Conjunção Sol Mercúrio (Budha Aditya Yoga)

conjunção Sol Mercúrio

Iniciamos hoje a série de artigos  sobre a conjunção Sol e Mercúrio nos signos e nas casas, hoje com uma introdução sobre esta conjunção.

Mercúrio simboliza inteligência. A conjunção entre o Sol e Mercúrio forma o Budha Aditya yoga ( Budha significa Mercúrio e Aditya é um dos nomes do Sol ). Como Mercúrio nunca se afasta mais de 28º em relação ao Sol, este yoga é muito comum, sendo que metade da população tem-no no horóscopo. Porém, esta combinação não se revela da mesma maneira em todos os horóscopos. Mercúrio não fica combusto pelo Sol da mesma maneira que os outros planetas, uma vez que está sempre relativamente perto do Sol,  embora a sua energia sofra o impacto da energia solar quando está  a 5º ou menos do Sol, sendo melhores ainda os seus resultados quando está nos 5º a seguir ao Sol.  Segundo alguns investigadores, como é o caso do Dr. V. K. Choudhry, fundador da corrente sistémica da Astrologia Jyotish,  o Sol em conjunção com outros planetas , não causa combustão desde que seja funcional benéfico  e não receba aspetos de planetas funcionais maléficos e a conjunção calhe em boas casas. Neste caso,  o impacto da «queimadura solar» far-se-á sentir apenas durante os trânsitos dos planetas funcionais maléficos por esse planeta em conjunção com o Sol mas os significados do planeta florescem ao longo da vida. Se, pelo contrário, o sol for funcional maléfico ou receber aspetos de planetas funcionais maléficos ao mesmo tempo que está em conjunção com Mercúrio ou outro planeta, tanto os significados do Sol como de Mercúrio (ou outro planeta em conjunção com o Sol) sofrerão aspetos negativos nos subperíodos (antardasa) correspondentes e também durante o trânsito dos  planetas funcionais maléficos.

O Sol, quando está em conjunção com outro planeta, lança os seus raios brilhantes sobre este, realçando as suas qualidades. Deste modo, quando conjunto com Mercúrio aumenta a inteligência, a capacidade de discurso e de persuasão, dá talento para a escrita, fazendo acompanhar essas qualidades de autoconfiança e determinação.

Para analisar corretamente os efeitos da conjunção entre o sol e Mercúrio temos que ter em atenção a condição dos planetas e a sua dignidade e os signos em que calha a conjunção. Por ex., se um dos planetas estiver debilitado- o Sol, por ex.,- isso cancela os bons efeitos desta conjunção.  As melhores posições para esta conjunção  quando forma também dhana yoga são as casas kendra e trikona.  A 10ª e a 7ª são as casas mais fortes entre as kendra e a 9ª é a mais forte das trinas.  O papel do dispositor do signo onde os planetas em conjunção estão colocados é outro fator essencial pois  os efeitos positivos ou negativos da conjunção dependem em boa parte do estado do regente do signo onde está colocada a conjunção. Se ele estiver forte e bem colocado, ajuda os resultados da conjunção a produzir frutos. Se estiver fraco e mal colocado, então a conjunção  não dará efeitos positivos muito visíveis.  Assim, mesmo quando o Sol ou mercúrio estão exaltados, só podem dar resultados com o mesmo grau de força do dispositor do signo onde se encontram colocados. E, quando o dispositor lança aspeto para a conjunção, produz igualmente efeitos de acordo com a sua força ou fraqueza, podendo ajudar a florescer essa conjunção ou ,pelo contrário, a impedir esse florescimento.  Em seguida é também necessário observar a varga navamsa e ver o estado dos planetas que formam a conjunção e qual a dignidade dos planetas e a casa onde estão colocados.  Quando os planetas têm força na carta natal mas estão fracos na navamsa, na primeira parte da vida a pessoa tem bons resultados deste yoga mas, na segunda parte da vida, obtém resultados negativos. Quando se avaliam os resultados desta combinação para efeitos de carreira, deve ser analisada também a D- 10 e ver mais uma vez a posição dos planetas em causa e a sua dignidade.  Para avaliar os efeitos deste yoga também é preciso ver as casas que Mercúrio e o Sol regem na carta natal, nomeadamente ver se regem casas dusthana, casa maléficas que cancelam os bons resultados do yoga. Quando Mercúrio está exaltado (Virgem) , o Sol assume as qualidades de Mercúrio, amplifica as energias de Mercúrio. O Nakshatra de colocação do yoga é igualmente importante. Deve ver-se a posição do seu regente planetário no horóscopo. Se estiver, por ex., exaltado, a combinação poderá dar excelentes resultados.

Quando a conjunção entre o Sol e Mercúrio forma também um dhana yoga, para o Ascendente Leão, o brilho do Sol pode «queimar» os significados das casas regidas por Mercúrio, neste caso, a 2ª e a 11ª e  ter como consequência que o nativo é incapaz de poupar  e pode ser difícil ganhar dinheiro. Também pode formar Raja Yoga.

Budha Aditya Yoga

esp

Este é um  yoga controverso pois , por definição, refere-se a uma conjunção entre Mercúrio e o Sol e, como sabemos, os planetas que ficam a uma determinada distância em graus, na proximidade do Sol , ficam combustos ( essa distância varia conforme o planeta em causa- para Mercúrio a distância é de 14º, significando que, sempre que o planeta está a uma distância de entre 14 e 0 graus do Sol, está combusto) e fracos, sendo a combustão uma das causas mais  evidentes da incapacidade  dos planetas para produzir bons efeitos. Porém, a caracterização deste yoga é clara: a pessoa que tem o Sol e Mercúrio combinados, «é muito inteligente, com competência para fazer muitos trabalhos, alcança boa reputação  e respeito pessoal e vive rodeada de conforto e de  felicidade».

Assim, em que ficamos? O eminente autor B. V, Raman, na obra 300 Hundred Important Yogas expressa a sua dúvida em relação a esta questão, admitindo que talvez Mercúrio seja uma exceção no que  se refere à combustão. Mas acrescenta que o mais seguro é considerar que o yoga se forma apenas quando existe uma distância entre o Sol e Mercúrio de pelo menos 10º (isto é, na sua opinião o yoga não deve ser considerado se Mercúrio está a menos de 10 º do Sol) . Temos lido horóscopos de pessoas com esta combinação que é muito comum, devido ao facto de Mercúrio nunca se afastar muito da órbita do Sol, e em que ambos os planetas estavam a menos de 10º (muitas vezes a 2º ou 3º de distância) o yoga era totalmente manifesto  no que se refere às características da inteligência, embora não possamos garantir que os aspetos da «felicidade e do conforto» se verificassem em todos os casos. Porém, no que se refere à inteligência, todas as pessoas que vimos com esta combinação até hoje revelavam elevada inteligência e capacidades versáteis.

Sendo um yoga muito comum, o Budha Aditya yoga ,tal como acontece com os  yogas em geral, tem mais força quando ocorre em boas casas e  no  próprio signo ou signo de exaltação de Mercúrio ou do Sol ou ainda, em menor grau, em signo amigo, para ambos os planetas. Segundo os antigos, este yoga, quando ocorre no signo de exaltação ou próprio signo de um dos planetas, é capaz de reduzir os efeitos das casas maléficas 6, 8 e 12.  Assim, quando ocorre nos signos de Leão e Carneiro, Gémeos e Virgem, mesmo que ocorra na 6ª, 8ª ou 12ª casa, o yoga tem a máxima força, desde que não haja associação entre os planetas que o formam e os maléficos, como Marte, Rahu , Ketu, ou Saturno. Se o yoga ocorre nos signos de Balança ou Peixes (signos de debilitação, respetivamente, do Sol e  de Mercúrio), perde a sua eficácia.

De acordo com Saravali na obra clássica  Kalyana Varmas, a presença  do yoga na 1ª casa produz uma pessoa faladora, erudita, determinada, inteligente, amante de aventura  e com  vida longa; quando ocorre na 4ª, na 8ª ou 10ª casa o nativo gosta de literatura, pode alcançar riqueza e fama, embora  possa  ter um corpo pesado e um nariz adunco; se ocorre nas restantes casas o nativo é virtuoso , exceção feita para a conjunção entre o Sol e Mercúrio na 7ª casa (uma casa marakha ou capaz de infligir a morte) pois, segundo Saravali, esta conjunção na 7ª casa produz um ladrão e uma pessoa sem palavra,  avarento e demasiado apegado aos prazeres sexuais, podendo também sofrer pena de prisão devido às características do caráter. Estes maus efeitos são ainda mais intensos se a combinação entre o Sol e Mercúrio  estiver em aspeto com algum planeta maléfico como Marte, Saturno ou Rahu/Ketu. Pelo contrário, se a combinação entre o Sol e Mercúrio receber o aspeto de algum dos  planetas benéficos Vénus e Júpiter, a pessoa evoluirá espiritualmente, terá determinação e espírito forte para enfrentar e superar as adversidades da vida  e os seus objetivos de vida serão firmes e orientados para a dimensão espiritual, guiando a sua vida com sabedoria e sem dar demasiada importância aos  objetivos materiais.