Exemplo Prático- os Efeitos de um Planeta Funcional Maléfico no Horóscopo

esp

Vamos hoje analisar um exemplo prático dos efeitos dos planetas funcionais maléficos no horóscopo.

Trata-se de um horóscopo masculino:

Asc- 24º23´Capricórnio
Sol -15º 12′ Aquário
«Lua »- 9º15′ Aries
Marte- 23º27′ Touro
Júpiter- 26º 37′ Caranguejo
Vénus- 14º 39´Capricórnio
Saturno- 26º 40′ Touro
Rahu- 12º 3′ Caranguejo
Ketu- 12º 3′ Capricórnio
benu

Começamos por anotar o ponto mais efetivo das casas e que, como sabemos, corresponde ao mesmo grau do Ascendente: 24º 23′

Trata-se de um horóscopo com Ascendente no signo de Capricórnio e, para este Ascendente, os planetas funcionais maléficos são: o Sol, Júpiter, Rahu e Ketu.
Anotamos seguidamente os aspetos próximos e exatos entre os planetas e as casas do horóscopo:
Marte, Júpiter e Saturno formam conjunção próxima  com o ponto mais efetivo de várias casas- Marte está em conjunção numa orbe inferior a um grau com o ponto mais efetivo da 5ª casa e lança aspeto para o ponto mais efetivo da 8ª, da 11ª e da 12ª casas; Júpiter forma conjunção com uma  orbe de 2º com o ponto mais efetivo da 7ª casa e lança aspeto com a mesma orbe para as casas 1ª, 3ª e 11ª; Saturno está em conjunção com o ponto mais efetivo da 5ª casa numa orbe de 2º e lança aspeto para as casas 7ª, 11ª e para a 2ª casas. Os aspetos e conjunções de Marte e de Saturno são benéficos mas os de Júpiter afligem as  casas que ele influencia, dada a natureza funcional maléfica deste planeta.
Analisemos agora a força dos vários planetas:
Sol- é o maior funcional maléfico pela regência da 8ª casa do horóscopo. Recebe o aspeto de Marte, regente da 4ª casa, e que é a influência mais benéfica do horóscopo; está colocado na 2ª casa, uma casa como o Sol, o que aumenta a sua força. Não aflige a sua casa de colocação, o que o leva a adquirir mais 25% de força;  o seu signo Mooltrikona (Leão)  não está aflito; recebe o aspeto de Saturno, um funcional benéfico, regente do Ascendente e seu dispositor; obtém cerca de 61% de força na vimsopack; não aflige Mercúrio, também colocado na 2ª casa. Conclusão: Planeta muito forte.
Lua- Não recebe aspetos. Tem o seu signo Mooltrikona aflito por Júpiter. Obtém cerca de 65% de força na vimsopack. É o planeta dispositor de Júpiter, o que limita a sua capacidade para produzir resultados , uma vez que nenhum planeta pode ter mais força do que o seu dispositor. Conclusão: a sua força é média.
 
Marte- forma conjunção com Saturno, regente do Ascendente, numa orbe de 3º, o que aumenta a sua força; está em conjunção exata com o ponto mais efetivo da 5ª casa e em aspeto exato com a 8ª, 11ª e 12ª casas, que beneficiam do seu caráter funcionalmente benéfico :  ajuda a florescer os significados positivos destas casas. Porém, tem o seu signo Moltrikona aflito  por Júpiter. Obtém cerca de 60% de força na vimsopack. Conclusão: a sua força  é média.
 
Mercúrio- Está no Avasta da infância, muito perto dos 0º, pelo que perde  mais de 80% da sua força . Está colocado numa casa como o Sol, o que aumenta a sua força; não está combusto ; obtém força média nas vargas e restantes forças (Shadbala, AShtakvarga).É o planeta mais fraco do horóscopo.
Júpiter- É muito forte nas diversas vargas- 85% . Obtém força média nos restantes métodos. Recebe o aspeto exato de Saturno , regente do Ascendente, o que lhe dá 50% de força adicional;  não forma conjunção com Rahu apesar de ocupar a mesma casa ; está no estado (Avastha) da velhice, o que lhe faz perder 20% de força; forma conjunção próxima com o ponto mais efetivo da 7ª casa e com a 1ª, 2ª e a 11ª casas; não forma aspeto com o seu signo Mooltrikona mas lança aspeto para a outra casa que rege, a 3ª. É um planeta forte, apesar de  ser limitado pela força do seu dispositor, que é mais fraco (a Lua).
Vénus-  À primeira vista, poderíamos dizer que é o planeta mais forte do horóscopo pois trata-se de um yogakaraka, isto é, um planeta que, por si só, é capaz de atrair eventos positivos relacionados com a riqueza e com o sucesso para a vida do nativo. No entanto, Vénus está severamente aflito uma vez que forma um aspeto de conjunção com orbe de 2º com o eixo Rahu/ Ketu e  a  sua casa onde  de colocação está aflita por uma conjunção exata de Júpiter. Obtém força média na vimsopack mas é forte nos restantes métodos. Está colocado no próprio navamsa;  lança  e recebe o aspeto de Rahu e de Ketu. Conclusão: globalmente, a sua força é média.
Saturno- Está em estado (Avastha) de velhice, o que lhe diminui a força em 20%; rege uma casa como o Sol; está em conjunção próxima como o regente da 4ª casa, o que aumenta a sua  força; forma  uma conjunção próxima com o ponto mais efetivo da 5ª casa e está em aspeto próximo com a 7ª,com  a 2ª e  com a 11ª casas. Lança aspeto para o seu signo Mooltrikona, na 2ª casa; obtém a força de 60% nas vargas e  tem resultados um pouco inferiores nas restantes forças; forma conjunção próxima com Marte, o que aumenta a sua força. Conclusão: globalmente é médio-forte.
Sintetizando: os planetas maléficos funcionais para este horóscopo são capazes de proteger as significações dos seus signos mooltrikona que ocupam a 8ª e a 12ª casas. Assim, por ex., o Sol ajuda a prolongar a vida, permite ganhos por herança ou por golpe de sorte, etc., enquanto Júpiter permite ganhos a partir do estrangeiro, protege em  relação a  aprisionamento ou estadia em prisão ou hospital. Porém, isso não impede que os significados maléficos destas casas também se manifestem, quando  o Sol recebe aspetos por trânsito de Júpiter e dos nodos, Rahu e Ketu e vice-versa. Por outro lado, as casas onde estão colocados- Júpiter na 7ª e o Sol na 2ª-  florescem nos seus significados mas sofrem quando recebem aspetos por trânsito de qualquer um dos planetas funcionais maléficos, sobretudo quando se conjugam em simultâneo a repetição das mesmas influências: se o nativo estiver a experienciar o período dasha /subperíodo de um planeta funcional maléfico e se, em simultâneo, esse planeta ou as casas que ele rege estão aflitas por trânsito de outros funcionais maléficos. o facto de Júpiter estar exaltado , como se vê, não tem uma relevância que se sobreponha aos aspetos gerais da sua força.
As casas que sofrem a aflição de Júpiter- a 1ª, a 3ª e a 11ª – relacionadas com a vitalidade, com a saúde e com o sucesso geral (1ª casa); a 3ª, relacionada com os empreendimentos, com a coragem e a iniciativa, etc; e a 11ª relacionada com os rendimentos ,com  a realização dos desejos pessoais, com os irmãos mais velhos, etc, tendem a sofrer nos seus significados sempre que algum planeta funcional maléfico  em trânsito  forma conjunção próxima com o seu ponto mais efetivo.
Como regra geral, em cada momento devemos ter em conta qual é o regente do subperíodo planetário. Este estabelece as tendências gerais para o período em que vigora, tendo em conta a casa que rege, a casa onde está colocado e os seus significados gerais. Por ex., Mercúrio, entre outras coisas, significa a mente lógica e o discurso, a escrita e  a capacidade de comunicar . Está colocado na 2ª casa do horóscopo, relacionada também com o discurso e com a capacidade de adquirir status e riqueza usando dotes intelectuais e comunicacionais e indica a tendência geral para o nativo ganhar a vida através de uma profissão na qual essas competências são fundamentais. Agora, Mercúrio  tem o seu signo Mooltrikona  na 9ª casa, uma casa de sabedoria, de relação com o saber ancestral , com a religião, etc.. O  status da pessoa pode ser adquirido explorando alguma área do saber com um forte cariz tradicional ou religioso filosófico, etc. Durante o subperíodo de Mercúrio  o nativo experiencia eventos que trazem à superfície todos estes significados. No entanto, devido à fraqueza do planeta no horóscopo, a conjunção ou aspeto próximo dos funcionais maléficos causa stress e revezes nestas áreas de vida durante o subperíodo do planeta , com especial enfoque durante a formação dos aspetos por trânsito.

Os trânsitos causam eventos sempre que entram em contacto com o regente do subperíodo planetário, seja com a sua posição natal seja com a sua posição por trânsito, formando assim a corrente principal que dá origem aos eventos em cada momento da vida.

Exercício– Escolha um horóscopo e faça uma análise seguindo os passos que lhe deixamos. Não se esqueça de ir formando um dossier com os horóscopos que vai estudando e anotando, para memória futura.

2 Thoughts to “Exemplo Prático- os Efeitos de um Planeta Funcional Maléfico no Horóscopo”

  1. Rob

    Ola, prazer. Meus parabéns pelo excepcional blog. Tentei fazer os cálculos durante quase uma hora, sem sucesso. E fiquei me perguntando onde eu teria errado, talvez isso seja um pouco complicado demais pra mim jovem estudante de astrologia. Se voce puder me ajudar ficaria extremamente grato e sua ajuda sera de grande contribuição para o meu aprendizado. O mapa é:
    Sol em touro 25,33
    Asc em leao 26,51
    Lua em capricornio 24,01
    Marte em touro 24,37
    Mercurio em touro 02,15
    Venus em aries 14,34
    Jupiter em peixes 22,21
    Saturno em aries 27,25
    Netuno em aquario 02,07
    Urano em aquario 12,44
    Plutao em sagitario 7,00
    Obrigado

    1. Olá
      Não sei se reparou mas este é um blog de Astrologia Jyotish, que não usa os planetas exteriores (Urano, Neptuno, Plutão). Se o que deseja é obter a sua carta astrológica, poderá obtê-la por si mesmo através do programa gratuito Jaganatha hora que aconselhamos neste site. Explicamos, em artigos no menú «vamos começar», aqui no site, como usar esse programa para esse efeito e o que deve ter em conta antes de introduzir os seus dados pessoais no software. Se mesmo assim precisar de ajuda, deixe-nos os seus dados- data de nascimento, local e hora- e teremos todo o gosto em dizer-lhe qual o seu Ascendente, signo solar e da Lua na Astrologia Jyotish. Informamos que a Astrologia Jyotish considera que cada signo inteiro corresponde a uma casa, salvo raras exceções. Se explorar o menu do site encontrará vários artigos explicativos sobre isso.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.