Glossário Astrológico- Bhava Karaka

Glossário Astrológico - Bhava karaka capa

A palavra «bhava» como referimos no último artigo, significa casa astrológica. «Karaka» por sua vez, designa o planeta significador dessa casa. O planeta karaka de uma casa interfere, em conjunto com outros fatores, na produção dos eventos significados por essa casa, positiva ou negativamente, de acordo com a sua força e disposição na carta natal. Para além de significarem as casas do horóscopo, os planetas podem ser «karakas» de muitos outros significados.

Cada casa significa diversas coisas, seres, tipos de eventos e pode haver mais do que um planeta karaka para as casas de acordo com os significados. Cada um destes significados é mais ou menos favorecido, entre outros fatores, pela força e disposição do karaka correspondente.

São os seguintes os planetas karaka para cada uma das casas do horóscopo:

1ª casa– esta significa a vida geral do indivíduo a sua saúde, capacidade para alcançar fama e sucesso e visibilidade no mundo. Assim, o Sol é o karaka desta casa.

2ª casa. Esta casa significa a educação na infância, o discurso, a vida familiar, a aprendizagem e o pensamento lógico e, para estes significados, Mercúrio é o karaka desta casa.  Mas ela também significa a acumulação de riqueza e de status ou posição social e, para esses significados, Júpiter é o planeta karaka.

3ª casaEsta é a casa dos desejos e motivações que impelem para a ação; da coragem e valentia que são necessárias para levar a bom termo os projetos e iniciativas. É também a casa dos irmãos mais novos. Marte é o planeta karaka desta casa.

4ª casaEsta é a casa das raízes de onde vimos, da mãe, dos cuidados afetivos, da felicidade subjetiva, dos bens e propriedades que possuímos na família ou através desta. A Lua é o planeta karaka desta casa.

5ª casaEsta é a casa da criatividade, da inteligência desenvolvida, dos filhos. Júpiter é o planeta karaka desta casa.

6ª Casa– Esta é a casa onde conhecemos a oposição e o conflito com os outros, onde encontramos os nossos inimigos ou todos os que vêm até nós com a intenção de nos provocar obstáculos e prejuízos ou perdas (incluindo o crime e o roubo;. é a casa onde exploramos ou somos explorados e onde pagamos algumas dívidas kármicas. É também a casa onde nos apercebemos da nossa fragilidade física, através da doença ou  ferimentos e aprendemos a dar valor á saúde; é também a casa  em que nos relacionamos com terras estrangeiras, e a ligação com países estrangeiros. Marte é o planeta significador ou karaka para a inimizade, os ladrões, os ferimentos. Saturno é o planeta karaka para a doença e os obstáculos. Rahu é o planeta karaka para a relação com países estrangeiros.

7ª casa– Esta é a casa do casamento, dos acordos e contratos. Vénus é o planeta karaka, representando todos estes significados. Alguns também consideram Júpiter como karaka do cônjuge masculino, considerando Vénus como karaka do cônjuge feminino. Há quem considere Vénus para ambos os sexos, na medida em que Vénus simboliza o amor e os relacionamentos amorosos em geral.

8ª casaEsta é a casa da morte e da longevidade e Saturno é o karaka destes significados.

9ª casa–  Esta casa significa o pai, o mestre ou mentor, o guia espiritual que orienta na aprendizagem dos valores elevados que permitem concretizar o propósito de vida ou dharma. O Sol e Júpiter são os karakas desta casa.

10ª casaEsta é a casa da fama e do estatuto, da posição na carreira e da máxima visibilidade que o indivíduo pode alcançar no plano social e terreno. O Sol  é o karaka para o estatuto e a fama do nativo; Mercúrio e Júpiter sãos os karakas para o sucesso na profissão.

11ª casaEsta é a casa da realização dos desejos e ambições, do aumento de rendimentos e da relação com a comunidade. Júpiter é o planeta karaka desta casa. Alguns incluem Mercúrio como karaka, uma vez que representa a criação social alargada de redes de interação e comunicação.

12ª casaé a casa das perdas, da mudança de foco que deixa de de se concentrar na vida mundana e material e caminha para a transição entre o  plano material e o espiritual. Saturno é o karaka desta casa para o significado das perdas. Ketu é o planeta karaka para o corte ou separação com o mundo material e também para a salvação.

Feliz Páscoa

Páscoa 2017Estamos na Páscoa. E o (a) leitor (a) já se perguntou o que fazem os ovos e  o coelho misturados nesta simbologia? E o ritual de sacrifício da vítima expiatória, na tradição cristã,  a morte na cruz de Jesus que ressuscitou no Domingo de Páscoa, que tem a ver com tudo isto?

Para entendermos isto precisamos de lembrar que, tal como acontece com a celebração do Natal , a Páscoa é também o resultado de um aglomerado de tradições diferentes , umas cristãs e outras pagãs, que se associaram desde a antiguidade. Mas, apesar de parecer que nada têm em comum, na verdade estão todas relacionadas partilhando muitos significados:

O coelho é um animal conhecido por ter uma grande fertilidade, de tal modo que é comum a expressão popular «reproduzir-se como coelhos». Pois, e o ovo é o símbolo mais antigo da vida, uma vida cujo germe cresce no  interior do ovo para irromper no exterior após algum tempo. Assim, tanto o coelho como os ovos são símboolos de renovação da vida e símbolos da fertilidade sexual. Tal como  o equinócio da Primavera, ocorrido há pouco tempo no  mês de março, que marca o início de um novo ciclo de vida. Este equinócio era celebrado na maioria das culturas antigas . E como se articula a crucificação de Jesus Cristo com isto? Bom, os rituais para promover a fertilidade incluiam, desde a mais remota antiguidade, o sacrifício (para além das orgias sexuais). Os aztecas e os maias por ex., praticavam o sacrifício humano como um ritual banal para promover a continuidade da vida. Verter o sangue, símbolo da vida, para que ela pudesse renascer e continuar em mais um novo ciclo. Por bárbaras que nos possam parecer, estas práticas eram parte da visão religiosa dos seres humanos do passado, destinadas a apaziguar divindades em fúria que poderiam vingar-se ao mais pequeno pretexto.

Mas o ritual cristão ultrapassa a mera noção de vida física ou material pois o sacrifício de Jesus Cristo tem, na nossa interpretação, um significado espiritual: trata-se de salvar o homem arrancando-o da sua condição animal e permitir-lhe ascender a uma natureza espiritual, associada pelo cristianismo ao poder do amor. Nesta simbologia então, o amor eleva-nos a uma condição nova, espiritual e generosa. E este é o significado mais forte para nós desta quadra da Páscoa. Embora o amor envolva o sacrifício e seja inseparável deste, do mesmo modo que precisamos da dor para sentir o verdadeiro prazer.

Boa Páscoa para todos.

Vamsacheda, Angaheena e Pisacha Grastha yogas

Vamsacheda, Angaheena e Pisacha Grastha yogas

Vamos neste artigo analisar mais 3 yogas maléficos referidos pela tradição da Jyotish.

Vamsacheda YogaVam

O Vamsacheda Yoga forma-se quando a 10ª, 7ª e 4ª casas estão ocupadas, respetivamente pela Lua, Vénus e  planetas maléficos. Trata-se de um yoga maléfico, que tem como resultado que o nativo será aquele que extinguirá a sua família. De acordo com o Dr. B. V. Raman (300 Important Combinations) a sua experiência mostra que, quando a Lua e Vénus estão na 7ª casa e há planetas maléficos na 4ª casa e também na 7ª em conjunção com a Lua e Vénus, haverá extinção familiar. Não é agradável ser o último de uma linhagem familiar.

Angaheena yoga

O Angaheena yoga é outro yoga maléfico que se forma quando a Lua está colocada na 10ª casa, Marte está colocado na 7ª e Saturno está colocado na 2ª casa a partir do Sol.

Quanto aos resultados, segundo a tradição, a  pessoa sofrerá perda de membros. Isto não significa necessariamente que estes serão amputados mas que o seu uso será perdido como acontece no caso de doenças incapacitantes como reumatismo, artrite, paralisia, em  resultado de ferimentos, etc.

Pisacha Grastha Yoga

Este é outro yoga maléfico mas com algumas particularidades diferentes. Forma-se quando Rahu está colocado no Ascendente em conjunção com a Lua e há planetas maléficos colocados nas casas trikona (5ª e 9ª).

Quanto aos resultados, a tradição diz que o nativo sofrerá o ataque de «espíritos». Comentando este yoga, o Dr. B. V. Raman refere com pertinência que a conjunção entre a Lua e Rahu é, por si, indicador de uma mente instável. E, como este investigador da Jyotish concede, tem sido notado que certos casos que eram interpretados como ataques por entidades maléficas se devem a distúrbios no funcionamento da mente. Porém, nem todos. O Dr Raman aconselha a leitura de uma obra sobre este tema do Dr. Ghose, Adventures with Evil Spirits  . Não conhecemos a obra mas não duvidamos de que será um estudo sério sobre o tema, ou não seria referido por este investigador prestigiado  por isso  deixamos a referência para os que tiverem curiosidade em explorar este tema.  Segundo o Dr. Raman, sempre que a Lua está conjunta  com Rahu e Saturno ou Saturno lança  aspeto para a conjunção entre a Lua e Rahu isso indica que a pessoa sofre por causa de espíritos negativos. Ou talvez devido a energias negativas que, infelizmente, abundam nos ambientes superpovoados em que vivemos.

Feliz Ano Novo!

Feliz ano novo Aprendiz de Astrologia

Caros Leitores

Mais um ano chega ao fim e guardamos a perceção grata de que o nosso trabalho tem sido positivo para divulgar a Astrologia Jyotish a todos quantos desejam sinceramente aprender este saber complexo mas fascinante que nos ajuda a entrar mais profundamente nos mistérios do destino humano. Do destino de cada um em termos individuais, para que cada um possa viver conscientemente a sua missão de vida. Na procura e na concretização de mais luz.

Prometemos continuar a divulgar as técnicas e os conhecimentos que sabemos podem ser úteis aos que buscam um desenvolvimento integral e exigente de si mesmos. Agradecemos a todos pelo contributo que têm dado para a construção deste sítio, com os vossos comentários e sugestões. Contamos com todos em 2017. Feliz  Ano Novo!

«Aprender com o passado, viver para o presente, ter esperança no futuro. E, o mais importante, nunca parar de se questionarAlbert Einstein

 

Feliz Natal

 

Presép

Chegou mais um Natal e, por entre o corre-corre dos últimos preparativos, temos tempo para ler um poema  de David Mourão Ferreira,  que partilhamos com os nossos leitores:

Voto de Natal

Acenda-se de novo o Presépio no Mundo!
Acenda-se Jesus nos olhos dos meninos!
Como quem na corrida entrega o testemunho,
passo agora o Natal para as mãos dos meus filhos.

E a corrida que siga, o facho não se apague!
Eu aperto no peito uma rosa de cinza.
Dai-me o brando calor da vossa ingenuidade,
para sentir no peito a rosa reflorida!

Filhos, as vossas mãos! E a solidão estremece,
como a casca do ovo ao latejar-lhe vida…
Mas a noite infinita enfrenta a vida breve:
dentro de mim não sei qual é que se eterniza.

Extinga-se o rumor, dissipem-se os fantasmas!
O calor destas mãos nos meus dedos tão frios?
Acende-se de novo o Presépio nas almas.
Acende-se Jesus nos olhos dos meus filhos.

David Mourão-Ferreira, in ‘Cancioneiro de Natal’

Feliz Natal para todos!

 

 

 

 

Signo Sagitário na 3ª Casa do Horóscopo

amig

Para ler uma pequena introdução aos significados da 3ª casa, leia aqui.

Quando o  signo Sagitário   está colocado na 3ª casa do horóscopo- o que acontece para o Ascendente Balança os nativos têm uma necessidade acentuada de «aventura», de andar pelos grandes espaços, sendo difícil permanecerem muito tempo no mesmo lugar. São curiosos em relação a tudo o que dê uma explicação profunda para as experiências que vivem e podem ocupar bastante tempo a estudar Filosofia, Religião e assuntos de espiritualidade. Gostam de comunicar e fazem-no de forma aberta, amigável e extrovertida mas são brutalmente honestos, não revelando qualquer tato  nem cuidado prévio na escolha das palavras: dizem exatamente o que pensam, doa a quem doer e seja qual for o efeito disso. Estas pessoas adoram viajar, tanto em pequenas deslocações como viagens de longa distância, aprendendo bastante com a observação de outros modos de ser, de  outras culturas e outras maneiras de pensar. São entusiastas, otimistas na abordagem da vida e têm excelente sentido de humor, sendo ainda tolerantes  em relação a diferentes opiniões e outros costumes.

Júpiter,  regente de Sagitário,  dá a estes nativos sabedoria, inteligência intuitiva e capacidade de acreditar e de ter esperança, seja qual for o cenário em que se encontram. Podem ter tendência «para falar de cátedra», gostando de ensinar os outros através dos seus exemplos de vida. Júpiter dá-lhes também um temperamento generoso e amável, uma sensatez e equilíbrio nas opiniões que fazem com que os outros reconheçam a sua autoridade moral e a sua sabedoria. Se estiver forte no horóscopo, Júpiter dá ainda sorte e ajuda das instituições governamentais para alcançar o que a pessoa deseja na vida de modo a cumprir o seu destino pessoal.  E esta sorte estende-se ao plano financeiro, dando a habilidade de gerir  o dinheiro e a riqueza  de modo a que esta aumente e garanta uma vida confortável. Ao nível da comunicação, Júpiter dá uma capacidade natural de persuadir e de convencer , não tanto pela pura lógica como pela capacidade de associar a emoção ao que se diz e que se traduz, no ato de comunicar, em verdade transmitida de forma honesta e sentida. Estes nativos acreditam no que dizem e  essa crença passa para os que os ouvem, sendo por isso mais eficaz a sua aceitação. Assim, os nativos com Ascendente Balança são comunicadores muito eficazes, conseguindo convencer facilmente os outros, pois a sua mensagem aparece sempre articulada com uma dimensão ética de respeitabilidade e de confiança, que leva o público a aceitá-la sem reservas. Em alguns casos, podem ser acusados de ser mentalmente cruéis com alguns, quando lhes dizem «a verdade nua e crua»  mas fazem-no pelo amor à verdade e não com qualquer intenção de malevolência.

O signo Sagitário    é um signo  filosófico e adora debater ideias e refletir sobre os aspetos mais profundos da realidade. Assim, a dimensão social do Ascendente Balança assume uma nuance mais séria com Sagitário na 3ª casa, pois estas pessoas não se limitam a «discutir por cortesia» fazem-no por puro amor do debate e da procura de explicações verdadeiras e justas para todos. E, apesar da franqueza abrupta de Sagitário, o nativo com  Ascendente Balança consegue, em geral, fazer valer as suas opiniões sem passar a imagem de intolerância ou  de imposição pois procura sempre o consenso, desde que este seja possível. Para este signo, a vida é o maior livro de aprendizagem e de descoberta espiritual. Estes nativos apreciam partir do coração da realidade viva para formarem os seus sistemas de valores e os princípios de vida.  e adoram partilhar os resultados a que  chegam, pois reconhecem o valor de uma sabedoria que é acumulada  por  se ter vivido  e não só por se terem lido muitos livros. Daí que estas pessoas nunca percam a oportunidade de conhecer pessoas de países distantes para aprenderem com elas um pouco mais acerca da vida. Outra característica importante é que não são elitistas e procuram respeitar as diferenças de cada um, tanto culturais como pessoais.

Quanto à relação com os irmãos mais novos, quando estes existem,  esta é em geral bastante amigável e fraterna e o mesmo pode aplicar-se em relação a amigos ou vizinhos, tendo em geral  estas pessoas  reputação de simpatia. Quanto ao seu modo de aprender, talvez nem sempre seja fácil trabalhar com eles pois podem desligar-se com facilidade de matérias de que não gostam, distraindo-se e procurando ocupar-se com temas que, na sua opinião, não são «aborrecidos». São muito curiosos mas em relação aos temas e assuntos que lhes interessam.

Feliz Ano Novo

ano nov

Estimado(a) Leitor(a)

Mais um ano chega ao fim e nós no Aprendiz de Astrologia queremos partilhar consigo o nosso desejo de que a entrada no novo ano, com a simbologia que lhe está  associada, se faça com alguma mudança nas atitudes e modos de ser  que são negativos para nós e para os outros; se faça com o desejo genuíno de  contribuir para que a sua vida e a vida de todos seja realmente melhor neste novo ano e capaz de fazer nascer a Alegria e a  Esperança em mais alguns corações que habitam este planeta.

Assim, pedimos-lhe que se lembre de algo mais do que das festas e dos votos regados a álcool,  da alegria da música e da dança até ao despertar do dia seguinte. Faça tudo isso, se for do seu agrado mas faça também alguma coisa por alguém, humano ou animal,  cujo sofrimento ou falta de esperança lhe rouba todo o desejo de festejar. Distribua algo de si,  nem que seja o seu melhor sorriso, para trazer ao mundo, na passagem para o Novo Ano, um pouco mais de Luz e de Confiança no Futuro. Essa sua luz brilhará muito mais do que todo o fogo de artifício que se fizer explodir no raiar do novo dia.

Um Fantástico Novo Ano para Si!