Signo Touro na 7ª Casa do Horóscopo

signo touro na 7ª casa do horóscopo

Continuamos a apresentar os efeitos da colocação dos signos na 7ª casa do horóscopo. Esta colocação é especialmente importante pois o signo que ocupa a 7ª casa é oposto do signo Ascendente e, por via disso, é-lhe complementar. Na 7ª casa exprimem-se as qualidades que, sendo relativas aos outros, são no entanto fundamentais para que a nossa identidade se complete. Tudo o que é expresso pela 7ª casa precisa, desse modo, de ser integrado na identidade de forma dinâmica e é algo com o qual cada personalidade tem que lidar ao longo da vida.

Poderá ler um pequeno resumo dos significados da 7ª casa aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre a 7ª casa leia o artigo aqui.

Quando o Signo Touro ocupa a 7ª casa do horóscopo – o que acontece para o Ascendente Escorpião– os nativos são conservadores em relação aos parceiros que escolhem. Gostam de um casamento para a vida, estável e esperam o mesmo em  relação ás parcerias de negócios e às amizades.  Atraem por seu lado também pessoas com as mesmas características de confiança e estabilidade, com personalidade e atitudes previsíveis para saberem bem o que podem esperar. Não gostam de der «surpreendidos» pelos parceiros, gostam de manter o mesmo estilo de relacionamento ao longo do tempo pois isso dá-lhes segurança. Isto revela a sua capacidade de compromisso inabalável com os parceiros de todos os tipos. Esta entrega total tem a sua moeda de troca pois, logo que estabelecem um relacionamento formal, fazem-no de forma definitiva e são muito possessivos e ciumentos, exigindo igual compromisso por parte dos parceiros, ou seja, total lealdade e fidelidade.

Os parceiros dos nativos com Ascendente Escorpião são pessoas práticas, determinadas e pacientes, amantes dos prazeres e confortos da vida, sensuais, amantes da boa comida e bebida. Podem colecionar  objetos artísticos ou ter como hobby a cozinha gourmet, ou outras atividades que agradam aos sentidos como a aromaterapia, etc.. Gostam de se rodear de luxo e de conforto e são muitas vezes pessoas com dinheiro e com talento para acumular riqueza.  São igualmente pessoas com necessidades simples, normalmente relacionadas com todos os confortos do corpo e a sua personalidade tende também a ser tranquila e não complicada.

Os nativos de Escorpião, complexos e «atormentados» por natureza, complementam-se bem com a tranquilidade das pessoas do signo Touro, para as quais os prazeres terrenos se identificam com a própria felicidade: comer e beber, conquistar o maior número de posses materiais e alcançar uma boa posição social é tudo o que precisam, para além, é claro, de poderem contar com o afeto incondicional  do parceiro de vida. Esta tranquilidade e estabilidade dos parceiros permite aos nativos de Escorpião encontrar um «reduto de calmaria» no mar tantas vezes tempestuoso dos seus conflitos internos. Se os parceiros lhes devolverem o afeto de que necessitam, estes nativos são leais e fieis ao longo do tempo.

Quando o signo Touro ocupa a 7ª casa do horóscopo o relacionamento com todos os tipos de parceiros pode decorrer com facilidade desde que os interesses e personalidades sejam semelhantes: focados em ganhar dinheiro e em trabalhar de acordo com os objetivos mútuos, atraídos pelas mesmas necessidades e gostos , amantes dos valores tradicionais e da família, estáveis e fiáveis. Mas, quando as personalidades são muito diferentes, os conflitos podem surgir com facilidade e a capacidade de entendimento pode, simplesmente, tornar-se ausente. Pode deste modo acontecer que estas pessoas se confrontem, com alguma frequência, com pessoas conflituosas ou demasiado obstinadas. E, quando têm opiniões opostas, são como « a água e o azeite» torna-se impossível a cooperação e o entendimento mútuo.  Quando os parceiros têm personalidades semelhantes ou objetivos e interesses semelhantes, a cooperação com eles pode ser mutuamente muito vantajosa, sobretudo no plano material dos ganhos e da acumulação de riqueza ou dos objetivos sensuais. Os parceiros íntimos são bastante sexualizados e devem ter necessidades semelhantes para que o relacionamento com eles seja bem-sucedido.

No caso presente da complementaridade Escorpião /Touro, a sensualidade e romantismo de Touro completa a capacidade de intimidade emocional e sexual de Escorpião, sendo esse o fator determinante da relação. Quando se trata de opinar  e de exprimir ideias, no entanto, pode haver conflitos de vez em quando mas, como nenhum dos signos é muito verbal na sua expressão, a expressão física e emocional torna-se mais importante para estas pessoas.

Nenhum destes dois signos, no entanto, é facilmente modificável ao nível das ideias e crenças por isso será bom ver se existe compatibilidade a este nível para garantir a durabilidade da relação. Com parceiros com a personalidade típica de Touro, os nativos de Escorpião podem ter dificuldade em conseguir «subjugar» o parceiro e a chave do entendimento entre ambos será a boa harmonia nas conquistas materiais: Touro luta pelas conquistas mais imediatas e pelo poder no mundo externo; Escorpião luta pela conquista do poder interior, baseado na vontade e no domínio interno das próprias necessidades. Um e outro podem ajudar-se mutuamente a ser mais completos aceitando uma tácita «igualdade» hierárquica no casamento ou parceria. Quando o parceiro (Touro) traz riqueza material e status para o casamento, isso é muto fácil de alcançar.

Em termos kármicos, as pessoas com  o signo Touro na 7ª casa podem revelar um padrão passado em que foram demasiado agarradas aos objetos e riqueza material e desvalorizaram outros «bens» mais espirituais que, muitas vezes, resistem ao «prazer» imediato para se focarem em valores que são de ordem espiritual. Precisam por isso de experimentar, de algum modo, o conflito entre os prazeres imediatos e o valor da vontade espiritual que é capaz de assumir o controlo sobre a dimensão física do corpo e impor uma outra visão acerca da realidade, transformando-se abruptamente através de diversas crises que obrigam a descobrir a finitude de tudo o que tem natureza material, até que cheguem a compreender que apenas o que tem natureza espiritual pode resistir às transformações da matéria física da realidade. Isto não se faz sem dor, pois o corpo habitua-se ao prazer e quer acreditar que isso é tudo o que existe, tudo o que importa manter e alcançar. A crueza da morte mesmo simbólica, ajuda compreender que isso é uma ilusão.

Como Avaliar a Força dos Yogas

avaliar a força dos yogas

Chegámos ao fim da descrição dos yogas. Muitos mais poderiam ser aqui descritos pois existem muitas centenas referenciados ao longo dos muitos séculos de prática da Astrologia Jyotish. Porém, alguns são hoje considerados menos importantes pelos astrólogos modernos, sobretudo desde que o Dr. B. V. Raman fez um trabalho de investigação que permitiu uma abordagem mais rigorosa da Astrologia Jyotish,  em que selecionou os que, do ponto de vista objetivo, são mais importantes. Seguimos, por isso, a sua seleção, tal como apresentada na obra 300 Important Combinations , obra que é uma referência importante para todos os que  estudam  a  Astrologia Jyotish.

Entretanto, lembramos algumas ideias a ter em conta na avaliação dos yogas:

Na formação dos yogas há que ter em conta, não apenas a combinação em si, entre planetas e casas do horóscopo mas também a força dos planetas que compõem essas combinações.

Para atestar a força dos planetas num yoga o facto de serem maléficos ou benéficos naturais é insuficiente: por ex., um planeta maléfico natural como Saturno pode ter efeitos benéficos quando é um planeta funcional benéfico como acontece por ex., para o Ascendente Balança.   Em sentido inverso, um planeta benéfico natural como .Vénus pode ter estatuto de funcional maléfico, como acontece com o Ascendente Peixes e, neste caso, quando entra num determinado yoga, por positivo que este seja, pode dar resultados mistos reduzindo os efeitos positivos do yoga. Deste modo, para avaliar as potencialidades de um yoga poderoso, como um Dhana ou Raja yoga convém ter presente a distinção entre planetas naturais benéficos e naturais maléficos  e planetas funcionais benéficos ou maléficos. Os planetas darão melhores resultados quando são benéficos naturais e também funcionais benéficos.

Os antigos sábios da Jyotish não deixaram regras claras sobre como avaliar a força de um yoga.  Na opinião do Dr. Raman, a força shadbala dos planetas que compõem o yoga  e a saptavargabala, ou força Vimsopack  no conjunto de sete cartas : a D-1 ou mapa de nascimento e as divisionais navamsa ou D-9, Hora ou D-2, Drekkana ou D-3, saptashamsa ou D-7, Dvadashamsa ou D-12, Trimshamsa ou D-30.  Segundo o Dr. Raman, a posição dos planetas nestas cartas, pela dignidade que obtêm, permite avaliar o seu potencial para fazer florescer os significados dessas casas.

O Dr. B. V. Raman propõe uma avaliação quantitativa da força dos planetas de acordo com os seguintes parâmetros: um planeta yogakaraka obtém a seguinte força quantitativa: 1 ponto quando é um benéfico natural ou funcional; 1 ponto se está associado com um planeta benéfico; 1 ponto quando ocupa o próprio signo ou signo de exaltação; 1 ponto se recebe um aspeto de um planeta benéfico. quanto maior for a soma obtida, mais a força do planeta para produzir resultados.  Do mesmo modo, um planeta yogakaraka  perde força quando é um maléfico natural ou funcional, quando está associado com um planeta maléfico, quando está colocado no signo de debilitação ou em signo inimigo, quando recebe o aspeto de um planeta maléfico, perdendo um ponto por cada um destas condições.

É preciso ter também em conta  se o nativo experienciará o período dasa do planeta yogakaraka ou dos planetas que formam o yoga. Caso o período dasa do(s) planeta (s) não sejam experienciados, apenas nos subperíodos ou antardasa dos planetas se poderá esperar que o yoga frutifique mas a partir do planeta que, no yoga,  tem a força shadbala mais elevada e maior percentagem de força da Vimsopack. Esta percentagem pode ver-se no relatório que qualquer software de Astrologia Jyotish apresenta no menu «forças» (incluindo o gratuito Jaganatha Hora). Ou seja, o Dr. Raman fornece, deste modo, uma forma quantitativa e mais objetiva de avaliar a potencialidade de um planeta yogakaraka ou planetas que formam um yoga, produzirem resultados , segundo as forças de colocação no horóscopo  como a shadbala  ou «força inerente do planeta» e a sua força residencial ou dignidade na carta de nascimento e  cartas divisionais .  Os resultados dos yogas são sentidos, em primeiro lugar e de forma principal, nos períodos e subperíodos dos planetas que compõem os yogas e, em menor grau, nos trânsitos favoráveis desses planetas.

Gohanta Yoga

Gohanta Yoga

O Gohanta  yoga forma-se quando um há um planeta maléfico colocado numa casa kendra  sem receber qualquer aspeto de planetas benéficos e Júpiter está colocado na 8ª casa .

Quanto aos resultados, o yoga indica que a pessoa será um talhante. No passado, a profissão de cortar carne era vista como degradante, no contexto cultural em que se desenvolveu a Astrologia Jyotish.  De facto, esta ocupação implicava não apenas o cortar da carne tal como é vista no talho mas o ato de matar os animais, tendo por isso um significado de crueldade e de falta de empatia para com o caráter sagrado de todas as formas de vida.

Referindo-se a este yoga, o Dr. B. V. Raman informa que nunca teve oportunidade de testar este yoga (nós também não) mas lembra, a propósito, que há outras combinações que indicam crueldade do nativo, tanto para com os animais como para com outros seres humanos, destacando-se a posição da Lua no signo Balança e recebendo o aspeto de Marte ou Saturno. Esta posição foi referenciada pelo sábio Varahamihira  no texto clássico Brihat Jataka, como sendo indicadora de uma disposição de crueldade que inclina a atos de violência contra os animais.

Outra posição nefasta da Lua é o 1º pada  do Nakshatra Visakha, ocupado pelo  signo  Balança- 20º a 23º 20’-  situado no navamsa de Carneiro e , portanto, com regência de Marte. Quando a Lua está aqui colocada e recebe  o aspeto do Sol ou de Saturno, a pessoa é desprovida de sensibilidade humana e é indiferente ao sofrimento dos outros.

Este yoga  parece comprovar a ideia de que não há apenas uma hereditariedade biológica mas que esta também é espiritual e indica um padrão estabelecido antes do indivíduo nascer. Por alguma razão, cuja lógica desconhecemos, alguns indivíduos parecem obedecer a padrões altamente negativos que os levam à violência e ao crime desumano que atenta contra vidas inocentes. Este é um grande mistério para nós, e desafia  o otimismo de acreditar, como o grande  filósofo grego  Platão, que o mundo caminha para o Bem e para o aperfeiçoamento de todas as formas e modos de ser. Talvez este caminho seja bem mais íngreme e não linear do que gostaríamos de acreditar.

Raja Yoga Banghas

Raja Yoga Banghas

Encontramos duas configurações para este yoga:

  • Esta é uma combinação que apenas se aplica ao Ascendente Leão e forma-se quando Saturno está colocado no signo de exaltação no navamsa de debilitação, o que ocorre no primeiro pada do Nakshatra de Visakha, ou recebe o aspeto de um planeta maléfico. Para esclarecimento dos leitores, informamos que o 1º pada de Visakha ocupa a extensão entre 20º e 23º 20’ do signo Balança- signo onde Saturno está exaltado- e este pada situa-se no navamsa de Carneiro, com regência de Marte. Saturno fica debilitado no signo Carneiro, logo, pode estar simultaneamente no signo de exaltação e num navamsa de debilitação.
  • A segunda combinação é mais abrangente e forma-se quando o Sol está colocado a 10º do signo Balança (signo de debilitação do Sol). 10º Balança corresponde ao ponto de máxima debilitação do Sol.

O que estes yogas nos mostram é uma condição que  é capaz de anular um Raja Yoga, negando os bons resultados deste. Assim, segundo a tradição, os nativos com  estas combinações, apesar de terem nascido numa posição social elevada, serão despojados de boa sorte e dessa posição social.  Este yoga indica, deste modo, queda da posição social de origem e descida para uma posição social inferior.

Comentando estes yogas, o Dr. B. V. Raman (300 Important Combinations) refere, relativamente ao 2º caso, que a mera debilitação do Sol , por importante que seja, não pode destruir os bons efeitos dos Raja yogas existentes, roubando toda a boa sorte à pessoa, a menos que haja outros yogas maléficos no horóscopo, opinião com a qual concordamos.  Já a 1ª combinação é mais contundente, envolvendo o regente da 6ª casa  cuja exaltação é cancelada pelo navamsa de debilitação ocupado ou pelo aspeto de um planeta maléfico. Quando todas as condições estão presentes, a pessoa vê negada a sua sorte e não consegue manter a sua condição social de origem.

Khalwata, Nishturabhasthi e Rajabhrashta Yogas

Khalwata, Nishturabhasthi e Rajabhrashta Yogas

Apresentamos mais três combinações negativas para o horóscopo, das quais salientamos o Rajabhrashta Yoga pois a sua presença pode cancelar um Raja Yoga.

Khalwata Yoga

Este é um yoga negativo, sobretudo para os homens. Forma-se quando o Ascendente está num signo maléfico (Carneiro, Leão, Escorpião, Capricórnio e Aquário) ou quando é o signo Sagitário ou Touro e recebe o aspeto de planetas maléficos. Assim, um signo  regido por maléficos e recebendo o aspeto de planetas maléficos, forma este yoga.

O resultado é que o nativo ficará calvo. Não fazemos ideia porque é que os antigos sábios determinaram que esta configuração produziria estes resultados mas, do mesmo modo que nascer com aqueles Ascendentes é um facto comum,  também o número de pessoas, especialmente homens, que sofrem deste problema, com  determinação genética, é elevado. Não temos estatísticas que provem que estes são precisamente os que nascem com estas configurações.

Nishturabhashi Yoga

Este é outro yoga negativo mas com efeitos algo mais «leves». Forma-se quando a Lua está em conjunção com Saturno.

Quanto aos efeitos, a pessoa terá um discurso rude e áspero. Este yoga é, no entanto, neutralizado se a conjunção Lua- Saturno receber o aspeto de Júpiter. Mas, se receber o aspeto de outro maléfico como Marte, a pessoa, além de ter um discurso áspero, também será sarcástica no falar.

Rajabhrashta Yoga

Apesar de negativo, este é um yoga que vale a pena conhecer. Parece um pouco complicado mas não é: forma-se quando os regentes do Aroodha lagna e o Dwadasa Aroodha estão em conjunção.

O Aroodha Lagna encontra-se contando as casas/signos que separam o regente do Ascendente da posição em que se encontra no horóscopo. Por ex., para um Ascendente Caranguejo, vemos onde está colocada a Lua. Se, por ex., estiver colocada em Virgem,  verificamos que há 3 casas  que a separam do Ascendente. Assim, contamos 3 signos a partir de Virgem. O signo encontrado é Escorpião, que tem regência  de Marte e Escorpião é, deste modo, o Aroodha Lagna. Do mesmo modo, para encontrar o Dwadasa Aroodha, contamos o nº de casas que separam o signo ocupado pela 12ª casa e o regente desta: no exemplo dado, a 12ª casa corresponde ao signo Gémeos. Ora, Mercúrio está colocado em Leão, também três casas a partir da 12ª. Contamos 3 signos a partir de Leão e encontramos o Dwadasa Aroodha: Balança. Agora, para que o yoga se forme, os regentes de Balança e Escorpião ( Vénus e Marte) devem estar colocados no horóscopo em conjunção.

Quanto aos efeitos deste yoga, ele indica que o nativo cairá de uma elevada posição. Este é, deste modo, um yoga que quebra os efeitos dos Raja yogas, ou yogas de poder.

Matibhramana Yogas

Matibhramana Yogas

Com o nome de Matibhramana Yogas encontramos 4 combinações:

  • Júpiter está colocado no Ascendente e Marte está colocado na 7ª casa:
  • Nesta segunda combinação Saturno está colocado no Ascendente e Marte está colocado na 5ª, 9ª ou 7ª casa:
  • Nesta combinação, Saturno está colocado na 12ª casa em conjunção com a Lua minguante.
  • Nesta última combinação, a Lua está conjunta com Mercúrio numa casa kendra e recebem o aspeto ou estão conjuntos com outro planeta.

Quanto aos resultados, a tradição refere que a pessoa perderá a razão, isto é, sofrerá de insanidade mental.

Ao primeiro olhar, esta conclusão não deixa de parecer estranha mas, segundo o Dr. B. V. Raman, que analisou muitas centenas de horóscopos, quando estas combinações estão presentes, constata-se que estas pessoas sofrem de algum tipo de insanidade. Assim, para este  investigador, terá sido a observação empírica dos antigos sábios que os levou a referenciar este yoga com as indicações presentes, não tanto por razões teóricas mas pela observação de casos concretos.  Porém, este investigador acrescenta também  que a insanidade só pode estar justificada astrologicamente quando a Lua (mente) e Mercúrio (inteligência) estão fortemente aflitos, opinião com a qual concordamos. Este investigador também considera (300 Important Combinations) que a primeira combinação, envolvendo Júpiter e Saturno é, sem dúvida menos negativa. Poderá significar, por ex., falta de paz mental e perturbação dos processos normais da mente, sem que haja   necessariamente doença mental no sentido psiquiátrico.

Os vários planetas estão associados, na medicina Ayurvédica, a um tipo específico de humor e estas combinações têm a ver com isso: quando um planeta sofre aflição tornando-se maléfico e entra em aspeto com a Lua ou Mercúrio, algum tipo de «insanidade» pode existir. São os seguintes os «humores» dos vários planetas, de acordo com o Dr. Raman: o Sol tem humor bilioso ou Pitta; a Lua tem humor «ventoso» e fleumático,  Vayu e kapha;  Marte tem humor bilioso; Mercúrio exprime os 3 humores referidos; Júpiter tem humor fleumático; Saturno tem humor «ventoso»; Vénus tem humor «ventoso» e fleumático.

Segundo o Dr. Raman, quando Mercúrio está colocado na 6ª casa e em conjunção com Saturno, algum tipo de insanidade pode manifestar-se no Dasa de Saturno e antardasa de Mercúrio ou Dasa de Mercúrio e antardasa de Saturno.

Como indicações gerais astrológicas da insanidade mental, o Dr. B. V. Raman diz que estas devem  ver-se a partir das aflições à 1ª casa, 6ª casa, à  Lua e Mercúrio. Ainda segundo este investigador, pode verificar-se se tal insanidade terá cura. Se a Lua, Mercúrio ou  o Ascendente, tiver a aflição de Rahu, não há cura médica  para essa  insanidade. Quando a Lua e Mercúrio não têm qualquer aspeto e não estão colocados em casas favoráveis a partir do Ascendente, se estiverem aflitos por um planeta maléfico como Saturno ou Rahu, está indicada alguma debilidade mental . Para ajuizar este aspeto, deverá consultar-se a D-2 ou Carta da Hora. Segundo Dr Raman, Saturno na hora diurna pode produzir em vez de insanidade, epilepsia; Rahu na hora noturna, provoca insanidade.  Quando a aflição é provocada por Marte, este pode produzir insanidade numa hora diurna mas produzirá epilepsia numa hora noturna. Há também signos mais vulneráveis a estas aflições, como é o caso dos signos Virgem e Peixes,  muito sensíveis psiquicamente. Se estas aflições caírem nestes signos, a possibilidade de insanidade é maior.  Para a indicação de insanidade, o Ascendente é menos importante mas, para a indicação de epilepsia, o Ascendente deverá estar fortemente aflito ou contém uma conjunção maléfica.

Pensamos que vale a pena deixar algumas das considerações do Dr. Raman, baseadas na sua longa experiência de análise de casos que são indicadoras de alguma doença mental ou, pelo menos para uma mente instável e perturbada: assim, o aspeto de Saturno sobre a Lua, por ex., produz uma mente  com tendência para a morbidez e a melancolia; a presença de Rahu/Ketu na 6ª casa afetando o sistema nervoso, sobretudo se lança aspeto para a Lua ou Mercúrio; a conjunção entre Mercúrio e o ponto Gulika, sobretudo na 6ª casa; a conjunção entre a Lua e Saturno ou a Lua e Ketu; Saturno e Rahu em conjunção no 1º grau de Virgem, quando o Ascendente é Virgem ou Peixes;  Saturno e Marte colocados numa casa kendra mas na 6ª, 8ª ou 12ª casa a partir da Lua ou Mercúrio (formando o yoga maléfico Papadhi yoga); Marte em aspeto ou conjunção com Mercúrio na 6ª ou 8ª casa; signos mutáveis a ocupar as casas kendra mas extremamente aflitos.

Porém, como em todos os casos sensíveis como este, convém não esquecer de analisar a força geral do horóscopo que pode impedir o surgimento destes efeitos. Sobretudo, deve evitar-se a precipitação e lembrar que, nos dias de hoje, por muito interessante que possa ser a análise astrológica da saúde e da doença, esta tarefa deve ser deixada aos médicos  em primeiro lugar pois são eles que, de um ponto de vista mais científico e objetivo poderão diagnosticar uma situação de doença, mental ou física.

Vatharoga Yoga

                                                                Vatharoga Yoga

Falamos hoje do Vatharoga Yoga, um yoga com efeitos negativos na saúde, embora possa formar Raja Yoga e produzir efeitos muito positivos em termos materiais.

O yoga forma-se quando Júpiter está colocado no Ascendente e Saturno está colocado na 7ª casa.

Quanto aos efeitos deste yoga, eles devem ser entendidos no contexto da medicina Ayurvédica, que referem que a pessoa sofrerá de problemas relacionados com o excesso de Ar/gases.  Não somos entendidos nesta área, por isso damos aqui a explicação que o Dr. B. V. Raman (300 important combinations) dá para explicar o contexto deste yoga: segundo as conceções desta medicina milenar, a saúde depende do equilíbrio de três fatores básicos dos quais o Vatta-Vriddhi é o fator em causa neste yoga, produzindo excesso de «vento» ou seja, ar e gases. Quando este fator está em excesso, os efeitos são obstipação, flatulência, insónias, falta de energia, desmaios.  Esta combinação produz também tendência muito forte para o reumatismo.

Porém, estes planetas nestas casas não produzem apenas problemas nesta combinação.  Na verdade, a posição de Saturno na  7ª casa obtém força adicional ou Dig Bala e o mesmo acontece com  a posição de Júpiter na 1ª casa , que também obtém a mesma força direcional. Assim, se estiverem ambos fortes, produzem mesmo uma poderosa combinação de sucesso que é um Raja Yoga . Mas, como já temos referido em outros artigos, os Raja Yoga trazem poder, riqueza, influência e sucesso material  mas não produzem nem melhorias para a saúde nem dão garantias de felicidade aos nativos. E, por isso, não é raro ver pessoas que obtêm um incrível sucesso mundano e muito dinheiro acompanhado de elevada posição social  mas  que são simultaneamente infelizes.

No que se refere à saúde, é conhecido o efeito de Júpiter na 1ª casa do horóscopo : causa tendência para engordar, o que produz, por sua vez, efeitos menos positivos em resultado da obesidade; por outro lado, o aspeto de um planeta maléfico como Saturno ,que rege o esqueleto, sobre Júpiter, pode, efetivamente, ser um forte indicativo de reumatismo . Assim, este é um yoga que, apesar de poder produzir bons resultados em termos materiais, é uma combinação negativa para a saúde.

Andha Yogas

Andha Yogas

Com o nome de Andha Yogas temos duas configurações:

  1. O Sol e Rahu estão colocados no Ascendente e há planetas maléficos colocados nas casas trikona, 5 e 9.
  1. Marte está colocado na 2ª casa, a Lua está colocada na 6ª, Saturno está colocado na 12ª e o Sol está colocado na 8ª casa.

Estas são mais duas combinações maléficas.

Quanto aos resultados, indicam que o nativo nasceu cego.  Como nota o Dr. B. V. Raman (300 Important Combinations) esta indicação tem a ver com o significado dos planetas e casas envolvidos: o Sol rege o olho direito, a Lua rege o olho esquerdo; a 12ª casa rege o olho esquerdo enquanto a 2ª casa rege o olho direito.

Ora, na 1ª configuração, vemos o Sol aflito por Rahu e os restantes planetas maléficos- Marte , quer esteja colocado na 5ª quer na 9ª casa, lança aspeto para a 12ª casa;  Saturno  colocado na  5ª casa, lança aspeto para  a 2ª casa, deste modo, todas as casas relacionadas com a visão estão severamente aflitas  tal como o Sol. A Lua, regente do olho esquerdo, não está incluída nesta configuração talvez indicando alguma visão no olho esquerdo.

Na 2ª configuração, temos um cenário mais maligno ainda: tanto o Sol como a Lua , tal como a 2ª e a 12ª casas estão aflitas pelos aspetos lançados por Marte e Saturno. Marte lança, a partir da 2ª casa, aspeto para o Sol na 8ª e assim, o Sol e a 2ª casa  estão ambos aflitos  afetando a visão do lado direito.  O mesmo acontece com a Lua colocada na 6ª casa e Saturno na 12ª, tanto a 12ª casa como a Lua ficam aflitos, embora em menor grau do que a 2ª casa e o Sol  pelo que, ou o nativo nasce completamente cego ou perde totalmente a visão no olho direito.

O Dr. B. V. Raman refere a  propósito a sua experiência na análise de horóscopos afirmando que constatou que, sempre que a 2ª e a 12ª casa , o Sol e a Lua  recebem o aspeto ou estão em conjunção com planetas maléficos, ou quando ambos estão mal colocados no conjunto de 6 cartas divisionais (Shadvargas), a pessoa tem visão defeituosa, ou perde um dos olhos ou a visão completa, conforme a  intensidade da aflição ao Sol e à Lua e à 2ª e 12ª casas.

Para além de afetarem a visão, estas configurações podem ainda produzir outros efeitos muito negativos  na saúde e no destino individual dos nativos.

Bharyasahavyabhichara yoga

 

Bharyasahavyabhichara yoga

Para a formação do Bharyasahavyabhichara yoga, Saturno Marte e Vénus estão conjuntos com a Lua na 7ª casa.

O resultado deste yoga é que ambos os cônjuges cometerão adultério.  Note-se que esta é uma combinação que faz todo o sentido: por um lado, Marte e Vénus juntos produzem uma natureza sexual extremamente forte; por outro lado, a combinação entre Marte e Saturno indica repressão sexual ou inibição lançando esta energia sobre a casa do casamento.  Por sua vez, a relação entre a Lua e Saturno indica melancolia ou depressão.  Deste modo, pode-se inferir que estes nativos terão inibição ou repressão das fortes energias sexuais com o parceiro de casamento, procurando desse modo  a satisfação da sua natureza sensual fora do casamento, para lá  das regras rígidas de Saturno.  A presença de Saturno na 7ª casa aflige a relação de casamento colocando-a na estrita e fria dimensão contratual dos deveres e responsabilidades, dificultando a espontaneidade apaixonada das emoções. A conjunção entre Saturno e Marte na 7ª casa indica uma aflição extrema do casamento, com um pesado karma relacional e possivelmente também violência. Assim, o nativo procura deixar de lado essa atmosfera pesada , ao mesmo tempo que a necessidade de relacionamento apaixonado (Vénus Marte) o leva a procurar fora do casamento a expressão dessas energias.

Na obra 300 important combinations , o Dr. B. V. Raman refere outras configurações que, não coincidindo estritamente com este yoga, indicam pessoas ultra-sexualizadas . Um aspeto comum a estas combinações é a aflição pesada da 7ª casa e do seu regente e o envolvimento de Vénus e de Marte. Por ex., quando o regente da 7ª casa está colocado em conjunção com Vénus recebendo o aspeto de Saturno enquanto a 7ª casa recebe o aspeto de Saturno, Ketu e Marte. Acresce a estas aflições o aspeto que Marte lança para a Lua. Enquanto Vénus recebe o aspeto de Saturno, a Lua recebe o aspeto de Marte. Segundo o Dr. Raman, um nativo com esta configuração cuja natividade ele analisou andava atrás de cada mulher  com uma insaciável necessidade sexual e confessou ao investigador que a mulher também tinha um comportamento semelhante relativamente a parceiros do sexo oposto  Ainda segundo este investigador, estas pessoas mostram também instabilidade mental e grande dependência de bebidas alcoólicas ou outras substâncias aditivas. Talvez para aliviar o enorme stress causado por toda a carga pesada sobre a 7ª casa, acrescentamos nós.

Pittaroga, Vikalangapatni, Putrakalatraheena yogas

Pittaroga, Vikalangapatni, Putrakalatraheena yogas

Hoje apresentamos  mais 3 yogas nefastos que a tradição da Jyotish nos deixou:

Pittaroga Yoga

Esta combinação forma-se quando o Sol está colocado na 6ª casa em conjunção com um planeta maléfico e recebe o aspeto de outro planeta maléfico.  A colocação do Sol na 6ª casa não dá, por si só, resultados maléficos, antes pelo contrário pois trata-se de um planeta maléfico numa casa upachaya. Porém, quando está em conjunção com outro planeta maléfico e ainda em aspeto com outro planeta maléfico, a saúde ressente-se e o indivíduo sofre de doença  digestiva.

Note-se que a completa descrição dos efeitos deste yoga é feita com referência à medicina milenar Hindu, ou Ayurveda, da qual não somos conhecedores. Os que tiverem curiosidade em aprofundar esta abordagem encontram muitas fontes de informação disponíveis sobre o tema.

 

Vikalangapatni yoga

Apresentamos este yoga como uma curiosidade histórica e porque aparece referenciado pelo Dr. B. V. Raman na obra incontornável sobre os yogas: 300 Important Combinations.

Esta é outra configuração nefasta, que resulta da presença de Vénus e do Sol na 7ª, 9ª ou 5ª casa. E o resultado é deveras surpreendente. Segundo a tradição, este yoga indica que o cônjuge (especialmente feminino) terá membros deformados.  Como bem nota o Dr. B. V. Raman., a simples presença destes planetas nas casas em questão não produz o efeito anunciado, sendo necessário que  existam aflições adicionais aos planetas em causa.  Resta perguntar quais as razões que terão levados os antigos a prognosticar semelhante resultado para este yoga mas a pergunta fica sem resposta. Talvez a formulação do yoga esteja incompleta e uma parte se tenha perdido.

Putrakalatraheena yoga

Este é outro yoga maléfico que se forma quando a Lua minguante está colocada na 5ª casa e planetas maléficos ocupam a 12ª casa, a 7ª e o Ascendente.

O resultado é que a pessoa será privada de família e de crianças.

Mais uma vez, há que ter cautela com a previsão dos efeitos deste yoga. Como nota o Dr B. V. Raman (op.cit.), tendo em conta que há 12 signos Ascendentes e que há três variantes possíveis para cada um, há 36 versões diferentes deste yoga, não sendo muito lógico esperar que todas tenham o mesmo resultado. Assim, um pouco de bom senso deve acompanhar a análise dos yogas e dos seus efeitos.  Para cada signo Ascendente, a Lua está sempre na 5ª casa e  na fase minguante mas cada um dos maléficos: Sol, Marte e Saturno pode estar em cada uma das outras casas. Ora, os efeitos dessas diferentes configurações terão que ter em conta essas diferentes posições. Além do mais, é sempre necessário analisar a totalidade do horóscopo e avaliar os yogas presentes no conjunto global das configurações da carta natal.