Planetas Funcionais Maléficos, Dashas e Trânsitos

das
Falamos neste artigo da relação entre planetas funcionais maléficos, dashas e trânsitos.
Durante o período dasha de um planeta ou de um subperíodo, os eventos que surgem na vida da pessoa estão relacionados com os significados dos papeis que esse planeta desempenha no horóscopo, com especial relevo para os significados da casa ocupada pelo seu signo Mooltrikona. Mas, para além destes significados, temos também que ter em conta a casa do horóscopo pela qual o regente do período dasha e/ou do subperíodo está a transitar , bem como a posição por trânsito do regente do subperíodo.
O regente do período dasha estabelece o contexto geral das experiências mais significativas da vida da pessoa ao longo de vários anos. Porém, é o regente do subperíodo que, em conjunto com o trânsito dos planetas, produz eventos específicos num determinado período mais curto.

Relação com os Eventos Concretos

Esta produção de eventos ocorre quando um planeta, que pode ser funcionalmente benéfico ou funcionalmente maléfico, forma um aspeto próximo com : 1. o ponto mais efetivo de uma casa do horóscopo; 2. com a posição de nascimento do regente do subperíodo; 3. com a posição em trânsito do regente do subperíodo. Quando os planetas em trânsito são benéficos e fortes, criam eventos positivos relacionados com os papeis que desempenham no horóscopo; quando são maléficos, criam eventos negativos ou desafiadores associados com os seus significados gerais e específicos.
Vamos agora analisar um exemplo prático para ajudar os leitores a compreender os princípios básicos da interpretação:
Trata-se de um horóscopo feminino com Ascendente Sagitário.
O ponto mais efetivo situa-se a 4º 2′ e corresponde, como sabemos, à longitude do Ascendente.
Esta mulher atravessa neste momento o dasha da Lua, o planeta mais maléfico para o Ascendente Sagitário. Este período teve início em 30/5 /2013 e termina em 31 /5/2023. O subperíodo atual é o da Lua, que teve início no começo do dasha e termina em 30 /3/2014.
A Lua rege a 8ª casa e está colocada na 12ª. Está debilitada na carta de nascimento e na varga Navamsa. É o planeta mais fraco do horóscopo. Assim, os significados gerais negativos da 8ª e da 12ª casas têm sido uma constante desde o início do dasha: experimentou diversas experiências de perda em relação a pessoas próximas ou corte/separação de laços afetivos em relação a algumas pessoas; no plano material, tem enfrentado uma quantidade muito elevada de despesas e de gastos financeiros, de forma contínua. As obstruções aos seus esforços , outro significado associado com a 8ª casa, têm também sucedido ao longo de todo o subperíodo. A Lua também significa, em termos gerais, a mente emocional, o cuidado de nutrição e de afeto e estas têm sido áreas de stress desde o início do subperíodo.
Como a Lua tem um movimento muito rápido, a sua influência por trânsito faz-se sentir com muita frequência mas com curta duração. De qualquer modo, a repetição das situações de stress, embora de curta duração, acaba por ter um impacto geral negativo na vida da pessoa.
No dia 30 de Março e até 2 de novembro de 2014 estará operante um novo subperíodo: o de Marte, regente da 5ª casa do horóscopo e um planeta que é forte no horóscopo pelo que será de esperar que as condições de stress às quais esta pessoa tem estado submetida aliviem. Marte é também um planeta associado ao conhecimento pois rege a 5ª e a 12ª casas, formando um yoga designado por jnana yoga. Será provavelmente um período em que novas formas de criatividade e de auto expressão , mas também de recolhimento e de estudo, serão experimentadas. Desde o início de julho de 2014 Marte forma conjunção com o ponto mais efetivo da 11ª casa, podendo trazer ganhos, aumento do rendimento e novos conhecimentos nos círculos sociais.
Nos meses de Julho/Agosto Júpiter em trânsito forma aspeto com a Lua de nascimento e , apesar de ser um planeta não muito forte, pois está no estado (avastha) de infância, a sua influência sobre a Lua ajuda a moderar os efeitos negativos desta, uma vez que Júpiter está colocado no seu signo Mooltrikona no horóscopo de nascimento e rege o Ascendente.
A partir do início de Agosto de 2015 e formando uma conjunção exata com o ponto mais efetivo da 10ª casa, Rahu transita pela sua posição natal na 10ª casa. Rahu em trânsito traz, habitualmente , áreas de stress e de tensão para a vida da pessoa. Neste caso, essas experiências relacionam-se com a carreira/profissão. Como a 10ª casa é também uma casa de ação (Karma), esta pessoa pode ser levada a desenvolver alguma ideia empreendedora que permita a expansão da sua vida profissional. O regresso de Rahu à posição de nascimento tem também a significação de um novo ciclo profissional. Rahu está colocado num bom signo e numa boa casa, pelo que , em termos de prosperidade material ,o aumento de riqueza e de status, a ação de Rahu pode ser favorável , trazendo eventos que aumentam a adrenalina da pessoa e geram tensão adicional, porque saem fora dos processos habituais de desenvolvimento dos assuntos profissionais, mas pode também trazer boas oportunidades. Isto é acentuado pelo facto de, desde novembro de 2014 e até 29 de abril de 2016, Rahu ser também o regente do subperíodo.
De cada vez que a Lua em trânsito formar aspeto próximo e exato com as posições mais sensíveis do horóscopo , especialmente as que se referem ao regente do subperíodo, passando pelo ponto mais efetivo das casas do horóscopo, traz eventos súbitos de perda, de obstrução, gastos, etc. lembrando que , apesar de poder haver eventos positivos ao longo do dasha de 10 anos que rege, estes terão sempre o reverso dos significados gerais do planeta funcional maléfico que rege as tendências gerais do período longo.