Amaranantha Dhana Yoga

dinh

Este é mais um yoga de riqueza, envolvendo a 2ª casa do horóscopo. Para que o yoga se forme, a 2ª casa deverá estar ocupada por dois ou mais planetas benéficos  e, além disso, os planetas que representam riqueza – o regente da 2ª casa e Júpiter- deverão estar fortes como acontece quando estão colocados em boas casas; ou, em alternativa, estes planetas devem estar dignificados, isto é, colocados no próprio signo ou exaltados.

Assim, esta combinação apoia-se, essencialmente,  numa  2ª casa forte , isto é, com a presença de planetas benéficos;  na força do regente da 2ª casa, seja pela sua colocação numa boa casa seja  pela colocação no próprio signo ou no signo de exaltação. Além destas condições, o planeta que representa a sorte, a prosperidade e  a riqueza, Júpiter , também deve estar forte e bem colocado. Quando isso acontece, os nativos podem contar com riqueza ao longo da vida e com uma vida familiar feliz, pois esta também é representada pela 2ª casa.

O Prof. B. V Raman, no seu comentário a este yoga (300  Important Combinations)  nota que os yogas que se baseiam na força das casas fazem  sentir os seus efeitos ao longo de toda a vida, ao passo que os que dependem dos planetas, como é o caso dos yogakarakas, produzem efeitos no período dasha dos planetas em causa, ou no subperíodo desses planetas  num outro dasha com cujo regente tenham uma relação harmoniosa e auspiciosa.

É claro que, se algumas das condições exigidas para a  formação do yoga  não se verificarem – por ex., quando o regente do Ascendente está colocado numa casa dusthana- 6ª, 8ª ou 12ª- a colocação de planetas benéficos na 2ª casa  será insuficiente para produzir bons resultados pois, nesse caso, o dispositor desses planetas (o regente do Ascendente) , devido à sua má colocação, afeta a capacidade desses planetas para produzir bons efeitos e o yoga poderá não se manifestar ou, pelo menos, dará resultados mistos.