Sorte e Riqueza- Ascendente Balança

Sorte e sucesso Ascendente Balança

Tendo por referência o horóscopo que analisámos no artigo anterior para a área da carreira  e para o casamento, vamos hoje analisar outros aspetos relacionados com a «fortuna» geral (sorte na vida) e  com a riqueza. Temos presente a análise global do estado dos planetas e das casas do horóscopo, cuja importância explicámos  em  artigo anterior. Para consultar os indicadores gerais para as áreas de vida do Ascendente Balança, clique aqui.

Leitura da Fortuna Geral , Riqueza e Ganhos

Indicadores para esta área de vida do Ascendente Balança

Fortuna Geral– Analisamos  o Sol e Júpiter  como determinantes primários e, secundariamente, a 9ª  a 4ª e a 2ª casas.  O Sol rege a 11ª casa e está colocado na 10ª, o que é uma excelente colocação pois aqui o Sol tem força direcional e contribui decisivamente para a visibilidade da pessoa. O Sol recebe apenas o aspeto de Ketu, colocado na 6ª casa. Este aspeto indica que o nativo será capaz de derrotar os inimigos e opositores  mas terá que se confrontar, ao longo da vida, com pessoas ciumentas e inimigas que colocarão o seu esforço em trabalhar contra si. Estas pessoas  serão muitas vezes colaboradores , subordinados ou colegas de trabalho. Apesar de não  destruírem a sorte desta pessoa, serão um motivo de tensão ao longo da vida, encerrando por isso  lições específicas a aprender de caráter kármico.

Júpiter está colocado na casa que rege, a 3ª, no seu signo Mooltrikona, indicando  que a iniciativa, a coragem, motivação e  capacidade de aprendizagem do nativo estarão ao serviço da sua sorte. Júpiter forma uma assinatura de boa sorte com a Lua- o yoga Gaja-Kesari ;está em aspeto próximo  com Vénus, regente do Ascendente e com Marte, regente da 2ª casa, a casa da acumulação de riqueza. Há assim uma associação entre  este indicador principal da fortuna e a casa que rege o dinheiro ganho.

A 9ª casa tem regência de Mercúrio,  colocado na 11ª casa, uma posição  que beneficia  a sorte nos aspetos materiais da vida embora seja preciso atender ao caráter de maléfico funcional de Mercúrio, enquanto regente da 12ª casa. Mercúrio recebe o aspeto de Júpiter que é muito forte no horóscopo  e não recebe aspetos maléficos. Também não está enfraquecido por combustão, embora esteja «cercado» por maléficos, o Sol na 10ª casa e Rahu na 12ª. Esta configuração  poderá indicar que esta pessoa colocará uma parte dos seus ganhos ao serviço do «bem comum», ou para satisfazer objetivos espirituais de alguma forma, a seu favor ou da comunidade. A colocação de Mercúrio  na 11ª casa leva-nos a considerar que  esse dinheiro será gasto a favor de alguma causa comunitária.  A 9ª casa é uma casa forte no horóscopo pois contém a colocação do regente do Ascendente, Vénus; a colocação da Lua, regente da 10ª casa e a colocação de Marte, regente da 2ª e da 7ª casas. Isto indica um destino em que a sorte, a relação com conhecimento de caráter espiritual/filosófico/religioso e/ou países estrangeiros, bem como as parcerias pessoais,  terão um papel muito relevante no destino pessoal. O pai, um mestre ou professor pode exercer uma influência decisiva nesse destino.

A 4ª casa tem a regência de Saturno, colocado na 6ª casa, uma casa upachaya em que os planetas maléficos naturais dão excelentes resultados. Porém, esta colocação indica um ambiente de conflito ou de tensão no local de trabalho e /ou na relação com colegas e colaboradores ou subordinados. Haverá  inveja e ciúme em relação a este nativo e à sua sorte e esta pessoa terá que aprender a lidar com isso. Derrotará essas pessoas mas , atendendo ao caráter  e à personalidade de Balança, que lida muito mal com estes aspetos da vida, será preciso crescer espiritualmente para aprender a não se deixar atingir por estas formas de inimizade . De nada valerá sentir que elas são, porventura, injustas ou que nada fez para merecer essas experiências. Trata-se de um padrão que tem que enfrentar de forma decisiva , aceitando com humildade as suas lições  na sua vida sem comprometer a  identidade ou a sua felicidade com isso. Lembre-se de que uma das lições fundamentais de Balança é fortalecer a identidade sem se deixar submeter aos outros por medo do conflito. As virtudes do signo  oposto, Carneiro, terão que ser desenvolvidas.

A 2ª casa tem regência de Saturno, bem colocado na 9ª casa, como referido anteriormente, mostrando que  este jovem será ajudado pela sorte na acumulação de riqueza nesta vida.

O sucesso  na realização pessoal para este Ascendente determina-se em primeiro lugar pela 3ª casa, uma casa de  motivação e de desejo, de coragem e de iniciativa e, apesar da sorte inegável que está presente nas promessas do horóscopo, fica claro que também é preciso fazer algo  a nível pessoal para que essa sorte se revele na vida  e que esta pessoa deve usar os talentos naturais e a sua criatividade e aprendizagem para ser bem sucedido.

Secundariamente vemos a 2ª e 5ª casas.  O regente da 2ª casa, como vimos, está colocado na 9ª, o que representa o fator sorte a funcionar. Porém, o regente da 5ª, Saturno, está colocado na 6ª e esta colocação pode indicar um fator kármico forte na vida desta pessoa, indicando que ela deve prestar serviço aos outros, através da forma como realiza o seu destino pessoal. Por ex., esta colocação  indica muitas vezes alguém que traz para esta vida talentos que usou numa outra existência e que a inclinam para a repetição de uma dada profissão que tenha um caráter de prestação de serviços aos outros, como acontece na medicina ou outras profissões ligadas à prestação de cuidados e à saúde.  Quanto à 3ª casa,  esta tem regência de Júpiter, que também rege  a 6ª e está colocado na 3ª.   O caráter retrógrado de Júpiter indica que há fatores kármicos a determinar a ação do planeta na vida desta pessoa e que o poder de iniciativa e de motivação pessoal no uso de talentos naturais é decisivo para prestar serviço aos outros. Indica também uma «sabedoria» inata que deve ser aperfeiçoada e utilizada nesse serviço. O aspeto que lança para a 9ª casa e para os planetas que aí estão colocados envolve a carreira de forma muito forte e decisiva na realização da sorte ou «fortuna» do nativo nesta vida. Indica também que ele tem a capacidade de «fazer a sua própria sorte». Pode indicar também, eventualmente, a ligação a algum país estrangeiro.

Para o Ascendente Balança a riqueza infere-se da análise da 1ª casa como indicador principal e, secundariamente, pela análise da  2ª, 4ª, da 9ª, além de Júpiter e da Lua. A primeira casa não contém planetas colocados mas o seu regente está colocado na 9ª casa, o que pode indicar riqueza recebida do pai,  bem como sorte na obtenção  de riqueza. O  regente  da 2ª casa também está colocado na 9ª casa, reforçando  este aspeto e indicando a possibilidade de receber herança, para além do pai, de outras figuras de autoridade, incluindo a possibilidade de ganhar dinheiro em articulação com algum aspeto de caráter religioso ou organização religiosa. A pura sorte é também possível como fator para obter riqueza. A colocação do regente da 9ª casa na 11ª indica também a possibilidade de ganhar riqueza através de investimentos , jogo, especulação e de amigos influentes e poderosos, bem como das próprias oportunidades que a vida colocará à sua disposição. O fator destoante deste mar  de sorte é Saturno, o regente da 4ª casa, colocado na 6ª e que diz que, no seu percurso para acumular riqueza,  este jovem encontrará oponentes,  pessoas invejosas e ciumentas e  que farão o que puderem para o prejudicar. O nativo vencê-los-á mas terá que conviver com  a existência e a ação dessas pessoas a atormentar-lhe o sucesso e a  vida.

Usando o software que recomendámos,  observamos os períodos dasha para sabermos  em que altura  ocorrerão os períodos destes planetas. E vemos  quando estão ativos o dasha do Sol , de  Júpiter , Vénus e Marte (como regente do Ascendente da divisional D-2, ocupado por um signo Mooltrikona, Marte torna-se também um determinante principal). O dasha de Júpiter ocorreu no momento do nascimento e até 2006. Atualmente está ativo o dasha de Saturno que indica que as experiências de maior conflito com colegas e colaboradores serão vividas na fase inicial de vida, quando a personalidade está em formação  e em que poderão ter mais impacto. Este dasha termina em 2025. Entre 2025 e 2042 o nativo experienciará o dasha de Mercúrio , regente da 9ª casa . Este será um período em que a sorte estará presente mas também todos os fatores associados com a presença de Rahu na 12ª casa e a possibilidade de muitos dos resultados alcançados com a sua sorte deverem ser distribuídos através de alguma forma de serviço. Esta parece ser uma lição cósmica fundamental:  ao fim e ao cabo, a abundância de dinheiro que é colocada à disposição de alguém é um bem que vem da universalidade cósmica e, como tal, deve ser usufruído mas também partilhado, obedecendo ao princípio básico  de «dá e receberás, serve e serás servido».  No dasha de Mercúrio, os dois primeiros subperíodos não serão tão favoráveis- entre março de 2025 e agosto de 2028 mas os subperíodos seguintes, até julho de 2039, serão períodos de potencial grande prosperidade, pois estarão ativos os indicadores  principais da fortuna  no horóscopo, embora como subperíodos no dasha de Mercúrio. Depois  entre 2039 e 2042 estará ativo o subperíodo de Saturno e poderá ter que haver algum sacrifício através  da prestação de serviço. A partir de 2049  estarão ativos sucessivamente os  períodos dasha de Vénus, do Sol , da Lua e de  Marte, este último até 2092 e , sobretudo os 3 primeiros, são muito favoráveis para a acumulação de riqueza.

Quanto à possibilidade de ganhar dinheiro ao jogo ou de forma especulativa Júpiter e o Sol são os indicadores principais e a 8ª casa é o indicador secundário. A colocação do Sol na 10ª casa,  e a de Júpiter na 3ª parecem  indicar principalmente as atividades profissionais e as iniciativas pessoais, incluindo  o esforço e a motivação como fontes principais da sorte e dos ganhos.  A 8ª casa tem regência de Vénus , que está colocado na 9ª casa . Poderá haver alguns ganhos ao nível do jogo  mas não serão a principal fonte de acumulação de riqueza.  Como referido antes, esta pessoa pode herdar fortuna paterna mas outro tipo de heranças são menos prováveis.  A colocação de Vénus na 9ª casa é auspiciosa para a estabilidade na manutenção dos ganhos obtidos.

O regente da 11ª casa e, secundariamente, da 2ª,3ª e 10ª casas, para além de Júpiter, Vénus e a Lua, mostram a possibilidade de ganhos e  de rendimentos para este Ascendente .  O regente da 11ª casa é o sol e  está muito bem colocado na 10ª casa. Dos restantes regentes já falámos e  estão bem colocados:  o regente da 2ª Marte e o regente da  10ª, a Lua, estão colocados na 9ª casa da sorte; Júpiter está colocado na 3ª casa no seu signo Moooltrikona, acentuando o papel da iniciativa pessoal, da  aprendizagem, etc.,  não colocando dúvidas quanto à possibilidade de ganhar dinheiro e  de aumentar os rendimentos.

Para analisar a solvência financeira, ou o equilíbrio entre ganhos e despesas, analisamos  primeiro a Lua e Vénus  e, secundariamente, a 6ª e a 2ª casas. A Lua e Vénus estão colocados na 9ª casa da sorte; a 6ª casa tem a regência de Júpiter e contém Saturno e Ketu.  O caráter retrógrado de Saturno faz entender que há experiências kármicas relacionadas com os assuntos desta casa mas estas não são , na nossa opinião,  relacionadas com a falta de dinheiro mas antes com a forma como se decide gastar esse dinheiro, sendo  certo que esta pessoa deverá colocar uma parte do que ganha ao serviço  do bem de outros, fazendo fluir  a sua sorte de modo a que esta chegue também a  outros, até porque o regente da 2ªcasa, como referido, está também colocado na 9ª casa da sorte.

Análise da D-2 Carta Hora

Sérgio A

jean D-2

A D-2 é a carta divisional que nos permite analisar a riqueza e o dinheiro.  Vamos assim ver se confirmamos as tendências já encontradas no horóscopo e tentar ver mais claramente os seus pormenores.  Procuramos em primeiro lugar a colocação nesta varga dos indicadores principais da riqueza no horóscopo : Vénus, regente da 1ª casa na D-1 (horóscopo de nascimento)  , Marte, regente da 2ª casa, Saturno , regente da 4ª  e Mercúrio, regente da 9ª. Vemos também a colocação da Lua e de Júpiter, os planetas que dão riqueza. Vénus está colocado na auspiciosa 5ªcasa, uma excelente colocação. Marte está colocado na 6ª casa, uma colocação menos boa, embora de trate de uma casa upachaya. Atendendo a que se trata do regente do Ascendente nesta divisional, esta colocação confirma lutas e oposições no caminho do nativo. Saturno também não está muito bem situado, pois está colocado na 12ªcasa.  Quanto a Mercúrio está muito bem colocado, na 10ª casa.  O mesmo acontece com Júpiter, colocado com Vénus na 5ª casa. A Lua, por outro lado, está também colocada na 6ªcasa.

Estas indicações mostram que  este jovem terá sorte na aquisição de bens materiais mas  este não deve ser visto como o objetivo central da sua vida mas antes como um meio para atingir maior desenvolvimento espiritual. As lições da sua vida estão relacionadas com o serviço, com a capacidade de  contribuir para o bem maior. Veja-se que as colocações dos planetas que parecem menos favoráveis em termos materiais são na 6ª e na 12ªcasas, o eixo kármico por excelência da prestação de serviço. A sua lição parece-nos clara: é preciso equilibrar o dar e receber nas nossas vidas e reconhecer que a nossa sorte  não é para ser fechada num círculo apenas nosso, mas é apenas o instrumento para sermos melhores dando algo de nós aos outros.

Relacionado

Deixe um comentário, a sua opinião conta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.