Saúde e Longevidade-Ascendente Virgem

jov

Continuamos a análise exemplificativa da Leitura das áreas de vida para o Ascendente Virgem, tendo por base o horóscopo do nosso ponto de partida, hoje  interpretando os indicadores da saúde e  da longevidade.

Longevidade

Na Astrologia  Jyotish o cálculo da longevidade foi desde sempre considerado um aspeto essencial pois partia-se do princípio de que o  cálculo dos efeitos de todos os  períodos dasha e antardasha (período principal e sub períodos) dos planetas era inútil se a pessoa tivesse uma matriz de vida curta . Nas épocas  em que estes cálculos, bastante complexos sem o auxílio de computadores, eram morosos, esta preocupação era justificada. Hoje deixou de ter tanta relevância, não só porque o software faz os cálculos  de imediato mas também porque as condições de saúde e as possibilidades da medicina atual alteraram muito  algumas condições que, no passado, eram consideradas irrevogáveis. Por isso deixamos aqui o exemplo desta análise como orientação geral  que não deve ser vista como uma fatalidade mas antes como uma tendência que, como tal, pode ser modificada, sobretudo por condições de vida mais saudáveis e por um acesso razoável a cuidados de saúde.

No horóscopo que analisamos, e para o Ascendente Virgem em geral, a longevidade vê-se a partir do estudo da 1ª e da 8ª casas do horóscopo como fatores principais. Pode consultar aqui  todos os significadores das áreas de vida para este Ascendente. Secundariamente vemos a 12ª casa  e Saturno.

No  nosso exemplo analisamos  Mercúrio , regente da 1ª casa. Mercúrio está exaltado no próprio signo e na 1ª casa, em conjunção com Saturno , o karaka da longevidade .Saturno é também o regente da 6ª casa e poderá trazer alguns problemas de saúde  que exigem uma dieta especial mas, à partida, não diminui a longevidade. A 8ª casa tem regência de Marte, colocado na 12ª casa  e este é um fator negativo em relação à longevidade mas não deverá ser visto isoladamente. Marte não recebe aspetos de outros planetas. O seu período dasha e subperíodos podem trazer situações difíceis para a saúde. A 1ª casa também não recebe outros aspetos  mas o seu regente está em conjunção com o ponto mais efetivo da casa exercendo um efeito protetor, embora, durante os  trânsitos de Saturno que lançam aspeto para esta casa, possa surgir  algum problema de saúde. Para saber até que ponto esses problemas podem  prevalecer sobre o efeito protetor do regente do Ascendente, temos que aferir a força de Mercúrio e de Saturno. Em primeiro lugar lembramos que Mercúrio é o dispositor de Saturno nesta casa e, por isso, condiciona os efeitos deste planeta. Por outro lado, Mercúrio está retrógrado e fragilizado pela conjunção com Saturno que é um planeta funcional maléfico para este Ascendente. De qualquer forma, pensamos que Mercúrio, exaltado, tem força suficiente para proteger a longevidade embora não para impedir problemas de saúde sempre que Saturno ou Marte em trânsito lançam aspeto para a 1ª casa. Secundariamente, observamos a 12ª casa, ocupada pelo signo de Leão, e onde  temos colocado o regente da 8ª casa. Por sua vez, o regente da 12ª casa, o Sol, está colocado na 2ª casa, uma casa maraka, e  debilitado.  Os indicadores principais não apontam para uma longevidade longa mas é preciso não esquecer que esta pessoa tem Virgem no seu Ascendente, um signo perfecionista e muito cuidadoso com os  hábitos de vida e, assim sendo, no cenário contemporâneo em que a longevidade em grande parte depende do estilo de vida e das capacidades da ciência, esta pessoa pode  acabar por construir para si própria uma vida longa desde que cuide de manter hábitos saudáveis de vida.

Usando o software recomendado vemos que  o dasha de Mercúrio e de Saturno ocorrem  demasiado cedo: entre 2017 e 2036 o de Saturno e entre 2036  e 2053 o de Mercúrio e, por isso,  consideramos que o final da vida deverá ocorrer no subperíodo de um dos planetas indicadores da longevidade, num outro dasha. Por ex., o dasha de Ketu decorre entre 2053 e 2060 e, tratando-se geralmente de um período bastante desafiador, poderá trazer grandes desafios no plano da saúde, sobretudo no ano de 2055, durante o subperíodo de Marte e depois nos dois subperíodos finais entre 2057 e 2060, quando estão operantes os planetas Saturno e Mercúrio. Observando os trânsitos destes planetas por essa altura, vemos que, no ano de 2055 no mês de novembro, o Sol, Marte  regente da 8ª e Mercúrio regente da 1ª casa, transitam todos pela 2ª casa no signo de Balança, estando o Sol no signo natal e debilitado, ao mesmo tempo que Saturno transita pela 7ª casa, em Peixes, também uma casa maraka. Será um período desafiador, sem dúvida. Os anos de 2057 e 2058 são também desafiadores pois Saturno estará a transitar pela 8ª casa, no signo de debilitação, Carneiro, durante o seu subperíodo no dasha de Ketu.

Saúde Geral

Para o Ascendente Virgem a saúde analisa-se pela 1ª e 6ª casas  como indicadores primários  e a  Lua , o Sol e Marte como indicadores secundários.  A primeira casa, como vimos, tem regência de Mercúrio e, dada a  sua natureza mutável  e influenciável pelo contacto com outros planetas maléficos funcionais, através do seu  trânsito rápido,  a saúde pode ter altos e baixos.  Os nativos de Virgem podem também ser muito nervosos e ansiosos e isso muitas vezes repercute-se na sua saúde, através de problemas digestivos e  outros de natureza nervosa (ansiedade, etc.).

A 1ª casa, como referimos ao falar da longevidade, está ocupada pelo seu regente e por Saturno, que também é o regente da 6ª casa, ocupada pelo seu signo Mooltrikona. A presença de Saturno diminui a excitabilidade nervosa de Mercúrio mas pode acrescentar uma tendência para a depressão ou para duvidar em demasia das suas próprias capacidades, transformando o entusiasmo da pessoa em indolência e inércia , com os consequentes efeitos de martirização interior. A conjunção de Mercúrio com Saturno  ajuda a concentrar o pensamento mas retira força e energia à autoexpressão, tanto no plano físico como mental e emocional. Como já referimos atrás, a presença do regente da 6ª casa na 1ª prejudica a saúde, podendo trazer problemas relacionados com o baixo abdómen ,afetando o funcionamento dos intestinos- apendicite, obstipação, hérnia, cólicas, etc. e também os que afetam o sistema nervoso, podendo haver esgotamento ou exaustão por excesso de preocupações (ou tendência excessiva para se preocupar com as questões do dia a dia).  Saturno, por seu lado, pode acrescentar problemas com os  ossos ou com as articulações, os dentes, etc. Marte e Mercúrio  fortes ajudam a proteger  destes problemas.

Secundariamente analisamos o Sol, a Lua e Marte. Já referimos o Sol debilitado e colocado na 2ªcasa, mostrando que a força de vida disponível não é das mais fortes. A Lua está bem, recebe o aspeto de Júpiter que, embora enfraquecido, forma com ela um yoga protetor, o Gaja kesari cujos efeitos se fazem sentir também na saúde.  Marte está bem colocado por signo mas, infelizmente, está colocado na 12ª casa , podendo indicar problemas de visão e/ou audição, sobretudo no olho e ouvido esquerdos, tendência para doenças crónicas, perturbações do sono, etc. Assim, os indicadores principais da saúde  indicam algumas fragilidades que esta pessoa deverá combater usando a natural inclinação para se interessar por métodos de cura e pelas questões de saúde. Uma vida saudável em todos os sentidos, tanto no plano físico como mental e emocional , ajudará a manter a saúde e a longevidade.

Teresa S

S Sebastião do Paraíso, Brasil

 vanessa D-6

Vamos  agora analisar  a carta divisional que se refere à saúde, a D-6 ou hashthamsha  para ver se a análise do horóscopo é confirmada nesta varga:  verificamos em primeiro lugar que o Ascendente não é ocupado por um signo Mooltrikona, situação na qual consideraríamos também o seu regente como indicador primário para esta área de vida. Os  indicadores principais  da saúde, Mercúrio e Marte, não estão muito bem colocados por casa: Saturno está colocado na 2ª casa, embora esteja no signo que rege- Aquário; Marte está colocado na 6ª casa, tal como o Sol. Uma coisa positiva é que a 6ª casa é uma casa de crescimento ou upachaya, e os seus resultados podem melhorar ao longo do tempo, com o esforço do nativo. Júpiter e a Lua, por sua vez, estão bem colocados, continuando a formar o yoga protetor, Gaja Kesari, na 4ª casa  onde a Lua é forte.  O Sol está  também na 6ªcasa, com Marte.

Quanto à força dos planetas, não há planetas debilitados e Saturno, o regente  do Ascendente  desta varga,  está no seu signo Mooltrikona, o que aumenta a sua força.  Apesar de o Sol e Marte, dois indicadores importantes para a área da saúde, estarem colocados na 6ª casa,o que é um mal menor pois trata-se de uma casa de crescimento que permite melhorar pela ação individual, não há planetas na 8ª nem na 12ª casas, o que é positivo.

Concluindo, parece-nos que esta mulher terá uma vida  moderadamente saudável, exigindo alguns cuidados ao nível dos hábitos gerais de vida e da alimentação mas que, se esses esforços forem feitos, terá uma vida moderadamente saudável como tantas outras, e medianamente longeva, sendo certo que os padrões da ciência atual nos permitem viver mais do que alguma vez pensámos ser  possível antes.

Poderá Gostar de Ler

Deixe um comentário a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.