Ler os Relacionamentos e o Casamento- Asc. Touro

análise do casamento Ascendente Touro

Continuamos a exemplificar a leitura das áreas de vida para o Ascendente Touro, usando como exemplo o horóscopo feminino que temos vindo a analisar. Pedimos que os nossos leitores revejam a análise geral dos planetas e casas nesse horóscopo para acompanharem a análise seguinte. No primeiro artigo que publicámos  encontram a carta natal e as considerações gerais necessárias. Os significadores principais que indicamos são válidos para qualquer horóscopo com este Ascendente, o que dá aos nossos leitores uma base simplificada para fazerem as suas próprias análises das áreas de vida que estamos a exemplificar num horóscopo diferente com o mesmo Ascendente. Hoje iremos analisar o potencial de relacionamento e o casamento a partir da D-1 e, no próximo artigo acrescentaremos a análise da varga Navamsha, pois o nosso objetivo, com esta  série de artigos é exemplificar como usamos os significadores  das áreas de vida no horóscopo e nas cartas divisionais. Assim, deverão ainda ter presente o artigo  sobre os significadores das áreas de vida para o Ascendente Touro.

Significadores de relacionamentos e do casamento para o Ascendente Touro

O fator principal que determina o casamento ( e o seu momento) é a 4ª casa e os planetas que a influenciam, se existirem. No nosso exemplo, a  4ª casa é ocupada pelo signo Leão e está ocupada por Júpiter. Recebe  o aspeto de Marte, regente da 7ª e da 12ª. Marte encontra-se colocado na 10ª casa.  O regente da 4ª está colocado, por seu lado, na 11ª casa. Com esta configuração, é de esperar que o marido (trata-se de um horóscopo feminino) seja encontrado nos meios sociais e/ou profissionais (10ª e 11ª casas). Pode ser alguém com uma carreira pública que faz dele uma pessoa influente, bem relacionada , podendo ser uma figura pública. O casamento pode acontecer num dos subperíodos dos planetas que têm relação com a 4ª casa: o Sol, regente da casa; Júpiter, colocado na 4ª casa; Marte, que rege a 7ª e lança aspeto para a 4ª.

Consultando o software, para observarmos os períodos dasha e os sub períodos operantes na altura em que normalmente se dá o casamento, observamos que , na idade  mais comum  para o casamento temos o subperíodo do Sol, no dasha atual de Rahu entre 6 de julho de 2020 e 29 de maio de 2021; o sub período de Marte, entre 30 de novembro de 2022 e 18 de dezembro de 2023 ou o dasha de Júpiter, que se inicia a 18 de dezembro de 2023 e vai até 2039. O primeiro subperíodo é o de Júpiter,  entre 18 de dezembro de 2023 e dezembro de 2026. Posteriormente temos ainda, neste dasha, um subperíodo do Sol entre junho de 2034 e abril de 2035 e  o sub período de Marte entre agosto de 2036 e julho de 2037. Olhando para os trânsitos  dos planetas  significadores nessas datas, consideramos que uma data  forte possível para o  casamento  seria por ex., janeiro de 2023 durante o sub período de Marte, quando o Sol transita pela 9ª casa ocupada pelo signo de Capricórnio; Marte transita por Touro no Ascendente   formando conjunção com a Lua natal e Júpiter transita pela 11ª casa no signo de Peixes, formando conjunção com o Sol e Vénus na posição de nascimento.  Evidentemente, esta é uma entre outras datas possíveis pois a Astrologia não indica fatalidades, indica tendências fortes ou fracas para que um determinado evento surja nas nossas vidas. Mas este é certamente um período em que um evento importante como este tem forte probabilidade de acontecer na vida desta pessoa.

Os significadores  secundários para o casamento são a 7ª casa e a 2ª casa e notamos a propósito que Marte rege a 7ª casa e que Rahu , o regente do dasha, forma aspeto com a 2ª casa, reforçando a indicação de que o casamento tem forte probabilidade de ser realizado neste período pois tanto o regente do dasha – Rahu- como do sub período, Marte, estão operantes e os trânsitos confirmam a tendência. Notamos ainda a posição de Rahu na 8ª casa, o que forma um dosha,(aflição)  segundo a Jyotish tradicional, e que pode ter efeitos negativos no casamento como separação ou divórcio, saúde frágil do marido, infelicidade na vida conjugal. Porém, e  ainda de acordo com a Astrologia Jyotish, este dosha é cancelado se Júpiter, o significador geral da vida conjugal, estiver em aspeto com a 8ª casa, o que de facto acontece neste horóscopo: Júpiter está em aspeto com o ponto mais efetivo da 8ª casa e também em aspeto numa orbe de 1º com Rahu. Mas é bom lembrar que tanto Júpiter como Rahu são maléficos funcionais e , por isso, durante os subperíodos de ambos , e quando estes ou Vénus ou Marte , os outros maléficos funcionais para este Ascendente transitarem por esta casa ou formarem aspeto exato com Júpiter ou Rahu, a vida conjugal pode passar por momentos de grande stress e a separação torna-se uma possibilidade bem real.

Para além desta aflição ou Kalathra dosha que aflige este horóscopo, vemos ainda outros indicadores da felicidade para  o casamento: para além da 4ª casa, observamos também a 7ª, a 2ª e a 12ª casas e o Sol e de Júpiter. Comecemos com a 4ª casa, ocupada por Júpiter.  Este é um planeta funcional maléfico para este Ascendente e está em conjunção com o ponto mais efetivo desta casa, o que indica stress no sentimento de felicidade pessoal e de harmonia interior durante alguns períodos, quando Júpiter em trânsito forma aspeto próximo com esta casa e quando os outros  planetas funcionais maléficos entram em aspeto com Júpiter  e com o ponto mais efetivo dessa casa , através dos trânsitos: estes referem-se ao trânsito de Marte e de  Vénus, para além do próprio Júpiter. Saliente-se que Júpiter tem o seu signo Mooltrikona na 8ª, que simboliza os laços conjugais e que portanto, não pode afligir esta casa pois a regra é que um planeta funcional maléfico nunca aflige o seu próprio signo Mooltrikona.  Marte e Vénus são planetas de movimento rápido pelo          que o stress que causam é de relativamente curta duração. O regente da 7ª casa é também regente da 12ª, casas relacionadas com o estrangeiro e uma das causas de infelicidade pode ser a separação do cônjuge durante alguns períodos, provavelmente devido a motivos profissionais (Marte está colocado na 10ªcasa) . Adicionalmente vemos o Lua e Vénus. A Lua está exaltada, na 1ª casa e Vénus está exaltado na 11ª casa. Assim, à partida, parece que esta pessoa gozará de alguma felicidade ,podendo ter ela própria um círculo de amigos muito satisfatório e apoiante que compense o que corre menos bem na vida conjugal.

O marido é mostrado pela 4ª casa, ocupada pelo signo Leão. É de esperar que tenha uma presença dominadora, uma personalidade talvez egocêntrica mas muito segura de si, atraente e com uma aura de sabedoria, pois Júpiter, o planeta do conhecimento superior, indica o marido de forma enfática. Pode no entanto ser de tal modo seguro de si que chegue a ser enfatuado e convencido. Um elemento adicional é Rahu  na 8ª casa que complementarmente também significa o marido: este pode indicar desejo intenso de poder, uma carreira na política  ou na investigação mas em que o desejo de se tornar uma autoridade e a ambição podem ser bastante fortes e sobreporem-se a outros interesses ou mesmo às necessidades emocionais, o que pode levar a descurar  as necessidades da parceira. Os significadores adicionais, a 2ª casa ocupada por Ketu e a 7ª casa ocupada pelo signo Escorpião  indicam fatores secretos na personalidade, um modo de ser que pode esconder muitas facetas, não sendo fácil conhecer totalmente a sua personalidade , que pode por vezes tender para o secretismo das intenções ou  para esconder alguns recursos,(como dinheiro) que não revela inteiramente ao parceiro. Ketu na 2ª casa também pode indicar uma pessoa que vem de uma família de poucos recursos ou de um ambiente familiar infeliz  e que aprendeu a dissimular os objetivos e intenções, podendo ser mentiroso e manipulador.

Para não alongar em demasia este artigo, faremos a análise da Navamsa  para este horóscopo no próximo artigo.

(Continua)

Deixe um comentário, a sua opinião conta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.