Rahu disfarce e Persona

casd

Rahu e Ketu são dois «planetas sombra», isto é, não possuem massa física. Apesar disso, são duas das energias mais poderosas a influenciar o horóscopo. Existe bastante controvérsia acerca de ambos, como temos vindo a referir nos nossos artigos mas, em geral, os investigadores da Astrologia Jyotish concordam nos atributos  e no significado de ambos:

Características de Rahu

Onde quer que se encontre no horóscopo, Rahu produz grande excitação e energia que impele a pessoa para experienciar ao máximo as áreas que são simbolizadas por essa casa de colocação.  Rahu é descrito como esperto, astuto, oportunista, manipulador, recorrendo ao disfarce para aparentar uma imagem de grande elevação e respeitabilidade, ao mesmo tempo que esconde os seus reais intentos e a sua natureza de burlão e de alguém que não pertence ao contexto em que procura inserir-se ( e ao qual anseia obsessivamente pertencer).

Rahu manifesta-se por um  impulso forte que leva a pessoa a usar de todos os meios para subir na escala social, para obter os máximos privilégios atribuídos pela sociedade, uma reputação de máxima consideração (embora possa não existir mérito algum) . Os valores  e normas morais são ignorados, com este planeta a significar os vigaristas, os que agem sob disfarce por más intenções, os charlatães. Recorre a técnicas de dissimulação e camuflagem, levanta névoas  e suspeitas para desviar as atenções, etc. Rahu é, deste modo, um fingidor, coberto de máscaras, impelido pelo desejo premente de obter privilégios mundanos e rompendo com as regras aceites, na busca intensa por poder e privilégios que pertencem a outros.

Assim, Rahu  é também o «personificador» que finge ser outro para se apoderar daquilo que pertence a esse outro e que ele cobiça para si. Assim, canaliza a personalidade, os privilégios, o estatuto, ideias ou carisma de outros, porque os deseja intensamente para si próprio.

Quando associado com os planetas, Rahu expande e intensifica a energia destes; com Marte, Rahu encarna a raiva e o ciúme, o despeito; associado com Saturno simboliza os  truques produzidos por táticas de ilusionismo ou magia  negra pelos quais se tenta apropriar dos seus objetos de desejo. Associa-se também aos truques para conquistar privilégios através de um parceiro que pode ser de origem cultural diferente ou estrangeiro, usando o fingimento (de amor, de falsa imagem de respeitabilidade, etc.). Rahu aspira a obter os privilégios que não lhe são acessíveis, usando todos os meios fraudulentos ao seu alcance. Na sua história mítica, Rahu aspirava aos privilégios dos deuses, não sendo ele próprio um deus. Desse modo, usou uma forma fraudulenta para se «infiltrar» no meio dos deuses e, dessa forma, disfarçado, poder gozar dos seus privilégios.

Rahu deseja ser atraente e carismático, usando uma máscara para o conseguir. Assim, assume a identidade de qualquer planeta junto do qual se encontre, procurando imitar o seu modo de atuar. Rahu é um destruidor das regras, (representadas por Saturno), um quebra-tabus, não reconhecendo qualquer limite aos seus desejos. Porém, não assume abertamente essas características e  disfarça-se de um «cumpridor de todas as regras», procurando legitimar os seus intentos, isto é, ao mesmo tempo que destrói as regras, aspira a ser reconhecido através delas, para ser «como os outros, os que são legitimamente reconhecidos».  Os desejos de Rahu são insaciáveis, nunca obtendo satisfação completa.

Por vezes, as estratégias exóticas ou que rompem com as regras, usadas por Rahu são bem sucedidas e os objetivos pretendidos são alcançados. Mas, como sucedeu na história mítica  relativa a Rahu e Ketu,  Rahu acaba por ser desmascarado e exposto, perdendo os privilégios alcançados de forma ilegítima. Por vezes, no entanto, isso não acontece.

Rahu pode ser muito prejudicial no horóscopo quando em certas configurações, levando a comportamentos obsessivos dos nativos, que aspiram a ter exatamente aquilo que não têm, numa fome criada por Rahu que não pode verdadeiramente ser saciada e  pode destruir a estabilidade mental do indivíduo. Nos seus períodos dasa/antardasa ,Rahu pode criar uma insatisfação profunda relacionada com os significados da casa de colocação, que pode por vezes gerar um foco exclusivo em tudo o que não se alcançou nessa área e se deseja ardentemente agora).

Nem tudo, no entanto, é negativo em Rahu. Em termos sociais, Rahu pode ser bastante útil pois ajuda a libertar de uma estrutura demasiado rígida e estagnada ou hipócrita, e onde não é possível fazer alterações  recorrendo às regras estabelecidas. Pode, deste modo, ser um agente positivo de mudança em relação a sociedades/regimes políticos opressivos e incapazes de mudar pela ordem natural das coisas.  Ora, Rahu pode quebrar quaisquer estruturas (ele irrompeu num plano superior divino, apesar de ter sido descoberto depois de ter obtido  uma vantagem importante e que não foi possível tirar-lhe). Assim, apesar de todas as características que referimos, a energia de Rahu desempenha o seu papel estabelecido no drama da existência e do desenvolvimento dos seres humanos.

Analisar Rahu no Horóscopo

A posição por casa  de colocação de Rahu é o fator mais importante e prevalece sobre o signo.  A casa de colocação no nascimento é também mais importante do que a casa por onde transita, embora esta também tenha, obviamente, importância. Finalmente, deve também considerar-se o signo, que revela a «ambiência» de contexto de atuação de Rahu..

A casa de colocação, o signo, os aspetos que recebe e a colocação e natureza do seu dispositor (planeta que rege a casa onde se encontra colocado) mostram aquilo que a pessoa profundamente deseja mas que só pode ser alcançado por meios fraudulentos. Assim, Rahu no horóscopo revela a parte da vida da pessoa que só pode ser alcançada  se o indivíduo se enganar a si mesmo ou aos outros, usando truques para entrar num plano que  verdadeiramente lhe está vedado.

Pelo lado positivo, Rahu pode significar, em certas circunstâncias, o rebelde que ajuda a  mudar padrões de comportamento e mentalidades, embora o possa fazer por motivos que são egoístas, podendo no entanto, mesmo assim, ajudar outros de forma indireta, ao  promover o seu desenvolvimento espiritual.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *