O signo Leão na 2ª Casa do Horóscopo

leo

Para evitar repetições, aconselhamos os leitores a lembrar os significados da 2ª casa do horóscopo, bem como uma pequena introdução ao tema desta série de artigos, o que poderão fazer aqui.

A colocação do signo de Leão na 2ª casa – o que sucede para os nativos com Ascendente no signo de Caranguejo– unindo assim os dois «signos reais» em duas casas fundamentais do horóscopo- permite, desde que o Sol esteja forte, a acumulação de riqueza e de dinheiro suficientes para garantir o sentimento de segurança destes nativos.

O signo Leão  é um signo real e,  quando o Sol está forte, os nativos podem ocupar cargos de gestão e de executivos em organizações de grande dimensão, organizações  associadas  com organismos estatais, hospitais , empresas, etc.. Colocado nesta casa, o  signo solar impele  o indivíduo para procurar ganhar a vida de forma única, singular e criativa, colocando os dons naturais como a imaginação, a capacidade de uso do discurso- escrita e oral- ao serviço do seu sustento. Esta pessoa não se contentará com uma posição mediana na vida, sonha e luta para obter um status elevado e o reconhecimento da sociedade em relação ao seu trabalho e valor. Com o signo Leão na 2ª casa, estes nativos desejam  acumular muito dinheiro e bens  de valor e medem a consciência de quem são através da quantidade e qualidade dos bens que conseguem acumular, bem como a partir do respeito que a sociedade e os outros em geral lhes dedicam.  Desejam destacar-se através de alguma forma que lhes serve de recurso para ganhar a vida e tendem a orgulhar-se de serem «os melhores» nessa área. O trabalho e os esforços em geral para desenvolver os recursos que sustentam a existência terrena são  a forma essencial a partir da qual estas pessoas se veem a si mesmas e medem o seu auto valor e auto estima. Não se contentarão em serem mais um cidadão anónimo e sem história, sonham com um destino em grande, rodeados de grandeza em todas as áreas de vida: a família, que é um dos bens que estas pessoas mais prezam; o trabalho/profissão e todo o esforço que são capazes de desenvolver para ganharem dinheiro e admiração por parte dos outros. Quando o Sol é forte estes nativos podem acumular muito dinheiro e posses materiais, bem como podem ser  excelentes académicos, oradores carismáticos, escritores, etc.

Os nativos com o signo Leão na 2ª casa  tendem a centrar a sua vida em volta  das posses materiais , da acumulação de dinheiro e de um  status elevado. Serão também fortemente conscientes do seu esforço próprio e centrarão nesse esforço e no trabalho que desenvolvem a justificação dos seus objetivos de vida. Terão dificuldade em considerar que o que já  atingiram chega, querendo continuamente ter mais, alcançar mais, na medida em que isso confirmará o seu desejo de serem vistos como indivíduos únicos no seu género, distinguindo-se da multidão anónima. Gostam de viver «à grande», sem se privarem de nada e também procuram geralmente constituir uma família que lhes permita sonhar com um estatuto elevado.  A família é um dos maiores bens e também uma das posses  mais determinantes da vida destas pessoas.

Sendo  a 2ª casa uma casa de autoexpressão , de discurso e  de imaginação, quando Leão ocupa esta casa temos uma pessoa que é criativa , orgulhosa das suas capacidades e inteligência, autónoma , aprendendo desde muito cedo a contar consigo em primeiro lugar para obter o que pretende.  Este indivíduo tende a identificar o seu auto valor com a qualidade e a quantidade dos recursos que vai desenvolvendo. O «eu» mede-se pelas posses (materiais e espirituais) e  pelo respeito que consegue acumular. Esta pessoa tem dificuldade em ocupar empregos onde está subordinada a outros, colocando a sua perspetiva pessoal em primeiro lugar, gosta de seguir as suas próprias regras e caminhos para obter o que deseja, sem ninguém a dar-lhe ordens ou a indicar-lhe por onde deve ir.

O Sol  está focado  na obtenção de poder e influência. Assim, estes nativos procurarão muitas vezes obter altos cargo na administração pública ou empresarial, na área da medicina ou gestão hospitalar, na política, na banca e gestão financeira, na  construção e também no  trabalho independente com caráter artístico ou criativo, etc.

A educação nos primeiros tempos de vida pode revelar uma criança segura de si, com  uma inteligência forte e criativa e necessidade de se impor aos outros, podendo ter dificuldade em prestar atenção a tudo o que não esteja relacionado com os seus interesses mas sendo capaz de uma expressão brilhante e de acumular grande quantidade de conhecimentos que lhe permitem brilhar perante os outros pela sua inteligência e /ou criatividade. Pode ter dotes artísticos, sobretudo no que se refere à escrita, podendo fazer desse talento literário uma forma de iniciar  o seu percurso esforço  pessoal rumo ao sucesso financeiro e social.