Maria Antonieta, o Destino Trágico de uma Rainha

mari

Maria Antonieta, Rainha de França 2 Novembro 1755, Viena,  Áustria 48 N13: 16 E 20 Timezone: LMT 16 E 20 (Espólio de Lois Rodden)

Resumo biográfico:  Maria Antonieta tornou-se  num ícone da  História. Filha do imperador Francisco I e de Maria Teresa de Áustria, foi prometida como rainha consorte ao delfim de França e futuro rei,  para solidificar uma aliança política entre países até então inimigos. Tinha 14 anos quando casou  e a sua beleza começou  cativou  inicialmente os franceses, que se amontoavam para a ver em Paris. Porém, durou pouco este apreço pela rainha, cujo comportamento despesista num momento de crise financeira grave do país  rapidamente  a tornou  num bode expiatório para todos os males que atingiam o povo. O casamento com o rei também não correu bem  pois, aparentemente, não foi  consumado durante  os primeiros 7 anos e os boatos rapidamente cresceram, levando a acusações de promiscuidade no comportamento da rainha. Esta  pagou caro  o seu gosto pelas extravagâncias e por gastar grandes somas de dinheiro em frivolidades quando o povo morria à fome. O ódio dos franceses pela rainha fez com que, oito meses após o rei ter sido executado pelos revolucionários, a rainha também  tivesse sido acusada de traição e de  promiscuidade sexual  que incluía a acusação de incesto com o filho, acusação hoje considerada  como simplesmente fantasiosa. Morreu na guilhotina após o carrasco lhe ter cortado o  belo  e longo cabelo para este não  lhe atrapalhar  o golpe. Tinha 37 anos de idade e foi a última rainha de França.

O que nos Conta o Horóscopo

A personalidade básica é constituída por Ascendente Gémeos e o Sol e a Lua no signo de Balança.  Trata-se de uma personalidade básica formada por um único elemento, o Ar.  Não admira que a rainha tenha chocado os seus súbditos pois esta é uma personalidade que gira em torno das interações sociais, da comunicação e da diversão. A rainha gostava de se divertir, gostava de festas, de coisas bonitas como belas roupas e joias e faltava-lhe muito provavelmente  o sentido prático e a sensatez  para se preocupar com as tarefas  e os  problemas que afetam as rotinas diárias que  ela provavelmente detestava.  O Sol e a Lua estão na 5ª casa do horóscopo, indicando potencial criativo , dons artísticos e  gosto pelas Artes  mas também, provavelmente, amor pelo risco e pelas atividades do jogo e da especulação.  Por outro lado, o regente do Ascendente, Mercúrio, está colocado na 6ª casa, a casa dos inimigos e das obstruções, das dívidas etc. e isto não ajudou nada a manter a imagem da rainha.

Para o Ascendente Gémeos, os únicos funcionais maléficos são Rahu e Ketu uma vez que não há signos Mooltrikona na 6ª, na 8ª ou  na 12ª casas.  Porém, Mercúrio está colocado na casa dos litígios e das acusações em conjunção exata com o ponto mais efetivo dessa casa revelando que os assuntos relacionados com esta casa seriam muito importantes na vida da rainha.  E foram, no pior sentido, pois esta posição indica tendência para sofrer acusações em processos judiciais. No caso presente, a rainha foi acusada e sumariamente condenada tendo predominado os significados negativos desta casa. O regente do Ascendente foi incapaz de garantir  proteção em relação aos assuntos da casa .  Marte está  em receção mútua com Mercúrio, pois  está colocado no Ascendente ,embora não esteja em aspeto próximo com o seu ponto mais efetivo mas isto  não se traduz em nenhum benefício.

Porém, olhando para o horóscopo em termos globais, vemos que o Sol está debilitado, que a Lua está no avastha da infância, nos primeiros minutos do 1º grau do signo e  que Vénus forma um  aspeto próximo com Ketu. Os planetas presentes na 5ª casa do horóscopo, uma das casas da «sorte» nesta vida devido a   «créditos por ações passadas» estão ,ou fracos , ou aflitos. A outra casa indicadora da sorte , a 9ª, está ocupada por Ketu. Tanto Ketu como a 9ª casa têm relação com o estrangeiro e a curta vida desta rainha foi decidida em terras estrangeiras . O povo francês, de resto, referia-se à rainha como «a austríaca» e nunca a aceitou verdadeiramente como  a sua rainha.

Mercúrio, o regente do Ascendente, lança um aspeto para a 12ª casa,  que rege as perdas, a residência em países estrangeiros, as despesas e o aprisionamento ,  formando um  aspeto exato com o ponto mais efetivo da casa . Não recebe qualquer aspeto de outros planetas , mostrando-se frágil para proteger os seus significados, pois é um planeta neutro, cuja força advém em grande parte da associação com outros planetas, para o bem e para o mal . A rainha acabou por ser vítima do seu descontrolo nos gastos e o resultado foi a  prisão em terras estrangeiras, seguida da sua morte.  O  signo Mooltrikona  de Mercúrio ocupa  a 4ª casa, regente das raízes, do lar e  da felicidade subjetiva da pessoa.  Júpiter , regente da 7ª e da 10ª casas, está aqui colocado em aspeto próximo com o ponto mais efetivo da casa. O estrangeiro (7ª casa) e a vida pública e reputação (10ª casa) acabaram por se repercutir no sentimento  de bem estar pessoal desta rainha que, pelas razões  referidas, não terá alcançado grande felicidade, embora tenha atingido a notoriedade e tenha vivido com conforto e com todos os bens que poderia desejar : viveu em Versailles, a glória arquitetónica do seu tempo e passeou-se em sumptuosas carruagens, etc (4ª casa).

Marte, o regente da 11ª casa que rege a realização dos desejos , os ganhos e as amizades, recebe  o aspeto exato de ketu e esta aflição impede –o de proteger a rainha em relação às suas muitas dívidas; também não a protege em relação aos inimigos nem às falsas acusações, relacionadas com a 6ª casa.

Finalmente, olhemos para os períodos dasha: a rainha nasceu no período principal de Marte, no subperíodo de Mercúrio.  Desde cedo que foi considerada um instrumento político para servir como moeda de troca entre governantes desavindos. Muito nova foi enviada para um país estranho onde teve que aprender a viver. Quando casou, em 16 de Maio de 1770, estava operante o  dasha de Rahu, subperíodo de Ketu, justamente os maléficos  funcionais  no seu horóscopo.  Quanto aos trânsitos para este dia, vemos O Sol, Vénus e Mercúrio, o regente do Ascendente, colocados na 12ª casa,  Vénus e Mercúrio em conjunção exata, e em aspeto próximo com o ponto mais efetivo da casa. Rahu e Ketu estão debilitados, colocados respetivamente na 6ª e na 12ª casa.  Os nodos fazem surgir situações estranhas e muitas vezes impossíveis de esclarecer na vida da pessoa. O célebre episódio que manchou a reputação da rainha, relacionado com  um colar, é um bom exemplo. A rainha , apesar de ter sido acusada, não teve qualquer parte neste episódio. Outro acontecimento que se virou contra ela foi o facto de o rei  sofrer de um problema que o tornava impotente e, durante sete anos, o casamento não foi  consumado, até  ter sido resolvido. Mais uma vez, a situação recaiu sobre a rainha, como se fosse culpa sua. Júpiter, regente da 7ª, está colocado nesta casa, uma posição típica  de trânsito para este evento. A Lua transita pela 8ª casa, formando aspeto com o ponto mais efetivo da mesma, trazendo mau augúrio  para o futuro do casamento ( e da própria vida da rainha).

A morte da rainha ocorreu no dasha de Júpiter , subperíodo de Saturno. Saturno tem um papel pouco feliz neste horóscopo, uma vez que rege a 8ª casa, e lança aspeto muito próximo  para a Lua, fraca, que rege a 2ª casa e também está fraca. Saturno está enfraquecido pois está no avastha da  infância e também devido à presença de Ketu no seu signo Mooltrikona, embora  sem formar aspeto com o ponto mais efetivo da casa. E esta conjugação faz destes, planetas maraka (capazes de produzir a morte).  No dia da sua morte, 16 de outubro de 1793, o Sol transitava pela posição natal da Lua, em Balança, a Lua transitava pela 8ª casa, Saturno, o regente da 8ª casa estava a transitar pelo signo de debilitação, Carneiro.  Júpiter transitava pela 6ª casa, em conjunção com o ponto mais efetivo da casa e com a posição natal de Mercúrio, o regente do Ascendente e Rahu formava conjunção exata com o ponto mais efetivo da 3ª casa, uma casa que também tem relação com a longevidade e a casa regida pelo Sol que, neste momento, estava também no seu signo de debilitação . Em conjunção com Rahu estava Marte, também afetando o ponto mais sensível desta casa. Vénus  estava também presente nesta casa, embora sem formar aspeto próximo com Rahu. Vénus rege a 12ª casa (o fim da vida). A 3ª casa tornou-se, deste modo, numa poderosa casa maraka e a conjunção entre o ponto mais efetivo da casa e as energias de Marte e de Rahu indiciavam a morte violenta da rainha.

Também Poderá Gostar de Ler

One Thought to “Maria Antonieta, o Destino Trágico de uma Rainha”

  1. I have been explorring for a little for any high-quality articles or blog
    posts in this sort of area . Exploring in Yahoo I at
    last stumbled upon this web site. Reading this
    information So i’m happy to convey thwt I have a very just right uncanny feeling I
    came upon just what I needed. I most definitely will make certain to don?t disregard this website and give
    it a look on a constant basis.

Comments are closed.