Sorte e sucesso- Ascendente Peixes

med

Tendo por referência o horóscopo que analisámos no artigo anterior para a área da carreira, vamos hoje analisar outros aspetos relacionados com a «fortuna» geral (sorte na vida) e  com a riqueza. Temos presente a análise global do estado dos planetas e das casas do horóscopo, cuja importância explicámos  em  artigo anterior. Para consultar os significadores gerais para as áreas de vida do Ascendente Peixes, clique aqui.

Leitura da Fortuna Geral , Riqueza e Ganhos
Indicadores para estas área de vida do Ascendente Peixes

Fortuna Geral–  Analisamos a 2ª  casa como fator principal. Como vimos, esta casa tem regência de Marte, colocado no seu signo Mooltrikona, embora enfraquecido pela colocação no avastha da infância e pela colocação num dos pontos gandantaSaturno lança aspeto  próximo para o ponto mais efetivo desta casa, numa orbe de 1º e, sendo o regente da 12ª casa das perdas, não é uma boa influência, prejudicando a acumulação de riqueza, o status do nativo e os ganhos através do trabalho. Não existem outros aspetos para esta casa.

Os indicadores secundários para a sorte e para a fortuna  são  a 9ª e a 4ª casas, o Sol e Júpiter. A 4ª casa contém a presença de Júpiter retrógrado, em aspeto para a 10ª casa, onde se encontra o seu signo Mooltrikona, Sagitário. Júpiter também forma aspeto  com o ponto mais efetivo da 4ª e da 10ª casas, numa orbe inferior a 2º, o que é certamente um fator de proteção. Ketu encontra-se colocado na mesma casa, a 4ª, mas sem formar conjunção próxima com Júpiter. De qualquer modo, a presença de Ketu nesta casa não favorece os assuntos materiais e pode mesmo bloquear a posse de propriedades como terras e casas e veículos, sendo apenas favorável para o desenvolvimento espiritual.  A 4ª casa recebe ainda o aspeto da Lua, colocada na 10ª casa e de Rahu, obviamente e Vénus, regente da maléfica 8ª casa.

A 9ª casa contém o signo de Escorpião e recebe o aspeto do seu regente, Marte. Este é um aspeto excelente mas o poder de Marte está enfraquecido, como foi  referido.  Esta casa não recebe outros aspetos. Convém ainda referir que a 9ª casa está «cercada» por dois maléficos funcionais: Saturno, o regente da 12ª casa e Vénus, o regente da 8ª, além de Rahu, bem colocado por casa mas mal colocado por signo. Com esta «moldura», a sorte desta pessoa é de facto muito limitada!

Quanto aos restantes indicadores secundários da sorte para o Ascendente Peixes,  o Sol está colocado na 12ª casa em signo inimigo e lança uma névoa sobre as possibilidades de sucesso e de riqueza no plano social e material para esta pessoa.  Quanto a Júpiter, está melhor colocado mas a sua condição retrógrada, apesar de não lhe retirar força, faz com que os seus efeitos tenham relação direta com fatores kármicos e faz com que a sua ação, conforme temos constatado muitas vezes, se exprima essencialmente no plano espiritual ou psicológico, e não no plano físico e material. Assim, o determinante principal e os  secundários da sorte e da fortuna não são muito favoráveis para esta pessoa, que terá que trabalhar provavelmente bastante para alcançar o necessário para a subsistência.

O sucesso pessoal para este Ascendente determina-se em primeiro lugar pela 2ª casa, uma casa de desenvolvimento de competências, de aquisição de conhecimentos e de  bens materiais conquistados pelo esforço pessoal.  Tendo o signo de Carneiro e o seu regente colocado nesta casa, esta pessoa lutará para vencer na vida e será capaz de inovar e de usar a iniciativa e a coragem pessoais para fazer pela vida.  A 3ª  e a 5ª casas, bem como o Sol e Júpiter, dão indicações adicionais.  A 3ª casa tem a regência de Vénus, que rege também a maléfica 8ª casa. Encontra-se colocado na 10ª casa. A colocação do planeta funcional mais maléfico do horóscopo na 10ª casa do reconhecimento e do status não favorece o sucesso desta pessoa e também prejudica gravemente a sua felicidade e vida familiar, pelo aspeto que lança para a 4ª casa. Quanto à 5ª casa, esta tem regência da Lua,  também colocada na 10ª casa e em conjunção com Rahu, num grau anterior ao de Rahu, o que significa que este lança a sua sombra sobre a Lua e os seus significados, durante grande parte da vida. Quando a Lua forma um aspeto separativo (estando num grau superior ao de Rahu), normalmente na segunda metade da vida a pessoa torna-se capaz de se exprimir de forma  mais liberta mas quando o aspeto é aproximativo, como neste caso, a influência de Rahu faz-se sentir durante muito tempo, dificultando os significados da Lua- plano mental e percetivo, dimensão emocional, a relação com a mãe- na vida da pessoa, que pode sentir-se assoberbada  por uma grande instabilidade mental  e emocional que torna o seu comportamento imprevisível e compromete grandemente o seu sucesso, tanto no plano material como mental e emocional.  Acerca do Sol e de Júpiter já falámos.

Para o Ascendente Peixes  a riqueza infere-se da análise da 2ª casa como significador principal e, secundariamente, pela análise da 4ª, da 9ª e da 1ª casas, além de Júpiter e da Lua.

Pelo que dissemos até agora começamos a perceber que a riqueza  não será facilmente alcançada por esta pessoa  mesmo que ela se esforce para trabalhar em prol disso. A sua estabilidade mental e emocional são severamente ameaçadas pela conjunção entre  a Lua e Rahu e pela colocação do regente da 8ª casa na 10ª casa, afetando assim o desenvolvimento intelectual e a educação do nativo, que pode sofrer quebras e nunca se completar. A Lua, embora  esteja excelentemente colocada na 10ª casa, enquanto regente da 5ª, o que faz dela um yogakaraka, está seriamente comprometida pelo aspeto com Rahu e a sua força fica cativa deste planeta sombra. Júpiter dá algum apoio mas também está colocado no avastha da velhice, a 3 º do final do signo seguinte. Mas, quanto a nós, a sua condição retrógrada faz com que a sua ação seja diferente da que é habitual e que ele promova outros aspetos da vida da pessoa que não se relacionam com a sorte no plano material.

Usando o software que recomendámos,  observamos os períodos dasha para sabermos  em que altura  ocorrerão os períodos destes planetas. E vemos que o dasha de Marte, o principal indicador da sorte e da fortuna, decorreu entre abril de 1996 e abril de 2003. O período de Júpiter, o planeta mais favorável do horóscopo, decorrerá entre abril de 2021 e abril de 2037. Durante este período, talvez a sorte desta pessoa melhore, trazendo tranquilidade para o último período da sua existência. Durante este período poderá  receber alguma herança, área de vida que se analisa, , para este Ascendente,  através  da 8ª casa , do Sol e de Júpiter. Ora, a 8ª casa contém Saturno exaltado e , apesar de este reger a 12ªcasa, uma casa de perdas, a sua condição exaltada poderá  favorecer o nativo com a diminuição de dívidas e de despesas  ou com o recebimento de pequenas heranças ou legados. A verdade é que ,ao longo da vida, este homem recebeu várias pequenas heranças que lhe permitiram aliviar as dificuldades financeiras. De qualquer modo, como sucede geralmente com Saturno, estes ganhos são lentos e medianos. Saturno está também colocado no avastha da velhice. Júpiter também lança aspeto para a 12ª casa das dívidas, concedendo proteção em relação às despesas excessivas.

Os regentes da 5ª e  da 11 ª casas  mostram a possibilidade de ganhos e  de rendimentos para este Ascendente . Acerca da Lua já falámos, e vimos que a sua capacidade de tornar a sorte do nativo efetiva nesta vida está comprometida pela aflição de Rahu. Mas quanto ao regente da 11ª casa, Saturno, a sua condição exaltada na 8ª casa  mostra a possibilidade real ( e verificada ao longo da vida) de receber riqueza por herança. Tanto quanto sabemos, nunca recebeu  quantidades extraordinárias mas recebeu o suficiente para ir resolvendo as dificuldades financeiras.

Análise da D-2 Carta Hora

Mário Santos. C. Branco , Portugal

mario santos d-2

A D-2 é a carta divisional que nos permite analisar a riqueza e o dinheiro.  Vamos assim ver se confirmamos as tendências já encontradas no horóscopo e tentar ver mais claramente os seus pormenores.  Procuramos em primeiro lugar a colocação nesta varga dos indicadores principais da riqueza no horóscopo : Marte, regente da 2ª  e da 9ª casas na D-1 (horóscopo de nascimento)  e Mercúrio, regente da 4ª casa.  Como o Ascendente nesta varga é ocupado por um signo Mooltrikona, consideramos também o seu regente como indicador principal da sorte e sucesso, neste caso, trata-se de Saturno. Marte continua colocado no seu próprio signo, Carneiro, na 3ª casa. Esta é  uma casa upachaya e , por isso,  não  é uma má colocação para um planeta maléfico, indicando que a sorte melhorará com o tempo , de forma lenta mas gradual. Saturno está bem colocado, numa casa kendra , em aspeto com Mercúrio, também excelentemente colocado na 9ª casa. Os 3 indicadores principais da sorte e do sucesso estão todos em aspeto, pois Marte e  Mercúrio também estão em aspeto mútuo. Já quanto aos indicadores secundários da sorte e  sucesso, o Sol e Júpiter, vemos que o Sol está bem colocado numa casa upachaya, a 11ª . Júpiter, no entanto, tal como Vénus, estão colocados na maléfica 8ª casa onde verificamos a existência de um yoga que confirma a tendência para receber riqueza por  herança- um parivartana yoga- dainya yoga-  no qual o regente da 8ª casa, Mercúrio, está colocado no signo de Vénus, Balança, na 9ª casa, destruindo a sorte em geral  da pessoa enquanto Vénus, o regente da 9ª casa, colocado na 8ª casa, permite que a pessoa tenha sorte e receba «dinheiro não ganho» por herança ou  por legado. E este tipo de sorte é mesmo o mais visível que esta pessoa tem sentido ao longo da vida.  Esta varga também confirma  a gradual  melhoria das condições  da sorte  ao longo do tempo, acontecendo de forma lenta e em pequenas quantidades  mas permitindo a esta pessoa viver condignamente a sua vida.