Signo Virgem na 8ª Casa do Horóscopo

signo Virgem na 8ª casa capa

A 8ª casa do horóscopo é uma casa de grandes reviravoltas, crises, morte e renascimento. É uma casa do elemento Água e, como acontece com todas as casas deste elemento contém muitos mistérios, associando o que está à superfície da Terra com o que está escondido, a vida e a morte, o poder da vontade e a partilha da intimidade, nomeadamente no plano sexual. Para ler um resumo dos significados da 8ª casa, veja o artigo aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre os significados da 8ªcasa, leia o artigo aqui.

Quando o signo Virgem  está colocado na 8ª casa- o que acontece para o Ascendente Aquárioos nativos tendem a atrair parceiros que têm uma abordagem «técnica» acerca do sexo e procuram «instruções»  para que o sexo seja perfeito. Os parceiros podem igualmente ser cirurgiões, técnicos ligados à produção de materiais como vídeos, livros, workshops sobre como «melhorar» as experiências a este nível; ou, simplesmente, são pessoas cujo perfecionismo e sentido crítico se liga basicamente à necessidade de «aprender» sobre a vida sexual, procurando constantemente «instruções» acerca de posições, ou «receitas» para terem a certeza de que «fazem tudo bem». Os nativos podem desenvolver comportamentos verdadeiramente compulsivos acerca da sua vida sexual, que podem encarar como algo que exige um tremendo esforço e aprendizagem, perdendo a espontaneidade e tornando-se ansiosos acerca desta matéria.

As experiências sexuais, para estes nativos, estão dependentes da aprendizagem de técnicas e competências  e todo o esforço que aplicam para «saber mais» sobre esta  matéria pode contribuir para que a  vida sexual se torne um dever, muito semelhante a «trabalho» em vez de uma troca emocional e espontânea entre os parceiros.  Podem mesmo dedicar bastante tempo ao estudo do sexo e exigem dos parceiros que dominem as «técnicas»  tal como o seu perfecionismo as concebe.  Todo este esforço, é claro, faz surgir altas expetativas em relação á vida sexual que, muitas vezes, são frustradas, razão pela qual estas pessoas podem procurar continuamente o parceiro capaz de lhes proporcionar as experiências que julgam ser perfeitas.

Assim, na expressão da sua sexualidade, estas pessoas são essencialmente «técnicas», trata-se mais de um «saber fazer» mecânico e desligado de verdadeiras emoções, onde a espontaneidade é vista como ignorância e ausência de competências a este nível. Esta abordagem também pode fazer destas pessoas  terapeutas sexuais (têm o desligamento necessário para se focarem nas necessidades do outro e ajuizarem com imparcialidade)  e também podem ser investigadores deste tipo de experiência. Podem mudar de parceiro muito frequentemente, para levarem a cabo essa investigação.

O signo Virgem na 8ª casa leva á intelectualização das experiências, ao desejo de aperfeiçoar, estudar e aprender. Outra preocupação fundamental é a higiene: pode haver obsessão pela limpeza da roupa da cama, pelo banho. Ainda outro fator de preocupação são os próprios órgãos genitais, que são alvo de crítica profunda  pelo nativo o que, muitas vezes, causa sentimentos de timidez e inferioridade , especialmente por parte dos homens ,que podem ficar insatisfeitos com os seus órgãos genitais. Para estas pessoas, as dietas afrodisíacas são outro motivo de interesse e fazem parte da sua dinâmica neste tipo de experiência. A toma de suplementos que «melhoram» a vida sexual é outra tendência pronunciada.  Podem de resto frequentar aulas sobre sexo para aprenderem  a ser o mais perfeitos possível. Encaram muitas vezes  a vida sexual como um modo de «servir» o parceiro e colocam muito esforço em fazê-lo da forma que melhor pode agradar e este (ou esta). É claro que esta ênfase na «perfeição» conta para os dois lados e são muito críticos em relação às «técnicas» usadas pelo parceiro. Gostam de parceiros com o corpo limpo e muito bem tratado e saudável, recusando parceiros que não obedecem a estes critérios.  O perfecionismo destes nativos leva-os a procurar melhorar os órgãos sexuais recorrendo à cirurgia reconstrutiva ou estética, sejam homens ou mulheres.  Gostam também de parceiros que são pessoas comuns, trabalhadores, colegas, subordinados.

Os nativos com o signo virgem na 8ª casa  sentem fascínio pelos mistérios do sexo e podem ficar obcecados com a ideia de estudar a fundo esta dimensão humana, a tal ponto que podem encarar esta área das suas vidas como «um serviço» prestado ao parceiro, semelhante ao que um enfermeiro ou outro técnico de saúde é capaz de prestar. Mas este «profissionalismo» com que encaram o sexo faz com que este seja puramente mecânico e impessoal, sem verdadeira participação das emoções ou sentimentos. Os parceiros que mais atraem estes nativos são também eles, aliás, pessoas com um perfil de eficiência, competência técnica, sentido prático e perfeição em tudo o que fazem.

Para os nativos com Virgem na 8ª casa, os grandes medos e mistérios da vida ligam-se ao medo de não ser capaz de atingir a perfeição nas técnicas da expressão sexual ou de não ter uma aparelho genital suficientemente perfeito para isso. A morte é vista com sentido prático e racionalizado e, em geral, estas pessoas defendem a eutanásia, considerando que não faz sentido viver uma vida sem a liberdade e a autonomia de se manter ativo, mental e fisicamente de forma autónoma.

O signo virgem na 8ª casa  indica parceiros com boa capacidade de investir e aumentar as finanças conjuntas, são eficientes e trabalhadores. O próprio nativo é muito organizado e tem grande capacidade para gerir as suas finanças e as dos outros, a larga escala.

Glossário Astrológico- Bhava Bala

Bhava Bala capa
A palavra «bhava» significa «casa astrológica», a palavra «bala» significa «força». Deste modo, a expressão bhava bala refere-se à força de cada casa do horóscopo. Esta «força» interpreta-se a partir de diversos fatores:
1. A força do regente da casa (corresponde ao regente do signo que ocupa essa casa) a partir dos pontos que o planeta obtem na força shadbala.

2. Os aspetos- benéficos ou maléficos- que cada casa recebe, dependendo da natureza do planeta regente e do seu estatuto funcional (muda para cada signo Ascendente).

3. Dig Bala da casa– Esta é a força que as casas obtêm por corresponderem a diversos grupos de signos. Estes grupos são: Nara, Jalachara, Keeta e Chatushpada.

Os signos do grupo Nara são: Gémeos, Virgem, Balança, primeira metade de Sagitário. Quando a 1ª casa calha num signo Nara obtém a força de 60 shastiamsas. Quando é a 7ª casa a cair nestes signos o valor da força é 0.

Os signos do grupo Jalachara são: Caranguejo, Peixes, segunda metade de Capricórnio. A 4ª casa ocupada por signos Jalachara obtém a força de 60 shastiamsas . A 10ª casa obtém 0 quando ocupada por estes signos.

O grupo Keeta contém apenas um signo: Escorpião: a 7ª casa ocupada por este signo obtém 60 shastiamsas. A 1ª casa ocupada por este signo obtém 0.
Os signos do grupo Chatushpada são: Carneiro, Touro, Leão, segunda metade de Sagitário. Quando a 10ª casa é ocupada por um destes signos, a sua força é de 60 shastiamsas e, quando a 4ª casa calha num destes signos ,obtém 0 nesta força.

A partir destas considerações calcula-se a Dig Bala, um dos indicadores da força de certa casa e dos planetas aí colocados.
A força global das casas ou bhavas infere-se assim através de vários modos, sendo os seguintes os mais importantes: a colocação do regente da casa no horóscopo, os planetas colocados na casa, a força e colocação do seu karaka, ou planeta significador.
Outros elementos que aumentam a força de uma casa são a colocação ou aspeto dos planetas benéficos: Júpiter, a Lua forte, Vénus e Mercúrio bem associado.

Conjunção Sol Júpiter na 1ª Casa Signo Carneiro

Conjunção sol Júpiter na 1ª casa signo Carneiro capa

Para conhecer os efeitos da colocação do Sol na 1ª casa leia o artigo aqui.

Júpiter na 1ª casa do horóscopo tem força direcional, ou Dig Bala.  Produz uma personalidade calorosa e generosa, expansiva e uma aparência agradável. Infelizmente também «expande» o corpo físico, ou seja, gera tendência para que o corpo físico aumente de volume, sendo necessário controlar o peso. A pessoa faz retenção de líquidos e pode ter tendência para  comer em excesso. Se Saturno estiver em aspeto com a 1ª casa esta tendência fica reduzida. Será no entanto provável que a pessoa lute a vida toda para conter o aumento de volume do corpo, sobretudo na maturidade, quando esta tendência se torna  ainda mais forte.

A colocação de outros planetas maléficos na 1ª casa altera os bons significados da presença de Júpiter na 1ª casa e, segundo Parashara, quando Júpiter está colocado na 1ª casa em associação ou aspeto com um planeta maléfico, a pessoa tem uma aparência física desagradável se não houver outras indicações que contrariem isto.

Júpiter é o planeta karaka (indicador) das crianças e, quando está colocado na 1ª casa numa natividade feminina, ajuda a fertilidade e, e geral, estas mulheres têm filhos e também uma postura protetora em relação a estes ao longo da vida. Porém, se Rahu ou Ketu estiverem associados com Júpiter na primeira casa a fertilidade pode ser cancelada ou negativamente afetada. A personalidade dos nativos com Júpiter na 1ª casa é jovial e muito humana e estas pessoas têm a particularidade de se adaptarem a muitos contextos e ambientes diferentes. A identidade destes nativos é multifacetada e complexa. Estas pessoas são generosas de espírito e vocacionadas para o uso da voz, sendo considerada uma excelente posição para o canto ou declamação poética. Também falam facilmente uma multiplicidade de línguas.

A colocação de Júpiter na 1ª casa torna fácil obter sabedoria e traz também muitas oportunidades para a vida da pessoa. Estes nativos podem ser religiosos no sentido tradicional ou podem ter um tipo de devoção espiritual próprio , encontrando facilmente  conforto e esperança, mesmo nas situações mais difíceis. São naturalmente otimistas e veem sempre o lado mais positivo das coisas, a menos que Saturno lance aspeto sobre Júpiter ou este esteja colocado no signo de Saturno. Quando recebe o aspeto de Saturno, Júpiter torna-se mais comedido e disciplinado, embora a tendência para o otimismo e para ver o lado positivo das coisas não desapareça.

Estes nativos são estimados pelos demais tanto pela generosidade com que se apresentam como pela sabedoria que revelam e pelo seu otimismo contagiante. Os processos mentais destas pessoas afetam a sua aparência física e podem também ser uma fonte de rendimento, muitas vezes na área da comunicação e da escrita. Sendo também um planeta karaka da linguagem, Júpiter na 1ª casa dá um discurso fluente e  capacidades multilinguísticas.  Estas pessoas são naturalmente inclinadas para compreender a diversidade cultural e expressão humana dos valores. São tolerantes para as diferenças culturais e individuais, generosas e acolhedoras em relação aos outros.  Consideram a palavra dada como garantia da «verdade», apreciando a capacidade de cada ser humano «dizer a verdade» como basicamente mais importante do que todos os artifícios do «estilo» e do refinamento da cultura. Por isso não têm preconceitos que discriminem os que tiveram acesso a uma educação académica de grau superior e  os que  não a tiveram  acessível. Julgam o «valor» humano de cada um pela capacidade que este tem de «dizer a verdade» e rejeitar a mentira.

A natureza amável e generosa destas pessoas faz com que os outros esqueçam ou não deem importância a pequenas infrações que possa cometer , pelo que mantêm a boa imagem e reputação.  Os clássicos referem que a presença de Júpiter na 1ª casa traz diversas bênçãos para o nativo nesta vida, de acordo com os significados das casas que rege no horóscopo.

A presença de Júpiter na 1ª casa num mapa feminino pode indicar um cônjuge muito influente, com excelentes qualidades e que produzirá um casamento feliz (desse que não haja aflições a estas casas e a Júpiter).A relação com o cônjuge será muito próxima ao ponto de a identidade da mulher integrar as qualidades do marido. Em geral, especialmente no primeiro casamento, estas mulheres escolhem companheiros com porte atlético e capazes de estabelecer a continuação de uma certa linhagem familiar.

No que se refere à saúde, Júpiter na 1ª casa gera tendência para a obesidade, como referido, problemas de retenção de líquidos e congestão das vias respiratórias. Pode haver ainda problemas digestivos, doenças de fígado, gota, impurezas no sangue.

Segundo os clássicos, a colocação de Júpiter na 1ª casa também traz fortuna, poder e dignidade social e habilidade para ganhar dinheiro, poder forte da vontade e natureza espiritual forte alicerçada nos valores morais , filosóficos e/ou religiosos, sinceridade, otimismo e jovialidade, prudência, natureza cortês e amável. Os nativos são também racionais, determinados e autoconfiantes. Podem atingir uma posição elevada como professores, banqueiros, médicos, advogados e juízes, pregadores e vendedores ou comerciantes em largas organizações. São prósperos, instruídos, com boa apresentação, com uma personalidade encantadora; são caridosos e podem dar boa parte da riqueza para ações de caridade e são eficientes no que fazem. Acreditam na vida após esta existência e no julgamento das almas de acordo com o merecimento destas. Possuem uma elevada consciência espiritual.  Têm em geral filhos. Amam o saber e são buscadores do conhecimento, instruídos e sábios. São atraentes. Têm excelente longevidade. Podem ser poetas ou cantores. Têm o dom da palavra para se exprimirem.

Para saber quais os efeitos da colocação do Sol no signo Carneiro, leia o artigo aqui.

A colocação de Júpiter no signo Carneiro associa o princípio de expansão de Júpiter ao caráter inovador de Carneiro. Grande determinação e coragem para fazer coisas, criar e inovar são o resultado. Estes nativos são altamente proficientes e multifacetados nas capacidades de movimento, energia, inovação. Neste signo, Júpiter impulsiona para o desenvolvimento humano através da inovação e criatividade.

No signo Carneiro Júpiter está em signo amigo, dando bons resultados. Estas pessoas guardam a memória de uma sabedoria inata em relação à existência física e animal.

Sendo um signo que inclina os nativos para a sua identidade, Carneiro com a presença de Júpiter produz alguém que tem consciência clara da sua sabedoria e é autoconfiante, determinado concentrado em si mesmo embora não necessariamente egoísta- pode ser antes uma pessoa cuja missão fundamental é expandir o próprio eu, desenvolvendo múltiplas facetas do mesmo, tanto do ponto de vista físico- trabalhando o corpo e os seus músculos numa atividade atlética- como mental e espiritual- desenvolvendo os poderes da mente, da vontade e do espírito. Conhecer-se a si mesmo e desenvolver todo o potencial próprio pode assim ser a grande missão de vida destas pessoas.  Isto pode revelar-se em termos espirituais mas, o mais provável será que os nativos tentem explorar e expandir ao máximo o conhecimento acerca de uma certa área relacionada com o desenvolvimento humano – fisiologia, desporto, dieta e nutrição, biologia, saúde, etc., etc., e, dessa forma, aparecem como autoridades reconhecidas e respeitadas  nessa área. Tudo o que se refere ao conhecimento do ser humano e, em especial ,à sua condição e saúde física podem ser alvo de expansão para estes nativos. Este conhecimento beneficia outros pois essa é a natureza de Júpiter mas as intenções pessoais estão dirigidas para o próprio indivíduo.  E a natureza deste conhecimento nunca sai fora do estilo competitivo- trata-se de ter o conhecimento mais avançado, mais eficaz, melhor, etc..

Em muitos casos, esta é a pessoa que «sabe que está certa», que não precisa de ouvir mais nenhuma opinião além da sua.  É  alguém muito competitivo e orientado para ganhar sempre. Encara a coragem como uma matéria física, identificando-a com a aplicação da força física e o combate. Tem um Auto propósito forte e que não sofre desvios pois não tem em conta as opiniões dos outros. Uma vez decidido o objetivo, este é perseguido de forma totalmente concentrada e inabalável.

O signo Carneiro é um signo de ação, de força física, de vitalidade e impulsividade. Quando está neste signo, Júpiter pode exprimir-se bem como o «treinador»  por ex., em termos atléticos ou desportivos, sobretudo quando se dedica a um indivíduo em particular, orientando-o sobre o que fazer para alcançar o máximo rendimento, motivando e incentivando o outro a tornar-se um «campeão».  Também pode ser o próprio indivíduo que é capaz de dar a si próprio toda a motivação de que necessita para vencer numa dada área.  Os que têm uma profissão de «coaching»  e se dirigem aos outros para os motivar e incentivar podem alcançar sucesso com esta posição de Júpiter. Sendo um karaka que rege o modo como se fala, a capacidade de persuadir que acompanha o discurso propriamente dito, Júpiter assegura, digamos assim, que a palavra dita tenha o efeito pretendido. E, em Carneiro, o estilo de Júpiter é mais agressivo e assertivo, é mais um comando do que um pedido e a forte energia que é colocada no falar surte o seu efeito como uma poderosa arma de arremesso.

A natureza maléfica de Marte e o individualismo associado ao signo Carneiro faz com que toda a ação do indivíduo, mesmo quando se dirige aos outros, tenha sempre a finalidade de beneficiar o próprio nativo: querer que o outro saia vitorioso é importante porque é igualmente (senão sobretudo) uma vitória pessoal. Júpiter fica assim modificado na sua natureza essencial, quando está no signo Carneiro mas a sua energia benéfica nunca se perde pois, ao mesmo tempo que se beneficia a si próprio, o nativo beneficia sempre  outros (o auto benefício depende sempre do reconhecimento por parte dos outros, sendo por isso partilhado).

Quando Júpiter e o Sol estão em conjunção na 1ª casa ou signo Carneiro a energia solar torna-se mais amável e o Sol exprime a sua natureza mais elevada e espiritual. Esta pessoa apresenta-se como exemplo de ação para os outros. Júpiter, o «professor dos deuses» leva estas pessoas a «ensinar» aos outros, de forma prática,  aspetos importantes da espiritualidade. Estas pessoas são muito generosas e, ao ajudarem os outros com a sua orientação espiritual  não esperam nada em troca. fazendo-o de forma desinteressada e altruísta. Falam de uma forma que aparece aos outros como genuína e são, por isso, muito persuasivos.  Por outro lado, a extrema franqueza que usam na forma de falar faz com que sejam pouco diplomatas, o que, nos relacionamentos pessoais, gera por vezes alguns atritos. Fazem boas ações, pautando-se sempre por princípios éticos e são sábias nas decisões, dando excelentes líderes, sabendo  conduzir os outros com autoridade e, ao mesmo tempo, sem usar a força ou a coerção  convencendo pelo exemplo que dão aos outros. Em geral estas pessoas têm uma boa relação com o pai ou com alguém que o substitui e que é ele também uma figura de autoridade e de sabedoria. Júpiter na 1ª casa influencia a energia solar e afasta a propensão para o egoísmo; em consequência estes nativos são humildes e recusam toda a ostensiva exibição de capacidades. Apesar da sabedoria e da inteligência, estes nativos  preferem uma vida modesta e simples. Têm grande consciência social e preocupam-se com os necessitados e os membros frágeis da sociedade. Assim, procuram ajudar, tanto materialmente como em áreas relacionadas com a educação e o desenvolvimento mental e espiritual.  Quando o Sol é mais forte do que Júpiter, no entanto, as coisas mudam e os nativos podem usar dissimuladamente o poder e autoridade que conquistam, por ex., no plano político, para alcançar os seus objetivos pessoais, sempre ligados com o desejo de mais poder e influência.  Outro efeito bem visível desta conjunção Sol Júpiter na 1ª casa ou no signo Carneiro é a fácil entrada de dinheiro e de riqueza. O Sol está exaltado no signo Carneiro e, por isso, traz todo o tipo de benefícios materiais para a vida dos nativos. Estes terão sucesso em todos os empreendimentos em que se envolverem.   A tradição refere que os nativos que nascem com a conjunção Sol Júpiter nascem abençoados e são protegidos de muitos males. Isto é ainda mais verdadeiro quando a conjunção «cai» na 1ª casa. Quando esta conjunção acontece na 1ª casa mas nos signos Balança ou Capricórnio, signos de debilitação do Sol e de Júpiter, a conjunção dá resultados menos positivos e a pessoa pode ser demasiado moralista, achando que tem sempre razão (mesmo que  todos os outros pensem o contrário), pode ser exagerada (fugindo à verdade) naquilo que diz, egoísta, ambiciosa em excesso e agarrada ao poder, dissimulada e manipuladora, etc. . Alguns têm excesso de autoconfiança e um «grande ego». Podem correr riscos excessivos não tendo medo de nada, devido ao inato sentimento de que serão protegidos de todos os males. Pelo lado positivo são altamente motivados, com forte sentido de «missão» e capazes de superar os maiores obstáculos. São muito otimistas, a menos que Saturno lance aspeto para a conjunção.

Signo Leão na 8ª Casa do Horóscopo

signo Leão na 8ª casa do horóscopo capa

A 8ª casa do horóscopo é uma casa de grandes reviravoltas, crises, morte e renascimento. É uma casa do elemento Água e, como acontece com todas as casas deste elemento contém muitos mistérios, associando o que está à superfície da Terra com o que está escondido, a vida e a morte, o poder da vontade e a partilha da intimidade, nomeadamente no plano sexual. Para ler um resumo dos significados da 8ª casa, veja o artigo aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre os significados da 8ªcasa, leia o artigo aqui.

Quando o  signo Leão  está colocado na 8ª casa- o que acontece para o Ascendente Capricórnioos nativos atraem parceiros que gostam de chamar a atenção pelo contributo que dão para os bens partilhados e  são bastante egocêntricos no que se refere à dimensão sexual. Na verdade, o modo como vivem esta dimensão da sua vida pode ser uma contínua exibição para o mundo e uma «prova» da sua virilidade, no caso de um horóscopo masculino. Mais do que atender às necessidades do outro, estas pessoas podem usar o sexo como forma de expressão de poder e do seu valor. A dimensão sexual é muitas vezes um teste de força, de expressão do valor pessoal e da identidade. E estes nativos são muito vulneráveis ao modo como os outros os julgam nestas matérias.

Por outro lado, estas pessoas são românticas, expansivas e alegres na expressão da sua intimidade. São  também vaidosas, exibicionistas, podendo viver a dimensão da intimidade numa estreita relação com o público, como se estivessem num palco. Ao mesmo tempo receiam sofrer humilhações no plano da intimidade. De algum modo, a pessoa identifica-se com a imagem sexual que projeta para os outros e deseja obter reconhecimento e admiração por causa disso. Pode aliás fazer assentar a sua imagem na forma como estabelece relacionamentos de intimidade e a sua autoestima está diretamente ligada com as «proezas» nesta área. Estes nativos tendem a ver-se, deste modo, através das suas relações de intimidade e podem mesmo encarar os relacionamentos sexuais como um jogo, uma experimentação do seu valor e força, especialmente numa natividade masculina. De algum modo, exibir os parceiros sexuais e as suas «aventuras» fortalece a confiança que têm em relação ao valor pessoal.

Com o Sol a reger a 8ª casa, estes nativos basicamente focam-se em si mesmos e na imagem que querem dar de si como atores sexuais e românticos. Os parceiros  não são, por isso, importantes em si próprios mas apenas como «acessórios» de uma composição que é feita para provar «o que valem» como seres únicos e dignos de admiração. Não será assim de estranhar que atraiam parceiros com atitude semelhante, exibicionistas e teatrais na expressão afetiva  da intimidade .De algum modo, uns e ouros precisam de se sentir criativos na expressão da sua sexualidade e podem representar «papeis» que mutuamente lhes permitem satisfazer o desejo de romantismo e da sua exibição.

O facto de encararem a sexualidade e a intimidade romântica como um jogo ou dramatização pode fazer com que não levem muito a sério os compromissos baseados no casamento pois o que os motiva não é o desejo de ter um família que lhes dê segurança emocional mas antes uma família «digna de se ver» e que possa ser exibida com orgulho ,como algo que contribui para o tornar a si mais valioso e único. Há, deste modo, muito de artificialidade na forma como estes nativos constroem a sua intimidade que disso só tem o nome, uma vez que gostam de exibir publicamente todos os seus meandros.

No entanto, os nativos com Leão na 8ª casa são capazes de estabelecer relacionamentos de intimidade profundos e significativos e mesmo com um toque de verdadeira generosidade mas o que os motiva verdadeiramente é o desejo de serem reconhecidos como especiais, provando desse modo o seu valor. Mas, ao mesmo tempo, não conseguem ultrapassar a imagem de brincadeira que dão a esta área das suas vidas. Alguns  podem mesmo fazer desta faceta o seu «ganha pão», ganhando a vida  em alguma atividade que exibe esta faceta da vida.

Com o signo Leão na 8ª casa, estes nativos são intuitivos e profundamente criativos, usando as emoções profundas para se exprimirem. Podem ser investigadores (por ex., ao serviço de seguradoras etc.) de talento e são capazes de captar aspetos escondidos da psique. Mas, em geral, aplicam essa intuição na procura de sucesso material nos negócios e na profissão e os parceiros que atraem, igualmente amantes do luxo e do status, podem ajudar a obter esse sucesso.

Para os nativos com Leão na 8ª casa, os grandes medos podem estar ligados ao desenvolvimento do seu valor próprio a partir do modo como criam relações de intimidade. Medo de não serem os melhores parceiros sexuais, de verem ameaçada a sua virilidade podem ser entraves à autoestima e respeito que desejam obter dos outros.

Quando o signo Leão está colocado na 8ª casa o nativo vive a sexualidade como um drama em que é ator exibindo-se para os outros. A sexualidade é um espetáculo e também  um jogo e é simultaneamente vista como poder de subjugar os outros pela admiração suscitada como em qualquer bom «espetáculo».

Leão  na 8ª casa  indica parceiros que podem  ser  criativos e inteligentes  nos investimentos, talentosos para usar a sua própria imagem e identidade para ganhar dinheiro. As  finanças conjuntas podem ser um tanto fugidias e serem mais independentes do que conjuntas, com cada um dos parceiros a ter autoridade sobre o que é seu e não gostando de «juntar» os bens. Por outro lado, podem herdar bens, especialmente do pai e beneficiar do estatuto social conquistado por este.

Glossário Astrológico- Bamsha

Glossário Astrológico Bamsha capa

Bamsha, também designada por Sapta vimsamsa consiste em dividir cada signo em 27 partes iguais de 1º 6’ 40’’ sendo por isso referente a uma das cartas divisionais. Também se encontra com a designação de Nakshatramsa e refere-se à D- 27.

Esta carta divisional serve para avaliar as forças e fraquezas gerais,  A força física e a energia geral que colocamos para agir podem ser vistas a partir daqui.

Não vale a pena explicar os cálculos para obter esta divisional uma vez que qualquer software de Astrologia Jyotish (incluindo o gratuito Jaganatha Hora que aconselhamos) faz todos os cálculos sem ser preciso nenhum esforço adicional.

A Bamsha constitui uma das 16 vargas ou divisões dos signos referidas pelo sábio Parashara ,fundador da Astrologia Jyotish na sua obra Hora Sastra. Este conjunto é também conhecido por Sodavarga. A análise de cada uma das divisões ou cartas divisionais tem um peso específico na análise global do horóscopo sendo que a totalidade das 16 vargas soma 20 pontos, valendo cada uma das cartas divisionais um peso relativo. Este pode mudar conforme se usa um conjunto de 16 divisionais, 10, 7 ou 6 cartas divisionais do total das 16 consideradas por Parashara.

Entre os critérios que podem ser usados para justificar a escolha de grupos mais pequenos ou maiores de cartas divisionais está o facto de ser necessário conhecer a hora exata de nascimento de nativo para serem fiáveis as divisões maiores dos signos. Bastam poucos minutos de diferença entre a hora de nascimento registada e a hora a que efetivamente se nasceu para que as cartas divisionais baseadas num número maior de divisões dos signos sejam pura ficção razão pela qual muitos astrólogos não as usam,  sobretudo quando os nascimentos ocorreram em locais em que o rigor da hora de nascimento deixa bastante a desejar. No que se refere à varga Bamsha, esta é apenas considera no conjunto das 16 vargas ou sodavarga e tem um peso de 0,5 num total de 20 pontos possíveis. Parashara atribuiu  o maior peso à D- 60 ou shastiamsa- 4 pontos- por considerar que esta dá indicações gerais sobre o destino individual, sendo um auxiliar das previsões. A D-60 refere-se ao karma passado que afeta o presente e, como a vida presente é vista como resultado do passado, a análise desta varga mostra como vidas passadas afetam a vida presente e a condicionam, para o bem e para o mal A aflição de planetas na D-60 revela «maldição» sobre a vida atual, segundo os antigos mas, se o aspeto não se repete na D-1 esse karma está pendente o que significa que não será colhido nesta vida.. A seguir em força vem a D-1 ou carta natal -3,5 pontos-e depois, é claro, a D-9 ou Navamsa com 3 pontos.  Nesta ótica, a análise da varga Bamsha aparece como secundária.

Apesar da sua menor importância, comparativamente com as vargas referidas no parágrafo anterior, a Bamsha é um auxiliar de previsão também importante embora de refira mais às forças e fraquezas no plano físico e material permitindo apurar se o nativo tem energia suficiente para fazer vingar os seus esforços neste plano.

Conjunção Sol Júpiter

conjunção sol Júpiter capa

O Sol e Júpiter mantêm uma relação de amizade por isso a união das suas energias pode ter efeitos positivos. Porém, a mera associação entre o Sol e Júpiter não garante esses efeitos.  Os resultados da conjunção dependem bastante das casas que o Sol e Júpiter regem no horóscopo (da sua natureza funcional para cada signo Ascendente) da casa e signo em que ocorre a conjunção e de qual dos planetas «comanda» a conjunção, o que depende de  saber qual deles ocupa um grau inferior  no signo da conjunção. Além do mais, há que ter em conta a distância do Sol e de Júpiter em relação um ao outro, sendo essa conjunção muito forte quando há 10º de separação entre ambos e começa a ter efeitos muito mais ténues quando estão ambos na mesma casa, mas afastados mais de 15º um do outro. Aquele que estiver num grau mais baixo controla a conjunção. Quando o Sol controla a conjunção, por estar num grau anterior ao de Júpiter, a personalidade exprime-se de forma mais egoísta (o sol é um maléfico) não permitindo que a natureza generosa de Júpiter possa manifestar-se em pleno e  a pessoa precisa de se sentir superior aos outros em conhecimento, mérito, valor pessoal; quando é Júpiter que detém o grau inferior na conjunção, o nativo precisa de se elevar através do cultivo das qualidades de Júpiter: aprendizagem, conhecimento, boas ações, natureza generosa e amável.   Dependendo do signo e da casa em que se dá a conjunção, a expansão que Júpiter faz em relação ao Sol e às suas qualidades tanto pode produzir um nativo altruísta, generoso e um líder pelo exemplo da sua sabedoria e boas ações, como um profundo egoísta, autoritário, materialista, orgulhoso, excessivamente confiante, etc., com um ego muito inflado e sem verdadeira substância. Uns e outros têm o impulso constante de ensinar os outros, de lhes «dar conhecimento» sobre tudo o que experienciam.

O Sol representa o Self, a autoridade e capacidade de se afirmar de forma única, carismática e poderosa; simboliza o centro de onde emana toda a luz e vitalidade; Júpiter representa o princípio da expansão, da sabedoria, da união entre o mortal e o divino; é a força divina que desce à mais ínfima expressão da matéria por compaixão para a «trazer de volta» ao divino a que pertence. Possui uma autoridade que é conferida pela sua sabedoria- é o guru, que dá instrução aos próprios deuses.

Ora, em certos casos, a união destas duas energias pode produzir um Ego «do tamanho do Universo» inflado e pretensioso, que se considera a si próprio como o Mestre dos mestres, podendo facilmente aumentar a vaidade e orgulho pessoal, sobretudo quando Júpiter ou o Sol estão fracos como acontece quando estão colocados em signos/casas desfavoráveis. Nesta situação, o nativo pode convencer-se de que é uma espécie de iluminado ou «enviado» e pode dar origem a algum grupo  ou seita de caráter religioso ou filosófico mas em que a «sabedoria» transmitida pouco tem a ver com as fontes ancestrais, focando-se na figura e vida pessoal do nativo.

Sendo o indicador natural da procura da espiritualidade e do conhecimento superior, a união de Júpiter com o Sol- quando Júpiter não está combusto nem fragilizado e está colocado no signo num grau inferior ao do Sol, orienta o Sol para a expressão mais espiritual e criativa das suas energias e a pessoa torna-se um verdadeiro mestre de sabedoria e de espiritualidade., sendo um canal privilegiado das energias espirituais superiores.

Os nativos com a conjunção Sol Júpiter são em geral muito ligados ao pai ou a alguma figura de autoridade que o substitui e esta figura serve-lhes de referência ao longo da vida. Tipicamente, estas pessoas podem ter várias figuras paternais ao longo da vida ou que serão vistas como «pais» ou figuras de autoridade. Em alguns casos trata-se de um padrasto, pai adotivo, familiar próximo que desempenha o papel de pai na vida do nativo, pelo menos durante algum tempo.

Quando o Sol e Júpiter são fortes e um deles rege o Ascendente, o nativo tem uma presença majestosa, dominante, carismática , sendo um líder natural, uma autoridade que os outros seguem e admiram. É naturalmente o centro de qualquer espaço ou conversa em que se encontra.  Se a pessoa é suficientemente evoluída, unirá o poder do Sol à generosa expansividade de Júpiter e poderá desenvolver atividades que ajudarão muitíssimo a sociedade, trabalhando em beneficio do bem comum, através de cargos de autoridade e de liderança. Atrairá a boa sorte que usará de forma não egoísta, tendo um enorme potencial de criatividade.  Poderá enriquecer a humanidade com elevados princípios, tanto de natureza moral como religiosa ou filosófica e inspirará respeito e admiração pelas suas virtudes.  Mas, se a pessoa for pouco evoluída e se o Sol e Júpiter não estiverem bem colocados, poderá explorar as crenças dos outros para seu proveito, apresentando-se como um «guru» ou mestre, sempre à procura de ser admirado e seguido pelos outros. Poderá aproveitar-se das legítimas aspirações sociais dos outros para alcançar mais poder (político, religioso, etc..) e manipular as massas para benefício próprio.

Esta conjunção é benéfica para a saúde, dando vitalidade e capacidade de se regenerar rapidamente após situações de doença.

Quando o Sol e Júpiter estão fortes e bem colocados, a personalidade do nativo é generosa, amável e cordial. A pessoa pode alcançar elevados cargos, de natureza política, académica, como sábio numa instituição, como líder executivo numa larga instituição que pode ter caráter político ou institucional. Terá bons amigos e alcançará honras e elevado status. Gozará de todos os confortos mas será um asceta de natureza espiritual, evitando os excessos de luxo ou de poder. Poderá escolher uma profissão ligada ao ensino.

Porém, quando Júpiter fica combusto pelo Sol- quando há menos de 12º de separação entre ambos-  o nativo torna-se cruel e mesquinho, egoísta nos propósitos e a natureza generosa de Júpiter fica anulada pelo Sol, fazendo expandir todos os «defeitos da personalidade» podendo fazer surgir um tirano sedento de poder e sem compaixão por ninguém. Os significados das casas que Júpiter rege também serão negativamente afetados.  Porém, há alguns aspetos positivos a considerar pois, quando Júpiter está combusto pelo Sol e, por ex. está fraco num signo e casa (como ocorre quando está debilitado em Capricórnio)  a sua falta de força pode na verdade ser útil pois deixa de conseguir gerar grande impacto maléfico pela sua condição. Por ex., quando está colocado em Capricórnio, Júpiter assume as qualidades mais materialistas e negativas de Capricórnio, ansiando pelo poder e elevação social acima de tudo. Ora, se estiver combusto e perder força por causa disso, o aspeto menos positivo da sua colocação em Capricórnio torna-se também mais fraco. Quando Júpiter está combusto e não recebe aspetos benéficos de outros planetas, o nativo pode tornar-se autocrata e incapaz de aceitar as opiniões dos outros em matérias de filosofia e religião, posições políticas e sociais, etc.

As casas e os signos em que esta conjunção ocorre são extremamente importantes. Os clássicos reportam, por ex., que esta conjunção na 1ª casa produz uma pessoa cruel e capaz de explorar os outros para proveito próprio. Isto pode ser verdade, se a conjunção ocorrer no signo de debilitação de um deles, Capricórnio ou Balança. Mas se ocorrer em Caranguejo ou em carneiro, esta conjunção indica um destino poderoso, em que a pessoa alcançará poder, riqueza e status na sociedade. Poderá ter autoridade sobre muitas pessoas e tornar-se famoso pelas ações, realizações e qualidades morais.  Estas pessoas possuem um à -vontade extraordinário para desempenhar papeis centrais e de autoridade, contagiando os outros com a sua autoconfiança e capacidade de afirmação.

Segundo os clássicos, a conjunção entre o Sol e Júpiter produz um coração cruel (quando há combustão de Júpiter pelo Sol). O nativo ganha através do trabalho dos amigos. Será religiosamente devoto (ou terá natureza espiritual)  e ganhará riqueza. Terá a aprovação dos seus superiores.  Quando a conjunção ocorre nas casa 1,9, 10 e 11 o nativo pode ter sob a sua autoridade um largo número de pessoas e pode alcançar fama.  Esta conjunção não dá beleza mas favorece a longevidade. A pessoa Terá boas qualidades de caráter. Pode ter problemas em países estrangeiros.

 

Signo Caranguejo na 8ª Casa do horóscopo

signo Caranguejo na 8ª casa do horóscopo capa

A 8ª casa do horóscopo é uma casa de grandes reviravoltas, crises, morte e renascimento. É uma casa do elemento Água e, como acontece com todas as casas deste elemento contém muitos mistérios, associando o que está à superfície da Terra com o que está escondido, a vida e a morte, o poder da vontade e a partilha da intimidade, nomeadamente no plano sexual. Para ler um resumo dos significados da 8ª casa, veja o artigo aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre os significados da 8ªcasa, leia o artigo aqui.

Quando o  signo Caranguejo  está colocado na 8ª casa- o que acontece para o Ascendente Sagitárioos nativos tendem a atrair parceiros cuja vida financeira tem altos e baixos. A realização de negócios pode ter um cunho mais emocional do que racional e isso pode ser um problema. A ligação com a mãe pode ser problemática ao longo da vida e pode ser um dos fatores principais de crise e de mudança para estes nativos.

A maternidade está associada à sexualidade para estas pessoas, que podem sofrer da chamada «saudade do útero» quando se sentiam totalmente protegidas no útero materno, situação que perderam pois a mãe provavelmente não lhes ofereceu um modelo de proteção estável, não permitindo por isso desenvolver o sentimento de segurança em relação a esta.  A mãe poderá ter tido um comportamento irregular e imprevisível   e isso pode ter sido causa de grande ansiedade. Assim, as emoções são vistas desde muito cedo como algo imprevisível e com o qual é preciso precaver-se. Não é de espanar, deste modo que, por vezes, estes nativos manifestem comportamentos, perante os parceiros de vida, infantis, procurando talvez um substituto para o amor infantil que não tiveram ou, pelo menos, não tiveram como precisaram.

Assim, na expressão da sua sexualidade, estas pessoas são emocionais e esta dimensão das suas vidas pode ser muito catártica e libertadora, contribuindo para «lavar» complexos e carências trazidas da infância; ou, em outros casos, estas pessoas podem simplesmente desinteressar-se pelo sexo e preferir um relacionamento afetuoso com contacto físico como abraçar. Há uma grande sensibilidade nestes nativos, que também procuram atender às necessidades do parceiro, mas têm também a tendência para estabelecer uma relação de tipo maternal com este.

Com a Lua a reger a 8ª casa, estes nativos mudam constantemente de humor e isso significa que a sua disponibilidade para a expressão da sexualidade  e da intimidade pode mudar bastante. Gostam de um estilo de relacionamento carinhoso e gentil, que pode misturar as expressões afetivas com o cuidar do parceiro, por exemplo, dando-lhe comida confecionada por si.  E os parceiros que estas pessoas atraem são também gentis, amáveis e afetuosos. O parceiro ou o nativo podem ser dependentes da relação que estabelecem entre si e esta pode funcionar sem muita verbosidade pois estas pessoas apreciam estar junto uma da outra, próximas fisicamente, preferindo o toque ou o conforto da proximidade física sem precisarem de conversar muito. Gostam especialmente de se abraçar um ao outro sentindo grande conforto com isso.

Os nativos com Caranguejo na 8ª casa são muito intuitivos psiquicamente e são hábeis em perceber as necessidades afetivas dos outros, criando facilmente empatia com estes. Podem desempenhar um papel muito positivo junto dos que sofrem e estão a morrer, sendo capazes de lhes dar conforto, afeto e serenidade nessa transição. São também grandes investigadores, sentindo um fascínio muito próprio pelos processos de nascimento e de morte, pela maternidade em sentido amplo, cósmico, sentindo muitas vezes uma ligação imediata e intuitiva com  o princípio cósmico feminino ,muitas vezes popularmente designado por «mãe universal». São capazes de exprimir nos seus relacionamentos o amor incondicional desta energia, nutrindo e cuidando dos  que precisam de apoio. Podem ser bons terapeutas psicológicos contribuindo para aumentar a autoestima e autoconfiança daqueles que estão a seu cargo.

Para os nativos com Caranguejo na 8ª casa, os grandes medos e mistérios da vida ligam-se à maternidade e aos seus segredos. A sua identidade, especialmente no caso das mulheres, sofre crises de mudança (que em alguns casos podem por perdas do bebé em gestação) ligadas à maternidade. O nascimento de filhos e a vivência a maternidade marca profundamente os períodos de transformação da identidade.

Quando o signo Caranguejo está colocado na 8ª casa o nativo vive a sexualidade como um processo essencialmente de «prestar cuidados», de nutrir o parceiro, de lhe fornecer abrigo e conforto e espera receber também isso do outro, que deve ser gentil e suave, embora tenha também, como o próprio nativo,  humor instável.

Caranguejo  na 8ª casa  indica parceiros que podem não ser grandes investidores, não fazendo muitas vezes escolhas com base em critérios objetivos. As finanças conjuntas podem desse modo flutuar bastante a menos que outros aspetos do horóscopo ajudem a compensar esta tendência. Quando a Lua é forte o nativo pode herdar da mãe. Se for fraca, pode herdar dívidas desta. Uma coisa é certa: dificilmente estes nativos acumulam riqueza conjunta durante o casamento.

Glossário Astrológico- Balarishta

glossário astrológico Balarishta capa

Balarishta é o nome de uma aflição ou yoga maléfico que causa a morte antes dos 7 ou 8 anos. Os antigos astrólogos da Jyotish davam-lhe grande importância pois, numa época em que não havia computadores para fazer os complicados cálculos matemáticos e astronómicos e em que  demorava bastante tempo a fazê-los, era preciso saber, antes de mais, se valia a pena analisar globalmente o destino individual. Daí que o cálculo da longevidade fosse um instrumento prévio de todas as análises. Há vários yogas que indicam morte prematura em diversas idades, sendo o Balarishta o que indica a morte mais precoce.

Balaristha é uma palavra em sânscrito que significa «morte na infância». Os indicadores deste «dosha» ou aflição podem ser vários, dependendo do karma do indivíduo.

Os leitores devem ter em conta, ao analisar as combinações indicadas como Balarishta que é preciso contextualizar essas indicações com o momento histórico e que, na atualidade, muitas delas não significam que a criança vai necessariamente morrer ,embora possa ter uma saúde mais frágil.

Quando a Lua está fraca, colocada numa casa dusthana (6,8,12), recebendo o aspeto de planetas maléficos, a longevidade da criança era  diagnosticada como curta, numa época (milhares de anos atrás) em que os cuidados de saúde e higiene eram frágeis e insuficientes e muitas das doenças que contribuem para a mortalidade infantil não tinham sido ultrapassadas. Assim, considerava-se que a colocação da Lua fraca na 6ª casa causava Balaristha.

A colocação de Rahu na 9ª casa, de Marte na 7ª e Saturno na 1ª casa eram também consideradas Balarishta.E o mesmo acontecia com Júpiter colocado  na 3ª.

Quando não morriam, as crianças, segundo os antigos sábios, passavam por grandes dificuldades e sofrimento durante os primeiros anos da infância.

Porém, como sempre referimos nos artigos que publicamos, há que analisar o horóscopo na sua globalidade. Quando isso acontece pode dar-se o caso de haver outros yogas no horóscopo que cancelem o Balarishta. Chama-se a esses yogas Balarishta Banga (cancelamento do Balarista).

Qualquer planeta benéfico natural – Júpiter, Vénus e Mercúrio quando é forte e benéfico- ou o regente do Ascendente forte e sem receber aspetos de planetas maléficos colocados numa casa kendra- 1, 4, 7 ou 10- cancela o Balarishta. Segundo o sábio Parashara, quando há um planeta maléfico na 4ª casa mas Júpiter está bem colocado; ou quando Júpiter está em conjunção com Marte ou em aspeto com Marte; ou quando , havendo planetas maléficos numa casa kendra, estes estão «cercados» por planetas benéficos, (colocados na casa anterior e posterior à desses planetas) o Balarishta é cancelado.

Alguns autores antigos enfatizaram o facto de a Lua forte e o regente do Ascendente forte serem proteções muito importantes do horóscopo, algo que subscrevemos também inteiramente.

Mahadeva, na obra Jataka Tattwa afirmou que a Lua fraca e numa fase escura colocada num signo de Vénus , causa Balarishta, o que não deixa de ser surpreendente se nos lembrarmos de que a Lua fica exaltada no signo Touro, um signo de Vénus e atendendo a que, na tradição, não se considera que a Lua tenha estatuto maraka  isto é, capaz de causar  a morte.

Conjunção Sol Vénus na 12ª Casa Signo Peixes

conjunção sol vénus 12ª casa signo Peixes capa

Para saber os efeitos da colocação do Sol na 12ª casa leia o artigo aqui.

Vénus na 12ª casa inclina os nativos para serem caridosos e gostarem de manter os seus relacionamentos privados ou secretos. Assim, estas pessoas procuram um espaço de «santuário» seja este o seu quarto de dormir, que gostam de manter confortável e, se possível,com algum luxo, seja num lugar acessível apenas através de alguma longa viagem. Quando o parceiro amoroso é uma mulher, esta pode ser oriunda de países distantes e pode gostar de alimentos doces viciantes ou outras substâncias associadas com a sensualidade como as ditas «afrodisíacas». Preferem ambientes resguardados  privados, isolados da confusão do mundo exterior. Gostam de procurar acordos fora dos olhares públicos e podem estabelecer contratos secretos ou privados. A meditação, sonhos, formas de relaxamento físico e mental são muito apreciados por estas pessoas que gostam naturalmente de temas metafísicos e espirituais.

Estando Vénus associado ao prazer, é compreensível que estas pessoas sintam enorme prazer, quando usam a imaginação para sonhar acordadas, imaginar mundos alternativos e futuristas, etc..Gostam igualmente de estender aos relacionamentos românticos essa fantasia e idealização.  Estes nativos são grandes apreciadores das formas belas da Natureza, que podem inspirar trabalhos artísticos. Podem sentir-se mais atraídas por um ideal de beleza feminina do que por alguém real. Mas tais fantasias são vividas muitas vezes na companhia de mulheres no interior de espaços reservados. Podem efetuar viagens de longa distância para atingir objetivos de prazer na companhia de mulheres. Podem residir por longas temporadas em país estrangeiro.

A colocação de Vénus na 12ª casa não favorece o casamento, mas antes os amores secretos ou de finalidade sensual e sexual. Pode haver com frequência amores clandestinos fora do casamento. Estas pessoas podem facilmente tornar-se dependentes de substâncias químicas que induzem o sono. pois um dos maiores prazeres que sentem é sonhar e dormir. Gostam também de tudo o que diz respeito à beleza e ornamentos dos pés, incluindo sapatos e todos os tratamentos de beleza para os pés.

Vénus na 12ª casa favorece uma carreira na diplomacia secreta e a realização de todo o tipo de acordos secretos.

Quando o nativo tem um parceiro feminino, vénus na 12ª casa dificulta uma perceção clara e consciente da parceira que é vista através de um «halo» de fantasia e idealização pois a 12ª casa é a casa do inconsciente. Há também expetativas irrealistas em relação à companheira, que pode por sua vez estar focada nos seus próprios interesses, habitualmente não ligados aos interesses do companheiro e, deste modo, o casamento é, para estas pessoas, alvo de fantasia e idealização. Com Vénus na 12ª casa é provável que os parceiros passem menos tempo real um com o outro e mais tempo a fantasiar acerca do «amor perfeito» ou da «mulher perfeita». De qualquer modo, os relacionamentos íntimos desenvolvem-se essencialmente na esfera privada do quarto de dormir, tendo pouca expressão pública. A parceira de casamento pode também passar muito tempo a viajar por motivos de trabalho ou outros, em reclusão ou meditação, de modo que pouca atenção será dada ao casamento em termos concretos.

Quando Vénus ocupa a 12ª casa o nativo sofre perdas: de energia, pela qual drena a sua vitalidade (pode tornar-se viciado(a) na atividade sexual); perdas devido a gastos impulsivos provocados pelo relacionamento. A dependência de drogas e álcool pode juntar-se a esta adição pelo sexo. Perde também vitalidade através dos gastos financeiros pelos quais procura satisfazer a sua necessidade de prazer. Mas estes nativos estão mais focados em receber prazer do que em proporcionar prazer ao outro.

Haverá ganho de riqueza através de todos os significados da colocação na 12ª casa incluindo os relacionamentos clandestinos fora do casamento e de viagens de longa distância realizadas por prazer.

Estas pessoas podem acumular riqueza em país estrangeiro no desempenho de funções governamentais ou institucionais. Também gastam muito para alimentar as suas fantasias.  Têm de resto a tendência para gastar muito mais do que dispõem no seu orçamento.  Se Vénus estiver na 12ª casa com Rahu, o nativo pode gastar demais por se envolver no jogo, do qual pode tornar-se viciado, bem como em outros vícios privados,  especialmente os que se relacionam com sexo; quando Vénus está conjunto  com a Lua na 12ª casa, muitas vezes houve negligência parental que não soube estabelecer limites em relação ao que é razoável gastar, tornando imaturo o nativo que gasta o que tem e o que não tem sem pensar nas consequências. Deste modo, há em geral uma irresponsabilidade inerente aos gastos, em que o nativo não consegue controlar o «deve e haver» das despesas, arranjando desse modo problemas para si próprio.

Quando colocado na casa 12, a tendência é para que a energia de Vénus se exprima mais no plano psíquico da fantasia e dos sonhos do que na realidade concreta. É por isso que, se esta posição dá grande sensualidade no plano sexual, dá também pobres resultados no plano material no que toca a acumular riqueza.

Segundo os clássicos, o desejo de gratificação sensual da posição de Vénus na 12ª casa pode levar o nativo a aprisionar-se aos desejos e paixões materiais, afastando-se do plano da espiritualidade. Os amigos podem tornar-se inimigos. Estes nativos ganham riqueza mas gastam-na de imediato. Tendem para a extravagância e isso conduz a pesadas despesas. No signo de exaltação Peixes ou no seu próprio signo ou signo de Mercúrio, pode ser mais acentuada a tendência para gastar demais. Esta tendência vem do passado, quando a personalidade teve acesso a grande abundância financeira, tendendo agora a fantasiar acerca da sua real condição a este nível e gastando mais do que deve.

Nos casos em que o parceiro de casamento é uma mulher, deve ser tido em conta que esta fará muitos gastos e será viciada em luxos, gastando desalmadamente o que tem e não tem. Isto acontece no primeiro casamento segundo os clássicos.  Memórias subtis do passado influenciam as fantasias e desejos do presente. Assim, estas pessoas andarão á procura da parceira que materialize o seu ideal de beleza feminina e será duro fazer coincidir a realidade com o imaginado pois as expetativas são demasiado elevadas.  Segundo alguns autores clássicos, Vénus nesta casa nega o conforto e o prazer pessoal.

Para saber os efeitos da colocação do Sol no signo Peixes, leia o artigo aqui.

Vénus no signo Peixes está no signo de exaltação, logo, aqui atinge a máxima expressão da sua criatividade e imaginação. Possui uma refinada sensibilidade, com grande intuição psíquica e um gosto acentuado pela música, poesia, belas artes. Aprecia os relacionamentos sexuais em que a imaginação desempenha um papel central. Gosta de sonhar acordado(a) e escolhe parceiros (as) românticos (as) com aparência delicada, artística e atraente. vive os relacionamentos românticos como algo privado e mantido fora dos olhares públicos. O primeiro casamento pode, no entanto, não ser bem-sucedido devido a desentendimento com o cônjuge. Pode preferir uma união que não se formaliza em casamento, pelo menos no primeiro relacionamento. Por motivos culturais, esta tendência para os relacionamentos amorosos secretos ou não legalizados é mais fácil para os homens, embora hoje em dia a diferença relativamente às mulheres, pelo menos na cultura ocidental, seja menos evidente. Dado que a 12ª casa simboliza os prazeres de cama, estes nativos têm mais motivação para se relacionarem na intimidade do seu espaço pessoal do que em assumir responsabilidades socialmente estabelecidas para o casamento, a não ser que Vénus esteja colocado no signo Peixes mas na 10ª casa que é a casa da vida pública. Aí, a dimensão social da união torna-se importante e faz parte dos papeis que o indivíduo quer representar para a sociedade. Estas pessoas podem manter relacionamentos amorosos duradouros, apesar de muitas vezes parecerem pouco sólidos.

Vénus em Peixes produz uma aparência física muito atraente e muitas vezes com  um «fetiche» pelos pés que também são, em geral, bonitos. O parceiro feminino tem natureza artística e é atraente. Pode ter talento musical.

Vénus em Peixes gosta de viver o amor num espaço de «santuário» ou de total privacidade.  Estas pessoas podem ser muito compreensivas e generosas e precisam de se sentir amadas para estarem em equilíbrio. Mas nem sempre têm harmonia no casamento, em especial na primeira união. Isto torna-se mais evidente ainda se Vénus receber o aspeto de Júpiter ou de Saturno. A natureza do signo Peixes leva á dissolução dos significados da 2ª e da 7ª casas (família e casamento) : enquanto Vénus tem uma ligação muito poderosa com tudo o que é sensual, o signo Peixes simboliza a dissolução do mundo material nas formas etéricas e subtis de outros planos de realidade.

A Conjunção entre o Sol  e Vénus na 12ª Casa ou no signo Peixes não dá aqui os melhores resultados. Apesar de Vénus estar exaltado no signo Peixes a existência de desejos escondidos, o imaginário «fantasmagórico» vindo do passado remoto, a tendência para o escapismo e a dependência de substâncias aditivas e/ou álcool, torna muito incertos os seus resultados. Quanto ao Sol, que simboliza por excelência o máximo brilho e criatividade, o self divino que ilumina a personalidade terrena, aqui perde visibilidade e de certo modo «eclipsa-se» podendo indicar uma autoimagem fraca que afeta a identidade impedindo a sua autoafirmação. Assim, sendo o Sol e Vénus inimigos, podem ser algo complicados os efeitos que a sua conjunção produz na 12ªcasa. Quando a conjunção ocorre no signo Peixes mas não na 12ª casa, os efeitos podem ser menos adversos e será de esperar que Vénus assuma o papel preponderante a menos que esteja num grau do signo superior ao do Sol e muito próximo deste (combusto).

Quando Vénus e o Sol estão em conjunção no signo Peixes a criatividade, intuição e potencial criador dos nativos pode ser muito forte. Nesta área podem aparecer como grandes artistas, apreciadores da vida boémia e afastando-se do estilo convencional de relacionamento, isto é, rejeitando a convenção do casamento ou a sua «legalização», da qual prescindem.  Podem ser bastante autocentrados na forma como se relacionam com os parceiros amorosos, estando mais focados na sua própria gratificação pessoal. As relações de intimidade são fortemente sexualizadas e o poder pode ser identificado por estas pessoas como tendo um cariz fortemente sexual.  Mas, sendo tendencialmente «individualistas» na procura de satisfação das suas próprias necessidades, estas pessoas podem sentir dificuldade em conseguir alcançar harmonia no seio da vida familiar e amorosa.  As discussões e o desentendimento podem afetar os relacionamentos e as parcerias pois estas pessoas não sabem trabalhar em cooperação com os outros. Trabalham melhor sozinhas e isso evita muitas discussões desnecessárias com potenciais parceiros.

Porém, esta conjunção na 12ª casa e signo Peixes pode indicar, nas pessoas muito evoluídas espiritualmente, a capacidade de «fundir» o poder criador do Sol com a qualidade feminina do amor incondicional e, neste caso, este pode poderá ser de grande inspiração para o resto da comunidade e estes nativos podem tornar-se gurus , padres ou sacerdotes tendo uma atitude humana que transcende os desejos puramente sensuais e mundanos, substituindo-os por uma compassividade espiritual que se torna um exemplo para os outros. Mas esta forma de expressão é certamente rara embora não impossível. Aqui, Sol e Vénus representam a união entre o poder de criar e de vivificar e o potencial de amar e de gerar laços com todos os seres. Afinal, Júpiter, regente de Peixes, associado à generosa expansão do divino e Vénus, «chefe» dos demónios ou seres que caíram no máximo de materialidade, representam os extremos opostos que é preciso unir- segundo a antiga mitologia, a evolução do ser e a «salvação» não se faz pela exclusão de uns em prol de outros (pelo menos desde o início) mas sim pela integração de todos na união do ser.

Signo Gémeos na 8ª Casa do Horóscopo

signo Gémeos na 8ª casa do horóscopo capa

A 8ª casa do horóscopo é uma casa de grandes reviravoltas, crises, morte e renascimento. É uma casa do elemento Água e, como acontece com todas as casas deste elemento contém muitos mistérios, associando o que está à superfície da Terra com o que está escondido , a vida e a morte, o poder da vontade e a partilha da intimidade, nomeadamente no plano sexual.  Para ler um resumo das características da 8ª casa veja o artigo aqui.

Para uma abordagem mais aprofundada sobre os significados da 8ªcasa, leia o artigo aqui.

Quando o  signo Gémeos  está colocado na 8ª casa- o que acontece para o Ascendente Escorpião – os nativos têm muita curiosidade por tudo o que é misterioso e  oculto e podem querer conhecer tudo acerca dos «mistérios» mais badalados do momento. Podem gostar de falar e de escrever sobre esses temas do oculto, mistérios etc.. Estes nativos também têm uma abordagem verbalizada do sexo. Adoram falar sobre este tema  e podem ser fãs de sexo telefónico. Desenvolvem jogos de sedução usando a fala, podendo mesmo criar diversos personagens que desempenham nos jogos sexuais. A sedução através das nuances da voz é um fator determinante nas expressões sexuais destes nativos.

Com o signo Gémeos na 8ª casa, um signo andrógino, os nativos podem ter bissexualidade. Gostam de parceiros sexuais jovens e  podem envolver-se em atividades sexuais em grupo. Os parceiros sexuais podem ser vistos como análogos a irmãos ou irmãs. Outra característica frequente é a atração por parceiros que são inteligentes e usam essa inteligência para manipular e enganar os outros. Pode-se dizer que sofrem da síndrome do tipo «Bonnie and Clyde» sendo frequente a fantasia de fazer um assalto «memorável» a um banco, ou desenvolver algum «esquema» inteligente para «extorquir» dinheiro a outros. Assim, os parceiros que têm uma aura de inteligência , elegância, glamour ,que apreciam todas as coisas boas da vida e usam todos esses talentos para roubar algo em «grande estilo» são altamente sedutores para as fantasias destes nativos. Estes podem, deste modo, criar personagens que vivem na intimidade com o parceiro  com quem vivem essas fantasias que  aumentam o interesse pelo parceiro.  A inteligência e a «esperteza» usada para fazer «truques» e beneficiar-se a partir da ingenuidade ou falta de inteligência dos outros é uma das características mais atraentes  nos parceiro para estes nativos. Provavelmente os «hackers» e todos os  seus esquemas fraudulentos são potencialmente interessantes como parceiros, desde que saibam falar de forma inteligente, manipuladora  e subtilmente enganadora. «Enganar» os outros por diversão, mesmo que não se  retire daí proveito financeiro, para se divertir, pode ser igualmente estimulante.  É provável que estes nativos escolham muitas vezes parceiros- alvo com os quais se envolvem para lhes ficar com os bens e o mais que puder ser. Ou encontram parceiros que  lhes fazem isso a eles.

Para além deste plano das fantasias sexuais, acontece também por vezes que estes nativos podem gostar de enganar os outros para lhes «sacarem» dinheiro, sobretudo quando Mercúrio está fraco ou aflito ou a 8ª casa recebe aspetos de planetas maléficos. Quando esta casa está disposta de forma positiva e Mercúrio é forte, todos estes «jogos se mantêm no plano das palavras e das personagens vividas no quarto.

A colocação do signo Gémeos na  8ª casa indica também que estas pessoas se transformam através das narrativas e «estórias» que criam acerca de si próprias. O desejo de se envolverem em formas arriscadas de ganhar dinheiro  e a partir do prejuízo de outros (consubstanciadas no roubo, por ex.,) pode conduzir estes nativos a envolverem-se com grupos perigosos na juventude e, dessa forma, arriscam-se a perder a liberdade e a serem presos pois é maior o prazer que tiram da situação de risco propriamente dita do que do produto da atividade  proibida.  Estas pessoas sentem o impacto das palavras de forma mais forte do que a maioria e a leitura de livros ou o discurso de alguém extremamente inteligente que admirem tem o poder de os levar a transformar-se interiormente e a questionar o seu modo de ser. Um filme, um livro podem ser agentes mais poderosos de transformação do que outras forças que atuem fisicamente  sobre o nativo.

Quando o signo Gémeos está colocado na 8ª casa o nativo «tinge» a sexualidade com o uso da voz e das palavras, com as entoações e nuances que transmitem e fazem sentir a proximidade e intimidade. Alguns podem usar a voz na atividade profissional, por ex., como terapeutas sexuais ou simplesmente como terapeutas da fala.  O poder da palavra como força transformadora do ser humano é vivido na  mais alta expressão por estes nativos.

Gémeos na 8ª casa  indica parceiros que são bons investidores complementando desse modo o «olho» para os bons investimentos dos nativos com Ascendente Escorpião. São capazes de ganhar bom dinheiro e acumular riqueza através dos investimentos. Têm também tendência para ser manipuladores e cheios de «truques»  no que respeita a estas matérias e divertem-se a enganar, sempre que podem, os outros para lucrarem com isso. Aproveitam-se também da inteligência, sentido de humor e capacidade de falar para criar confiança naqueles a quem se dirigem , muitas vezes para lhes «sacarem» dinheiro fazendo-o com um gesto de elegância e um sorriso amável , o que faz deles exímios criminosos de «colarinho branco». Podem também explorar o parceiro ou ser explorados por ele.