Conjunção Sol Marte no Signo Touro e 2ª Casa

Conjunção Sol Marte no signo Touro 2ª Casa

  Quando a  conjunção Sol Marte  ocorre  no signo Touro  e 2ª casa, a energia de Marte torna-se menos agressiva, o que sucede em ambos os  signos de Vénus. Marte em Touro é profundamente sensual e apaixonado, podendo dedicar-se essencialmente à procura da satisfação de todos os prazeres dos sentidos numa espécie de «intoxicação» pelo luxo e pelo agradável.  Possui, também, uma energia muito física e as paixões em geral andam à volta do dinheiro e do sexo. Tendência para formar parcerias e relacionamentos com mulheres, incluindo as de amizade. Para estas pessoas, o apoio feminino será sempre importante, tanto no plano afetivo como nos negócios ou  vida social. A colocação de Marte neste signo indica muitas vezes um sistema venoso frágil, suscetível de criar  processos de varicose.  São muito bem-sucedidos no campo artístico e do entretenimento e são excelentes anfitriões, pródigos na oferta de comida e bebida. Possuem em geral uma voz bonita e vigorosa e têm uma grande capacidade de seduzir através do uso da voz.  A sua personalidade é carismática  e muito agradável, sendo muito útil para o sucesso que obtêm na área dos negócios. Vénus precisa, no entanto, de estar bem colocado, caso contrário, estas pessoas podem ter problemas causados por mulheres (tanto em mapas masculinos como femininos). Marte fraco pode causar grandes perdas financeiras sobretudo devido a teimosia e falta de flexibilidade do nativo.  Segundo so clássicos, estas pessoas são vorazes a comer e podem ser «abusadores de mulheres castas»

A presença de Marte na 2ª casa , uma casa maraka, que está associada á morte, pode indicar  uma pessoa que ganha a vida através da prática da cura  através de instrumentos cortantes, como  ocorre na cirurgia.  Os nativos podem encarar o casamento como uma forma de movimentar dinheiro e riqueza e é frequente aplicarem grande esforço na acumulação de bens como antiguidades, artigos de arte, que permitem simultaneamente um aumento de conhecimento e de riqueza.  A energia de Marte aqui torna-se sensual e amante do luxo. O aspeto de Marte para a 5ª casa indica uma forte ênfase no sexo em todos os relacionamentos românticos, gosto pelo desporto e preferência por lidar com as crianças através de alguma prática física ou desportiva.  O aspeto para a 7ª casa pode indicar, em  sentido profundo, a procura , através do parceiro – de casamento ou outro- de fontes  de  regeneração pessoal. O sexo pode ser encarado como fonte de identificação com o eu mais profundo, por intermédio do outro.  O aspeto para a 9ª casa indica muitas vezes  paixão pelas viagens de longa distância, a necessidade de competir com o pai ou outras figuras imbuídas de autoridade semelhante.

A colocação do Sol no signo Touro  indica, por um lado, uma posição em signo inimigo e, por outro, a ênfase na procura de riqueza financeira, luxo, sensualidade física e prazeres sensuais, amor pela beleza, sobretudo física, objetivos de vida ligados a estas tendências. Pode existir indulgência alimentar, sobretudo por doces, foco na procura do prazer e da satisfação sensorial e estética da vida. dificuldade em estabelecer os valores morais associados à energia solar e prevalência das características mais sensoriais do signo Touro. Tendência para acumular e conservar, dando importância à memória, aos aspetos históricos, estes nativos   podem ser colecionadores. São tradicionalistas e conservadores. Privilegiam o rosto e a voz como fatores da sua identidade. A comida e a bebida são elementos fundamentais no seu viver. Podem ser excelentes contadores de estórias historiadores, banqueiros, colecionadores. Podem ser muito proficientes no domínio da sua língua e conhecer várias línguas estrangeiras. Identificam-se essencialmente com a  figura e linhagem paterna.

A colocação do Sol na 2ª casa  indica um pai com fortes características de liderança, autoconfiança, com uma forte personalidade , que impõe as suas opiniões sem querer saber a opinião dos outros. O pai pode ter dedicado a vida a construir a sua fortuna, a colecionar coisas,  a trabalhar em algum espaço dedicado ao armazenamento de bens como comida e bebida, tesouros e obras de arte, pode ter uma atividade na banca, etc. e o nativo tende a seguir os seus passos e a «encarnar» a personalidade do pai, atuando junto da família «como um pai» imbuído de autoridade e  decidindo tudo pela família sem admitir contradições.  Simultaneamente, estes nativos tendem a substituir todo o saber externo pelos seus próprios  pensamentos e ideias,  com a tendência para procurar riqueza e bens esteticamente apetecíveis sem ligar às convenções nem valores aceites pelos demais  se os seus forem diferentes.  A pessoa adota um estilo de vida familiar único e não convencional.

Tendo em conta os aspetos gerais referidos anteriormente no que se refere à conjunção entre  o Sol e Marte  e as qualidades que ambos transmitem à casa em que se encontram colocados,   não é  difícil entender que  a pessoa com esta conjunção será muito assertiva e confiante na procura e acumulação de riqueza, podendo ser um homem/mulher de negócios implacável, na defesa dos seus interesses. Estas pessoas revelam grande confiança em si mesmas, uma personalidade entusiasta, podem dedicar interesse por um grande número de matérias, gostam de conhecer muitas coisas, acumulando conhecimento considerável em pouco tempo.  São muito criativas e inovadoras e arranjam novas formas de ganhar dinheiro, tendo talento considerável para correr riscos calculados e assim aumentar a sua riqueza. São também muto focados nos seus objetivos. Terão  coragem para correr riscos financeiros mas não serão gastadores da fortuna acumulada, procurando antes acumular e conservar do que gastar mas gastarão sem problemas de consciência em tudo o que lhes dê prazer, sensorial ou estético. Poderão acumular grande número de obras de arte, se tiverem o dinheiro necessário para o efeito. Quererão brilhar no mundo dos negócios e ser reconhecidos (as) como os (as) mais capazes , mais bem –sucedidos(as) em todas as áreas em que se envolverem. A relação com a família pode ser despótica e é mais baseada na autoridade do que no afeto embora este possa, evidentemente, existir.   Pode haver tendência para explodir facilmente, nas interações comunicativas, sobretudo se Marte for mais fraco do que o Sol ,havendo sempre alguma agressividade a  transparecer na voz, ao falar.

Ketu Desapego e Salvação

gh

Na mitologia Ketu é a «cauda» do dragão, que ficou separada da cabeça, cortada após a transgressão de Rahu em relação às regras dos deuses. Assim, Ketu está relacionado com as experiências de separação, corte, dispersão, com todos os processos de desligamento e de rutura com seres, experiências, objetos, etc. Tal como Rahu, Ketu não tem corpo físico, a sua realidade é  etérea e  psíquica e a sua energia, embora não visível,  é poderosa.

Ketu é a  consciência não focada, é o vaguear desinteressado, apático, sem direção e sem objetivo, inerte, perdido, ao abandono. Representa a desestruturação das formas e dos significados, a perceção de ausência de sentido e de motivação, o vazio que testemunha mas não toma verdadeiramente parte nos eventos ou nas experiências. Ao contrário da Lua, que procura firmar-se e estabelecer-se, Ketu nunca se adapta, mantém-se invisível e pertencente a um plano fantasmagórico e não físico.

Nos eventos, Ketu tem efeitos de dissecação e de pulverização das formas, desmembra, corta, descarta, decapita, dissolve. Há deste modo uma experiência generalizada de dissolução em tudo o que Ketu toca no horóscopo. A ausência de cabeça faz com que não exista atividade consciente ou pensante, havendo assim uma clara desumanização pois a mente está ausente da natureza de Ketu, restando apenas uma apatia nebulosa e fantasmagórica de desordem, formas soltas e irracionais que tiveram vida no passado mas que agora apenas permanecem numa espécie de vácuo fantasmagórico, sem vida mas ainda com energia suficiente para «assombrar» a vida presente.

Na personalidade , a energia de Ketu desliga a pessoa de uma identidade fixa e retira-lhe a força/motivação para se envolver no que quer que seja, incluindo  o desejo de  garantir a sobrevivência, de  ascender a uma posição social ou profissional elevada, e também incapaz de criar raízes em qualquer lugar. Ketu é personificado pelo vagabundo, «sem-abrigo», que nada tem nem se apega a nada, não tendo nada de seu.

No desenvolvimento espiritual, no entanto, Ketu representa um papel importantíssimo, embora muitas vezes difícil  para a maioria dos individuos: em cada período, tanto no  dasa como antardasa, Ketu obriga a pessoa a cortar ou separar-se de algo, um ser, uma experiência, um afeto ou apego, que já não são necessários  para o seu crescimento e, pelo contrário, impedem esse crescimento pleno. Na existência finita dos seres humanos, não há nada que dure para sempre. No entanto, a força do desejo e das emoções pode ser muito poderosa e a sua energia tende a permanecer, invisível, formando uma prisão interior que não permite à pessoa libertar-se facilmente. É função de Ketu dispersar essas energias e impulsionar a pessoa, «a bem ou a mal» a libertar-se e a seguir em frente. Enquanto essa libertação (em relação a seres, objetos, experiências etc.) não ocorrer, o indivíduo está preso, rodando viciosamente sobre si mesmo , encalhado, desligado da sua vida real.

Nos períodos de Ketu ocorre a libertação de tudo o que, em termos kármicos, está destinado: tanto as experiências atrás referidas como até mesmo partes do corpo- um membro, cabelo, dentes, um órgão, etc., tudo o que perdeu vitalidade na vida presente e não faz falta à pessoa para crescer, é agora separado da sua vida. Ketu é corregente da 8ª casa, com o planeta Marte e os seus processos são, tais como os da 8ª casa, processos de transformação. São traumáticos muitas vezes porque não dependem da aceitação da pessoa, ocorrem sem aviso e sem apelo porque a causalidade geral assim o determina.

O destino humano é, em grande parte, moldado pelos relacionamentos com os outros e pelos afetos. Isto tem tanto de extraordinário no sentido positivo- pois permite vivenciar a felicidade e o amor em diversas formas – como de negativo, pois é também ao nível dos afetos e dos relacionamentos que o ser humano experimenta os maiores sofrimentos e cria limitações que impedem o seu crescimento. Tais processos são, pois, essenciais ao crescimento e desenvolvimento espiritual. Mas tudo isso gera um «lixo» a nível psíquico e da memória genética espiritual de que é preciso libertar-se periodicamente.   É essa a função de Ketu ,  que separa , corta, dissolve, para rejuvenescer a pessoa e as suas possibilidades, fazendo na verdade surgir novas possibilidades que só existem porque os condicionamentos do passado foram superados.

A lição de Ketu é a de que não há formas, seres ou experiências que sejam absolutas ou eternas neste plano de existência; e se tentamos «eternizá-las» pelo facto de nos agarrarmos a elas de forma repetida e contínua, porque isso nos dá segurança e/ou conforto emocional, Ketu tem que nos obrigar a «abrir mão delas» e separa-nos súbita e irrevogavelmente delas. Nos relacionamentos, Ketu segue um processo de «dois passos»: primeiro, pode haver uma ligação intensa, alimentada pela memória passada que emerge de súbito no presente, seguida por desapontamento, na fase dois, desilusão e perceção de contradições internas. Este último processo permite a tomada de consciência de que a ligação era uma ilusão, não era real, era um fantasma seco e sem vida. O desejo inicial de Ketu nunca pode ser concretizado porque, simbolicamente, isso implicaria a união com a «cabeça que lhe falta», Rahu. Ora, Rahu não deseja ligar-se a Ketu, embora este deseje essa união. Mas o seu destino é permanecerem opostos, cada um desempenha papéis opostos  que são eficazes justamente porque ambos, Rahu e Ketu, permanecem separados.  Este dualismo de Ketu faz com que, muitas vezes, a pessoa deseje e não deseje a experiência que estiver sob a  sua influência. E esta natureza ambígua e nebulosa  não pode ser superada. Daí a inerte apatia para que tende Ketu. E as lições de Ketu nos seus trânsitos e períodos (dasa e antardasa)  estão sempre relacionadas com a necessidade aprender que «nada é permanente nem eterno neste mundo de ilusão».

Algumas palavras -chave dos efeitos de Ketu nos seus períodos e trânsitos são: insatisfação (Ketu muitas vezes faz sentir uma completa falta de esperança), distanciamento, desapego, desvalorização, desespero, resignação, rendição por não ter força para se opor aos obstáculos, incapaz de se ligar completamente a algo mas também de se desligar completamente. Nos seus períodos, Ketu pode fazer sentir impotência para manter os laços com tudo no mundo material: emprego, casa, relacionamentos, sustento. Mas, quando é forte no horóscopo  torna a pessoa extraordinariamente sensitiva a nível psíquico, abrindo as faculdades psíquicas. Os que têm uma natureza espiritual aberta à Luz, poderão sentir empatia profunda com a totalidade cósmica; caso tenham dificuldade em libertar-se do plano material e das suas ilusões, os períodos de Ketu podem ser períodos de caos, desespero ou solidão. De uma forma ou de outra, Ketu pode ajudar a  ter uma visão mais real do conjunto do ser, cortadas as ligações que mantinham  vivas as ilusões. Tal como acontece no mito  sobre Rahu e Ketu, em que a  impulsividade de Rahu levou à decapitação que o separou de  Ketu, os períodos de Ketu podem trazer experiências «fora do corpo» e permitir sonhos lúcidos, experiências de tipo mediúnico, etc.

Deste modo, as únicas ações que Ketu pode gerar são ações também negativas: separa a alma do corpo (morte), separa pessoas que estavam unidas, membros do corpo que estavam unidos a este, causa perdas como perda de dignidade, de posição social, etc. Tal como Rahu, Ketu também simboliza ir além dos limites e regras estabelecidos, com total desconsideração por estes.

A ação de Ketu é no entanto passiva ele é uma testemunha, não uma força ativa de desenvolvimento  pois não tem quaisquer desejos que sirvam de  energia para concretizar alguma ação. Os seus efeitos são negativos- separa, corta, dissolve, etc.- mas não volta a unir. É Rahu que exprime a força do desejo, não Ketu. A sua  natureza fundamental é permitir a «salvação», o total abandono do sofrimento no plano terreno. Ketu produz excelentes resultados no plano espiritual e místico, sendo um auxiliar fundamental de todo o desenvolvimento espiritual. Não tem poder de discriminação porque não possui mente, deste modo, não é capaz de lidar com as categorias racionais acerca da realidade , a sua apreensão é psíquica e passiva nesse plano. Não reconhece quaisquer limites físicos, emocionais, sociais, etc. e não pode desse modo ajudar a melhorar nenhuma área da vida material. O seu objetivo máximo é «dar um empurrão» no avanço espiritual de cada um, destruindo todos os obstáculos que se opõem a esse avanço- um dos quais é precisamente a mente racional que liga o indivíduo a uma perceção limitada do «eu» e das suas «posses» neste plano material. Tal como alguns sistemas de sabedoria oriental têm mostrado, é preciso «nada querer», criar um desapego total e uma renúncia em relação ao mundo para poder aspirar à «salvação final». É esse basicamente o objetivo de Ketu  em termos universais.

Nas experiências do mundo material, Ketu pode ter como efeito instabilidade mental, gera situações difíceis na vida, perturba os relacionamentos pessoais e sociais, embora os seus efeitos sejam principalmente efeitos no plano psicológico, e não no plano material; simplesmente, porque esses efeitos se refletem no plano material,  acabam por ter efeitos indiretos nele. Pode  também causar situações de humilhação que serão seguidas de aumento da resistência individual e posterior retorno do reconhecimento por parte dos outros.

Para analisar os efeitos de Ketu no horóscopo damos primazia à casa onde está colocado e, secundariamente ao signo. Em relação a este temos em conta ainda o planeta que rege o signo de colocação de Ketu e os significados deste no horóscopo e quaisquer planetas que ocupem a mesma casa de Ketu. Ketu produz efeitos a partir do planeta regente do signo onde está colocado e de quaisquer planetas colocados no mesmo signo. Qualquer planeta sólido colocado em conjunção com Ketu influencia decisivamente essa casa e Ketu dará efeitos de acordo com esse planeta.

Rahu disfarce e Persona

casd

Rahu e Ketu são dois «planetas sombra», isto é, não possuem massa física. Apesar disso, são duas das energias mais poderosas a influenciar o horóscopo. Existe bastante controvérsia acerca de ambos, como temos vindo a referir nos nossos artigos mas, em geral, os investigadores da Astrologia Jyotish concordam nos atributos  e no significado de ambos:

Características de Rahu

Onde quer que se encontre no horóscopo, Rahu produz grande excitação e energia que impele a pessoa para experienciar ao máximo as áreas que são simbolizadas por essa casa de colocação.  Rahu é descrito como esperto, astuto, oportunista, manipulador, recorrendo ao disfarce para aparentar uma imagem de grande elevação e respeitabilidade, ao mesmo tempo que esconde os seus reais intentos e a sua natureza de burlão e de alguém que não pertence ao contexto em que procura inserir-se ( e ao qual anseia obsessivamente pertencer).

Rahu manifesta-se por um  impulso forte que leva a pessoa a usar de todos os meios para subir na escala social, para obter os máximos privilégios atribuídos pela sociedade, uma reputação de máxima consideração (embora possa não existir mérito algum) . Os valores  e normas morais são ignorados, com este planeta a significar os vigaristas, os que agem sob disfarce por más intenções, os charlatães. Recorre a técnicas de dissimulação e camuflagem, levanta névoas  e suspeitas para desviar as atenções, etc. Rahu é, deste modo, um fingidor, coberto de máscaras, impelido pelo desejo premente de obter privilégios mundanos e rompendo com as regras aceites, na busca intensa por poder e privilégios que pertencem a outros.

Assim, Rahu  é também o «personificador» que finge ser outro para se apoderar daquilo que pertence a esse outro e que ele cobiça para si. Assim, canaliza a personalidade, os privilégios, o estatuto, ideias ou carisma de outros, porque os deseja intensamente para si próprio.

Quando associado com os planetas, Rahu expande e intensifica a energia destes; com Marte, Rahu encarna a raiva e o ciúme, o despeito; associado com Saturno simboliza os  truques produzidos por táticas de ilusionismo ou magia  negra pelos quais se tenta apropriar dos seus objetos de desejo. Associa-se também aos truques para conquistar privilégios através de um parceiro que pode ser de origem cultural diferente ou estrangeiro, usando o fingimento (de amor, de falsa imagem de respeitabilidade, etc.). Rahu aspira a obter os privilégios que não lhe são acessíveis, usando todos os meios fraudulentos ao seu alcance. Na sua história mítica, Rahu aspirava aos privilégios dos deuses, não sendo ele próprio um deus. Desse modo, usou uma forma fraudulenta para se «infiltrar» no meio dos deuses e, dessa forma, disfarçado, poder gozar dos seus privilégios.

Rahu deseja ser atraente e carismático, usando uma máscara para o conseguir. Assim, assume a identidade de qualquer planeta junto do qual se encontre, procurando imitar o seu modo de atuar. Rahu é um destruidor das regras, (representadas por Saturno), um quebra-tabus, não reconhecendo qualquer limite aos seus desejos. Porém, não assume abertamente essas características e  disfarça-se de um «cumpridor de todas as regras», procurando legitimar os seus intentos, isto é, ao mesmo tempo que destrói as regras, aspira a ser reconhecido através delas, para ser «como os outros, os que são legitimamente reconhecidos».  Os desejos de Rahu são insaciáveis, nunca obtendo satisfação completa.

Por vezes, as estratégias exóticas ou que rompem com as regras, usadas por Rahu são bem sucedidas e os objetivos pretendidos são alcançados. Mas, como sucedeu na história mítica  relativa a Rahu e Ketu,  Rahu acaba por ser desmascarado e exposto, perdendo os privilégios alcançados de forma ilegítima. Por vezes, no entanto, isso não acontece.

Rahu pode ser muito prejudicial no horóscopo quando em certas configurações, levando a comportamentos obsessivos dos nativos, que aspiram a ter exatamente aquilo que não têm, numa fome criada por Rahu que não pode verdadeiramente ser saciada e  pode destruir a estabilidade mental do indivíduo. Nos seus períodos dasa/antardasa ,Rahu pode criar uma insatisfação profunda relacionada com os significados da casa de colocação, que pode por vezes gerar um foco exclusivo em tudo o que não se alcançou nessa área e se deseja ardentemente agora).

Nem tudo, no entanto, é negativo em Rahu. Em termos sociais, Rahu pode ser bastante útil pois ajuda a libertar de uma estrutura demasiado rígida e estagnada ou hipócrita, e onde não é possível fazer alterações  recorrendo às regras estabelecidas. Pode, deste modo, ser um agente positivo de mudança em relação a sociedades/regimes políticos opressivos e incapazes de mudar pela ordem natural das coisas.  Ora, Rahu pode quebrar quaisquer estruturas (ele irrompeu num plano superior divino, apesar de ter sido descoberto depois de ter obtido  uma vantagem importante e que não foi possível tirar-lhe). Assim, apesar de todas as características que referimos, a energia de Rahu desempenha o seu papel estabelecido no drama da existência e do desenvolvimento dos seres humanos.

Analisar Rahu no Horóscopo

A posição por casa  de colocação de Rahu é o fator mais importante e prevalece sobre o signo.  A casa de colocação no nascimento é também mais importante do que a casa por onde transita, embora esta também tenha, obviamente, importância. Finalmente, deve também considerar-se o signo, que revela a «ambiência» de contexto de atuação de Rahu..

A casa de colocação, o signo, os aspetos que recebe e a colocação e natureza do seu dispositor (planeta que rege a casa onde se encontra colocado) mostram aquilo que a pessoa profundamente deseja mas que só pode ser alcançado por meios fraudulentos. Assim, Rahu no horóscopo revela a parte da vida da pessoa que só pode ser alcançada  se o indivíduo se enganar a si mesmo ou aos outros, usando truques para entrar num plano que  verdadeiramente lhe está vedado.

Pelo lado positivo, Rahu pode significar, em certas circunstâncias, o rebelde que ajuda a  mudar padrões de comportamento e mentalidades, embora o possa fazer por motivos que são egoístas, podendo no entanto, mesmo assim, ajudar outros de forma indireta, ao  promover o seu desenvolvimento espiritual.

Os significados Gerais dos Planetas- Saturno , Rahu e Ketu

bns

 Significados Gerais de Saturno

Saturno simboliza tanto o administrador governamental como o líder das classes baixas e o servo, o trabalhador operário, o trabalho doméstico e na agricultura, nas minas e, em geral, todos os trabalhos pesados.  Saturno é também o velho  e, por analogia, significa a longevidade, a morte, as doenças, a miséria e as calamidades, a pobreza, a servidão. É também um símbolo do karma e, por associação, significa os pecados, os sacrifícios, o aprisionamento, a escravidão. Também significa o cair das alturas (em sentido literal e figurado), o trabalho árduo, a agricultura, os minerais, a lei, a madeira, a viagem para o estrangeiro para aí residir, as dívidas, os grãos pretos, a deformidade, a renúncia.
Saturno está associado às relações com o trabalho, aos trabalhos de rotina , à engenharia, às pedras ou materiais de madeira. Rege a cor azul marinho, o preto e as cores castanhas brilhantes, o ferro e o aço, o chumbo, a safira azul, os lugares sujos, as favelas e as sarjetas, os esgotos , as lixeiras, os lugares subterrâneos, as caves, os sótãos, as minas, as sepulturas, os lugares inacessíveis,as  prisões, os retiros, os lugares abandonados ou negligenciados, os cemitérios, as casas abandonadas e as ruínas.
Saturno é o significador geral da longevidade, dos obstáculos, das humilhações e das privações, das quedas de posição social ou profissional . Significa também más ações, pobreza, dívidas, desgostos e tristezas, ambição, figuras de autoridade, a estrutura e a forma dos edifícios e, em geral ,das coisas materiais, carvão, negação e atraso; simboliza os mais velhos, a terra e a propriedade, a  liderança, as restrições,o  roubo e os ladrões,os  subordinados, os trabalhadores da construção, a indústria de baixa tecnologia,a  produção em massa, os ascetas, o homem do lixo, o monge, os produtos de pele,as perdas,o  destino,a contração, limitação e separação,a  solidão, tudo o que é feio e disforme, o crime.
No corpo, Saturno representa o tecido nervoso, os músculos e as articulações, os dentes ,os joelhos, o queixo, o baço, a parte da  perna entre o tornozelo e o joelho,a bexiga, o muco  e o sistema secretor, os ossos.  Quando Saturno está fraco produz doenças constantes e dolorosas, de caráter crónico e degenerativo, fratura das pernas, doenças endócrinas e da pele, artrite, reumatismo e gota, raquitismo, deformidades físicas, desordens nervosas, baixa temperatura corporal, torpor, senilidade e importância nos homens, dores, asma, etc. Psicologicamente, quando está fraco produz inibição e isolamento, depressão, ansiedade, rigidez, avareza, melancolia, temperamento desconfiado, solidão, inclinação para impaciência,para a crueldade, egoísmo, coração duro, atitude ríspida. A natureza  melancólica inclina para a preguiça e para a indolência.
Fisicamente, a  influência de Saturno produz um corpo alto e magro, emaciado, olhos castanhos encovados, veias proeminentes, dentes salientes, rugas, rosto e mãos alongados, cabelo abundante e áspero.
Quando está forte no horóscopo, Saturno significa a perfeição e as qualidades humanas mais elevadas, a espiritualidade, o desapego, a interiorização, a consciência do dever, a fiabilidade,a  honestidade, humildade e sinceridade. Simboliza também a disciplina e a estabilidade, a responsabilidade , o conservadorismo e o sentido prático, o realismo e a capacidade para atender aos pormenores, a sobriedade, a constância e a consistência nas atitudes e no modo de vida. É um símbolo da autoridade no sentido positivo e da durabilidade.
Na carreira e na profissão, Saturno simboliza as profissões mortuárias, os agricultores, os jardineiros, os que trabalham com metais e minérios, os trabalhadores fabris na área do aço, da madeira, do carvão, dos produtos de couro (produção de malas e de  sapatos, etc), os construtores civis,os  engenheiros,os agentes imobiliários,os cientistas,os investigadores,os trabalhadores da pedra e da madeira, os serventes e os trabalhadores de trabalhos pesados,os administradores governamentais, a carpintaria,o trabalho doméstico, metalúrgico, a construção de casas, todos os trabalhos de responsabilidade,os ascetas e monges, os ladrões e aldrabões.
Se desejar aprofundar a sua  compreensão de Saturno , pode fazê-lo lendo dois artigos que escrevemos:
Significados Gerais de Rahu e Ketu
Rahu e Ketu não são planetas reais, uma vez que são pontos de interseção nas órbitas do Sol e da Lua. São por isso considerados os «planetas sombra»  e há alguma polémica por exemplo quanto a saber se eles lançam aspetos para outros planetas ou casas. Porém, a sua influência como significadores do karma no horóscopo é de tal maneira importante,que é indispensável conhecer claramente os seus significados gerais.
Uma das características dos nodos é o facto de assumirem as características dos planetas com os quais se encontram conjuntos (quando isso acontece).
Rahu– Rahu é personificado como um enganador, um manipulador e um diplomata. Onde se encontra colocado indica uma área de desejos desmedidos, de ambição sem limites. Se estiver forte, indica empregos diplomáticos que implicam a manipulação dos factos, manuseamento de substâncias tóxicas ou venenos e drogas; significa os políticos, os manipuladores e os que buscam todos os prazeres sem preocupação com a moral,os atos insinceros e imorais,o comércio especulativo,os capitais de mercado, etc.  Quando influencia planetas fracos produz um crescimento maligno, fracassos financeiros e, no corpo, produz doenças dos intestinos, febres, úlceras, problemas de pele, pressão arterial elevada, etc.  Quando influencia o Ascendente  pode indicar aparência desagradável , maus cheiros, corpo e unhas pouco limpos.
Rahu está associado ao desejo de poder e de riqueza material .Quando está forte no horóscopo pode permitir o usufruto de muitos bens materiais. Porém, quase sempre esse usufruto é temporário, pois Rahu também simboliza as ilusões e, consequentemente, traz muitas vezes a perda  de tudo o que dá.
Ketu-  Simboliza o desejo de salvação e é personificado como um santo, inclinando a pessoa para uma abordagem espiritual da vida . Quando, porém ,aflige outros planetas ou casas produz contrariedades súbitas na vida, ferimentos, inflamações e febres, surdez, desordens intestinais e baixa pressão arterial. A sua associação com o Ascendente produz surdez, gaguez, veias proeminentes, corpo emaciado. Os períodos planetários de ketu são períodos de crise e de perdas em vários níveis, a  menos que Ketu receba o aspeto próximo de outro planeta funcional benéfico.
Para aprofundar os seus conhecimentos acerca de Rahu e de Ketu , pode ler: