O Que dizem os Mestres- A Natureza Funcional dos Planetas #1

madcv

Iniciamos a caracterização dos planetas para cada signo Ascendente,  de acordo com Parashara e o cap. 34 de «Brihat Hora Sastra».

Ascendente Carneiro (Aries)– Saturno, Mercúrio e  Vénus  são considerados maléficos. O Sol , Marte e Júpiter são considerados benéficos. Parashara acrescenta que, se houver um aspeto entre Júpiter e Saturno, este não produz resultados benéficos, embora Saturno seja o regente de uma casa kendra (10ª) e Júpiter tenha a regência de uma casa trikona (9ª). Esta consideração está em conformidade com a regra de que, quando um planeta rege uma kendra ou trikona e uma casa maléfica, não forma Rajyoga  quando está em aspeto com o regente de outra casa kendra/Trikona. Porém, o texto é completamente omisso em relação à Lua, regente da 4ª casa. Teremos pois que considerar que esta descrição está incompleta e não temos a totalidade do texto pois o papel da Lua ficou por caracterizar. Vénus, como regente da 2ª e da 7ª casas é considerado um poderoso maraka, podendo infligir a morte no seu período/subperíodos. Saturno também é considerado como capaz de infligir a  morte, se associado com um planeta maléfico.
Ascendente Touro- A Lua, Vénus e Júpiter são considerados maléficos. Saturno e o Sol são considerados benéficos. Saturno, regente da 9ª e da 10ª casas é um yogakaraka, atraindo poder e riqueza para o nativo. A caracterização de Mercúrio é curiosa: diz que «Mercúrio é de algum modo inauspicioso». Significa isto que ele é considerado neutro? Ora, Mercúrio rege  a 5ª casa, uma casa muito boa, mas também  tem a regência da 2ªcasa, uma casa maraka. Por outro lado, a única referência a Marte é para dizer que ele «é capaz de infligir a morte». Ora, sendo regente da 7ªcasa e da 12ª, isso é verdade. Mas, porque não foi ele referido no mesmo grupo dos planetas maléficos? Porque se parte do princípio de que os maléficos são os regentes da 3ª, 6ª e 11ª casas?  Marte é um planeta maléfico natural que rege uma casa kendra e, por essa razão, poderia dar bons resultados. Porém,  também rege  uma casa maléfica, a 12ª, ocupada pelo seu signo Mooltrikona. A sua classificação lógica será como maléfico. Júpiter, a Lua e Vénus são considerados planetas maraka. Pelas regras dadas, Júpiter é considerado um poderoso maléfico.
Ascendente Gémeos– O Sol, Marte e Júpiter são considerados maléficos. E acrescenta-se que Vénus é o único planeta auspicioso. Diz-se também que a Lua  é o principal planeta maraka, pela regência da 2ª casa. O texto é completamente omisso em relação a Mercúrio e a Saturno, embora em relação a este último haja uam referência de que, se ele formar aspeto com Júpiter não dará bons resultados: como rege a 8ª e 9ª casas, que são respetivamente uma casa maléfica e uma casa trina, não forma Rajyoga. Mas é neutro ou maléfico? do mesmo modo, a Lua, embora seja considerada um planeta maraka, os seus resultados dependem da associação, isto é, dos aspetos que recebe de outros planetas. Por outras palavras, é neutra. Mas e Mercúrio , que é o regente do Ascendente? Nem uma palavra sobre ele, mais uma vez o texto aparece fragmentado. De acordo com as regras estabelecidas, no entanto, Mercúrio é um benéfico natural que rege duas casas kendra ( uma delas, a 1ª é simultaneamente trina)  e  os seus resultados podem por isso ser duvidosos mas é também o regente do Ascendente. No entanto, os seus resultados podem ser flutuantes se ele for fraco no horóscopo. A tradição classificou-o como benéfico.
Ascendente Caranguejo– Vénus e Mercúrio são considerados maléficos. A Lua, Marte e Júpiter são auspiciosos. Saturno e o Sol são planetas maraka e dão resultados de acordo com as suas associações.  Ora, há algumas coisas interessantes aqui. Por ex., a caracterização de Saturno parece apontar para uma classificação de «neutro», o mesmo acontecendo com o Sol, pela regência da 2ª casa, uma casa maraka. Mas reparemos nas regências de Saturno: a 7ª e a 8ª casas. É  um poderoso maraka e, se pela regência da 7ª casa podia dar bons resultados, uma vez que é um planeta maléfico natural a  reger uma casa kendra, a regência da 8ª casa arruína completamente essa possibilidade. É por isso difícil de compreender esta afirmação de que Saturno «dá efeitos de acordo com as suas associações». A caracterização de Júpiter como benéfico  só pode ser encarada como uma exceção que também não é explicada pois o signo Mooltrikona do planeta ocupa a maléfica 6ª casa. Ficamos sem perceber a que se deve  a referida exceção se a casa predominante neste caso é a 6ª.  Por sua vez, reconhece-se o estatuto de Marte como planeta yogakaraka pela regência da 5ª e da 10ª casas.
Ascendente Leão- Mercúrio, Vénus e Saturno são maléficos. Marte, Júpiter e o Sol «dão bons resultados», isto é, são benéficos. Tendo em conta a regra segundo a qual quando um Planeta rege uma kendra ou uma trikona e uma casa maléfica não forma Rajyoga, a associação de Vénus e Júpiter não produz bons resultados.Saturno e a Lua são planetas maraka (Saturno rege a 6ª e a 7ª e a Lua rege  a 12ª) e produzem «efeitos de acordo com as suas associações». Ora, se esta afirmação é  consentânea com a classificação da Lua como planeta neutro para este Ascendente, o mesmo já não acontece com Saturno, que é um poderoso maléfico para este Ascendente podendo produzir muitas obstruções e doença ou acidentes que colocam em perigo a vida do nativo. Mercúrio é considerado maléfico porque rege a 2ª casa que é uma casa maraka, e a 11ª, considerada maléfica pelas razões que explicámos e que a nosso ver, é uma classificação que não faz sentido pois os resultados deste planeta, quando está forte, são muito positivos; o mesmo acontece com Vénus, que rege a 3ª e a 10ª casas. Quanto à classificação de Saturno como maléfico ela não nos suscita dúvidas, antes estranhamos  a referência final do texto a respeito deste planeta, sugerindo que existe texto omisso na afirmação, que é contraditória com o que se afirma no início quanto ao caráter maléfico de Saturno.
Ascendente Virgem- A Lua, Marte e Júpiter são maléficos. Mercúrio e Vénus são auspiciosos. Se houver associação entre Mercúrio e Vénus há um yoga pois Vénus rege a 2ª e a 9ª casas e Mercúrio rege a 1ª e a 10ª  e, de acordo com as regras, a associação entre o regente da 9ª e da 10ª casas é um importante Rajyoga. Porém,  a regra secundária segundo a qual se um planeta rege uma kendra ou trikona e também uma casa maléfica não produz Rajyoga ao associar-se, não se aplica neste caso. Perguntamos porquê? Porque, de facto, não se reconhece a 2ª como má. Então, como se vê, há contradição com a afirmação prévia de que o regente da 2ª é um planeta maléfico ou faltam referências que permitam compreender quando e em que condições é que o regente dessa casa se torna maléfico e a afirmação de que «é sempre maléfico» é obviamente incorreta e não expressa o ensinamento real de Parashara. Vénus é considerado um planeta maraka , apesar de reger a 9ª casa, pois o seu signo Mooltrikona ocupa a 2ª casa. O texto refere ainda que o Sol produz efeitos «dependendo das suas associações», isto é, tem natureza neutra, como regente da 12ª casa. E Saturno está ausente desta caracterização, não há qualquer referância e ele, apesar de ser regente da 5ª e da 6ª casas. Mais uma vez, temos o texto incompleto. A tradição costuma classificá-lo como neutro, devido à regência da 5ª casa que é uma casa muito auspiciosa. No entanto, Saturno pode produzir muitos efeitos adversos na vida destes nativos, como a experiência tem comprovado.
 (continua)
Nota: Ao apresentarmos os fundamentos da classificação da natureza funcional dos planetas para cada Ascendente segundo a maior autoridade reconhecida na Jyotish, que é o sábio Parashara, queremos que os leitores compreendam a nossa opção pela abordagem desenvolvida pelo investigador V. K. Choudhry que é logicamente decorrente das regras desenvolvidas por Parashara, ultrapassadas as contradições e com apoio em muitos anos de experimentação concreta em que as previsões coincidiram com as experiências reais na vida das pessoas. No próximo artigo apresentaremos a natureza funcional para os restantes Ascendentes. 

Também Poderá Gostar de Ler