Efeitos dos Antardasa no Dasa de Marte #1

com

Antardasa de Marte

Este primeiro antardasa do dasa de Marte é também designado por Swabukti, um período de cinco meses que marca o início do período de Marte com a sua energia agressiva a manifestar-se na vida da pessoa.

As pessoas e os ambientes que serão vividos neste período são significados pela casa de colocação de Marte no horóscopo tendo em conta em primeiro lugar a D-1 (carta natal) e, para os aspetos emocionais e subjetivos, a D-9 ou navamsa.

Os efeitos deste dasa são plenamente sentidos aos 28 anos e seguintes, idade da maturação de Marte.

Há ainda que ter em conta os efeitos de sandhi dasa pela transição entre o dasha da Lua e o dasa de Marte e pelo qual os primeiros 256 dias ou um ano e 9 meses do dasa de Marte sofrem este efeito. Este é um período de adaptação às novas energias do planeta regente do novo dasa. À medida que as pessoas amadurecem e enraízam os hábitos esta adaptação à mudança de energia dominante torna-se mais difícil e penosa. Durante este período há uma mistura entre as energias da Lua e de Marte, não estando nenhuma delas completamente efetiva, pelo que o dasa começa a dar os seus efeitos verdadeiramente após o período do  que atravessa todo o antardasa de Marte e passa para o antardasa seguinte.

Como habitualmente, para avaliar os efeitos do período, deve-se ter em conta a colocação de Marte, as casas que rege, os aspetos que recebe de outros planetas no horóscopo e os trânsitos para a sua posição natal durante o período antardasa.

Segundo Parashara, quando Marte está colocado numa casa kendra (1,4,7,10) ou na 2ª, 3ª, 5ª, 9ª, 11ª casas, ou associado com o regente do Ascendente, no antardasa do seu dasa , haverá sorte, ganho de riqueza por benefício das autoridades governamentais, recuperação de riqueza e /ou posição perdida . Para alguns, haverá o nascimento de um filho.

Quando Marte está exaltado, no seu próprio signo ou no seu próprio navamsa e, além do mais, está forte, haverá ganho de riqueza e aquisição de propriedades e outros bens e benefícios das autoridades.

Quando Marte está colocado na 8ª ou 12ª casa ou associado ou recebendo o aspeto de planetas maléficos, haverá problemas urinários, ferimentos, perigo de envenenamento e de problemas com a autoridade.

Quando Marte rege a 2ª ou a 7ª casa, haverá sofrimento físico e psicológico.

Antardasa de Rahu

O antardasa de Rahu dura 13 meses. Se, no horóscopo, houver uma conjunção entre Marte e Rahu, os efeitos deste subperíodo serão amplificados , havendo um impulso forte para o combate sem medo do confronto físico e vontade de ultrapassar todas as barreiras físicas. O impulso competitivo é vivido ao extremo e ai de quem se atreva a contestar a posição de «primeiro» que estas pessoas sentirão, mais do que nunca, desejo de ser. Neste período há um gosto manifesto por entrar em competições de toda a espécie e o impulso de sair vencedor (a) de todas elas.

O antardasa de Rahu dará plenos efeitos a partir dos 48 anos.

Para avaliar os efeitos deste antardasa procede-se como habitualmente, tendo em conta a casa ocupada por Rahu, os aspetos que recebe na posição de nascimento, o nº de casas que separam Rahu de Marte no horóscopo, os trânsitos que ocorrem para essa posição durante o seu antardasa. Ter ainda em conta que Rahu dá resultados a partir dos significados da casa que ocupa e da casa ocupada pelo regente do signo em que está colocado. A interação entre as energias de Rahu e de Marte produz comportamentos de grande dinamismo físico e sexual.

Durante o antardasa de Rahu eventos relacionados com competições, eventos desportivos, militares, etc., podem ocorrer, com pessoas relacionadas com estas áreas a surgirem na vida do nativo. Este pode alcançar sucesso nestas áreas através da relação com estes agentes mas, no final do subperíodo, algum aspeto fará reconhecer a natureza ilusória ou mesmo fraudulenta dessas pessoas.

Durante o antardasa de Rahu pode dar-se o casamento, cuja natureza é impulsiva e obedece geralmente a um propósito bem definido, desde que haja um trânsito de Rahu-Ketu pelo eixo da 1ª/7ªcasa. Nestes casamentos , o parceiro tem em geral algo de fascinante, seja pelas caracterídsticas culturais, seja por quaisquer características fora do comum que são percebidas como excitantes pelo nativo. O casamento pode, no entanto, apesar de estar sujeito a muitos eventos turbulentos, separações, etc, manter-se ao longo da vida.

Segundo Parashara, são os seguintes os efeitos do antardasa de Rahu no dasa de Marte:

Quando Rahu está colocado no signo de exaltação ou mooltrikona- isto varia segundo os astrólogos védicos, que não aceitam todos a mesma classificação- para alguns o signo de exaltação e próprio signo é Gémeos para outros é Touro. Há quem refira como signo mooltrikona de Rahu Caranguejo ,signo de exaltação Touro e signo Virgem como próprio signo. Há ainda quem afirme que o próprio signo é Carneiro .Também se encontram respeitados astrólogos védicos e investigadores da Jyotish que consideram ser Aquário o próprio signo de Rahu, atribuindo a Gémeos o signo de exaltação e mooltrikona. De qualquer modo e descontando a polémica, Rahu está forte em qualquer destes signos. Continuando com a explicação de Parashara, quando Rahu está colocado numa casa kendra, na 5ª, 9ª ou 11ª e associado com planetas benéficos, o nativo obterá reconhecimento do governo, ganho de terras e casa, felicidade a partir dos filhos, grandes lucros dos negócios, viagens para países estrangeiros.

Quando Rahu está colocado na 8ª ou 12ª casa e recebe o aspeto de planetas maléficos ou está associado com algum planeta maléfico, ocorrerão perigos de venenos, feridas, perigo de animais, doenças e perigo de aprisionamento.

Quando Rahu está colocado na 2ª casa há perigo de perdas financeiras, durante o seu antardasa; se Rahu está colocado na 7ª casa, existe grande perigo de morte prematura.

Efeitos dos Antardasha no Dasa do Sol #2

 

luz

Apresentamos a descrição geral dos efeitos dos antardasha  no Dasa do sol, para os restantes subperíodos, perfazendo um total de nove antardasha ou bhuktis no Dasa solar.

Antardasa (Bhukti) de Júpiter

Tem a duração de 9 meses. Para avaliarmos os seus efeitos temos em conta que Júpiter atinge a maturidade aos 16 anos. Para avaliar os efeitos deste subperíodo procedemos como já descrito, vendo qual a casa onde se encontra colocado, as casas que rege e o nº de casas que o separam do regente do dasa- o Sol.  Vemos se recebe bons ou maus aspetos na colocação de nascimento e se existem trânsitos  relevantes neste período em relação a essa posição de nascimento.

O Sol e Júpiter têm relação de amizade, o que ajuda a obter bons resultados. Júpiter inclina para a aprendizagem e desenvolvimento de sabedoria, para construir  um novo equilíbrio em que os valores éticos e os princípios de vida são importantes. Durante este período os nativos sentem-se confiantes e otimistas, preocupam-se com a verdade e com os aspetos éticos da vida. Este não é, no entanto, um período fácil para os relacionamentos nem para os compromissos, já que a atenção está colocada em si mesmos, podendo por isso ser difícil esta área de vida. Existe um marcado otimismo e confiança na abordagem geral da vida que ajuda a expandir os interesses e o sentido de realização pessoal. Este período, quando o número de casas entre Júpiter e o Sol é positivo, favorece a liderança e todas as atividades ligadas ao ensino e ao aconselhamento, tanto filosófico como religioso ou a expansão da influência pessoal, devido ao carisma que o nativo adquire. Se Júpiter e o Sol estiverem separados por um nº de casas equivalentes às casas dusthana, pode haver conflitos entre o ego pessoal e outras figuras de autoridade, ou instituições, tanto da vida civil como religiosa ; pode ainda haver rejeição dos valores tradicionalmente aceites. Para os signos Ascendentes Aquário e  Gémeos o subperíodo de Júpiter  ter características maraka , pois Júpiter rege, respetivamente a 2ª e a 7ª casas (casas maraka) para esses Ascendentes.

Antardhasa de Saturno

O subperíodo de Saturno dura 12 meses. Para avaliar os seus efeitos procedemos de modo semelhante ao já referido: vemos a casa onde está colocado Saturno, as casas que rege, os aspetos que recebe no horóscopo de nascimento, os trânsitos que recebe durante o seu subperíodo. Temos ainda em conta que Saturno amadurece aos 36 anos pelo que os seus efeitos são potencialmente mais fortes a partir dessa idade.

Saturno é um grande inimigo do Sol e este é considerado um período bastante desafiador. Durante este período a autoestima e o autoconceito individuais podem ser bastante afligidos, obrigando o orgulho solar a adquirir humildade ou, por vezes, a viver alguma humilhação vinda de alguma estrutura institucional ou figura de autoridade. Os limites do ego e do seu valor são postos à prova  e obrigam a pessoa a inclinar-se perante instituições ou situações em que o brilho individual não parece contar ou conta muito pouco. Neste período, a individualidade e as suas características tendem a ser ignoradas ou tornadas «invisíveis» perante procedimentos gerais e impessoais em que o nativo é tratado «como qualquer outro». A menos que o Sol seja muito forte na natividade, as regras gerais, os valores da sociedade ou as leis sobrepõem-se ao mérito individual e à vontade pessoal, num período que pode ser cheio de tensões e de antagonismos. Segundo a tradição da Jyotish, estes efeitos são menores quando o signo Ascendente é regido por Vénus,- Ascendente Touro ou Balança- pois Saturno e Vénus são grandes amigos e Saturno tende a produzir bons resultados para estes Ascendentes. Para os restantes Ascendentes, este subperíodo do dasa do Sol é depressivo pois a energia de vida do Sol é literalmente drenada pelo planeta frio que representa a morte e o resultado não é muito positivo: Saturno torna mais lentos os processos cristalizando-os em formas estáveis, sem deixar espaço para a invenção ou a criatividade do Sol, podendo por isso gerar bastante frustração e levando a pessoa a sentir-se presa a condicionalismos dos quais não se consegue libertar. Assim, limitações a nível social, profissional e familiar são de esperar neste período. Este pode, no entanto, ser um bom período para  todos os objetivos que exigem responsabilidade, cumprimento do dever , persistência e determinação. Se a relação de casas entre o Sol e Saturno for positiva, este período pode, apesar de tudo, ajudar a equilibrar as capacidades criativas pessoais com o cumprimento de deveres e de responsabilidades. Se, pelo contrário, essa relação for negativa, pode haver tensão entre a rebeldia e o desejo de liberdade do Sol e o conformismo perante as regras e os deveres representados por Saturno. Para os Ascendentes Sagitário ou Capricórnio e para o Ascendente Caranguejo, Saturno é potencialmente um planeta maraka  nos seus subperíodos pois rege respetivamente a 2ª e a 7ª casas do horóscopo.

Antardhasa de Mercúrio

Este subperíodo dura 11 meses. Dado que a relação entre Mercúrio e o Sol não é recíproca- o Sol é amigo de Mercúrio mas este é neutro em relação ao Sol- pode tornar-se mais complexa a análise destes efeitos que seguem os mesmo procedimentos referidos nos subperíodos anteriores. Porém, este costuma ser um período sem muitos conflitos em que as atividades de comunicação, de escrita e de uso do discurso são dominantes de algum modo. Mercúrio dá melhores resultados a partir dos 32 anos sendo por isso mais fortes os seus efeitos nessa e a partir dessa idade. Saturno e o Sol nunca se afastam muito um do outro pelo que em geral a relação entre os dois é de 1/1 (mesma casa) ou 2/12. Esta última é menos favorável do que a anterior. É frequente existir maior verbalização durante este período, no qual  o indivíduo pode descobrir o seu talento para escrever, para melhorar o seu sentido de humor, a sua capacidade de brilhar pela argumentação, etc. Se existirem aspetos mais tensos entre Mercúrio e o Sol pode haver inadequação entre os processos de pensamento e a sua expressão verbalizada ou escrita. Mas, no geral é um bom período para treinar a expressão das opiniões pessoais, pois estas tendem a ser bem aceites e a ter impacto sobre os outros.

Durante o subperíodo de Rahu pode acontecer o casamento, se Mercúrio reger a Navamsa da 1ª ou 7ª casas e se Rahu /Ketu transitarem por este eixo do horóscopo.

Para os signos Ascendentes Touro e Leão Mercúrio é potencialmente um planeta maraka, pela regência respetivamente da 2ª e da 7ª casas, podendo indicar o final da vida, num subperíodo de qualquer dasa.

Antardasa de Ketu

Este período dura 4 meses e os seus efeitos são mais fortes aos 48 anos ou depois dessa idade. Para avaliar os efeitos do subperíodo de Ketu, deve-se ter em conta a casa que ele ocupa e a distância entre ele e o Sol, planeta que rege o mahadasa. Deve também observar-se se existem aspetos entre Ketu e outros planetas no horóscopo e se há trânsitos significativos para a posição onde se encontra Ketu, tanto em trânsito como para a posição de nascimento. Os subperíodos de Ketu em qualquer dasa podem ser bastante difíceis. No dasa do Sol o brilho e o otimismo solar dão lugar a um sentimento de que nada vale a pena  e a uma depressão ou sentimento agudo de falta de sentido para a vida. O nativo pode sentir esgotamento ou exaustão psicológica e mental. A capacidade para pensar de forma clara e para comunicar verdadeiramente com os outros sofre um bloqueio generalizado. Perante a falta de motivação para responder aos desafios imediatos, Ketu pode levar a redescobrir apegos do passado, tanto remoto como de outra fase da vida, mas tais tentativas são em geral ilusórias e momentâneas.

Quando a relação em nº de casas entre o Sol e Ketu é positiva, pode haver uma intensificação da intuição, o que  torna mais certeira e inteligência e a compreensão.  Se a relação entre os planetas é desarmónica, o mais certo será a pessoa sentir-se desligada de tudo, incluindo das verdades ou princípios que têm norteado a sua vida , o que conduz a um sentimento generalizado de falta de sentido para a vida. O que vale é que o período é curto e estes efeitos são passageiros.

Quando o dispositor de Ketu ( o regente  do signo ocupado por Ketu no horóscopo) rege a 2ª ou a 7ª casa do horóscopo, Ketu torna-se um potencial planeta maraka. Pode também desligar a pessoa de muitas coisas a que esta se apegou anteriormente, sejam estes bens ou pessoas ou, por vezes, pode cortar a ligação com a vida terrena, se o resto do horóscopo o confirmar e a pessoa tiver uma idade mais avançada .

Antardasa de Vénus

Este é o último subperíodo do dasa do Sol e dura 12 meses. Vénus atinge a maturação aos 25 anos pelo que dá resultados mais significativos nessa idade e seguintes.

Para avaliar os efeitos do subperíodo de Vénus tem-se em conta os procedimentos referidos atrás. Vénus e o Sol são grandes inimigos por isso este subperíodo traz muitas  vezes tensões e conflitos relacionados com os relacionamentos e todos os tipos de contratos. Vénus tenta manter alguns desses contratos, apesar de, muitas vezes, estes parecerem não ter já qualquer propósito vivo na vida dos nativos.  Assim, faz coincidir um sentimento geral de insatisfação com a tentativa para manter o acordo, contrato ou relacionamento, contra todas as evidências.  Ao movimento para preservar a integridade e a verdade do Sol, Vénus contrapõe a necessidade de comprometer os seus princípios para preservar o relacionamento. Isto gera tensão interna pois existe um dualismo de tendências que estilhaçam a união da identidade e dos seus propósitos. Esta tensão faz deste subperíodo um tempo difícil em termos internos da identidade e das suas necessidades. Enquanto o Sol aspira a uma dimensão superior do amor, Vénus remete para a sensualidade mais imediata. O conflito entre estes aspetos simbólicos pode conduzir, quando o Sol está forte no horóscopo, ao rompimento de um relacionamento existente. Quando porém a relação entre Vénus e o Sol é harmoniosa , o nativo pode descobrir uma faceta mais elevada da sua capacidade de amar, tornando este sentimento mais elevado e espiritual. O relacionamento de 1/1 ou 1/3 entre o Sol e Vénus  permite uma fusão entre os fatores do amor sensual terreno e o amor espiritual, numa complementaridade positiva. Mas, no caso de o sol e Vénus ocuparem a mesma casa, pode acontecer que Vénus esteja combusto e, se não houver aspetos positivos para o planeta, pode haver um desligamento do nativo em relação às necessidades do parceiro. Os efeitos de stress da conjunção entre o Sol e Vénus são mais fortes  se esta ocorre no signo Leão ou Peixes , signos de exaltação destes planetas.

Sendo o subperíodo final do período dasa (chida-dasa)  durante o período de Vénus não devem iniciar-se novos projetos.  E, como em qualquer antardasa de um Dasa, este período pode ser uma oportunidade para deixar ir o que perdeu vitalidade na nossa vida , perdoar o que precisa de perdão e terminar este ciclo de vida o mais harmoniosamente que é possível.  Apesar de qualquer período de Vénus em qualquer dasa poder indicar casamento, será de evitar a escolha do subperíodo de Vénus no dasa do Sol, pois este fecha o ciclo, não sendo tão favorável a novos começos. Se, no entanto, houver um trânsito de Rahu /Ketu pelo eixo da 1ª e da 7ª casa, esse casamento pode ocorrer e ,segundo a tradição, pode ser feliz.

Para os Ascendentes Carneiro e Virgem, o subperíodo de Vénus em qualquer dasa é potencialmente um período em que a morte pode ocorrer pois nestes casos Vénus é um planeta maraka que rege a 2ª e a 7ª casas do horóscopo.

 

Efeitos dos Antardasha no Dasa do Sol #1

luz

Para  analisar os efeitos destes subperíodos, os leitores deverão ter em conta a explicação dada no artigo inicial sobre a análise dos períodos dasa e antardasa.   Cada planeta tem um subperíodo  em qualquer período dasa, variando a sua duração de acordo com a duração total de cada dasa. Assim, estes subperíodos têm duração maior ou menor de acordo com a duração total do dasa de que fazem parte.

Antardasa (ou bhukti) do Sol

 Este subperíodo dura 3 meses. Trata-se de um período em que a energia solar procura individualizar-se e receber atenção, compelindo  a pessoa para se tornar um líder ou, para de alguma forma, se tornar o centro das atenções. A pessoa pode testar a sua autoridade num campo que a defina e no qual possa brilhar. Uma figura masculina pode surgir nesta altura como modelo de autoridade e dos ideais do ego. Alguns podem tentar  provar a sua força assumindo um cargo ou posição de autoridade ou algum papel considerado fortemente masculino.  A autoconfiança ou a falta dela tornam-se evidentes durante este período. Quando o sol rege a 2ª  ou a 7ª casa, (Ascendente Caranguejo e Aquário, respetivamente), o subperíodo do Sol pode  trazer o final da vida, uma vez que o Sol é um planeta maraka para estes Ascendentes, sobretudo quando está colocado, no horóscopo, para esses Ascendentes, na 2ª ou na 7ª casa, respetivamente.

Antardasha da Lua

duração de 6 meses. Como a Lua dá melhores resultados a partir dos 24 anos, quando este subperíodo ocorre após essa data os resultados são mais positivos. Para avaliar estes efeitos temos em consideração a casa ocupada pela Lua no horóscopo e nas divisionais, sobretudo a navamsa;  a casa que a Lua rege, a distância em número de casas em relação ao Sol, regente do mahadasa, os aspetos de outros planetas para a posição natal da Lua e os trânsitos sobre essa posição natal durante este período. Em termos gerais, neste período as características maternais, a inclinação para prestar cuidados ou mostrar ternura e afeto são sentidas de algum modo, em relação com os significados a que se associa a Lua no horóscopo. O nativo exprime sentimentos protetores no contexto das áreas significadas pela Lua. Há tendência para exprimir  convicções por intuição, em vez de meros raciocínios lógicos. Quando a Lua rege os navamsas da 1ª e da 7ª casas, pode haver casamento em qualquer subperíodo  da Lua, especialmente se Rahu e Ketu transitam por esse eixo do horóscopo. Para os signos Ascendentes Gémeos e Capricórnio, os subperíodos da Lua podem trazer o final da vida, pois esta rege as casas maraka, respetivamente 2ª e 7ª.

Antardasa de Marte

Este subperíodo dura 5 meses. Para avaliar os seus efeitos temos em consideração a casa ocupada por Marte no horóscopo e nas divisionais, sobretudo a navamasa;  as casas que Marte  rege, a distância em número de casas em relação ao Sol, regente do mahadasa, os aspetos de outros planetas para a posição natal de Marte e os trânsitos sobre essa posição natal durante este período. Seja qual for a relação em número de casa entre o sol e Marte, estes são grandes amigos pelo que este subperíodo pode ser um momento de grande vigor pessoal, no qual  a pessoa se sente confirmada no seu poder pessoal e na sua autoridade e capacidades. Pode ser um período em que os nativos enfrentam novos desafios, competições pelas quais validam nova autoridade e alcançam efeitos positivos. Se estiver mal colocado no horóscopo, o período dá resultados mistos, com tensões e muita frustração por esforços não recompensados. Mas, em geral, o período dá efeitos positivos. Para os Ascendentes Balança e  Peixes, os subperíodos de Marte podem trazer o final da vida, pois este rege as casas maraka, respetivamente 7ª e 2ª.

Antardasa de Rahu

Este é um longo subperíodo que dura 11 meses. Rahu dá melhores resultados após os 48 anos, que é a idade de maturação de Rahu. Para avaliar os subperíodos de Rahu devemos ter em conta a casa onde este está colocado no horóscopo, os aspetos que recebe no horóscopo, os trânsitos que recebe durante o subperíodo , o nº de casas que o separam do regente do período dasa e avaliar os mesmos resultados em relação ao dispositor de Rahu ( o planeta que rege o signo onde está colocado Rahu) pois este dá resultados dentro dos limites da força do seu dispositor. Durante o subperíodo de Rahu os significados da casa onde   está colocado e da casa onde está colocado o seu dispositor são dominantes. Rahu e o Sol são inimigos e o subperíodo de Rahu no dasa do Sol pode envolver tensões relacionadas com o poder pessoal e o desejo de exprimir esse poder: o Sol procura naturalmente brilhar e ser o centro das atenções, mas Rahu procura alcançar isso recorrendo a meios pouco usuais e, por vezes , fraudulentos. Simbolicamente, o confronto das energias de Rahu e do Sol pode comparar-se a uma luta interna entre «o bem e o mal»  e os resultados dependem de qual dos dois é mais forte no horóscopo. Durante o subperíodo de Rahu o casamento pode ocorrer, se simultaneamente  Rahu e Ketu em trânsito ativarem o eixo 1/7 do horóscopo. Normalmente, o cônjuge escolhido tem outro background cultural e o casamento é envolvido numa atmosfera de excitação e de impulsividade.  Desde que a 7ª casa seja forte, no entanto,  este casamento pode ter longa duração. Durante este período pode haver elevação da fama e da popularidade  e podem ser alcançados cargos de posição elevada e/ou melhoria da situação social. É no entanto crença generalizada entre os astrólogos védicos  que os períodos de Rahu são sempre problemáticos de algum modo, tanto a nível pessoal como financeiro, social, educacional, etc. e trazem ausência de paz mental , causando stress.