As Casas Maléficas Também Têm Significados Positivos

bad

A Astrologia Jyotish é o resultado de milhares de anos de estudo e  de prática dos ensinamentos de sábios que escreveram nos Textos Védicos, considerados como a expressão da sabedoria dos mestres antigos. E, entre os antigos sábios, nenhum tem maior autoridade do que Parashara, que ensinou as bases da Jyotish  que podemos encontrar hoje no livro Brihat Hora Sastra. Porém, há que ter em conta que este livro, no qual  se baseiam principalmente  os ensinamentos e práticas atuais da Jyotish, incluindo os programas de software utilizados para efetuar os cálculos necessários, foi escrito posteriormente em relação a esses ensinamentos, que eram orais e, como acontece em todos os casos  em que passam por vezes muitos anos entre o tempo atual dos ensinamentos e a sua passagem para a escrita, perdem-se alguns ensinamentos, e o resultado são omissões que podem dar lugar a contradições quando não temos em conta que os textos escritos de que dispomos não são tudo o que aquele mestre ensinou e que alguns desses ensinamentos são fragmentários, exigindo por isso uma atitude crítica para podermos interpretá-los e completá-los.

Vêm estas considerações a propósito dos ensinamentos de Parashara acerca da natureza funcional dos planetas e de quais são as casas maléficas no sistema astrológico da Jyotish.  Estes dois aspetos têm que ser muito claros e não encerrar contradições porque todo o sistema de previsões se baseia neles. E, das duas, uma: ou os fundamentos são sólidos e coerentes e as previsões são confirmadas pelos casos reais ou encerram contradições porque nós insistimos em lê-los à luz de fundamentos pouco claros e erramos nas previsões , porque nos habituámos a considerar  o texto clássico, tal como o conhecemos hoje, com as suas omissões,  como se tais contradições não existissem  e por isso não obtemos uma visão lógica e coerente destes ensinamentos.
Ora, é por essa  razão  que consideramos tão importante o trabalho que o investigador e astrólogo Hindu V. K. Choudhry tem feito  na sistematização dos princípios da Astrologia Jyotish porque ele é um estudioso dos princípios clássicos da Jyotish  mas tem efetuado um trabalho de teste dos seus fundamentos a partir de uma abordagem sistemática  e experimental e, desse modo, permite-nos  uma compreensão mais clara dos fundamentos da Jyotish e também a realização de previsões mais corretas , confirmadas pela experiência das pessoas  no plano empírico.

E, de acordo com esta abordagem,  é preciso esclarecer o seguinte:

As casas do horóscopo têm todas significados positivos e negativos, embora em algumas delas os significados negativos prevaleçam e, por isso, são chamadas de «maléficas» porque estão associadas a experiências que podem ser difíceis e desafiadoras;  do mesmo modo, as casas benéficas também têm aspetos negativos, muito embora os que são positivos prevaleçam. E, num caso como no outro, a força dos planetas e a sua natureza funcional são determinantes para decidir os seus efeitos na vida concreta dos nativos.

Significados Positivos das Casas Maléficas- 6ª, 8ª, 12ª

6 ª- Para além dos aspetos negativos , esta casa também significa a vitória sobre os inimigos, uma situação financeira confortável,a  salvaguarda em relação à perda de bens através do roubo ou do fogo.
8 ª-  Vida longa, ganhos por herança, ganhos financeiros do pai, continuidade dos laços conjugais, mudança súbita que atrai dinheiro/riqueza.
12ª- Sono tranquilo,  ganhos a partir de terras estrangeiras, vida de luxo e de conforto, usufruir da companhia do cônjuge, proteção em relação a aprisionamento e estadia em hospitais. 
Para que estes significados positivos das casas maléficas se concretizem, no entanto, é preciso que elas estejam ocupadas por signos Mooltrikona  e que os seus regentes estejam fortes, bem colocados e sem sofrer por  aspetos maléficos de outros planetas.
Quanto à consideração seguida por muitos astrólogos védicos de que o regente da 3ª, da 6ª e da 11ª casas é  sempre  um planeta funcional maléfico, tal regra parece-nos que não tem apoio na realidade, pois os significados da 3ª e da 11ª casas são fundamentais para qualquer ser humano vencer no mundo através da coragem, da motivação, das capacidades mentais de comunicação e de aprendizagem (3ª casa) e  a realização dos desejos pessoais enquanto capacidade para ver os frutos do esforço e das iniciativas pessoais no mundo são um aspeto igualmente essencial para a realização  pessoal: é a 11ª casa que nos assegura o preenchimento das ambições e dos desejos pessoais e, sem os ter, nenhum de nós é capaz de realizar alguma coisa que mereça ser notada, nesta vida, nem boa nem má. Consideramos por isso, seguindo a proposta de V. K. Choudhry, que as únicas casas maléficas são a 6ª, a 8ª e a 12ª, quando ocupadas por signos Mooltrikona e quando os seus regentes estão fracos /aflitos.