Signo Escorpião na 3ª Casa do Horóscopo

 

comm

Para ver uma pequena introdução aos significados da 3ª casa, leia aqui.

Quando o  signo Escorpião   está colocado na 3ª casa do horóscopo- o que acontece para o Ascendente Virgem os nativos têm uma abordagem da vida corajosa e capaz de correr riscos. A sua mente é intuitiva, analítica e altamente inteligente, sendo capaz de refletir «pondo-se no  lugar do outro» para perceber as possíveis subtilezas das opiniões alheias , sobretudo quando estas encerram potencial malícia mas, apesar de gostarem de expor o que pensam, raramente dão hipótese aos outros de falar.  Adoram ouvir-se a si mesmos e ficam satisfeitos com o modo como pensam que consideram, de resto, o melhor e mais «bem pensado e argumentado» pelo que não têm qualquer interesse em ouvir outras opiniões, tentando, em vez disso, dar a ver a sua própria maneira de pensar como a única verdadeiramente admissível ou plausível.

Marte,  regente de Escorpião,  torna estes nativos fortes e determinados, com um fundo agressivo na forma como procuram realizar os seus desejos e como implementam os seus esforços, podendo mesmo recorrer a meios não convencionais ou por vezes mesmo marginais se isso for necessário para alcançarem os seus fins. Estes nativos anseiam ser líderes de opinião, procurando alcançar essa posição pela manifestação ostensiva da sua inteligência e tendo um gosto muito particular por contrariar as opiniões dos outros, sobretudo quando estas mostram conformismo perante os modelos morais vigentes  ou  quando aparentam hipocrisia de convicções. Nestes casos gostam de defender a parte contrária, mesmo que esta possa parecer marginal ou negativa aos olhos dos outros, por considerarem que as opiniões que ignoram os aspetos menos embelezados da realidade são em geral hipócritas ou mentirosas e que é necessário «repor a ordem da verdade» acerca da vida e das coisas. São, no entanto, capazes de expressar uma cordialidade total e afável, sempre que isso serve algum dos seus interesses, neste caso, fazer vingar a sua opinião como a mais importante e a única que merece ser seguida. Além do mais, a timidez natural dos nativos com  Ascendente Virgem   faz com que estas pessoas se resguardem atrás das ideias  e da sua inteligência, tornando assim menos aparente a agressividade com que são capazes de defender os seus pontos de vista.

O signo Escorpião   é um signo  que tem uma natureza complexa cuja regência de Marte inclina para uma abordagem rude , brusca e agressiva nas interações, embora isto seja apenas evidente quando as suas opiniões são postas em causa ou não são aceites. Estes nativos gostam de conhecer os mistérios da vida e das coisas em geral e podem gastar bastante tempo a estudar esses aspetos da realidade que depois apresentam em argumentos que querem apresentar-se como «verdades definitivas» aos outros. Reagem com despeito sempre que o modo como pensam não é reconhecido como o melhor e manifestam uma superioridade intelectual  perante qualquer outra argumentação, tornando difícil a discussão com eles. A menos que lhes interesse, por qualquer motivo , não hostilizar os outros , reagem de forma irónica e são capazes de ser depreciativos sempre que acham que alguém não compreendeu nada do raciocínio brilhante que efetuaram. Podem gostar de resolver mistérios e adoram reduzir os argumentos dos outros a nada, usando a inteligência para mostrar todas as contradições que estes encerram, aproveitando para mostrar depois que a única forma correta de pensar é a sua (tanto pior para os que não percebem isso).

Quanto à relação com os irmãos mais novos, quando estes existem,  esta pode ser bastante difícil pois  estes nativos tentarão sempre dominar os irmãos e manter-se como líderes incontestados de todos os privilégios. Podem ser frequentes as «partidas» aos irmãos mais novos, «até que estes aprendam quem manda» tornando a vida destes bastante difícil, sobretudo se tiverem que partilhar alguma coisa com estes nativos: como acontece na luta entre «machos» na Natureza, os nativos com esta posição tentarão ficar com tudo ou quase tudo para si reduzindo drasticamente todos os recursos aos mais novos, o que provavelmente gerará lutas constantes. O melhor é, pois, separá-los dos outros, a bem destes.