Ler a Carreira/Profissão- Ascendente Escorpião

balle

Depois de apresentarmos a análise da força geral dos planetas  num horóscopo feminino com Ascendente Escorpião no último artigo, vamos hoje iniciar a análise de cada uma das principais áreas de vida neste horóscopo para facilitar a aprendizagem dos nossos leitores. Lembro entretanto que qualquer interpretação parcial do horóscopo, neste caso a da carreira/profissão, implica necessariamente a análise dos aspetos apresentados no artigo anterior  e referentes à força geral  e à  natureza funcional dos planetas e das casas , sob pena de a interpretação setorial perder a fiabilidade. Por vezes há, por ex., uma assinatura (yoga) de riqueza no horóscopo mas, para que ela frutifique na vida da pessoa  a primeira condição necessária é que os planetas que a formam sejam fortes e não estejam aflitos no horóscopo de nascimento (D-1). Por outro lado, como dissemos anteriormente, se um planeta está, por ex., exaltado numa determinada carta divisional mas está debilitado ou de algum outro modo enfraquecido na D-1, será pouco provável que dê resultados dignos de nota relativamente às suas significações. Assim, não devemos esquecer que a D-1, o horóscopo de nascimento, é sempre  o ponto de referência principal e que as cartas divisionais são apenas  uma visão em pormenor daquilo que é prometido na D-1.

Leitura da Carreira/ profissão pelos Significadores no Horóscopo

Para o Ascendente Escorpião observamos a 10ª e a 2ª casas, ambas ocupadas por signos Mooltrikona e, secundariamente, o Sol.  A 10ª casa é ocupada pelo signo Leão e, por isso, o Sol torna-se um significador de primeira ordem.  A 10ª casa não recebe quaisquer aspetos, nem bons nem maus. O seu regente, o Sol, encontra-se colocado na 3ª casa, conjunto com Vénus, um  planeta funcional maléfico para este Ascendente mas, nesta casa, o Sol ganha força adicional. Vénus, por seu lado, está combusto e é mais fraco do que o Sol. A 3ª casa é uma casa de iniciativa, de coragem, de  desejo  e de empreendedorismo, para além de estar relacionada com as competências mentais e comunicativas. Neste horóscopo observamos a presença de Rahu em conjunção próxima com o ponto mais efetivo desta casa, pelo que os assuntos representados pela casa sofrem durante os períodos e sub períodos  de Rahu, de Vénus, de Ketu e de Marte , os funcionais maléficos para este Ascendente, ou sempre que estes, por trânsito, influenciam esta casa por aspeto próximo. A 3ª casa é uma casa de crescimento (upachaya) e os seus resultados tendem a melhorar à medida que o tempo vai passando. Porém, é de esperar, que nas primeiras etapas da vida adulta, a presença de Vénus – regente da 7ª casa das parcerias, do casamento, etc.- tão próximo do Sol, tenha como efeito que esta mulher passe por situações de luta para se afirmar no desenvolvimento da sua carreira ou profissão.  Vénus rege duas casas associadas ao estrangeiro e não é de admirar se a profissão escolhida implicar uma relação de internacionalização. O alcançar do reconhecimento não se fará sem lutas e não será fácil, como é indicado pela posição do Sol na 3ª casa. Uma profissão ligada de algum modo a aspetos mediáticos  e /ou de comunicação, relacionada com a indústria do entretenimento ou com alguma arte performativa (Vénus e a posição de Leão na 10ª casa) pode bem ser a escolha pela pessoa e está indicada no horóscopo.

Passando à análise da 2ª casa, nela encontramos Mercúrio e Saturno, ambos em conjunção um com o outro e com o ponto mais efetivo desta casa. Habitualmente, Saturno torna o pensamento mais concentrado e menos impulsivo dando à pessoa uma forma de raciocinar que é mais ponderada e menos expansiva: a pessoa fala pouco e só diz o que acha importante dizer, nunca falando por falar. Saturno rege a 3ª e a 4ª casas e Mercúrio rege a 8ª e a 11ª.  Saturno mostra aqui a necessidade de se agarrar a fundamentos sólidos e a valorizar as posses que se fazem de forma estável e duradoura. Mercúrio  tem uma natureza volátil e mutável mas a sua associação com Saturno torna-o mais estável e ponderado, comedido nas palavras e menos amante das mudanças constantes no ambiente e nos contextos de vida que dão segurança emocional à pessoa. Esta é habitualmente cautelosa nas escolhas que faz  e reservada nas intenções e na expressão do que sente e pensa. Simultaneamente, Saturno dá a capacidade de resistência e da paciência e, estando em Sagitário, pode orientar para a procura de conhecimento ou de orientação mais filosófica ou espiritual para a realização pessoal: ao invés do materialismo tantas vezes observado no planeta, podemos encontrar o desprendimento em relação às conquistas materiais  e um foco na procura espiritual e no desejo de possuir mais conhecimento de natureza filosófica ou mesmo religiosa.

Por outro lado, o Sol colocado no signo de Capricórnio indica uma pessoa que necessita de se construir a si própria e ao seu lugar no mundo, de modo a que os outros reconheçam o seu valor e o seu contributo para a sociedade e para a  comunidade. Por isso, esta pessoa será seguramente mais feliz numa profissão que lhe dê visibilidade no mundo e a oportunidade de brilhar e de mostrar o seu valor. E, como todos os nativos de Capricórnio, esta pessoa também dá valor às posses materiais, não obstante estas não esgotarem o objeto do seu interesse.

Marte, o significador principal do empreendedorismo para o Ascendente Escorpião, está colocado no Ascendente: esta mulher não tem medo de correr riscos nem de enfrentar o «status quo»  se isso for favorável para atingir os seus objetivos. Marte está colocado no próprio signo e, embora seja um maléfico funcional, permite à pessoa vencer pelo mérito das suas capacidades pessoais, embora não evite o enfrentar de muitas lutas para lá chegar. Durante o seu dasha ou subperíodos e também durante os seus trânsitos pelos pontos sensíveis do horóscopo, pode trazer dificuldades financeiras e dívidas,  conflitos e oposições, problemas de saúde ou acidentes. Os significadores secundários das capacidades de empreendedorismo, Vénus e Saturno indicam, pela sua posição por casa e pelos significados das casas ocupadas  pelos seus signos Mooltrikona que esta mulher pode receber propriedade familiar (Saturno) como Terras, veículos, etc. e que terá que se confrontar com situações de muitas despesas, embora estas possam ser causadas por eventos positivos. (a Lua, regente da 9ª casa, está colocada na 12ª ). Vénus é o significador da capacidade para acumular riqueza e esta posição indica que esta pessoa dificilmente acumulará muita riqueza, pois o mais natural será ter que a gastar por uma razão ou por outra. Júpiter, o significador principal dos «ganhos fáceis», está em aspeto com o seu signo Mooltrikona  que ocupa a 2ª casa: poderá permitir os ganhos, sobretudo por herança ou legado , seguros, etc, embora  estes possam ser modestos mas o difícil será conseguir mantê-los ou aumentá-los.  Isto mesmo é confirmado pela posição da Lua na 12ª casa. A Lua é um planeta benéfico para este Ascendente, pela regência da 9ª casa  e está forte no horóscopo mas a sua colocação na 12ª casa, ocupada pelo signo Mooltrikona de Vénus, reduz o seu impacto positivo na vida da pessoa: esta pode ganhar bastante mas gastará também muito. A presença de Saturno na 2ª casa assegura que a pessoa ganhará, talvez de forma lenta mas segura- Saturno é a influência mais benéfica para o Ascendente Escorpião- e, nesses ganhos, os talentos artísticos, mentais, comunicacionais, etc, desempenharão um papel essencial.

Confirmação pela Dasamsha- D-10

Começamos por observar onde se encontram colocados nesta divisional os significadores principais do emprego e da profissão, os regentes da 10ª e da 2ª casas e vemos que estão muito bem colocados: o Sol , regente da 10ª na D-1 está na 10ª casa desta divisional e Júpiter, regente da 2ª casa na D-1, está colocado na 9ª casa desta divisional. Mantém-se a conjunção entre Vénus e o Sol nesta varga acompanhados da presença de Ketu, que aponta para a existência de eventos kármicos relacionados com a profissão, como parte das experiências da pessoa nesta existência (e dons artísticos trazidos para esta vida). Vénus está no próprio signo Moltrikona e a colocação no signo de Balança confirma  as tendências artísticas para o desenvolvimento da vida profissional.

Mercúrio, o regente da 9ª casa desta varga, está colocado na 5ª casa  e, sendo  o regente da 11ª casa da realização dos desejos na D-1, esta posição é bastante favorável, indicando inteligência e criatividade como «dons» para esta vida. Todos estes fatores indicam boas perspetivas de ganhos e de realização pessoal no plano profissional. Porém, há um aspeto que destoa: Saturno, o regente do Ascendente e da 2ª casa nesta divisional, está colocado na 8ª casa, o que não é bom para a acumulação de riqueza  e indica que , na vida desta pessoa, há que separar os aspetos da realização profissional  por uma lado e o ganho de dinheiro ou a acumulação de riqueza por outro. Há boas possibilidades de esta mulher fazer na vida profissional exatamente aquilo de que gosta e o que deseja, alcançando realização profissional mas as perspetivas de aumento de riqueza ou de bens materiais são muito modestas. Este parece-nos um caso claro de como a realização profissional de uma pessoa não tem que coincidir necessariamente com a obtenção de elevados níveis de riqueza ou de posses materiais.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.