a todos os outros planetas. Poderá ver a tabela completa das relações naturais entre os planetas aqui. O que ressalta do que dissemos é que, se por um lado Mercúrio, quando entra em aspeto com outro planeta, não contribui para piorar os efeitos das energias presentes, já quando dois planetas inimigos estão em aspeto, as suas energias dissonantes em conjunto tornam-se ainda mais maléficas nos efeitos.

Em outros artigos falaremos dos aspetos específicos de cada planeta.

 

3 thoughts on “Aspetos dos Planetas”

  1. Boa tarde,

    Procurei mas parece-me que não encontrei o seguimento deste artigo … refiro-me aos aspetos dos planetas que ainda faltam netse artigo descrever: Lua,Venus, Ketu, Mercurio e Sol.

    Obrigada 🙂

    1. Ketu tem os mesmos aspetos que Rahu, contados, evidentemente, a partir da posição em que se encontra. Quanto ao Sol, Lua, vénus e Mercúrio apenas lançam aspeto para a 7ª casa a partir da qual se encontram (e planetas que aí se encontrem) e para aqueles com os quais estejam em conjunção na mesma casa, numa orbe de 5º . O artigo incidiu principalmente sobre os aspetos especiais de alguns planetas.

Leave a Reply