Ler a Carreira- Ascendente Capricórnio

amnc

Depois de apresentarmos a análise da força geral dos planetas  num horóscopo masculino com Ascendente Capricórnio num artigo anterior,  vamos hoje iniciar a análise de cada uma das principais áreas de vida neste horóscopo para facilitar a aprendizagem dos nossos leitores. Lembro entretanto que qualquer interpretação parcial do horóscopo, neste caso a da carreira/profissão, implica necessariamente a análise dos aspetos apresentados nesse artigo inicial  para vermos a  força geral  e a  natureza funcional dos planetas e das casas , sob pena de a interpretação de cada área de vida perder a fiabilidade. Por vezes há, por ex., uma assinatura (yoga) de riqueza no horóscopo mas, para que ela frutifique na vida da pessoa,  a primeira condição necessária é que os planetas que a formam sejam fortes e não estejam aflitos no horóscopo de nascimento (D-1). Por outro lado, como dissemos anteriormente se um planeta está, por ex., exaltado numa determinada carta divisional mas está debilitado ou de algum outro modo enfraquecido na D-1, será pouco provável que dê resultados dignos de nota relativamente às suas significações. Assim, não devemos esquecer que a D-1, o horóscopo de nascimento, é sempre  o ponto de referência principal e que as cartas divisionais são apenas  uma visão em pormenor daquilo que é prometido na D-1.

Leitura da Carreira/ profissão pelos Significadores no Horóscopo

Para o Ascendente Capricórnio observamos a 10ª e a 2ª casas, ambas ocupadas por signos Mooltrikona e, secundariamente, o Sol.  A 10ª casa é ocupada pelo signo Balança e recebe o aspeto de Júpiter, o regente da 3ª casa. Saturno também lança um  aspeto para esta casa, fator importante pois é o regente do Ascendente;  Marte, o regente da 4ª e da 11ª casas também influencia esta casa. Vemos deste modo que a área da carreira e do reconhecimento público é muito enfatizada neste horóscopo e que a vida profissional desempenha um papel muito importante na realização dos objetivos de vida. Nesta área de vida este nativo encontrará um sentido de propósito (aspeto do regente do Ascendente), contacto com lugares longínquos e, por vezes, um sentido de isolamento (aspeto de Júpiter) e ganhos e a realização de ambições pessoais (Vénus, regente da 10ª, colocado na 11ª, o que constitui um yoga de sucesso ). O regente da 10ª casa, Vénus,  encontra-se  conjunto com o Sol, um  planeta funcional maléfico para este Ascendente mas que, nesta casa, favorece os ganhos. Vénus, como vimos antes, é um planeta yogakaraka e atrai ganhos e rendimentos para a vida desta pessoa, para além de promover a realização dos seus desejos e ambições.  A 3ª casa é uma casa de iniciativa, de coragem, de  desejo  e de empreendedorismo, para além de estar relacionada com as competências mentais e comunicativas. Neste horóscopo observamos a presença de Ketu, que está no signo de Peixes e, por essa razão, guia as iniciativas do nativo para um plano mais espiritual do que material. Dá uma boa intuição. Mas a pessoa vê muitos dos seus impulsos e desejos enfraquecerem devido a  uma espécie de inibição ou de inércia , embora seja corajosa e capaz de enfrentar situações desafiadoras. Porém,  por um lado o seu regente do Ascendente e da 2ª casa, Saturno, impulsionam-no para adquirir uma boa posição material e profissional, dinheiro e conforto material mas, por outro, Ketu na 3ª casa  desvia o interesse do nativo dos afazeres e das atividades mundanas e faz nascer o desejo de se libertar dos limites do ter e de todas as suas posses.  A 3ª casa é uma casa de crescimento (upachaya) e os seus resultados tendem a melhorar à medida que o tempo vai passando. Nesta configuração, certamente que o nativo conhecerá o dualismo de muitas vezes desejar aumentar a sua riqueza e posição social e, ao mesmo tempo, inibir a iniciativa que lhe permitiria alcançar tudo isso, sendo muitas vezes passivo  e tendo falta de energia para levar a cabo iniciativas novas.

A 2ª casa, ocupada pelo signo Mooltrikona do regente do Ascendente, Saturno, recebe os aspeto de Saturno, o seu regente, e de Júpiter, regente da 12ª e da 3ª casas.  Os períodos de Júpiter que coincidam com trânsitos do planeta ou de outros funcionais maléficos com influência para esta casa podem indicar eventos de perdas financeiras ou de despesas difíceis de controlar. Como referimos no artigo inicial sobre este horóscopo, esta pessoa está a atravessar o dasha  de Júpiter, que teve início no ano de 2013 e, durante este período, deverá estar  atenta ao trânsito conjunto de Saturno e de Júpiter que pode trazer alguma nova oportunidade de carreira envolvendo viagens aos estrangeiro ou mesmo residência no estrangeiro. O aspeto de Saturno para a 2ª casa que ele rege, é indicador de que esta pessoa conseguirá obter ganhos, sobretudo a partir de legados , heranças ou de seguros e , na profissão, conseguirá ganhar mas de forma lenta. O Sol, o outro indicador secundário da carreira, rege a 8ª casa e está colocado na 11ª o que pode indicar obstáculos na realização dos desejos e ambições pessoais mas  a presença de Vénus, o regente da 10ª, na mesma casa, atenua os efeitos negativos  possíveis do Sol. Os sub períodos do Sol nos vários dashas podem trazer obstáculos  para os desejos e ambições do nativo, embora também possam permitir ganhos súbitos de dinheiro como referimos antes. Por sua vez, os sub períodos de Vénus são os melhores para indicar novas oportunidades na profissão e na carreira.

  Vénus rege  a 5ª casa, uma casa associada à criatividade, às crianças e aos créditos positivos  por ações realizadas no passado e tem o seu signo Mooltrikona na 10ª casa, uma casa relacionada com o público, com a dimensão social e estética e isso pode indicar o gosto por uma profissão em que a relação gentil com o público seja um fator importante. Uma carreira relacionada com as artes ou com o entretenimento é também uma possibilidade. A posição da Lua na 9ª casa e também de Rahu indicam,  por outro lado, o gosto pelas viagens e pelo conhecimento de outros costumes, crenças etc pelo que a profissão pode também implicar a relação com viagens ou  com países estrangeiros.

A 3ª casa é o significador principal do empreendedorismo para o Ascendente Capricórnio e o seu regente está colocado na 6ª casa. Como referimos, a capacidade empreendedora deste indivíduo é perturbada pela colocação de Ketu  nesta casa, ao mesmo tempo que a presença do regente da 3ª casa na 6ª  casa do horóscopo indica a necessidade de esforço pessoal para  realizar os seus desejos. Também mostra uma motivação para um trabalho em que o nativo preste serviços a outrem. Os desejos serão atingidos de forma lenta. Mas os indicadores secundários para a área do empreendedorismo, Vénus e Saturno, revelam ambos que a pessoa receberá ganhos e terá a sua realização pessoal mais através do que recebe do que do próprio esforço pois Vénus revela a importância dos círculos pessoais do nativo para ele concretizar o que deseja e Saturno revela que ele receberá dinheiro de outros. E a colocação de Vénus na 11ª casa indica que o nativo pode acumular esses bens , embora também possa ter que gastar (Júpiter , um dos indicadores dos ganhos e da riqueza , sobretudo dos «ganhos fáceis» regente da 12ª casa está colocado na casa das dívidas, a 6ª). A Lua , outro indicador para os ganhos, está na casa das viagens e do desejo irreprimível para «partir» para lugares longínquos  (9ª casa  com a colocação de Rahu) e isso custa dinheiro por isso os gastos com viagens são uma boa possibilidade para o consumo dos recursos financeiros. Sendo regente da 7ª casa, outra casa relacionada com o estrangeiro, esta indicação fica reforçada.

Confirmação pela Dasamsha- D-10

ML

5 Dezembro 1977, Bragança, Portugal

Começamos por observar onde se encontram colocados nesta divisional os significadores principais do emprego e da profissão, os regentes da 10ª e da 2ª casas e vemos que estão bem colocados: Vénus , regente da 10ª na D-1 está na 5ª casa  e é também o regente do Ascendente desta divisional . Assim, o significado de Vénus como yogakaraka na D-1 fica confirmado ,tal como a sorte que o nativo traz do passado para esta área de vida. Saturno, regente da 2ª casa na D-1, está colocado na 6ª casa desta divisional, o que não é uma posição muito boa mas está  no signo de exaltação, Balança e isso indica que Saturno ajudará a superar as dificuldades e obstáculos que esta pessoa enfrentar. Levará a melhor sobre competidores e inimigos e também gostará de trabalhar numa área em que o serviço humano aos outros seja uma qualidade importante. O Sol, o outro indicador secundário para a profissão, está colocado na 9ª casa da sorte para esta vida e no signo de Saturno: este nativo terá a sorte do seu lado e terá ajuda para a sua realização profissional e oportunidades surgirão sem que ele tenha que fazer muito esforço para isso. Por sua vez, o Sol rege a 4ª casa da Dasamsha onde estão colocados a Lua, regente da 3ª casa e Marte, regente da 7ª e da 12ª. Esta pessoa pode residir em países estrangeiros ou ter estadias em países estrangeiros por motivos profissionais. A presença de Ketu na 1ª casa reforça a ideia de ausência de ambições fortes no plano profissional. Esta pessoa alcança a realização profissional mais pela sorte das oportunidades que vêm ao seu encontro do que por um verdadeiro desejo  ou esforço das iniciativa para ter sucesso material.

Mercúrio, o regente da 5ª casa desta varga, está colocado na 11ª casa  e, sendo  o regente da 9ª casa da realização dos desejos na D-1, indica sorte para a realização dos desejos e ambições. Também revela que os amigos e as pessoas influentes que rodeiam o nativo são uma importante fonte de sorte e de sucesso nos vários planos da vida individual.

Os vários indicadores para esta área de vida mostram que este nativo terá mais sucesso em alcançar o que deseja pelas oportunidades que vêm ao seu encontro do que pelos esforços  e iniciativas pessoais que desenvolva de maneira consciente. Deverá por isso estar atento às oportunidades e não as deixar passar quando elas lhe aparecem.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.