A Colocação da Lua na 6ª Casa do Horóscopo

nutr

A colocação da Lua na 6ª casa do horóscopo destrói os bons significados da Lua, não sendo uma boa posição. Damos em seguida uma perspetiva geral sobre os efeitos gerais da Lua nesta casa do horóscopo.

Efeitos da Colocação da Lua na 6ª Casa do Horóscopo

Segundo os textos clássicos, a colocação da Lua na 6ª casa  produz uma natureza frágil e permeável à doença , especialmente na infância, e impede de alcançar uma posição de riqueza e de conforto material. Mas o nativo será um perfecionista e, por causa disso será muito eficiente no seu trabalho, sendo capaz de efetuar  trabalhos de pormenor de forma rigorosa e detalhada. Pode ter inclinação para trabalhar na prestação de cuidados ou de  serviços, na indústria alimentar ou na área da medicina ou da saúde.  A 6ª casa é uma casa de inimigos e o nativo pode ter que lidar ao longo da vida com poderosos inimigos que conspiram contra ele. Segundo os textos antigos, se a Lua estiver associada com um maléfico, o nativo fará más ações. Se estiver em conjunção com Rahu ou Ketu terá inimigos poderosos, problemas de estômago e não terá irmãos, tendo ainda uma natureza agressiva. Esta associação também torna os lugares aquosos como lagos e poços perigosos para a sua vida.  A conjunção com um planeta maléfico indica saúde frágil do nativo. Mas, se a Lua estiver em conjunção com um planeta benéfico, o nativo terá boa saúde e uma constituição forte. A Lua na 6ª casa pode causar, nas mulheres, problemas com o ciclo menstrual. A mãe pode ter uma vida difícil ou a relação com ela pode ser conflituosa. A Lua brilhante e recebendo bons aspetos indica que o nativo vencerá facilmente os seus competidores e inimigos; porém, se está minguante, ou se recebe maus aspetos , o nativo é humilhado pelos inimigos e derrotado por eles e ocupará uma posição inferior na vida. A 6ª casa é oposta á 12ª, que representa os prazeres sexuais e, por essa razão, os textos antigos referem que o nativo não terá um envolvimento apaixonado nos seus relacionamentos, faltando-lhe a paixão sexual. A Lua deverá estar forte e não aflita para que o relacionamento com colegas de trabalho e subordinados ou colaboradores decorram de forma positiva.

Quando a Lua está colocada na 6ª casa  no próprio signo- Caranguejo– ou no signo da sua exaltação- Touro– a pessoa não sofrerá  com os inimigos e vencerá facilmente os opositores. Terá uma constituição física forte e grande vitalidade. Será muito eficiente na realização de qualquer trabalho minucioso. Pode ter um interesse  vocacional  por um trabalho que ajude as massas. Não trabalhará em empregos subordinados mas beneficiará dos seus colaboradores e subordinados. Também beneficiará do tio materno, se este existir e com quem manterá um bom relacionamento.

Quando, pelo contrário, a Lua está colocada na 6ª casa do horóscopo e no seu signo de debilitação- Escorpião–  o nativo terá uma constituição fraca e uma saúde frágil, podendo sofrer do estômago ou do peito (se for mulher terá também problemas com o ciclo menstrual). O nativo pode ainda ter inteligência reduzida, ou falta de bom senso. A  relação com a mãe é também prejudicada, e a mãe ela própria será uma pessoa doente ou sofredora.  O nativo será atormentado por pessoas ciumentas ou por inimigos ao longo da vida. Pode ter que trabalhar num ambiente pouco amistoso e ter problemas de relacionamento com colegas e/ou subordinados.  O bem estar, a sorte e a riqueza da pessoa são perturbados com esta posição. Também pode haver problemas de saúde envolvendo os órgãos reprodutores

A Lua na 6ª casa do horóscopo mostra-se sensível em relação a todos os ambientes de desequilíbrio, conflito, doença e ferimentos, acusações e litígios, servitude, poluição, desentendimentos, traição, falta da palavra dada, crítica. Estas pessoas sentem de imediato todas as tensões que separam as pessoas, incluindo os pais, os ressentimentos que acabam em discussões e sofrem com a vulnerabilidade e a servidão de muitos,  bem como com  a injustiça. Sendo permeáveis a todos os ambientes, sofrem com o sofrimento dos outros, podendo ser tomadas de tristeza. Podem  ter sido expostas a  um ambiente de desentendimento constante entre os pais. Estes podem ser médicos, professores, funcionários da proteção social. A mãe pode ser alguém bastante envolvida na ajuda social dos menos favorecidos mas também  é muito crítica em relação ao nativo. Pode também ter dificuldades financeiras e saúde frágil. O nativo também pode sofrer de problemas relacionados com edema, pneumonia, etc.A mãe tem muitas vezes uma doença fatal. O nativo também pode sofrer de problemas relacionados com edema, pneumonia, etc. que o atormentarão ao longo da vida.

Os nativos com a Lua na 6ª casa passam por múltiplas transformações ao longo da vida , em que a doença ,ou ferimentos, têm um papel importante a desempenhar. Estas pessoas são compassivas e lidam bem com os que são criticados pela sociedade ou de algum modo marginalizados. O contacto com pessoas doentes, fragilizadas, exploradas é importante para o seu equilíbrio interno pois esta Lua sente-se mais segura quando tem de lidar com situações de tensão, conflito, desentendimento. Há sempre algum tipo de desconforto na sua vida, algum sofrimento mas não desistem de servir alguma causa ou de prestar serviço. Mesmo quando estão doentes, sentem o impulso para prestar serviço.

A Lua na 6ª casa dá poder de argumentação e a capacidade para intuir facilmente o que «está em falta», o que pode ser curado e resolvido. Isto torna os nativos aptos para profissões que vão de uma carreira em medicina até à educação e  a vida militar. Por outro lado, sentem também a empatia que os faz querer ajudar os que estão em posição de marginalidade ou de sofrimento.

As figuras parentais são, em geral, causadoras das experiências difíceis que estes nativos vivenciam: ciúme, doença, pobreza, exploração, vêm muitas vezes ligadas a estas figuras, especialmente a figura maternal.  Os que devem dar equilíbrio e sentido de segurança ao nativo são os que sofrem de um tipo de desequilíbrio que impede a tranquila identificação com as raízes da família, da comunidade, da sua cultura e costumes.

Emocionalmente, a colocação da Lua na 6ª casa é muito desafiadora: as figuras que deviam reforçar a segurança e o bem -estar do nativo são figuras que criam dificuldades, gerando conflitos, desconfiança, fazendo acusações ao nativo, que acaba por ser o bode expiatório de tudo o que corre mal na família. Pode inclusivamente ser explorado e mantido em servidão por quem devia dar-lhe nutrição e carinho. Karmicamente, estes nativos precisam de desenvolver a capacidade de criar empatia e compaixão pelos mais vulneráveis, respondendo de forma justa a todas as situações de injustiça e desrespeito e não pactuando com a ação criminosa ou, pelo menos inaceitável eticamente, dos outros. Não ficar indiferente perante o sofrimento dos que são explorados, reduzidos à marginalidade e fazer alguma coisa para mudar isso parece ser uma necessidade para estas pessoas conseguirem encontrar o seu próprio equilíbrio interno. Deste modo, estas pessoas aprendem a desenvolver formas eficazes de lidar com estas situações sociais.  A capacidade de discriminar entre as formas corretas de atuar e as que não são solução é essencial para cumprirem a sua missão de vida.  Mas, ao longo da vida, sucedem-se as situações em que  entram em contacto com as matérias de conflito , doença, exploração, acusação, ambientes degradados em termos sociais, zonas de crime (ou com os seus intervenientes), zonas poluídas, etc. pois isso é um padrão kármico que precisam de vivenciar nesta vida para aprenderem lições importantes. Assim, quando conseguem encontrar resolução para alguns dos problemas em que se envolvem, logo outros aparecem ou a solução encontrada não é definitiva.  Em muitos aspetos, a Lua na 6ª casa exige um «caminho de sacrifício» que só tem verdadeiramente sentido quando se torna consciente. Quando isto é aceite, a pessoa desperta para o significado espiritual da sua vida.

Ao mesmo tempo que experienciam situações, durante o seu crescimento em que a sociedade não protege os seus interesses e direitos, estes nativos podem ainda ser alvo de falsas acusações, crime, atos ilícitos, em especial durante os períodos dasa ou antardasa do planeta que rege a 6ª casa a partir da posição da Lua. O stress psicológico a que são submetidos causa muitas vezes problemas de estômago com doenças associadas. A posição a Lua na 6ª casa não faz do nativo um criminoso mas leva com frequência a falsas acusações disso.

A mãe destes nativos pode ter funções de serviço social, pode ser médica, enfermeira, pode trabalhar com produtos químicos, estar ao serviço da proteção social dos mais desfavorecidos.  Mas os pais são em geral doentes e podem morrer cedo, deixando de prestar os cuidados necessários ao nativo por essa razão. Outras vezes, as pessoas próximas da família- mãe, avó ou educador(a), enfermeira- podem ter desordens da personalidade causando maus tratos ou desenvolvendo ações vingativas para com o nativo, por vezes causadas por problemas mentais.

A posição da Lua na 6ª casa indica também uma relação de conflito entre o pai do nativo e o avô materno (vista pela derivação de casas) sendo que o assunto desses desentendimentos tem frequentemente a ver com dinheiro e a linhagem/história da família.

Os inimigos destas pessoas estão em geral no interior da família, da qual vêm também muitas vezes falsas acusações. Os próprios pais podem surgir como acusadores e fazer com que o nativo assuma as consequências negativas das ações más que realizaram. São muitas vezes alvo de relacionamentos emocionais abusivos por parte da família e de outros. Pode mesmo haver abusos que são testemunhados pela mãe sem que esta faça alguma coisa para os evitar ou para proteger a criança.

Os nativos com a Lua na 6ª casa gostam, naturalmente, de proteger os animais, as pessoas de condição social baixa, os pobres, as vítimas e os doentes. As condições porém, em que crescem, levam estas pessoas a ser desconfiadas e a estarem   em situação de stress emocional constante.  A ajuda e serviço aos que sofrem os mesmos problemas é uma boa forma de cura emocional.

A Lua na 6ª casa dá boa intuição para escolher como e onde investir, como e onde adquirir bens e posses, embora estas possam também ser adquiridas através de litígios, dos parentes da mãe ou dos filhos do segundo casamento, quando este se realiza. Há também propensão para as transações comerciais de imobiliário ou veículos, envolvimento em publicações sobre educação, etc.

Estas pessoas adotam um de dois cenários: identificam-se com os oprimidos e explorados, vítimas de abuso, servidão e exploração,  com os doentes, envolvendo-se numa vida de serviço ou, em alternativa, padecem de uma doença que é resultado de sentimentos autodestrutivos. Os recursos e posses, rendimentos e ganhos podem flutuar , em parte por que estes nativos têm uma atitude ambivalente em relação ao investimento em objetivos materiais. Esta situação altera-se quando há planetas fortes na 11ª casa ou aspetos de planetas que indicam ambição material, como Marte ou Rahu, para a Lua. Mas estas pessoas passam, principalmente, por processos de transformação no plano espiritual , reformando a sua identidade. Nestes processos, passados no plano oculto ou invisível da identidade,  um evento que pode acontecer é  a perda do primeiro filho do primeiro casamento.

Um padrão muitas vezes encontrado nestes nativos é que adotam uma posição de servir , liderando para o bem maior. A mãe também desempenha muitas vezes funções de serviço para os outros, sacrificando a satisfação das necessidades emocionais. Quando o nativo é mulher tende a assumir o mesmo padrão e dificuldade maternos.

Os nativos com a Lua na 6ª casa, devido à tendência básica da Lua para refletir, tendem a refletir em si todos os conflitos do meio ambiente em que se encontram e dos contextos da sua vida. Durante o período dasa ou antardasa do planeta que rege a 6ª casa o nativo tende a ser alvo de falsas acusações, aparecendo como bode expiatório que ajuda a desviar a atenção dos verdadeiros perpetradores desses atos. Por causa disso, estas pessoas podem encarnar o papel de vítimas, identificando-se com esse papel. Nestes cenários os temas são a servidão doméstica, a exploração, ciúme, crime, dependência de estupefacientes e fármacos. Se Mercúrio estiver forte e bem colocado, com o tempo estas pessoas acabam por aprender a distanciar-se destes tumultos externos que geram desequilíbrio e doença e encontram a paz interior através de processos de transformação internos.

Estas pessoas devem escolher criteriosamente os ambientes e pessoas com que interagem, uma vez que tendem a absorver toda a toxicidade dos contextos e das pessoas a quem se ligam, para minimizarem os efeitos que estes fatores têm na sua própria vida e saúde bem como a possibilidade de os outros se virarem contra si para fazer falsas acusações e criarem problemas indesejáveis. No padrão que se torna recorrente nas suas vidas, enfrentam continuamente ciúme, acusações, críticas, raiva e desentendimentos e, se não souberem sair deste ciclo que se repete, não conseguem ter equilíbrio emocional nem paz. Estão presas por laços inconscientes ao seu passado, precisando de se  libertar. Esta falta de felicidade subjetiva dificulta o relacionamento harmonioso com um parceiro de vida.

Quando o planeta dispositor da Lua está colocado na 6ª casa  partir da posição da Lua os parentes da mãe abusarão da confiança do nativo. Os pais do nativo e  o próprio nativo dedicam-se, num grande número de casos, a profissões em que desempenham funções de serviço social.

Os pais do nativo, tal como este este, podem ter problemas crónicos de saúde.

A infância destas pessoas revela desarmonia e desequilíbrio emocional: os pais podem ter discussões frequentes , divorciar-se, podem ser indecisos, pouco autoconfiantes; podem ter dívidas e pode haver falta de confiança entre os membros da família, devido a quebra da palavra dada , falsas acusações, traição por parte do parceiro, problemas de saúde. Há em geral uma desadequação entre os pais, que são demasiado diferentes , não conseguindo interagir  em harmonia.

A mãe muitas vezes trabalha demais, podendo sofrer exploração da entidade empregadora. Crescendo neste ambiente sobrecarregado, o nativo com a Lua na 6ª casa interioriza a desconfiança, sente-se alvo constante de acusações, absorve toda a toxicidade dos contextos e ambientes em que vive.

Os nativos podem discutir constantemente com os pais e a mãe em especial e saem por isso muito cedo de casa. Basicamente, atraem sobre si todo os tipo de acusações, tanto em casa como no trabalho, sendo acusados de começar disputas, de cometer atos que não realizaram, etc. A Lua nesta casa implica um padrão de vida em que os pais do nativo falham na relação de confiança, o que conduz mesmo muitas vezes a tornarem-se adversários do nativo. Todos estes problemas obrigam a pessoa a contar apenas consigo mesma e a encontrar em si própria os recursos que não obtém a partir da família próxima.  As estruturas socais que deveriam proporcionar segurança também falham nesse objetivo (professores, proteção social, forças de segurança) o que indica muitas possíveis provações na vida até que estes indivíduos se viram exclusivamente para si próprios como fonte das soluções de que precisam. Enfrentam continuamente situações e contextos de exploração, abuso de confiança, quebra da palavra dada, injustiça na realização de contratos (em que dão ou trabalham  bastante mais do que o que recebem). Mesmo quando desempenham funções em que ajudam os outros, sentem que são tratados de forma injusta. No trabalho, com os colegas, estas pessoas sentem os mesmos problemas e dificuldades, podendo mesmo sofrer atos criminosos por parte destes. A sua vida é, este modo, difícil e desagradável. A Lua na 6ª casa enfrenta uma das posições mais difíceis pois o nativo está sempre a enfrentar conflitos, tanto internos como com os outros, e a pessoa aprende a desenvolver comportamentos defensivos.

Porém, o conhecimento de perto destas situações ajuda a estas pessoas a tornarem-se excelentes advogados em caso de conflito, divórcio, desonestidade e injustiça na realização e concretização de relações contratuais, na medicina, ajudando a superar desequilíbrios, etc. Estes nativos fazem, em geral, muitos erros na vida, sendo atormentados pela culpa e arrependimento. Travam constantes guerras no interior de si próprios, divididos entre o ressentimento e a culpa. Quando desenvolvem consciência profunda de si mesmos, aprendem o dom do perdão, a si mesmos e aos outros. Através do serviço altruísta aos outros alcançam finalmente a cura e o equilíbrio emocional. Os efeitos pressionantes podem ser algo reduzidos se a Lua tiver a regência de uma boa casa.

Os nativos com a Lua na 6ª casa passam grande parte da vida com algum problema de saúde. Apesar desta condição crónica de doença em que os problemas vão variando, a longevidade não é afetada, podendo viver uma vida longa. A morte ocorre em geral durante o período de um planeta maraka.

Os nativos com a Lua na 6ª casa sentem atração por temas misteriosos e conhecimento secreto ou esotérico. Gostam também de ocupar a mente na resolução de puzzles e problemas. Quando a Lua está na 6ª casa num signo de Marte, o nativo torna-se muitas vezes médico cirurgião. A posição num signo de Júpiter pode levar à investigação e ensino na área de medicina.

A posição da Lua na 6ª casa indica muitas vezes ansiedade e comportamentos passivo-agressivos. Mas, apesar de todas as provações a vários níveis, estas pessoas não são vencidas nem por inimigos, nem pela pobreza que podem experienciar, nem pela doença. Esta é uma posição de resistência. Podem não vencer, mas não são vencidos. Além do mais, a 6ª é uma casa upachaya, cujos resultados vão melhorando com o tempo e, à medida que a pessoa fica mais velha  vai alcançando equilíbrio nas várias frentes de vida. O aspeto da Lua para a 12ª casa mostra que estas pessoas podem encontrar conforto na solidão da meditação ou de espaços privados. Podem também ajudar outros em algum país estrangeiro.

A relação destas pessoas com os irmãos também tende a ser permeada por desentendimentos, especialmente com os mais novos. Pode haver muita intriga entre irmãos.

O karma destes nativos inclui uma grande percentagem de ações em que terão que cuidar de outros ou dar abrigo e terão que o fazer apesar das dificuldades. Os que recebem ajuda, por seu lado, têm uma resposta de «ingratidão» perante o nativo pois é esse o padrão kármico. Inconscientemente, estas pessoas têm, de resto, a expetativa de serem exploradas por outros.  Em grande parte, dão ajuda a outros e não recebem qualquer apreço ou consideração, podendo mesmo receber desconsideração. Quanto menos expectativas colocarem de receber apreço por parte dos outros menos sofrem na saúde devido a causas emocionais.

Os nativos com a Lua na 6ª casa mantêm a aparência jovem durante mais tempo (o Ascendente fica a 8 casas da posição da Lua). Também recuperam mais rapidamente do que a média em situações de doença.  Mas os períodos do regente do Ascendente podem trazer sobressaltos no plano emocional e, por vezes, também no plano físico.

Alguns podem desenvolver o hábito de roubar artigos para o lar, artigos de higiene e limpeza ou alimentos.

A posição da Lua na 6ª casa pode ser difícil para uma natividade masculina pois as figuras femininas tendem a tornar-se inimigas ou adversárias.  O nativo pode guardar ressentimentos profundos em relação à mãe e também de forma mais ou menos consciente, em relação às mulheres .

Os nativos são propensos a doenças relacionadas com a água no corpo: problemas no sistema linfático, no peito, no sistema digestivo.

Segundo os clássicos, a Lua na 6ª casa coloca o nativo em constante situação de perigo. Pode envolver-se com criminosos e indivíduos antissociais. Sofre problemas financeiros e tem saúde frágil. Mas, intelectualmente, estas pessoas terão grande  expansão  e manterão a moral. Contribuirão para o progresso da sociedade e serão respeitadas mas, a nível pessoal, terão razões de queixa. São inteligentes e terão de lutar contra os inimigos. Estes não vencerão o nativo embora causem preocupação. Não há proximidade com a mãe. Os antigos afirmavam que estes nativos não terão filhos (a menos que Júpiter esteja em aspeto com a Lua, o Ascendente ou a 5ª casa). Por poderosos que sejam os inimigos, o nativo vencerá sempre. Mas terá muitos inimigos a preocupar e  a causar tensão sempre.

O que Dizem os Clássicos sobre a Colocação da Lua na 6ª Casa do Horóscopo

Brihat Jataka- a pessoa terá muitos inimigos. Terá uma constituição delicada e sofrerá de dispepsia. Terá pouca paixão sexual, um temperamento agreste  e será indolente no trabalho.

Chamatkar Chintamani- o nativo fará oposição ao governo e alcançará riqueza por mérito próprio. Derrotará os inimigos. Não será próximo da mãe.

Phaladeepika- o nativo será pouco inteligente e terá uma vida curta. Sofrerá de doenças do estômago e será derrotado e humilhado pelos inimigos.

Saravali- o nativo sofrerá do estômago . Se a Lua estiver fraca (minguante) o nativo terá uma vida curta.

Nota: C. Chintamani parece considerar implicitamente que a Lua está sob influência de um benéfico ou está no próprio signo ou no signo de exaltação.

 A Lua dá os plenos efeitos aos 24 anos. Por essa altura deverão ocorrer eventos relacionados com a 6ª casa, de natureza benéfica ou maléfica de acordo com o estado da Lua no horóscopo.

Também Poderá Gostar de Ler

2 Thoughts to “A Colocação da Lua na 6ª Casa do Horóscopo”

  1. Renata

    Minha lua é minguante em Touro na casa 6. Isso quer dizer que eu posso morrer cedo?

    1. astrologoaprendiz1

      A Lua minguante tem apenas menos força para produzir eventos no mundo material, revelando-se mais no plano psicológico e interno. Mas de modo nenhum pode significar o que diz, pelo menos sem muitos outros fatores confirmarem tal coisa,. Além do mais está no signo de exaltação, embora minguante, está mais forte do que a Lua em muitos outros signos. Como temos dito muitas vezes, cada horóscopo é um conjunto dinãmico de interações em que umas interagem com as outras. Os artigos que escrevemos sobre a posição nesta ou naquela casa são os significados gerais sem ter em conta todos os outros aspetos.

Comments are closed.