Glossário Astrológico- Artha

Artha

Artha refere-se ao suporte material e físico da vida terrena e é comumente associado com a «riqueza» pois o modo de vida humano torna-se impossível sem dinheiro para assegurar os bens de conforto e de sobrevivência nas sociedades do mundo ocidental.

Na Astrologia,  artha refere-se à designação de um dos 4 grupos de casas do horóscopo, tendo em mente que este simboliza os quatro destinos da vida terrena: dharma, kama, artha e moksha.  Neste sentido, classifica as casas 2, 6 e 10. Como ser encarnado na vida terrena, o homem envolve-se na vida social na qual desenvolve um trabalho remunerado, enfrenta oposições, e obstáculos e luta pelo reconhecimento, trabalho condigno, sucesso material e status para, desse modo, ter uma vida próspera e alcançar riqueza.  Esse sucesso aparece como fruto do esforço e do trabalho, das competências e conhecimentos que o ser humano desenvolve intencionalmente nesta vida e pelos quais se envolve nas lutas e desejos que são próprios do mundo terreno. A lição básica que estas casas ensinam é a de que, desde que  a pessoa trabalhe arduamente e se esforce, alcançará o necessário para viver de forma confortável e digna neste mundo, embora nem todos alcancem riqueza.

Ao reconhecer Artha como um dos propósitos de vida do ser humano, a Astrologia Jyotish admite que a posse de bens materiais, posição e reconhecimento social são objetivos legítimos da vida humana e que não há nada de errado em prosseguir essa via para alcançar uma vida feliz na Terra. Mas artha não se refere apenas aos «bens materiais» como o dinheiro joias, etc.. O conhecimento e todas as competências e recursos mentais do ser humano são igualmente «riqueza» e posses de cada um, na medida em que são alguma coisa que «se acrescenta» à sua identidade. A família que se constitui para prosseguir a sua linhagem na Terra é igualmente uma posse e pertence ao reino de Artha.

Artha é necessário para assegurar a sobrevivência e a segurança dos seres encarnados que , por via de existirem na Terra, necessitam de assegurar um variado conjunto de recursos para viverem bem. Mas nenhum dos 4 objetivos da vida humana é exclusivo nem elimina os outros, apesar de cada natividade revelar em geral, um ou dois dos 4 objetivos de vida que se tornam dominantes em cada destino individual. Cada um encerra lições específicas suportadas pelo karma- positivo e negativo- individual e todos são igualmente importantes. Reconhecer isso permite não cair em fundamentalismos que identificam o objetivo Artha como materialista e, logo, necessariamente mau. Não é, e o desafio de cada um é integrar este objetivo com aquele que é revelado pelas casas trikona- 1, 5, 9- ligando os objetivos materiais aos espirituais, pois todos eles fazem parte do destino humano enquanto o homem tem  que construir a sua vida aqui na Terra.