Efeitos Gerais dos Antardasa no Dasa de Ketu 5

merc

 Antardasa de Mercúrio

Este é o chida-dasa do Dasa de Ketu o período que põe fim a este Dasa e  indica a libertação de tudo o que já não serve para promover um são desenvolvimento do indivíduo. Este período dura 12 meses e tem efeitos mais efetivos a partir dos 32 anos, idade de maturação de Mercúrio. Para avaliar este período procedemos como habitualmente, analisando a casa de colocação de Mercúrio, as casas que rege, os aspetos que recebe na posição de nascimento, o nº de casas que o separam de Ketu, o regente do Dasa e os trânsitos que o influenciam durante o antardasa.

Neste subperíodo lentamente a pessoa emerge da letargia de Ketu e começa a fazer planos para concretizar no próximo Dasa. O habitual processo de raciocínio e argumentação de Mercúrio torna-se, no Dasa de Ketu, conversa interior que pode dissipar-se porque os processos de desligamento de Ketu impedem o foco em ações realmente organizadas em volta de objetivos virados para o futuro. Assim, neste período pode haver bastante irrequietude mental, acompanhada da dificuldade para traçar planos claros e logicamente orientados. Quando Ketu e Mercúrio estão separados por um número de casas favorável, a incapacidade para pensar de forma logicamente clara pode ser compensada por uma compreensão intuitiva que alcança os mesmos resultados. Se o ângulo entre ambos for desfavorável, pode haver esgotamento mental ou emocional, com grande dificuldade em interagir com os outros e comunicar com eles.

Tal como acontece com Saturno, sendo Mercúrio um planeta karaka da 10ª casa, quando rege esta casa a partir do Ascendente, da Lua ou  a 10ª da varga Navamsa, este período pode trazer elevação profissional a um cargo de responsabilidade  e liderança, podendo ainda permitir alguma promoção significativa. Os resultados serão tanto melhores quanto mais bem posicionado Mercúrio estiver na carta natal.

Os períodos de Mercúrio podem indicar casamento, desde que Mercúrio tenha a regência da 1ª ou 7ª casa na navamsa e haja um trânsito de Rahu/Ketu por um dos eixos primários do horóscopo.

Quando Rege a 2ª casa (Ascendente Touro ou Leão) ou a 7ª casa (Ascendente Sagitário ou Peixes) Mercúrio pode assumir qualidades maraka e indicar o final da existência, desde que confirmado pelo resto do horóscopo.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos deste antardasa:

Quando Mercúrio está colocado numa casa kendra ou trikona, no próprio signo ou no signo de exaltação, no seu período haverá diversão, ganho de poder e de influência  sobre uma comunidade, ganho de riqueza financeira e de terras, nascimento de um filho, celebração de cerimónias religiosas como casamento súbito, bem-estar na família, atos de caridade realizados pelo nativo, ganho de roupas e ornamentos.

Quando Mercúrio está associado com o regente da 9ª ou da 10ª casa, no antardasa haverá associação com pessoas de saber , golpes de sorte, prazer em ouvir discursos religiosos.

Quando Mercúrio está associado com Saturno ou Marte; ou quando está associado com Rahu na 6ª, 8ª ou 12ª casa, o subperíodo traz antagonismo com oficiais do governo, destruição de riqueza financeira, roupas, veículos, e outros bens e o nativo terá que residir na casa de outros.

Quando Mercúrio está numa casa kendra ou trikona ou na 11ª casa a partir do regente do Dasa, no período haverá boa saúde, felicidade vinda de filhos, opulência e glória, boa comida e boas roupas e ornamentos, grandes lucros nos negócios.

Quando Mercúrio está fraco e colocado na 6ª, 8ª ou 12ª casa a partir do regente do Dasa, haverá sofrimento, infelicidade e problemas e perigo vindo do governo no início do antardasa; mas, no meio do período, haverá visitas a lugares sagrados.

Quando Mercúrio rege a 2ª (Ascendente Touro e Leão) ou a 7ª casa (Ascendente Sagitário ou Peixes) no antardasa haverá medo de morte prematura, quando confirmado pelo resto do horóscopo.

Quanto ao timing dos eventos, haverá alguns bons efeitos no início do período, efeitos ainda melhores a meio e efeitos infelizes na parte final do antardasa.

Efeitos Gerais dos Antardasa no Dasa de Ketu 4

sat

Antardasa de Saturno

Este subperíodo dura 13 meses e produz efeitos mais efetivos após os 36 anos, idade de maturação de Saturno. Para avaliar os seus efeitos, temos em conta a casa onde Saturno está colocado, as casas que rege, o nº de casas que o separam do regente do Dasa- Ketu- os aspetos recebidos na posição de nascimento, os trânsitos que o influenciam no subperíodo.

Neste subperíodo o otimismo  jupiteriano do período anterior  muda em geral bastante, surgindo agora um tom mais cinzento de ceticismo. Ao invés da intuição, aparece o sentido pragmático das regras fixas e institucionais e a autodisciplina férrea. Este período traz a dissolução simbólica da individualidade pessoal, que fica submergida pela formalidade das regras sociais , o que tem por consequência o esvaziamento da vida psicológica interior, promovida pelo desapego de Ketu. Assim, a pessoa sente-se um pouco como um robô sem força interior nem «alma» para se focar no que faz e vive, sendo conduzida pela exterioridade das exigências da vida material externa em relação à qual se sente desligada. Não é um período fácil para os que têm que trabalhar e mostrar cumprimento de objetivos nessa área ou assumir as responsabilidades da vida familiar e social. Ainda assim, a maioria conforma-se (Saturno) e faz «o que tem que ser feito»  mas sem uma verdadeira entrega pessoal  e sem sentir realização pessoal autêntica. Para os que têm Saturno separado de Ketu por 6 ou 8 casas, um sentimento de exaustão acompanha este processo de «fazer o que deve ser feito» sem qualquer entusiasmo interno e com um grande sentimento de que a vida é um pesado fardo de deveres. Segundo parece, esta perceção torna-se menos difícil à medida que se envelhece e depois dos 36 anos.

Para os signos Ascendentes Leão e Virgem   este subperíodo pode ser um pouco difícil pois a regência da 6ª casa por Saturno pode trazer, neste período, uma experiência punitiva para aqueles que, no passado, não cumpriram compromissos ou deveres no relacionamento com os parceiros (traíram, quebraram a confiança de outros, negligência, etc.) Assim, o divórcio, a quebra de uma parceria de negócios, podem ocorrer com consequências que penalizam o nativo.

As crenças e as convicções são duramente postas à prova neste período, obrigando a pessoa a ser realista e a confrontar aquilo em que acredita com os factos da experiência de vida. A perceção idealizada de todas as áreas de vida normalmente desaparece revelada por uma perspetiva mais amarga que perdeu «as ilusões». Esta perda da «realidade idealizada»  é em geral muito dura porque faz sentir que tudo aquilo em que se investiu e acreditou afinal não valia nada e  o que sobra é um abismo vazio que deixa a pessoa órfã de fé e de esperança.

Os nativos com Ascendente Leão poderão experienciar, neste antardasa, situações de doença, discórdia conjugal, dívidas, desentendimentos no local de trabalho, etc.; os nativos de Ascendente Caranguejo poderão sofrer com a perda de ilusões de segurança relacionados com os bens do parceiro e da família deste, com a dependência emocional em relação ao parceiro de vida, (muitas vezes pela descoberta de assuntos ou bens escondidos)  aprendendo a dura lição de que depositar o seu sentimento de segurança nos outros é pouco fiável e  que deverá  obter esse sentimento de si mesmo; para os nativos com Ascendente  Carneiro há em geral a necessidade de se retirar do mundo por um período e estar por sua conta, embora se mantenham em geral as amizades mais próximas.

Quando Saturno rege a 10ª casa do horóscopo, ou a  10ª casa da Navamsa ou a 10ª a partir da Lua, no seu antardasa  Saturno pode elevar o nativo a uma posição de liderança na carreira mas acompanhada de responsabilidades e trabalho acrescido. Quanto mais bem posicionado estiver  Saturno no horóscopo mais este efeito é positivo e significativo.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos deste antardasa:

Quando Saturno não está dignificado no horóscopo  e está fraco, o seu antardasa traz  sofrimento para o próprio e para a família, agonia, perda de riqueza financeira devido a multas, taxas ou impostos, abandono do posto de trabalho atual, viagens forçadas para país  estrangeiro, perigo de ladrões em viagem. Porém, também traz aumento de riqueza na forma de gado.

Quando Saturno está colocado na 8ª ou 12ª casa, haverá perda de riqueza financeira e letargia.

Quando Saturno está colocado numa casa trikona  para o Ascendente Peixes, ou no próprio signo para o Ascendente Balança, ou está colocado num navamsa auspicioso, ou está associado com um planeta benéfico numa casa kendra, trikona ou na 3ª casa,  haverá sucesso em todos os empreendimentos, relação feliz com o empregador, conforto em todas as viagens, aumento de felicidade e de posses na sua própria comunidade/País/Terra, boas relações com as autoridades e poder para liderar. Estes efeitos de Saturno também acontecem, como referido na obra Brihat jataka,  quando  Saturno está colocado no Ascendente em Balança, Peixes, Sagitário, Capricórnio e Aquário, tendo o efeito de Raja yoga.

Quando Saturno está colocado com um planeta maléfico na 6ª, 8ª ou 12ª casa a partir do regente do Dasa – ketu- o seu período traz sofrimento físico e agonia, letargia e difamação, obstáculos aos empreendimentos, morte de parentes chegados.

Quando Saturno  (Ascendentes Sagitário e Aquário) rege a 2ª ou a 7ª casa (Ascendente Caranguejo  ou Leão ) o antardasa traz medo de morte prematura

Efeitos Gerais dos Antardasa no Dasa de Ketu 3

juu

Antardasa de Marte

Este período tem a duração de 5 meses e dá resultados mais efetivos a partir dos 28 anos, idade de maturação de Marte. Para avaliar os seus efeitos, temos em conta a casa de colocação de Marte, as casas que rege, o nº de casas que o separam do regente do dasa- Ketu- os aspetos que recebe na posição de nascimento e os trânsitos que o influenciam durante o subperíodo.

A energia cheia de vitalidade de Marte impulsiona este período, alterando a tendência para a apatia causada por Ketu.  Este período é tipicamente um período de corte e separação em relação a pessoas, coisas ou lugares e esta  separação pode ser física ou emocional/psicológica. Todos os que se afastam das convicções do nativo são afastados e rejeitados por este.  Há tendência para intolerância em relação aos que não têm o mesmo caminho de vida, os mesmos princípios, etc. Assim, a pessoa adota um estilo de comportamento bastante rígido neste período, por vezes próximo do estilo militar e tende a conformar-se com um conjunto estrito de regras ou objetivos bem definidos, afastando-se de todos os que não seguem a mesma «linha» de pensamento ou de ação. Não há porém, em geral, sofrimento causado por essa separação, simplesmente a pessoa sabe muito bem o que quer e elimina tudo e todos os que não «cabem» nesse modelo que segue.

Se a relação de casas que separam Marte e Ketu é favorável, há entusiasmo  e o indivíduo desenvolve interiormente a força e a identificação com um caminho espiritual, fazendo tudo para o alcançar vitoriosamente; se a relação de casas entre ambos for desfavorável, haverá tensões entre o desapego material de Ketu e o impulso para  competir  agressivamente com todos os que podem criar  dificuldades à «vitória» que o nativo deseja alcançar neste período.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos deste antardasa:

Quando Marte está colocado no seu próprio signo ou no signo de exaltação ou está associado com um planeta benéfico ou recebe o aspeto de um planeta benéfico, no subperíodo haverá aquisição de terras e influência sobre a comunidade, aumento de riqueza e de outros bens (para os que vivem da terra, aumento na posse  de gado) construção de um novo jardim, ganho de riqueza financeira devido a benefícios do governo.

Quando  Marte está colocado numa casa kendra ou trikona ; ou está  na 3ª ou 11ª  casa a partir do regente do Dasa (ketu) haverá no seu subperíodo reconhecimento do mérito pelas autoridades, grande popularidade e boa reputação, felicidade com as crianças e os amigos.

Quando Marte está associado com o regente da 9ª e da 10ª casa o nativo ganhará terras e terá boa disposição durante o antardasa.

Quando Marte está colocado na 2ª, 8ª ou 12ª casa a partir  do regente do Dasa (Ketu) durante o período haverá medo de morte ou acidente durante viagem para país estrangeiro, diabetes, problemas desnecessários, perigo de ladrões e das autoridades, brigas e conflitos.  Mas, pelo meio destas circunstâncias, haverá também  alguns eventos auspiciosos.

Quando Marte rege a 2ª casa (Ascendente Balança e Ascendente Peixes) ou a 7ª casa (Ascendente Balança e Ascendente Touro) no antardasa haverá febres altas, perigo de venenos, agonia mental, sofrimento do cônjuge e medo de morte prematura.

Antardasa de Rahu

Este período dura 13 meses e produz resultados mais efetivos a partir dos 48 anos, idade de maturação de Rahu. Para avaliar os seus resultados, temos em conta a casa de colocação de Rahu, o nº de casas que o separam do regente do Dasa- Ketu- (sete, pois estão sempre opostos um ao outro), os aspetos recebidos na posição de nascimento, os trânsitos que o influenciam durante o subperíodo. Em seguida analisamos tudo isto em relação ao dispositor de Rahu, isto é, o planeta que rege o signo onde se encontra colocado Rahu. O período dará efeitos também tendo em conta as casas que o dispositor de Rahu  rege e aquela  em que se encontra colocado.

Segundo o Dr. B. V. Raman, eminente investigador da Astrologia Jyotish, sempre que Rahu é o regente do antardasa em qualquer Dasa, traz problemas que podem ser difíceis e que afetam tanto a vida pessoal como profissional, familiar, etc., pondo à prova a resistência física , mental e emocional do indivíduo.

Durante este subperíodo o nativo é tomado por uma intensa paixão cujo objeto pode ser uma pessoa, uma coisa ,uma experiência, etc., e em que o intenso desejo de a possuir aparece simultaneamente visto como uma posse  impossível.  Apesar disso, há uma identificação total com o desejo criado por Rahu que  se torna dilacerante, por gerar a perceção de que o que a pessoa deseja ser só poderia realizarar-se através da satisfação desse desejo que surge na sua vida. Tal desejo pode ser muito mundano, pois Rahu é o representante máximo dessa área, como por exe., assumir um contrato de casamento para, dessa forma, ascender a uma posição social elevada. Quando Ketu está colocado na 8ª ou 12ª casa do horóscopo, a identificação com o desejo criado com Rahu é total e completamente irresistível, tornando-se uma verdadeira obsessão. Nesta situação, Ketu dissolve inteiramente a sua apatia e «torna-se»  um só com Rahu submetendo-se inteiramente aos desejos deste.

Apesar de, com alguma frequência, se realizar o casamento neste período de Ketu/Rahu, este é em geral pouco sólido e poderá ser pouco duradouro pois é baseado em ilusões e aparências que acabarão por se tornar evidentes logo que este período chegue ao fim. Enquanto dura o período, no entanto, pode haver a ilusão forte de que o parceiro que entra na vida da pessoa nesta altura, é exatamente o que se sonhava encontrar e desejava encontrar. Na parte  final do subperíodo o caráter ilusório das expetativas formadas revela-se e a apatia própria de ketu dificulta a superação da desilusão, pelo que normalmente o resultado é a separação: tão rápida e inesperadamente como surgiu a atração irresistível, também surge  a rejeição. Porém, antes de vaticinar o final de um relacionamento que surge neste período, devemos ter em conta o papel de Júpiter, o regente do próximo antardasa, no horóscopo. Se Júpiter tiver a regência da 7ª casa ou do navamsa da 1ª ou 7ª casa,  o relacionamento pode continuar, pelo menos durante o período seguinte de Júpiter.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos deste antardasa:

Quando Rahu está colocado no próprio signo, signo de exaltação (como temos referido, as opiniões dividem-se quanto aos signos em que isso acontece. O Dr B.  V. Raman considera que o próprio signo de Rahu é Virgem e o signo de exaltação é Touro, outros defendem que o próprio signo é Aquário- alguns outros consideram Carneiro-  e o signo de exaltação é Gémeos) ,  ou quando está colocado numa casa kendra , trikona ou na 11ª, 2ª ou 3ª, haverá  ganho e aumento de riqueza financeira, de terras, de alimentos e aumentará também a sua influência e poder sobre a comunidade.

Quando Rahu está colocado na 8ª ou 12ª casa em conjunção com um planeta maléfico, no antardasa haverá problemas de saúde, como febre fria, fraqueza física, produção excessiva de urina, diabetes, dores de estômago; haverá também perigo de ladrões, brigas e difamação.

Quando Rahu está colocado na 2ª ou na 7ª casa haverá sofrimento e perigo no antardasa.

Parashara adverte que haverá alguns problemas no início do período mas isso melhorará mais tarde.

Antardasa de Júpiter

Este período tem a duração de 11 meses e tem efeitos mais efetivos a partir dos 16 anos, idade de maturação de Júpiter. Para avaliar os seus efeitos, temos em conta a casa onde Júpiter está colocado, as casas que rege, o nº de casas que o separam do regente do Dasa- Ketu- os aspetos recebidos na posição de nascimento, os trânsitos que o influenciam no subperíodo.

Este é um período em que a procura de sabedoria sob a influência de Júpiter pode levar ao estudo de filosofia ou metafísica/religião, levando a pessoa a alterar a sua visão do mundo que pode tornar-se mais espiritual . O encontro com pessoas que assumem o papel de professor ou guru; viagens que mudam a maneira de ser e de pensar podem ocorrer. Há, em geral, otimismo e entusiasmo , abertura ao divino que se oferece na experiência quotidiana. Alguns poderão prosseguir estudos superiores de caráter filosófico.  Quando a relação de casas entre Júpiter e Ketu corresponde a uma casa trikona a pessoa alcança o que deseja neste período, seja um relacionamento feliz com um parceiro,  ou uma coisa ou experiência.

Neste período pode ocorrer o casamento, se Júpiter tiver a regência da navamsa da 1ª ou 7ª casa e o trânsito de Rahu /Ketu influenciar um dos eixos primários  do horóscopo . O (a) parceiro (a) terá qualidades de sabedoria, otimismo, podendo ser uma pessoa religiosa, filósofa, etc. e com boas qualidades para ser pai, caso seja um homem.

Quando Júpiter está colocado no próprio signo ou no signo de exaltação ou está associado com o regente do Ascendente, da 9ª ou da 10ª casa ou está colocado numa casa kendra ou trikona, no antardasa haverá aumento de riqueza e de alimentos, ganho de veículo, benefícios do governo, celebrações em casa, como  a de nascimento de um filho ou casamento,  boas ações, vitória sobre inimigos, alegria.

Quando Júpiter está colocado no signo de debilitação, ou na 6ª, 8ª ou 12ª casa, no antardasa haverá perigo de ladrões, de venenos e animais venenosos ,ferimentos,, destruição de riqueza financeira, separação do cônjuge e filhos, sofrimento físico.

Quando Júpiter está colocado com um planeta benéfico numa casa kendra ou trikona ou está colocado na 3ª ou 11ª casa a partir do regente do Dasa (Ketu), no antardasa haverá ganho de muitas roupas e ornamentos por benefício do governo, viagens para países estrangeiros, cuidado dos parentes, acesso a alimentos de boa qualidade.

Quando Júpiter rege a 2ª casa (Ascendente Aquário e Ascendente Balança) ou a 7ª casa ( Ascendente Virgem e Ascendente Gémeos) o antardasa traz medo de morte prematura.

No início do antardasa pode haver efeitos positivos mas haverá apenas resultados negativos mais tarde.

Efeitos Gerais dos Antardasa no Dasa de Ketu 1

desap

Antardasa de Ketu

Este subperíodo tem a duração de 5 meses e dá resultados mais efetivos a partir dos 48 anos, idade de maturação de Ketu. Para avaliar os seus efeitos, temos em conta a colocação de Ketu por casa, os aspetos que recebe na posição de nascimento, os trânsitos que recebe durante o seu subperíodo. Fazemos o mesmo em relação ao planeta que rege o signo onde se encontra Ketu.

Durante este período, pode haver um sentimento de incerteza, indecisão e insegurança generalizada, acompanhado de apatia  e dificuldade em focar-se mentalmente nas coisas. Há um sentimento generalizado de cansaço e de dificuldade em vislumbrar «para onde se caminha», sendo por isso difícil estabelecer ou  mesmo percecionar objetivos de vida. Esta falta de energia e de interesse reflete-se em todas as áreas de vida   tornando este período bastante difícil para os que têm empregos  em que o foco mental e a energia para tomar decisões é essencial.  Nesta altura, o envolvimento com qualquer área de vida, seres ou coisas torna-se problemático pela falta de ânimo/interesse em criar laços com o que quer que seja. Assim, alguns podem perder posição na sociedade e no emprego, devido a esta atitude geral de desligamento.

Esta atitude, considerada pela sociedade mundana como indesejável, tem um propósito espiritual importante e essencial, que permite á pessoa a viver este período «deixar para trás» todos os apegos que fazem parte do  seu «lixo emocional» do passado e que, devido ao hábito ou conformismo, se forma mantendo, por serem familiares e bem conhecidos. Neste período, perdem finalmente a sua razão de ser e pode por isso haver um corte definitivo com todos eles.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos do antardasa de Ketu:

Quando Ketu está colocado numa casa trikona ou kendra ou está   relacionado com o regente da 9ª, 10ª ou 4ª casa, haverá felicidade com o cônjuge e filhos e reconhecimento das autoridades, aquisição de terras,  mas também agonia mental.

Quando Ketu está colocado no seu signo de debilitação (como referimos antes, as opiniões dividem-se entre os astrólogos e sábios da Jyotish: Gémeos, Touro) ou na 8ª ou 12ª casa em conjunção com um planeta combusto)  no seu antardasa haverá  doença cardíaca, difamação, destruição de riqueza e outros bens, sofrimento para o cônjuge e filhos, sofrimento mental.

Quando Ketu está relacionado com o regente da 2ª ou da  7ª casa ou está colocado em uma dessas casas, o seu antardasa traz grande sofrimento, perigo de doença e separação da família.

Antardasa de Vénus

Este antardasa tem a duração de 14 meses e produz resultados mais efetivos a partir dos 25 anos, idade de maturação de Vénus. Para avaliar os seus efeitos temos em conta a casa ocupada por Vénus e as casas que rege, os aspetos que recebe na posição de nascimento e os trânsitos durante o subperíodo, o n º de casas que separam Vénus do regente do Dasa- Ketu.

Durante este subperíodo, quando se inicia um novo relacionamento romântico, os resultados podem não ser muito positivos porque há tendência para não investir no relacionamento e, deste modo, os laços iniciados são frouxos e pouco consistentes. Nos relacionamentos existentes, a mesma tendência para desinvestir pode levar o parceiro- de negócios e romântico a romper com o nativo e a procurar um novo parceiro.  Problemas existentes nos relacionamentos não são discutidos, em geral entre  as partes, neste período , mantendo-se num plano mais ou menos nebuloso que vai gerando um corte emocional irreversível num certo momento. Os relacionamentos sem carga sexual baseados na amizade podem, no entanto, ser bastante compensadores no plano espiritual.

Quando Vénus e Ketu estão bem colocados na carta de nascimento e na navamsa,  este antardasa pode permitir alcançar simultaneamente resultados positivos tanto no plano espiritual dos relacionamentos como no plano sensual ligado a Vénus. Se estiverem mal colocados, será de esperar conflitos entre a energia de Vénus, que procura a gratificação sensual e a de Ketu, orientada para o plano espiritual.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos deste antardasa:

Quando Vénus está colocado no próprio signo ou no signo de exaltação  ou está conjunto com o regente da 10ª casa numa casa kendra ou trikona, haverá benefícios do governo, sorte, aquisição de roupas, conforto de veículos, recuperação de poder e riqueza perdidos, ganho de terras e outras recompensas através do benefício das autoridades, visita a lugares sagrados. Se, para além das condições referidas, Vénus também estiver em conjunção com o regente da 9ª casa  terá início um novo período de sorte e sucesso.

Quando Vénus está colocado numa casa kendra ou trikona ou na 3ª ou 11ª a partir do regente do dasa, Ketu, haverá boa saúde, bem-estar na família, acesso a boa comida e veículos e outros confortos.

Quando Vénus está colocado na 6ª, 8ª ou 12ª casa a partir do regente do dasa – Ketu- no sue subperíodo haverá brigas e desentendimentos sem razão, perda de riqueza financeira, sofrimento dos animais domésticos (no original, gado).

Quando Vénus está colocado no signo de debilitação, ou associado com um planeta debilitado, ou está colocado na 6ª ou 8ª casa, o seu antardasa traz brigas na família, problemas de visão, dores de cabeça, doença cardíaca, perda de riqueza financeira, sofrimento para o cônjuge e animais domésticos.

Quando Vénus rege a 2ª casa ( Ascendente Carneiro ou Virgem)  ou a 7ª casa (Ascendente Carneiro ou Escorpião)  o seu subperíodo traz sofrimento físico e agonia mental.

Efeitos Gerais do Dasa de Ketu

das

O Dasa de Ketu tem a duração de 7  anos mas, segundo a experiência dos astrólogos e  o que disseram os autores clássicos,  pode trazer problemas difíceis e inesperados, devido à mudança rápida dos subperíodos, afetando desse modo com mais frequência os pontos sensíveis do horóscopo, como explicámos num artigo anterior.

O autor clássico da Jyotish, Saravarth Chintamani considera que este é um período de perdas a diversos níveis: riqueza, educação, amigos, cônjuge e/ou filhos;  problemas com as autoridades, doença, perigo devido a armas, fogo, doença, queda de veículo, venenos. Brigas e desentendimentos causam também stress e perigos adicionais e a saúde é frágil.  Ketu, na maioria dos casos, só dá resultados positivos quando recebe o aspeto de planetas benéficos.   Apenas no plano espiritual o dasa de Ketu  produz bons efeitos, trazendo a libertação de laços do passado que «perderam a validade no presente» e permitindo assim um recomeço a nível espiritual profundo.

Os períodos de Ketu são períodos de «libertação», durante os quais os laços , expetativas, interesses, apegos, parecem sofrer uma ação desintegradora que conduz a apatia comportamental e mental. A pessoa «vagueia», mental, emocional ou fisicamente, num processo que, a nível profundo, é de corte e de separação em relação a tudo o que desejou intensamente no passado mas que, no momento presente, já não tem nenhum papel  essencial a desempenhar no desenvolvimento espiritual que é o terreno fundamental de Ketu.

Simbolicamente, Ketu é um corpo sem cabeça o que significa que, durante o seu período, não são de esperar processos racionais intensos ou explicações lógicas que façam sentido para a pessoa. Tudo se passa num nível mais ou menos nebuloso da psique, num impulso para se libertar de tudo o que já não serve os propósitos de vida individual e preparar-se para uma nova etapa, mais significativa no plano espiritual. Para alguns, este período pode trazer uma intensa transformação espiritual na qual há um desligamento em relação aos interesses materiais e à vida mundana e um forte envolvimento com experiências de caráter espiritual. Para a maioria, há um enfraquecimento dos laços sociais e mundanos e uma perceção clara da própria dimensão espiritual ,embora esta perceção possa aparecer como resultado de perdas que afetam profundamente  toda a visão do mundo da pessoa.

Os resultados do Dasa de Ketu devem ser vistos dando atenção ao estado do seu dispositor, isto é, à natureza e colocação do planeta que rege o signo onde se encontra colocado Ketu.

Segundo Parashara, o grande sábio da Jyotish que sistematizou os seus princípios fundamentais há milhares de anos, são os seguintes os resultados do Dasa de Ketu:

Quando Ketu está colocado numa casa kendra ou trikona, ou na 11ª casa,  num signo benéfico ou no próprio signo ou signo de exaltação (para os nodos, que são planetas-sombra sem massa física, esta questão é controversa, como temos referido em artigos anteriores . Assim, para alguns, o próprio signo é Escorpião e o de exaltação é Sagitário ; para outros o próprio signo é  Balança e o de exaltação é Escorpião. O Dr. B. V.  Raman considera que o próprio signo de Ketu é Peixes e o signo de exaltação é Escorpião),  durante o seu dasa o nativo terá relações cordiais com o poder governamental e as autoridades, obterá um cargo de direção ou liderança de relevo, terá ganhos vindos de países estrangeiros, conforto de veículos, felicidade vinda dos filhos e do cônjuge, aquisição de cabeças de gado (nos dias de hoje, aquisição de outros  bens de riqueza).

Quando Ketu está colocado na 3ª, 6ª ou 11ª casa, haverá aquisição de poder e influência, com liderança sobre muitas pessoas, bom relacionamento com os amigos e condições para aquisição de veículos (no original, elefantes, o veículo de topo da antiguidade).

Quando Ketu está colocado na 2ª, 8ª ou 12ª casa ou recebe aspetos de algum planeta maléfico, no seu período Dasa haverá aprisionamento, destruição dos laços familiares e do lar, ansiedade, doença, convivência com pessoas de baixa condição.

Segundo Parashara, no início do período, Ketu produz efeitos de Raja yoga;  a meio do período a pessoa pode sofrer devido a medos; na fase final do período, haverá sofrimento devido a doença e a viagens de longa distância.