Signo Aquário na 7ª Casa do Horóscopo

signo Aquário na 7ª casa do horóscopo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Aquário ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Leão– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  que mantêm um aclima de liberdade nos relacionamentos ao mesmo tempo que manifestam alguma extravagância no modo de ser.  Gostam de se ligar a pessoas que têm princípios e são capazes de lutar por uma causa, de defender as suas ideias e que  têm consciência social.  Gostam de se sentir livres no relacionamento, embora a regência de Saturno em relação a Aquário implique a observação de regras implícitas, no plano ético, que não podem ser quebradas para que o relacionamento funcione. A lealdade e a fidelidade são dois fatores que tanto os nativos de Leão como os representados por Aquário consideram ser básicas em qualquer relacionamento. Assim, existe uma postura de abertura e o casamento é visto como uma parceria baseada em princípios éticos e são estes que sustentam a relação. Apesar de todo o romantismo dos nativos de Leão, estes preferem a solidez da ligação com parceiros que asseguram companheirismo e lealdade que pode manter-se no tempo de forma mais sólida do que qualquer paixão de momento. Também gostam de ter um parceiro que manifesta conhecimentos e instrução elevados em algum campo de investigação pois o conhecimento é um importante elemento de hierarquização social que valorizam muito. Para estes nativos, o estímulo intelectual que os parceiros lhes dão é fundamental para se sentirem mais completos e felizes. Distinguem deste modo de forma clara a diversão do namoro sem consequências do pragmatismo de uma relação de casamento.

Quando o signo Aquário está colocado na 7ª casa, os nativos preferem parceiros com maturidade, muitas vezes mais velhos do que eles e não é raro encontrarem o «verdadeiro amor» mais tarde na vida. Gostam de pessoas instruídas e bem organizadas, intelectuais, cientistas, filósofos, especialistas técnicos, reformadores sociais, pessoas com consciência social da justiça e dos direitos de igualdade entre todos os seres humanos. Os parceiros podem ter uma natureza inventiva e serem visionários acerca da sociedade, embora as suas ideias possam parecer excêntricas a muita gente. Fazem no entanto as delícias dos nativos de Leão que são eles também extremamente criativos. A autoridade que emana dos parceiros representados por Aquário simplesmente fascina os nativos de Leão que encaram os parceiros como alguém que lhes transmite sabedoria e os enriquece, tanto pessoal como socialmente, A respeitabilidade dos parceiros acrescenta-se à sua própria necessidade de manterem uma postura digna e respeitada pelos outros.

Os parceiros  nem sempre são, no entanto, muito estáveis, apesar da regência de Saturno. Na verdade, há que não esquecer que Rahu é corregente de Aquário e  isso faz com que os  parceiros tenham por vezes comportamentos menos previsíveis ou até mesmo menos transparentes embora vivam e respirem uma atmosfera de respeitabilidade. Podem no entanto usar meios subtis nem sempre legítimos para alcançar os seus propósitos e realizarem as suas ambições. O modelo de casamento dos parceiros representados por Aquário é aberto, baseado na amizade, lealdade e companheirismo mais do que no amor apaixonado ou em sentimentos de ocasião.  O forte sentimento de posse, no entanto, presente nos nativos de Leão mas também nos signos de Saturno faz com que os ciúmes sejam uma realidade mas talvez sejam mais explicáveis no contexto de estes nativos precisarem de manter uma imagem irrepreensível na sociedade do que por fortes emoções de paixão.  Para os nativos de Leão, trata-se de considerar inconcebível que uma pessoa da sua importância e caráter único possa ser substituída por outra pessoa (orgulho pessoal, portanto). Os parceiros podem também manter relacionamentos escondidos dos olhares dos outros. Em certos casos podem mesmo defender a existência de casamentos polígamos ou, pelo menos, relacionamentos simultâneos com várias pessoas em situação de igualdade. O «casamento de grupo» é uma realidade ,chamando a atenção e a curiosidade da opinião pública e as pessoas envolvidas parecem sentir-se confortáveis nessa situação embora a sociedade olhe com estranheza para essa realidade.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Aquário ocupa esta casa, os nativos de Leão encontram em geral parceiros de negócios  muito talentosos para lidar com os investimentos pois ajudam significativamente a aumentar os rendimentos dos negócios. São inovadores  e inteligentes na gestão, surgindo com ideias que permitem melhorar os contextos dos negócios. São também por vezes excêntricos, imprevisíveis ou simplesmente diferentes do que é comum mas as parcerias dão em geral muito bons resultados com estes parceiros que administram as finanças conjuntas com sabedoria e excelentes frutos.

No caso presente da complementaridade Leão /Aquário o nativo de Leão  confronta-se com dois tipos essenciais de expressão: a individual e a coletiva sendo ambas criativas e complementares. Leão representa a imaturidade criativa e experimental da juventude, a aquisição do conhecimento superior que permite uma expressão mais substancial dos impulsos criativos; em Aquário, a criatividade amadureceu para se aplicar nas reformas que permitem melhorar o modo de ser e as condições de vida dos seres humanos. Ambas são complementares embora seja de Leão que as ideias brotem com mais espontaneidade e é em Aquário que se cristalizam em modos de ser multiplicados e concretizados tendo-se tornado úteis para os seres humanos.

No passado, estes nativos podem ter –se identificado tão profundamente com a sociedade e as suas regras e leis que se esqueceram que há uma fonte mais primordial da qual todo o poder criativo e benéfico brota e que está para além de todo o pragmatismo criado pelos homens e por cada sociedade. Cabe-lhes agora redescobri-lo através de alguma forma artística de expressão  ou da pura espontaneidade de ser de forma livre e anterior a todas as imagens que cada indivíduo cria de si.

Signo Capricórnio na 7ª Casa do Horóscopo

signo capricórnio na 7ª casa do horóscopo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Capricórnio ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Caranguejo– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  que podem ser mais velhos biologicamente ou são, pelo menos, maduros mentalmente e são figuras de autoridade.  Os parceiros podem não ser os mais joviais e alegres mas são responsáveis, trabalhadores árduos, ambiciosos e desejosos de alcançar e manter um status social elevado.  Estas pessoas são pragmáticas, conservadoras e prudentes e  assemelham-se muito a uma figura paterna, cuja autoridade é facilmente reconhecida.  O desejo de segurança e de proteção dos nativos de Caranguejo encontra neste tipo de figuras o abrigo pretendido, pelo menos em termos materiais, sendo mais difícil encontrar neles uma presença emocional disponível. Sendo Saturno o representante dos velhos, estas pessoas podem casar com parceiros mais velhos e que oferecem real segurança em termos materiais. Também casam tarde, pois levam os relacionamentos muito a sério e querem ter a certeza de que o parceiro é a pessoa certa para formar família.

Os nativos de Caranguejo retraem-se com frequência para a sua própria subjetividade, não sendo sempre efusivos verbalmente e apreciam a possibilidade de comunicar com os parceiros sem ter que falar muito, coisa que, seguramente, os parceiros representados por Capricórnio, asseguram pois também não são muito verbais.

Quando o signo Capricórnio está colocado na 7ª casa, os nativos de Caranguejo podem usar os relacionamentos e o casamento em particular, como forma de ascender socialmente pois são ambiciosos e aspiram a um casamento que funciona muitas vezes como uma «joint venture» pela qual procuram a prosperidade, respeitabilidade e estatuto social a que aspiram. Podem assim casar com pessoas que têm meios de fortuna e assentar nas posses do(a)  parceiro(a) as bases mais importantes da sua própria prosperidade material. A visão do casamento é tradicional e conservadora e o parceiro- seja homem ou mulher- detém a autoridade máxima na relação. Estes nativos gostam de casar dentro de uma família tradicional e de seguir todos os rituais que a tradição deixou em relação à família e ao casamento. Gostam das «vias antigas» no modo de organizar a família, baseando-se na autoridade parental e respeito, pelos filhos, das regras que o pai estabelece no seio da família.

O parceiro é alguém que se fez a si próprio e pode ter origem humilde, tendo ascendido através do trabalho e do esforço próprio. Nestes casos, os parceiros controlam tudo na relação incluindo os meios financeiros , que podem reter , podendo mesmo ser bastante «forretas», preferindo poupar em vez de gastar o que ganham. Estes parceiros dão valor ao trabalho e inculcam nos filhos a importância do trabalho para dar sentido e respeitabilidade à sua vida.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Capricórnio ocupa esta casa, os nativos de Caranguejo  encontram em geral parceiros de negócios trabalhadores e responsáveis embora também muito ambiciosos e, por isso, fieis em primeiro lugar aos seus próprios interesses.  Mas podem contribuir decisivamente para aumentar  os meios e riqueza do negócio uma vez que não se furtam ao trabalho nem às responsabilidades e são em geral leais, pelo menos enquanto forem suficientemente recompensados pelo seu esforço.

No caso presente da complementaridade Caranguejo /Capricórnio, o nativo de Caranguejo pode ter algumas dificuldades no relacionamento devido à frieza que muitas vezes os parceiros revelam pois tendem a relacionar-se com pessoas que têm dificuldade em estabelecer  proximidade emocional. Os parceiros preocupam-se mais, muitas vezes, com a imagem e a reputação perante os outros do que com as necessidades emocionais do nativo mas  isso não significa que não tenham apego sincero por este. Têm simplesmente grande dificuldade em exprimir isso de forma aberta e emocional. Podem exprimir afeto dando presentes materialmente caros e, quando o fazem, o nativo de Caranguejo pode ficar seguro do seu afeto pois não é fácil ao parceiro abrir mão dos meios financeiros que ganha com bastante esforço. E valoriza muito o conceito de família.

No passado, estes nativos podem ter preferido trabalhar e ganhar dinheiro a formar uma família e a criar laços afetivos com outros seres. Nesta vida, são afetuosos mas instáveis, mudando frequentemente de estado de humor e perdem muitas vezes a capacidade de reagir sem excesso emocional às situações; precisam de integrar a capacidade de se distanciar afetivamente usando a reflexão e a imparcialidade lógica proporcionada por Capricórnio para alcançarem melhor equilíbrio na condução das suas vidas.

Signo Sagitário na 7ª Casa do Horóscopo

signo Sagitário na 7ª casa do horóscopo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Sagitário ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Gémeos– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  joviais, com bom caráter, amigáveis mas nem sempre muito adeptos de longos compromissos. São pessoas honestas, amantes da verdade e da justiça mas também «espíritos livres» que adoram a aventura, não gostando de uma vida rotineira ou monótona. Adoram viajar e não  ter que se preocupar com as pequenas coisas do dia-a-dia. Assim, podem ter ausência de espírito prático ou interesse pela organização imediata do que se passa no seu ambiente. São excelentes conversadores, inteligentes e cheios de uma sabedoria que lhes é inerente  e estão sempre ansiosos para passar esse saber a todos aqueles com quem interagem. Assim, é mais fácil ouvi-los do que esperar que eles queiram ouvir aquilo que você pensa ou tem a dizer (a convicção de que são eles que têm a «fonte» da sabedoria é demasiado forte…). Quando Júpiter está mal colocado ou recebe maus aspetos, podem ser dogmáticos e arrogantes. Mas, quando Júpiter se exprime de forma natural, o seu otimismo e tendência para ver o lado bom de todas as coisas chega a ser irritante para os que têm uma perceção mais «terra  a terra» do que se passa à sua volta. Podem ser diplomatas, advogados, estudiosos de diversas línguas e culturas, professores, atletas, exploradores, etc.. A vida junto deles  nunca é monótona, escolhem algo diferente para fazer em cada dia (quando podem). Podem também ser preguiçosos e dados à boa vida, cometendo excessos de comida e bebida. São em geral bem-sucedidos.

Casar com um nativo de Sagitário pode ser simultaneamente uma bênção e um desafio pois, se é verdade que são parceiros que manifestam sempre consideração pelo outro, excelente sentido de humor, jovialidade, capacidade de levar as coisas a bom termo, são também demasiado francos e sem tato chocando frequentemente os que lhes são próximos e se ressentem por tal rudeza que não respeita os seus sentimentos. Podem dar a aparência de não se comprometerem nunca muito, mesmo que formalizem os laços de união, nunca abdicando da sua liberdade e focando-se muitas vezes em objetivos que, para os outros, são demasiado sonhadores e pouco práticos. Gostam de discutir sobre teorias e ideias acerca do fundamento filosófico da realidade, mais do que sobre problemas práticos cuja resolução abarca situações do dia -a –dia e dificilmente criam raízes onde quer que vivam ou trabalham.  Podem preferir dar um passeio na Natureza ou observar  o comportamento de alguns animais ou ainda passar tempo com os grupos de amigos, de desporto, etc., do que com a família mais próxima. E não sentem qualquer remorso por isso. São companheiros leais e o casamento com eles pode ser duradouramente feliz se as suas necessidades forem respeitadas. São porém do tipo de se apaixonarem por uma ideia de relação ou pelo amor em si mais do que pela pessoa concreta que se encontra a seu lado embora a amizade com ela possa ser um alicerce forte da relação. Uma parte do seu sentir e pensar está sempre para lá da situação concreta que estão a viver.

Quando o signo Sagitário está colocado na 7ª casa, os nativos de Gémeos precisam de usar toda a sua inteligência e capacidade discursiva  para manter o ambiente harmonioso da relação. Mas correm o risco de o parceiro achar que a sua abordagem das coisas é superficial e baseada em pormenores mais do que na totalidade do que há para entender. Mas o temperamento lógico do Ascendente Gémeos acha um bom desafio uma conversa filosófica com o parceiro de Sagitário se bem que, em última análise, não entenda bem porquê aprofundar tanto ou complicar aquilo que pode ser tornado simples. Mas tanto um como o outro adoram conhecer novas pessoas , línguas e culturas e gostam de «esmiuçar» o que cada uma tem a revelar sobre a realidade humana. Os parceiros representados por Sagitário, por outro lado, admiram a inteligência de Gémeos, a sua capacidade de descer até ao mais ínfimo pormenor mas lamentam que não seja capaz de desenvolver uma visão de síntese de tudo isso, confundindo muitas vezes a árvore com a floresta. Outra coisa que partilham é o amor pelo movimento e pelas viagens. Esta espécie de «síndrome do movimento» atinge-os tanto na curiosidade de conhecer coisas novas, passando de uma informação para outra quase á velocidade da luz, como no gosto de viajar constantemente e gostar de confraternizar com pessoas de origem cultural diferente ou estrangeira.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Sagitário ocupa esta casa, os nativos de Gémeos podem não ter muito apoio prático para concretizar as suas ideias e projetos, razão pela qual se deem talvez melhor em negócios baseados na prestação de serviços aos outros, de natureza cultural, jornalística, como guias turísticos, organizadores de eventos, etc..O sentido aventureiro de Sagitário pode proporcional excelentes resultados na inovação e conceção de negócios que são fonte de satisfação para estes nativos e também de sucesso financeiro.

No caso presente da complementaridade Gémeos /Sagitário, o nativo de Gémeos talvez traga do passado experiências em que se deixou levar pelo excesso de credulidade, otimismo ou fé, tendo descurado a faculdade racional de efetuar juízos sensatos com base nos resultados da experiência. Talvez tenha assumido que o poder racional de nada vale e que não pode mudar nada nas causas  que determinam a vida humana.  Porventura o excesso de fé não filtrada pela reflexão pode ter produzido fanatismo ou uma visão estreita sobre a vida ou talvez se tenha deixado levar pela fé religiosa até que esta tomou conta irracional dos seus gestos e decisões e isso foi causa de um desequilíbrio na perceção e compreensão da realidade. Agora, usa a racionalidade como forma de catalogar, discriminar, separar cada coisa, atribuindo-lhe um determinado rótulo. Mas precisa de recuperar a visão global sobre as coisas e a perceção de que a intuição e a fé podem ser também fontes de sabedoria e esta lição é-lhe dada pelos parceiros da sua vida.

Signo Escorpião na 7ª Casa do Horóscopo

Signo Escorpião na 7ª casa do horóscopo capaContinuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Escorpião ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Touro– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  intensos, ciumentos, fortemente emocionais e com os quais nem sempre é fácil conseguir entendimento, razão pela qual  os nativos com Ascendente Touro, apesar da sua tendência para serem afáveis, passam em geral por fortes crises nos relacionamentos amorosos e conjugais, casando ou  formando várias uniões ao longo da vida.  O casamento e as parcerias pessoais nunca são muito estáveis para estas pessoas, passando de um extremo ao outro com grande facilidade, como é típico do signo Escorpião. Os parceiros são apaixonados, sensuais e muito possessivos, havendo uma relação de amor/ódio muito forte que se pode estabelecer com eles. Toda esta forte emotividade gera laços muito fortes com os parceiros e também, em consequência, ressentimentos que tornam difícil a convivência após qualquer separação.

A extrema intensidade emocional e sexual destas pessoas torna difícil a todos os nativos de Touro estabelecer parcerias de negócio, do mesmo modo que dificulta a harmonia nos relacionamentos amorosos e conjugal Tendem a querer controlar tudo e acabam por desconfiar da lealdade dos parceiros, levando ao fim da relação após discussões sem fim, impulsionadas pelo ciúme, possessividade ou necessidade de controlar o outro. Podem desse modo passar uma imagem de pessoa possessiva e «difícil», o que também não é muito bom em situações de negócio.

\Outra das características que costumam aparecer nos parceiros dos nativos com Ascendente Touro é a ligação destes ao esoterismo e outras sociedades secretas ou então a alguma carreira ligada com a cirurgia ou medicinas alternativas, investigação forense e criminal, pesquisa de tesouros e objetos arqueológicos, engenharia (especialmente de minas, etc.). Uma coisa é certa, a vida conjugal destes nativos dificilmente é monótona ou insípida. Pode é ter energia de conflito a mais, para ser facilitadora de uma vida estável ao gosto de Touro. Mas a emoção de «fazer as pazes» após cada discussão ou desentendimento é capaz de fazer parte da simbólica de relacionamento que estas pessoas não conseguem dispensar. Como ambos são mais emocionais do que dialogantes na sua expressão, às cenas de batalha sucedem-se momentos intensos de paixão que «apagam» a zanga até à próxima oportunidade até se esgotar a capacidade de entendimento entre os parceiros e cada um ficar «definitivamente farto» do outro. Leva o seu tempo até chegar aí….

Quando o signo Escorpião está colocado na 7ª casa, os parceiros pessoais são  misteriosos, reservados e secretos, nunca se revelando inteiramente aos outros  e podem esconder habilmente muitas facetas da sua personalidade (ou da sua vida). são magnéticos, insinuantes, muito sexuais e capazes, como ninguém, de gerar um sentimento de intimidade e proximidade. Mas podem igualmente ser rudes, mesquinhos, violentos, quando sentem que não têm o controlo da relação ou do outro. São instáveis e mudam de humor brusca e inesperadamente, podendo passar de um registo afável e carinhoso para outro ríspido e intempestivo. Podem ter uma obsessão pela morte e/ou pelo oculto e são muitas vezes extremistas no plano emocional e sexual pois necessitam da intensidade e da força para se sentirem realmente ativos e vivos.  Dificilmente este estilo de parceiro oferece segurança e estabilidade, acabando por cansar os nativos de Touro que não gostam de complexidade nem complicações, embora não consigam resistir ao magnetismo sexual e sensual de Escorpião. Mas, quando os parceiros começam a ser sarcásticos e conflituosos em demasia, partem para outra pois dialogar não faz o género nem de Touro nem se Escorpião. Fica mais fácil cada um ir para seu lado, esgotada a paixão.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Escorpião  ocupa esta casa, os nativos de Touro confrontam-se muitas vezes com a dificuldade de manter  parcerias estáveis e duradouras pois é fácil a desconfiança e o desentendimento  em geral sobreporem-se aos interesses do negócio e /ou do funcionamento da parceria. Talvez seja melhor, por isso, trabalharem por conta própria e acedendo a parcerias apenas quando necessário e de forma momentânea.

.No caso presente da complementaridade Touro /Escorpião o nativo de Touro precisa de integrar a emotividade profunda e desenvolver o poder interno da vontade, complementarmente á procura e acumulação de riqueza material. Não poucas vezes, Touro confunde o mundo dos sentidos com o verdadeiro mundo mas Escorpião desfaz essa ilusão, lembrando o plano sombrio da morte, da obscuridade enterrada no fundo onde  se desfaz todo o brilho do mundo material. Escorpião descobre que há um outro poder, oculto, mental e energético que não é diretamente manejado pelos sentidos mas pelo poder criador da vontade, lembrando desse modo  ao nativo de Touro que o poder que este procura e os seus tesouros materiais não são tudo  oque existe nem são todo o poder.  Os nativos de Touro talvez tragam do passado um foco excessivo no plano subtil  e oculto da realidade, tendo descurado as necessidades da existência terrena e o seu conforto, como fazem por ex., os ascetas que renunciam ao mundo. Sendo este um caminho perfeitamente legítimo, a verdade é que é preciso entender que os opostos são apenas desligados na aparência, pois são dois estados polarizados de ser, e, em essência, são o mesmo em fases diferentes. Cabe a cada um descobrir que aquilo que julgava ser totalmente distinto e separado de si mesmo é afinal parte de si. A identidade é bem mais do que aquilo que apreendemos dela.

Signo Virgem na 7ª Casa do Horóscopo

signo Virgem na 7ª casa do horóscopo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Virgem ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Peixes– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  cuja natureza prática ajuda a balançar  a tendência para a desordem que facilmente se instala nas suas vidas.  A eficácia com que os parceiros organizam e arrumam tudo á sua volta dá-lhes segurança e tranquilidade. A habilidade para as tarefas manuais é outra característica que atrai os nativos de Peixes, que gostam de se ocupar com tarefas criativas nas quais podem usar a imaginação e a sensibilidade estética.  É  claro que a faceta crítica de Virgem e a tendência para procurar «erros» pode ser um osso duro de roer mas, por outro lado, tanto Peixes como Virgem sentem a necessidade de se aperfeiçoar, de se purificar embora em planos opostos – Virgem no plano terreno, cuidando dos ambientes materiais que suportam a vida do corpo e Peixes no plano espiritual e moral, que garante as «virtudes da alma». Completam-se e podem crescer mutuamente, descontando os períodos em que entram em conflito pelas pequenas (grandes) diferenças na forma de encarar a vida no dia-a-dia.

Apesar do pragmatismo e mente analítica, os nativos de Virgem são tímidos e românticos, de uma forma muito discreta e sensorial e os nativos de Peixes sentem-se muito á vontade com esta simplicidade em que a funcionalidade da vida não é verbalizada mas é praticada de forma eficaz e confortável para as suas vidas. Os nativos de Virgem são muito dedicados ao trabalho e gostam de ambientes silenciosos para poderem pensar , analisar, etc.. Peixes também gosta de silêncio, quanto mais não seja para dar largas à imaginação, à pintura, desenho, leitura e escrita, etc..

Os nativos de Peixes preferem parceiros com quem possam contar, tanto nos negócios como  na vida. Tendo Mercúrio a reger a 7ª casa, normalmente casam cedo e, devido à mutabilidade de Mercúrio, têm em geral um bom número de relacionamentos ao longo da vida.

Quando o signo Virgem está colocado na 7ª casa, os parceiros pessoais são eficientes, organizados, dotados de destreza manual, habilidosos artesãos e «faz tudo» , são amantes da limpeza e da higiene, arrumados, trabalhadores incansáveis, embora não sejam propriamente as pessoas mais espontâneas, podendo colocar na agenda como «tarefas» muitas das coisas que outros fazem para se divertir. Em grande parte, tudo é «trabalho» para os nativos de Virgem e, como tal, tudo deve ser planeado, organizado, calendarizado.  Ora, para os nativos de Peixes, contar com uma pessoa com este nível de eficácia prática é uma bênção e, deste modo, colocam nos parceiros  toda a organização quotidiana das suas vidas, desde o cuidar da roupa, da arrumação de toda a confusão de papeis e objetos no escritório ou espalhados pela casa, o cuidado da alimentação e também da sua saúde. Com isso deixam um sentimento de «serviço prestado» no nativo de Virgem e tornam a sua vida muito mais leve, ficando com tempo para dedicar aos devaneios , à fantasia, às suas tarefas criativas, de voluntariado, etc..E, se Peixes revela toda a disponibilidade para se voluntariar junto de quem precisa de algum apoio, essa disponibilidade é manifestada fora de casa. Em casa, o(a)  diligente parceiro (a) organiza, limpa, cozinha, passeia o cão ou leva o animal doméstico ao veterinário, arranja o eletrodoméstico que avariou, chama o canalizador para reparar a instalação que cedeu, etc.. e, apesar de tudo, para os nativos de Virgem que adoram sentir-se úteis, isto nem é assim tão mau. E os nativos de Peixes podem recompensar isso com dedicação, agradecimento e muito afeto.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Virgem  ocupa esta casa, os nativos de Peixes   tendem a encontrar parceiros de negócios perfecionistas, picuinhas, supercríticos e controladores , sempre prontos a apontar falhas  ao trabalho realizado por si. Mas a sua eficiência e sentido de organização compensa os confrontos episódicos pois, apesar de tudo, a criatividade de Peixes complementa na perfeição a eficácia de Virgem e contribui decisivamente para os bons resultados que poderão alcançar a dois.

No caso presente da complementaridade Peixes /Virgem, o nativo de Peixes tem dificuldade situar-se no «aqui e agora» da vida material e do trabalho  feito de rotinas e deveres. No passado pode ter sido excessivamente focado no trabalho e na necessidade de prever, controlar e organizar toda a realidade à sua volta e compensa isso agora procurando transcender o plano da vida quotidiana e das suas necessidades materiais. Porém, precisa de aprender, através dos parceiros, a integrar ambas as realidades- a material corpórea e a espiritual pois elas suportam-se mutuamente neste plano de existência em que é preciso viver, embora sem se deixar submergir nem apenas pela realidade dos deveres quotidianos e do trabalho nem pela «transcendência» ou plano espiritual que, nesta Terra, só é acessível através da mediação do corpo e da realidade sensorial.

Signo Leão na 7ª Casa do Horóscopo

 

Signo Leão na 7ª Casa do horóscopo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Leão ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Aquário– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios-  que não passam despercebidos: podem ser glamorosos, atraentes e com ar majestoso, procurando ser o centro das atenções; gostam de um estilo que vida opulento, com luxo, conforto e gostam de ser mimados (a). Os parceiros podem ser vaidosos e superficiais, sempre prontos para a diversão e para um estilo de vida social, com muitas festas onde possam brilhar e encantar, são pessoas que cuidam muito da imagem e da forma como se vestem, podendo trabalhar na área da moda, do entretenimento ou do desporto. Mas podem também ser generosas e amigas dos seus amigos, embora tenham em geral um complexo de «prima dona» esperando receber todas as atenções, antes de eles (ou elas) decidirem dar alguma dessa atenção. Quando a 7ª casa é forte e o Sol também está bem colocado, os parceiros podem ter alguma posição de relevo e alcançar um status elevado, muitas vezes como «estrelas» do desporto, do cinema, da política. São em geral caprichosos mas também benevolentes e calorosos, sobretudo quando recebem a devida «adoração» por parte do nativo.

Muito focados em si próprios, os parceiros do nativo com Ascendente Aquário gostam de ser mimados e tão depressa se portam como crianças entusiastas com algo que os alegre como adotam a postura digna e «real»  de que tem que dar o exemplo.  E, na verdade, estes nativos têm muitas vezes algo de especial, são extremamente criativos e podem inspirar outros à sua volta. Isto tudo, é claro, apesar de escolherem em geral uma imagem de si próprios que é muito construída e calculada para produzir os máximos efeitos de esplendor sobre os que os rodeiam. Podem, entretanto, ser muito egocêntricos e teimosos, amuando com facilidade quando são contrariados. Estão sempre a «representar» algum papel, como se a vida fosse efetivamente um grande palco desenhado para os aclamar e receber. São também românticos incorrigíveis embora muitas vezes o romance seja mais encenado do que verdadeiramente sentido, de tal modo que se enamoram pelo amor, mais do que pela pessoa real com quem começam a interagir. O casamento, para estas pessoas , é um show, no qual eles têm o papel principal. Adoram dar a conhecer aos outros os pormenores da sua vida conjugal, que exibem com a excitação de quem revela um poema de amor ou um sonho privilegiado. Muito emocionais nas respostas com os parceiros, tanto dão a ver a sua paixão e enamoramento como o drama da sua tristeza. Um casamento que seja apenas uma relação privada não tem qualquer charme para estas pessoas.

Por seu lado, os nativos com Ascendente Aquário, apesar de podem ser muito «igualitários», podem ser muito possessivos com os parceiros e também ciumentos. Também tendem a considerar que o seu trabalho é mais importante do que o do parceiro e isto pode trazer atritos ao relacionamento pois os parceiros destes nativos não aceitam de ânimo leve ser «passados para trás» e veem como uma afronta  o menor apreço da sua imagem pública ou carreira pelos nativos de Aquário. Com efeito, estes nativos atraem parceiros que são muitas vezes extravagantes, majestosos, muito conscientes da  sua própria importância. Querem estar nas bocas do mundo, ser conhecidos por todos e famosos, quanto mais não seja por serem quem são.

Quando o signo Leão está colocado na 7ª casa, os parceiros pessoais são dramáticos e intensos e muito «cheios de si». Isto significa que as parcerias, tanto conjugais como de negócios podem ser um palco nem sempre pacífico, de diferenças individuais, com explosões de humor e dificuldades de cooperação. O nativo e os seus parceiros podem ser muito leais no relacionamento mas não é fácil manter a «paz» na relação. Porém, será em geral o nativo de Aquário o que se identifica com o parceiro e «empresta» deste a sua identidade, devotando-lhe toda a atenção de  que este precisa, embora não de forma muito constante. Ambos são muito sociais mas pelas razões opostas: Leão é social porque precisa de um público; Aquário é social porque a sua natureza é gregária e sente dificuldade em separar-se do «nós» coletivo e comunitário. Assim, são companheiros leais e devotados do parceiro de vida e apaixonados por este. Por sua vez, os parceiros são excêntricos, criativos, diferentes , fascinantes e fazem sonhar os nativos de Aquário, fazendo-os  viver a sua fantasia romântica.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Leão ocupa esta casa, os nativos de Aquário  contam com parceiros de negócios que, não obstante o seu valor , carisma e criatividade, podem realmente dar-lhes muitas dores de cabeça pois tenderão a achar que são os únicos que fazem progredir o negócio e todo o sucesso que este tenha é auto atribuído. Ao mesmo tempo, todas as possíveis dificuldades serão atribuídas ao parceiro. Nesta parceria, só um pode brilhar e aparecer como «campeão» e «vencedor». Não é preciso pensar muito para entender que isto, mais cedo ou mais tarde, sobretudo quando as coisas correm mal, traz um desfecho dramático e emocional de acusações mútuas.

No caso presente da complementaridade Aquário /Leão, o nativo de Aquário tem dificuldade em discernir as «fronteiras» do seu eu, preferindo identificar-se com alguma organização coletiva e grupal. No passado provavelmente foi demasiado autocentrado e/ou egoísta e não abriu espaço para a expressão e opinião dos outros, nem teve capacidade para formar verdadeiras parcerias colocando os seus interesses sempre em primeiro lugar. Agora, com o Ascendente no signo Aquário, precisa de aprender a integrar o lado individual correspondente ao signo Leão, na sua identidade, vivendo essa experiência da 1ª pessoa nos parceiros de vida ou de negócios. Nesta existência tem oportunidade de conciliar  a criatividade individual com a criatividade coletiva e aprender o sentido da cooperação que corresponde à conciliação entre modos diferentes de ser no consenso de um desenvolvimento de objetivos comuns e importantes para ambos.

Signo Caranguejo na 7ª Casa do Horóscopo

signo Caranguejo na 7ª casa do horóscpo capa

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Caranguejo ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Capricórnio– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios- que são sensíveis e afetuosos, com grande capacidade de nutrir e cuidar. Os parceiros devem ter algo de «maternal» e protetor e que seja capaz de antecipar as necessidades do nativo, especialmente quando se trata do cônjuge, sem ser necessário pedir-lhe para o fazer. Para estes nativos, homens e mulheres mas particularmente os homens, o parceiro ideal é aquele que atua como a «mãe» satisfazendo todas as suas necessidades de forma «automática» ou espontânea. E, provavelmente como acontece em relação à mãe, acharão muito natural esse comportamento, não vendo qualquer razão para lhe agradecer. No longo termo isto pode ter o efeito adverso de gerar ressentimento por falta de reconhecimento do esforço feito pelo (a) parceiro (a) para satisfazer todas as necessidades de cuidado do nativo e o relacionamento pode começar a  ser marcado pelas mudanças bruscas de humor ou mesmo a zanga dos parceiros.  Estes nativos procuram a segurança emocional no parceiro de vida mas têm dificuldade em mostrar apreço por tudo o que recebem e podem mesmo implicar com a timidez, introversão e excesso de emotividade do parceiro conjugal e tudo isso abre a porta a ressentimentos que, mais tarde ou mais cedo, acabam por pôr em causa o relacionamento.

Os parceiros dos nativos com Ascendente Capricórnio  são sensíveis e sentimentais, gostam de cuidar dos outros e de receber o mesmo afeto em troca.  O gosto por cuidar leva-os a escolher profissões como enfermagem, mestres de cozinha, trabalho num negócio de catering ou de hospedagem, etc..Estes nativos precisam de estar com pessoas que os ajudem a ter uma imagem mais firme e determinada e, por isso, sentem-se atraídos para os nativos com Ascendente Capricórnio. Porém, estes são muitas vezes rígidos demais para conseguir dar o devido valor a parceiros com características de Caranguejo pois estes parecem muito frágeis e vulneráveis, muito «necessitados» de apoio emocional e de encontrar um «porto seguro». Toda a fragilidade dos parceiros incomoda bastante o modo de ser de Capricórnio, que se rege mais pelas regras sociais exteriores e pelos objetivos práticos do que pelos sentimentos e afetos. Assim, podem manipular cuidadosamente os sentimentos dos parceiros porque estes , objetivamente, satisfazem muitas  das suas necessidades do dia a dia, como os cuidados do lar, da alimentação, etc., para além de lhes oferecerem o afeto de que secretamente necessitam mas  que não se permitem admitir que necessitam e, enquanto os parceiros aceitarem a sua autoridade e firme distância como patriarcas e «chefes» de família, o relacionamento corre sobre rodas. O parceiro representado por Caranguejo faz praticamente tudo o que é necessário para haver relacionamento enquanto o de Capricórnio se «deixa amar e cuidar» , com alguma distância e sem retribuir, na maior parte das vezes, o afeto recebido (a não ser em alguns momentos em que «despe a armadura», mas duram pouco).

Quando o signo Caranguejo está colocado na 7ª casa, os parceiros pessoais são frágeis emocionalmente fortalecendo-se quando têm alguém para receber todo o imenso afeto e cuidados que têm para dar. Alimentam-se destes gestos de dar, continuamente, tudo de si ao outro mas, com o passar do tempo, a rigidez marmórea do nativo de Capricórnio começa a gerar «anticorpos» na forma de mudanças bruscas de humor, respostas de zanga e conflitos que começam por espantar o nativo de Capricórnio, convencido de que o  papel do cônjuge é exatamente esse, nutrir e cuidar de si, vendo isto como uma obrigação que considera «paga» pelo contributo que dá para o sustento da família e para trazer dinheiro para casa. E isto não muda  muito quando o nativo de Capricórnio é mulher e o parceiro de Caranguejo é um homem , embora possa haver algumas nuances  mais suaves. Porém, as mulheres com Ascendente Capricórnio são tão ambiciosas como os homens, na sociedade ocidental do sex.21; tal como estes, querem alcançar sucesso na carreira e não são nada dadas ao modelo da «fada do lar», esperando que o parceiro faça isso por elas.

Ora, a ausência de reconhecimento por parte do nativo de Capricórnio, de que os cuidados que recebe são «trabalho» do parceiro e fruto da sua dedicação, acaba por criar conflitos conjugais que, inevitavelmente, levam os parceiros de Caranguejo a perceber que «se enganaram» na escolha e, por isso, é habitual os nativos de Capricórnio terem mais do que um relacionamento conjugal ou união. Nos casos em que este relacionamento é bem sucedido, o parceiro pode ter grande «jeito» para a cozinha e ambos podem passar bom tempo a cozinhar. Mas a distância física em relação ao parceiro nunca é completamente vencida, havendo sempre algum retraimento e embaraço por o parceiro aparentemente precisar de constantes abraços e outras demonstrações de afeto semelhantes, sobretudo se ambos estiverem em espaços públicos.

Mas a 7ª casa representa mais do que o parceiro conjugal. E, quando Caranguejo ocupa esta casa, os nativos de Capricórnio podem ter que defrontar pessoas que podem ser inseguras, que mudam continuamente de estado de humor, que são instáveis psicologicamente, pessoas que precisam de continuamente receber conforto que lhes dê autoconfiança, o que irrita ou deixa aborrecidos os nativos de capricórnio que «não sabem o que fazer» com pessoas tão fracas. Pode também haver um relacionamento de confronto com a mãe e um mau relacionamento com esta que não foi resolvido no passado, permanecendo sob a forma de ressentimento na memória do nativo.

No caso presente da complementaridade Capricórnio /Caranguejo, o nativo de Capricórnio (um signo profundamente kármico) traz do passado imagens subconscientes de grande vulnerabilidade emocional devido à qual esteve dependente de outros e sofreu bastante por causa disso , tendo talvez efetuado atos que tiveram resultados muito negativos, devido à ausência do poder de disciplinar e controlar pela vontade os excessos emocionais. Neste existência precisa de voltar a integrar o lado emocional das suas experiências na sua identidade, aprendendo a superar a rigidez intelectual e a frieza por vezes cínica com que se refugia nas regras institucionais e se esquece da espontaneidade do que sente e deseja.  Capricórnio sabe o que «quer» mas isso é muito mais do que um simples desejo: este é espontâneo e arrasta o indivíduo para a procura de uma satisfação imediata. Mas Capricórnio domou tudo isso e o que «quer» é sempre fruto de um «plano» bem organizado e premeditado pela razão.  Mas, porque isso acaba por reduzir a vida a um mero «esqueleto» programático em que nada de espontaneamente vivo pode surgir na sua vida, nesta existência tem a oportunidade de voltar a deixar entrar o dinamismo da vida na sua existência. Se souber ir para além da distância dos esquemas e dos objetivos materiais.

Signo Gémeos na 7ª Casa do Horóscopo

signo Gémeos na 7ª Casa do Horóscopo

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Gémeos ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Sagitário– os nativos sentem-se atraídos por parceiros- de vida e de negócios que são faladores, espirituosos, inteligentes. Porém, dada a instabilidade do signo Gémeos devido à mutabilidade do seu regente- Mercúrio- os parceiros são também instáveis, superficiais ou pouco focados. Podem mudar subitamente de humor e de opinião, oferecendo pouca confiança no que se refere à previsibilidade do seu comportamento. Os nativos de Sagitário apreciam a inteligência e os dons de espírito, o conhecimento que permite expandir a sua compreensão acerca dos outros e da realidade. Por isso procuram parceiros cuja mente está suficientemente desenvolvida para poderem conversar de forma logicamente bem conduzida acerca de qualquer assunto. Mas tendem a embrenhar-se em questões filosóficas muitas vezes impossíveis de responder e as características dos parceiros, cuja curiosidade intelectual os faz situar-se sempre no aqui e agora, deixando de lado as «questões intemporais» e falando do que se passa no mundo envolvente ajuda-os a manter-se na realidade concreta  dos factos. Nem sempre apreciam isso mas reconhecem que lhes é necessário.

Os parceiros dos nativos com Ascendente Sagitário são pessoas inteligentes e curiosas, alegres, sempre prontas a  interagir com os outros, tanto pelo desejo de comunicar como pela necessidade profissional de vender , informar, ensinar. Nem sempre dizem a verdade, podendo astutamente manipular o que for preciso, se isso lhes trouxer alguma vantagem e alguns são mesmo «aldrabões» ou ladrões, tanto no sentido tradicional do termo como no de enganarem os outros oferecendo «gato por lebre». Esta característica torna os nativos de Sagitário vulneráveis perante os parceiros ou outras pessoas com quem interagem e que secretamente procuram tirar vantagem da sua ingenuidade e lucrar às suas custas. Estes nativos são também jovens, senão em termos biológicos, pelo menos em termos de mentalidade e estão sempre a par das últimas tendências .Fisicamente também parecem mais jovens do que, na realidade, são. De resto, gostam mais de conversar com jovens- razão pela qual procuram muitas vezes uma profissão no ensino- do que com pessoas da mesma idade. O «contra» disto é que isso também significa que, em muitos, casos, lhes falta maturidade para se comportarem como adultos responsáveis. Também podem ser escritores ou jornalistas e, enquanto tal, normalmente estão a par de todos os mexericos que interessam à maioria.

Os nativos de Sagitário tendem a levar-se muito a sério e o confronto com pessoas com característica opostas às suas- um entusiasmo que por vezes raia o ‘«estouvado», a «criatividade»  com a verdade, o fastio perante todas as questões que ultrapassam «aquilo de que se fala» no momento, a  irrequietude e mudança súbita de pensar e de se comportar, tem o efeito de os afastar, pelo menos durante algum tempo, da sua visão séria e profunda acerca das coisas, levando-os a brincar com as próprias opiniões. Em vez de procurarem «as verdades eternas», os parceiros preferem os mexericos sobre as ações desta ou daquela pessoa que tem interesse para os demais e conversar em tom de brincadeira sobre a maioria das aflições da humanidade. Este tom leve e solto de Gémeos é o contraponto em relação à visão séria do mundo e da verdade. É claro que esta «leveza» dos parceiros também tem o inconveniente de, quase sempre, os parceiros serem demasiado imaturos para assumir compromissos «para vida» e, como em geral as pessoas com Gémeos na 7ª casa casam cedo, a consequência mais frequente é terem múltiplas uniões ou casamentos com parceiros diferentes. Isto acontece porque estes nativos atraem parceiros com essa característica marcante de  não serem estáveis, vivendo o momento presente e mudando com a passagem exterior dos eventos à sua volta. O nível de relacionamento destes parceiros é em geral superficial e, por essa razão, os laços que os unem ao nativo são também frouxos. A lealdade e a fidelidade não são as características mais marcantes na personalidade de Gémeos (com tantas pessoas novas interessantes com que se deparam, sentem que é um desperdício passar a vida apenas com uma delas). Mas uma coisa é certa: enquanto dura, o relacionamento conta com parceiros que são excelentes comunicadores, tendo sempre opinião  avisada e inteligente acerca de tudo, o que agrada sobremodo ao nativo de Sagitário. (com o tempo, começa no entanto a irritá-lo o facto de o parceiro não ser capaz de ir além da superfície das coisas- e não se interessar de facto por ir mais fundo ou mais além). É claro que as qualidades que referimos nem sempre estão expressas com este simplismo nos nativos influenciados por este signo, pois cada personalidade combina uma multiplicidade de signos e respetivas influências mas os nativos de Sagitário podem contar com parceiros que podem ser excelentes nas vendas e atividade comercial,  e podem também ser excelentes num trabalho em que usam as mãos e isto tanto pode incluir tocar um instrumento musical como serem excelentes artesãos. Com frequência, os nativos de Sagitário encontram os parceiros no meio imediato envolvente, numa aula, palestra, etc..

Quando o signo Gémeos ocupa a 7ª casa do horóscopo pode acontecer que os nativos de Sagitário se confrontem com pessoas que procuram enganá-los, sobretudo quando se trata de vender/comprar alguma coisa. Quando se trata de um relacionamento de negócios ou do casamento ou união, pode haver uma imediata faísca causada pela inteligência e sentido de humor dos parceiros. Mas, à medida que os primeiros entusiasmos passam e o relacionamento entra na rotina, tanto um como o outro começam a sentir que não têm nada em comum  e, por isso, o divórcio acaba por se anunciar. E as pessoas podem ficar amigas ou, pelo menos, «bem» uma com a outra. Nem sagitário nem Gémeos são signos de grandes explosões emocionais, gostam de conversar e de trocar ideias, por isso a separação não deixa, em geral, muito ressentimento.

No caso presente da complementaridade Sagitário /Gémeos, o nativo de Sagitário provavelmente traz do passado uma vida em que preferiu os conhecimentos superficiais e o descomprometimento de quem leva a vida pouco a sério, com a imaturidade de um pensamento que se manteve avesso às responsabilidades, incluindo a de se desenvolver em aprofundamento e compreensão da realidade para além das suas aparências e, na presente encarnação, em que a «verdade» e as suas consequências estão sempre na sua mente e na abordagem que faz das coisas, precisa de integrar, através das parcerias, o saber imediato do quotidiano que, apesar de parecer supérfluo, é igualmente necessário para compreender a realidade e agir eficazmente sobre ela, unindo teoria e prática, saber e fazer. E todos os relacionamentos pessoais permitem esta integração, mostrando que há um momento para a devoção e a compreensão filosófica da sabedoria intemporal e outro para a explosão do riso espontâneo e jovem, que lembra que a abertura para o imediato complementa e completa o pensamento do eterno.

Signo Carneiro na 7ª Casa do Horóscopo

signo Carneiro na 7ª casa

Hoje começamos a descrever os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta é uma casa que significa os relacionamentos de longo termo, os laços legalizados por contrato, o cônjuge, o  parceiro de vida e de negócios, a vitalidade, fertilidade, paixão, natureza extrovertida, adultério, a conduta moral, prazeres, conforto, vida em terras estrangeiras, sucesso nas relações amorosas, vida conjugal, residência no estrangeiro, viagens, comércio, negócios, expansão, generosidade, respeito, o tipo de parceiro para o qual somos mais atraídos, qualidade do casamento. Mostra o nível de paixão,  ciúme e  desejo. A 7ª casa é uma casa de desejo e de sensualidade, estando ligada aos relacionamentos sexuais. Não se trata aqui do amor incondicional mas do amor contratualizado como acontece no casamento, em que as necessidades de ambos os parceiros devem ser satisfeitas. Por essa razão, esta é uma casa em que precisamos de aprender a criar consensos e a sair do «eu» para nos focarmos no outro como uma obrigação e interesse de ambos. Esta é também uma casa maraka representando a morte, pois uma grande parte da nossa energia de vida é gasta nos assuntos ligados com esta casa, representando por isso uma grande concentração energética que gastamos e na qual consumimos, literalmente, a energia física de que somos dotados para evoluirmos nesta Terra.

No corpo físico, a 7ª casa representa a cintura pélvica, a  região lombar, bexiga, parte inferior do intestino grosso, órgãos sexuais internos -útero, cerviz, próstata, ovários, testículos; rins, veias.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Carneiro ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Balança– os nativos sentem-se atraídos por parceiros fortes, dominadores, assertivos, egocentrados e egoístas mas também muito independentes, corajosos e inovadores.  Podem ser também agressivos ou, em alternativa, atletas ou pessoas que têm uma atividade  que os faz lidar com a violência como os policias ou militares e outras formas de perigo como  os bombeiros e as forças de salvação e de intervenção. Estes nativos, quando lidam com o público, podem ter que enfrentar pessoas perigosas, agressivas e violentas.

Os signos  que ocupam o Ascendente e a 7ª casa são opostos entre si o que significa que o signo na 7ª casa representa as qualidades que consideramos extremas e opostas em relação à nossa própria personalidade mas que, para alguns, são poderosamente atrativas, talvez porque nos obrigam a desenvolver aspetos escondidos da  nossa própria personalidade. Os relacionamentos são palco privilegiado para esse encontro com as várias facetas da identidade que nesta vida não queremos desenvolver por nós próprios mas que o relacionamento com os outros nos ajuda integrar em nós, se formos bem-sucedidos.

Quando o signo Carneiro ocupa a 7ª casa do horóscopo a relação com os parceiros de todos os tipos pode ser complicada,  agressiva ou baseada em constante argumentação e discussão, sendo difícil haver harmonia nos relacionamentos. Isto pode acontecer não só porque  o próprio nativo é argumentativo mas porque atrai parceiros com os quais é difícil criar entendimentos e consensos. As parcerias de negócios e o casamento podem transformar-se muitas vezes numa espécie de «batalha campal». Os parceiros são extremamente competitivos  e têm dificuldade em cooperar, procurando sempre ficar «em primeiro». Assim, tanto nos negócios como na vida, o espírito competitivo está sempre presente e, se por um lado pode ser estimulante pois leva cada um dos parceiros a tentar exceder as suas limitações para se aperfeiçoar, por outro lado impede a criação de um verdadeiro relacionamento em que as pessoas trabalham em conjunto para alcançar os mesmos objetivos para se tornar num constante discurso em que o «eu» está sempre primeiro. É «cada um por si» , o próprio relacionamento torna-se uma competição, contando-se todos os «pontos positivos» e negativos de cada um quando se trata de «assacar culpas» por aquilo que corre mal.

Estes nativos tendem a casar cedo pois colocam o seu foco de ação nas parcerias e adoram o período em que se envolvem apaixonadamente na conquista do parceiro. É,  deste modo,difícil interessarem-se por parceiros que entram no relacionamento sem luta. Isso faz com que o parceiro seja visto como algo que é seu de direito pois a «conquista» estabelece a posse e o domínio sobre ele. Todos os  parceiros são vistos, até certo ponto, como oponentes que é necessário vencer.  Os parceiros mais atraentes  são os que têm carisma e capacidade de liderança. Mas também os há que não querem casar para não perder a sua independência.

Estas características «jogam» tanto para o parceiro dos nativos com Ascendente Balança como para estes, que também não gostam de parceiros «fáceis», gostam que estes sejam capazes de se  impor e que tenham uma personalidade forte e mesmo agressiva. Estes nativos encaram os relacionamentos a partir do seu próprio ponto de vista e do que querem e desejam e isso não facilita a harmonia nesta área.

Por outro lado, gostam que os parceiros tomem as decisões sobre  o que é importante para as suas vidas, ao mesmo tempo que podem concentrar a sua ação no próprio parceiro e em tentar agradar-lhe.  Em termos kármicos, as pessoas com Carneiro na 7ª casa podem mostrar um padrão passado em que não foram capazes de ter em conta o «nós» que resulta da cooperação e da harmonia com o outro e, por isso, os parceiros que escolhem exprimem esse padrão vindo do passado para que aprendam a praticar a cooperação e a articular o eu e o outro num nós que funcionam em conjunto e em harmonia.

Mas, até que o equilíbrio entre o «eu » e o  «outro» seja possível, pode haver um longo percurso no qual o nativo começa por agradar aos parceiros e se submete à vontade destes para , a certa altura, evoluir para um estado em que eu e tu não se anulam mas, mantendo a sua singularidade, se tornam capazes de cooperar  e de criar uma realidade nova que é a do «nós.

Signo Peixes na 6ª Casa do Horóscopo

signo Peixes na 6ª Casa do  Horóscopo

Concluímos  com este artigo a  a apresentação dos signos na 6ª casa do horóscopo. Hoje falamos do signo Peixes na 6ª casa. Para  ler uma pequena  introdução aos significados da 6ª casa, clique  aqui .

Para ler um artigo mais aprofundado sobre os significados da 6ª casa leia o artigo aqui.

 Quando  o signo Peixes   ocupa a 6ª casa do horóscopo- o que acontece para o Ascendente  Balança–  os nativos precisam de ter um trabalho onde a sua criatividade possa ser explorada e suficientemente flexível para não haver excesso de regras ou de controle sobre a atividade. Muitas destas pessoas podem preferir trabalhar por conta própria ou em parceria. Dão excelentes trabalhadores na área social pois têm uma abordagem compassiva e de compreensão perante os problemas dos outros , sentindo empatia para com as dificuldades que algumas pessoas mais frágeis experimentam. São também muito adequados para trabalhar com animais sendo frequentemente voluntários em organizações de proteção e abrigo dos animais ou em atividades de serviços de bem-estar para os  animais. Dão em geral tanta importância ás atividades desenvolvidas voluntariamente como dão às que são remuneradas. Outra área em que podem ser excelentes é na área artística, como a música, poesia, etc..Também dão excelentes conselheiros e mediadores, colocando a sua empatia emocional ao serviço das necessidades dos outros.  Para se sentirem bem no local de trabalho, estas pessoas precisam de colegas e colaboradores com qualidades humanas de compassividade e sensibilidade emocional. Precisa igualmente  de trabalhar com pessoas que são  imaginativas e criativas e cuja abordagem não seja egoísta. Dito isto estes nativos não são muito organizados, precisando da ajuda de outros cujo sentido prático seja capaz de aplicar as boas ideias que têm. São melhores a  trabalhar com pessoas e crianças do que a fazer tarefas impessoais e/ou rotineiras. Tendo uma inclinação bastante espiritual, estes nativos apreciam igualmente trabalhar na área espiritual ou por ex., na área das medicinas alternativas. gostam de colocar alguns símbolos de espiritualidade no local de trabalho. Podem igualmente apreciar trabalhar num ambiente marinho ou mesmo debaixo de água, podendo sentir-se bem a trabalhar num grande aquário ou e atividades de pesca. (ou fazer isso como hobby).

Precisam de sentir que são apreciados e alvo da estima dos colegas e colaboradores no local de trabalho para poderem produzir realmente um trabalho de qualidade. Quando não recebem este apoio, facilmente entram num clima de autovitimização e de pena por si próprios. isso pode levá-los a abusar de anti depressivos e sedativos.

Os nativos com o signo Peixes na 6ª casa podem ser algo descuidados com o ambiente doméstico , acontecendo o mesmo no local de trabalho, o que pode causar alguns problemas de funcionamento no quotidiano pois podem não saber onde colocaram pastas, objetos etc., ou podem simplesmente deixar acumular papeis e pastas uns em cima dos outros na secretária  em vez de os arquivarem de forma eficiente. Em casa  podem ir acumulando louça, roupa, sapatos, etc., até que a pilha se torna tão grande que têm que os arrumar. Mas não são dos mais exigentes a manter um ambiente arrumado no lar e precisam de alguém que faça isso por eles.

A natureza espiritual destes nativos pode levá-los a desenvolver várias rotinas como meditação, frequência de espaços religiosos, etc., para se sentirem equilibrados, podem igualmente dedicar-se á aprendizagem de música ou fazer poesia com o mesmo objetivo. Encaram igualmente a alimentação e as dietas como forma de se purificarem espiritualmente e pode mesmo recorrer ao jejum para  aceder a  experiências de caráter espiritual. Adoram dançar ..

signo Peixes tem regência de Júpiter  que, no signo Peixes ajuda a desenvolver empatia em  relação a todos os seres e produz um desejo de transcender os limites do mundo material  que gera nestas pessoas o desejo de escapar , podendo fazê-lo através de formas criativas e imaginativas ou abusando de medicamentos  como antidepressivos e analgésicos aos quais podem recorrer diariamente. A dieta pode ser encarada do mesmo modo, sobretudo as dietas ditas «especiais» ou o jejum.

As pessoas com o signo Peixes na 6ª casa  têm grande empatia com os animais e podem mesmo preferir relacionar-se com um animal de estimação do que com outras pessoas. Este amor pelo animais pode mesmo levá-las a desenvolver um generoso e disponível trabalho voluntário para com instituições que lidam com animais e situação de abandono ou maus tratos. Podem no entanto desenvolver uma perceção irrealista acerca da natureza e das capacidades dos animais, de certo modo vendo neles qualidades que gostariam de ver em outros seres humanos.

No que se refere  à saúde, estes nativos podem sofrer de problemas relacionados com a retenção de água, inchaço, inflamação  dos nodos linfáticos, problemas nos pés e nas costas, sobretudo devido a má postura da coluna.