Efeitos dos Antardasha no Dasa do Sol #1

luz

Para  analisar os efeitos destes subperíodos, os leitores deverão ter em conta a explicação dada no artigo inicial sobre a análise dos períodos dasa e antardasa.   Cada planeta tem um subperíodo  em qualquer período dasa, variando a sua duração de acordo com a duração total de cada dasa. Assim, estes subperíodos têm duração maior ou menor de acordo com a duração total do dasa de que fazem parte.

Antardasa (ou bhukti) do Sol

 Este subperíodo dura 3 meses. Trata-se de um período em que a energia solar procura individualizar-se e receber atenção, compelindo  a pessoa para se tornar um líder ou, para de alguma forma, se tornar o centro das atenções. A pessoa pode testar a sua autoridade num campo que a defina e no qual possa brilhar. Uma figura masculina pode surgir nesta altura como modelo de autoridade e dos ideais do ego. Alguns podem tentar  provar a sua força assumindo um cargo ou posição de autoridade ou algum papel considerado fortemente masculino.  A autoconfiança ou a falta dela tornam-se evidentes durante este período. Quando o sol rege a 2ª  ou a 7ª casa, (Ascendente Caranguejo e Aquário, respetivamente), o subperíodo do Sol pode  trazer o final da vida, uma vez que o Sol é um planeta maraka para estes Ascendentes, sobretudo quando está colocado, no horóscopo, para esses Ascendentes, na 2ª ou na 7ª casa, respetivamente.

Antardasha da Lua

duração de 6 meses. Como a Lua dá melhores resultados a partir dos 24 anos, quando este subperíodo ocorre após essa data os resultados são mais positivos. Para avaliar estes efeitos temos em consideração a casa ocupada pela Lua no horóscopo e nas divisionais, sobretudo a navamsa;  a casa que a Lua rege, a distância em número de casas em relação ao Sol, regente do mahadasa, os aspetos de outros planetas para a posição natal da Lua e os trânsitos sobre essa posição natal durante este período. Em termos gerais, neste período as características maternais, a inclinação para prestar cuidados ou mostrar ternura e afeto são sentidas de algum modo, em relação com os significados a que se associa a Lua no horóscopo. O nativo exprime sentimentos protetores no contexto das áreas significadas pela Lua. Há tendência para exprimir  convicções por intuição, em vez de meros raciocínios lógicos. Quando a Lua rege os navamsas da 1ª e da 7ª casas, pode haver casamento em qualquer subperíodo  da Lua, especialmente se Rahu e Ketu transitam por esse eixo do horóscopo. Para os signos Ascendentes Gémeos e Capricórnio, os subperíodos da Lua podem trazer o final da vida, pois esta rege as casas maraka, respetivamente 2ª e 7ª.

Antardasa de Marte

Este subperíodo dura 5 meses. Para avaliar os seus efeitos temos em consideração a casa ocupada por Marte no horóscopo e nas divisionais, sobretudo a navamasa;  as casas que Marte  rege, a distância em número de casas em relação ao Sol, regente do mahadasa, os aspetos de outros planetas para a posição natal de Marte e os trânsitos sobre essa posição natal durante este período. Seja qual for a relação em número de casa entre o sol e Marte, estes são grandes amigos pelo que este subperíodo pode ser um momento de grande vigor pessoal, no qual  a pessoa se sente confirmada no seu poder pessoal e na sua autoridade e capacidades. Pode ser um período em que os nativos enfrentam novos desafios, competições pelas quais validam nova autoridade e alcançam efeitos positivos. Se estiver mal colocado no horóscopo, o período dá resultados mistos, com tensões e muita frustração por esforços não recompensados. Mas, em geral, o período dá efeitos positivos. Para os Ascendentes Balança e  Peixes, os subperíodos de Marte podem trazer o final da vida, pois este rege as casas maraka, respetivamente 7ª e 2ª.

Antardasa de Rahu

Este é um longo subperíodo que dura 11 meses. Rahu dá melhores resultados após os 48 anos, que é a idade de maturação de Rahu. Para avaliar os subperíodos de Rahu devemos ter em conta a casa onde este está colocado no horóscopo, os aspetos que recebe no horóscopo, os trânsitos que recebe durante o subperíodo , o nº de casas que o separam do regente do período dasa e avaliar os mesmos resultados em relação ao dispositor de Rahu ( o planeta que rege o signo onde está colocado Rahu) pois este dá resultados dentro dos limites da força do seu dispositor. Durante o subperíodo de Rahu os significados da casa onde   está colocado e da casa onde está colocado o seu dispositor são dominantes. Rahu e o Sol são inimigos e o subperíodo de Rahu no dasa do Sol pode envolver tensões relacionadas com o poder pessoal e o desejo de exprimir esse poder: o Sol procura naturalmente brilhar e ser o centro das atenções, mas Rahu procura alcançar isso recorrendo a meios pouco usuais e, por vezes , fraudulentos. Simbolicamente, o confronto das energias de Rahu e do Sol pode comparar-se a uma luta interna entre «o bem e o mal»  e os resultados dependem de qual dos dois é mais forte no horóscopo. Durante o subperíodo de Rahu o casamento pode ocorrer, se simultaneamente  Rahu e Ketu em trânsito ativarem o eixo 1/7 do horóscopo. Normalmente, o cônjuge escolhido tem outro background cultural e o casamento é envolvido numa atmosfera de excitação e de impulsividade.  Desde que a 7ª casa seja forte, no entanto,  este casamento pode ter longa duração. Durante este período pode haver elevação da fama e da popularidade  e podem ser alcançados cargos de posição elevada e/ou melhoria da situação social. É no entanto crença generalizada entre os astrólogos védicos  que os períodos de Rahu são sempre problemáticos de algum modo, tanto a nível pessoal como financeiro, social, educacional, etc. e trazem ausência de paz mental , causando stress.