Efeitos dos Aspetos dos Planetas

asp
Ao analisar o horóscopo temos em conta que os planetas interagem entre si  e  influenciam -se mutuamente, de acordo com as regras gerais já enunciadas  e segundo a sua natureza funcional. Isto significa que temos que saber  qual é, para cada Ascendente, a natureza funcional dos planetas. Essa influência pode ser positiva ou negativa  e isso determina-se, antes de mais, pela natureza funcional dos planetas. É claro que também convém ter em conta o caráter benéfico natural ou maléfico natural dos planetas, pois um planeta maléfico natural, mesmo sendo funcionalmente benéfico, tende a produzir também algum mal, enquanto que um planeta benéfico natural, mesmo quando é  funcionalmente maléfico, tende a produzir algum bem. No entanto, a natureza funcional do planeta prevalece sempre , na  elaboração das previsões.
Os aspetos dos planetas, como tivemos já oportunidade de explicar, têm, na Astrologia Jyotish, uma relação direta com a distância, por número de casas, entre o planeta que estamos a considerar e o outro planeta ou casa do horóscopo. No entanto,  consideramos ainda que, para além dessa regra,  os aspetos que ocorrem dentro da orbe de 5º são efetivamente os mais poderosos e capazes de despoletar eventos significativos na nossa vida. E, a este respeito, a conjunção é o aspeto mais poderoso entre planetas: ela diz-se exata quando  dois planetas se encontram a menos de um grau de distância um do outro; diz-se próxima quando se encontram distantes  dentro de uma orbe de 5º. Quando, no horóscopo, dois planetas se encontram  em conjunção exata, os seus efeitos far-se-ão sentir como uma influência duradoura na vida da pessoa; porém, quando se encontram  em aspeto amplo, isto é, na mesma casa, mas separados por mais de 5º, produzirão efeitos apenas na última parte da vida, provavelmente após os 60 anos de idade.
Agora, qual o impacto dos aspetos dos planetas? A Astrologia Jyotish considera  uma quantidade enorme de possíveis configurações entre planetas, que se chamam yogas  e que  são assinaturas que definem as promessas natais de um horóscopo. Porém, estas assinaturas, só por si, são insuficientes para garantir previsões corretas sobre os efeitos dos planetas. E isto pela razão simples de que tais assinaturas presentes no horóscopo de nascimento, podem nunca ter ocasião de se desenvolver no tempo  e produzir os efeitos esperados. A razão para isso é que, em primeiro lugar, é  preciso determinar a força dos planetas envolvidos nesses yogas ou assinaturas específicas do horóscopo. Se, por exemplo, encontrarmos o regente da 2ª casa e o regente da 11ª casa em conjunção exata numa determinada casa, consideramos que eles formam um dhana yoga que é uma assinatura de riqueza. Mas, imaginemos que eles se encontram colocados numa casa maléfica ou que estão aflitos porque recebem o aspeto de um ou de mais planetas funcionais maléficos; ou que os seus signos mooltrikona estão aflitos pela presença de um planeta maléfico funcional ou porque recebem, no ponto mais efetivo da casa que ocupam, um aspeto de um planeta maléfico funcional poderoso. Nestes casos esses planetas, apesar de formarem uma assinatura muito auspiciosa de riqueza, são demasiado fracos para produzir os efeitos esperados.
Não significa que não permitam obter alguns ganhos, mas serão sem dúvida  insignificantes relativamente ao que se poderia esperar deste yoga. Deste modo , é bom  ter em mente que os planetas, ao interagirem e produzirem aspetos mútuos, causam efeitos de acordo com a sua força e o simples facto de formarem um yoga só por si não garante que este produzirá efeitos importantes na sua vida . Um planeta forte produz efeitos visíveis e significativos; um planeta fraco produz efeitos insignificantes e limitados.  E a influência próxima de um planeta maléfico funcional sobre uma casa ou outro planeta causa sempre prejuízo aos significados do planeta e/ou da casa afetados; pelo contrário, um planeta benéfico funcional ajuda sempre  o planeta ou casa que recebem o seu aspeto, fortalecendo os seus resultados.
Entretanto, há uma exceção a ter em conta: um planeta maléfico funcional nunca  causa danos ao seu próprio signo Moltrikona, quando está em aspeto com ele.
Continuaremos a desenvolver este assunto .

Deixe um comentário