Glossário Astrológico- Angular

Angular capa O termo «angular» tem várias aplicações em Astrologia. Por exemplo, um «ângulo» do horóscopo refere-se a uma das 4 casas angulares  também designadas por Kendra–  as casas 1, 4, 7, 10. As casas angulares são consideradas a estrutura básica que sustenta o horóscopo ou o seu «esqueleto». A discussão permanece entre os estudiosos e astrólogos sobre se são as casas kendra ou as trikona – 1, 5, 9- que são as mais auspiciosas. Mas, na determinação dos eventos fundamentais da existência as casas angulares estão em geral sempre envolvidas de uma forma ou de outra, seja por trânsito de planetas importantes, seja  pela ativação do período dasa/antardasa dos seus regentes. Angular também se diz da distância entre dois pontos ou planetas do horóscopo, referindo-se ao arco  da distância em graus que separa esses dois planetas ou pontos.  O Zodíaco é um contínuo de 360º e todos os elementos no contexto do Zodíaco mantém um certo tipo de relação referente à distância entre um e outro, medida em graus e minutos. Essa distância determina tipos de influência  e de força dessa influência que estão tipificados nos chamados «aspetos». Estes são mais ou menos relevantes de acordo com o «ângulo» de distância entre eles. A distância angular entre os planetas pode ser medida de forma estática, quando consideramos por ex., o momento do nascimento e a posição de todos os elementos do Zodíaco nesse momento e num certo local em que se deu o nascimento; ou de forma dinâmica, como quando observamos a relação entre planetas que estão a mover-se (trânsitos) e os ângulos que formam em relação uns aos outros. Observamos ainda a angularidade que os planetas em trânsito (incluindo os regentes do período dasa/antardasa) formam em relação por ex., à posição que tinham no nascimento e outros pontos importantes do horóscopo. Também se fala da distância angular de um planeta, referindo-se este conceito à distância  em graus e minutos que um planeta percorre durante um dia no Zodíaco separando-se deste modo de um certo ponto para ocupar outro. Esta distância angular não é sempre  a mesma devido ao fenómeno de retrogradação dos planetas e outros fatores astronómicos. Apenas a Lua e o Sol nunca ficam retrógrados sendo em geral  a distância angular  do Sol de 1º e a da Lua uma média de 12,5º o que faz com que o sol esteja num signo cerca de um mês e a Lua leve cerca de 28 dias a transitar um signo. Já Marte leva cerca de 49 dias, Mercúrio e Vénus demoram cerca de um mês , Júpiter demora cerca de um ano, Saturno dois anos e meio, Rahu e Ketu um ano e meio.  Estes são tempos médios, havendo alterações deste tempo médio em certos momentos, devido  aos fenómenos referidos. A distância  angular de um planeta é  um dos aspetos mais essenciais para se poderem fazer previsões, tanto a nível da Astrologia horária (Prashna)  como a longo e a médio termo. A consulta das «Efemérides» que apresentam as movimentações diárias dos planetas pelo Zodíaco é essencial para saber qual é a distância angular de um planeta num cero momento e o cálculo dos pontos do horizonte  e do meridiano são igualmente fundamentais para podermos situar no tempo a influência causada por essa distância angular e observar como ela atinge o horóscopo num certo ponto do espaço terrestre.

Deixe um comentário