O signo Virgem na 2ª Casa do Horóscopo

geme
Para evitar repetições, aconselhamos os leitores a lembrar os significados da 2ª casa do horóscopo, bem como uma pequena introdução ao tema desta série de artigos, o que poderão fazer aqui.

A colocação do signo de Virgem na 2ª casa – o que sucede para os nativos com Ascendente no signo de Leão– exige um Mercúrio forte para que estes nativos tenham estabilidade financeira. Pelo lado positivo, estas pessoas gostam de aprender e usam as suas mentes organizadas e analíticas para melhorar a sua situação financeira.

O signo Virgem é um signo prático, orientado para os problemas do mundo concreto em que os factos desempenham um papel fundamental. Trata-se também do signo do «método» por excelência e, por isso, os nativos de Leão são muito organizados no estudo, na aquisição de conhecimentos e de competências e na escolha das formas mais eficientes para ganhar dinheiro e atingir uma boa posição social na vida. Quando se dedicam a uma tarefa, seja ela a de aprender uma nova matéria no plano de estudos , adquirir novas competências- tanto práticas como cognitivas ou teóricas- ou de escolher a profissão que lhes garantirá o «ganha pão», sabem antecipadamente o que querem atingir; os seus objetivos são definidos em primeiro lugar e, depois, desenvolvem as estratégias que permitem alcançá-los.

Estas pessoas possuem uma mente analítica muito eficiente e são meticulosas , pacientes e habilidosas a resolver problemas. Sentem com frequência uma atração por uma carreira em que o falar em público- ensino, advocacia, política- ou a escrita, como jornalismo são importantes ou , nos casos em que a imaginação é forte e existe talento, como escritores, talvez privilegiando o estilo realista. São também amantes das tecnologias da informação, podendo tornar-se excelentes engenheiros nesta área, programadores, analistas de sistemas, etc. O amor pela ordem e pelas coisas «certas» dá- lhes também uma inclinação natural para a Matemática e/ou a contabilidade, podendo aplicar estes conhecimentos de forma frutuosa num negócio próprio.

Os nativos com o signo Virgem na 2ª casa têm em geral excelentes capacidades de comunicação e são muito convincentes a persuadir os outros, tanto através do seu pensamento impecavelmente analítico como pela delicadeza que são capazes de ter nas interações com os outros, sendo excelentes oradores, contadores de histórias, «entertainers», espirituosos e cheios de humor. Os dons de oratória, se Mercúrio for forte, podem ser extraordinários e podem ter uma boa voz, tanto para causar impacto através da fala como do canto. Podem também ter grande talento para a escrita. Porém, a natureza mutável de Mercúrio traz inevitavelmente flutuações na área financeira, com altos e baixos na acumulação de riqueza. Se o Sol estiver forte, no entanto, estas pessoas não costumam ter dificuldades muito duradouras nesta área, usando facilmente os talentos naturais para alcançar poder, influência e riqueza.

Mercúrio está focado na obtenção de conhecimento e de informação acerca do mundo que o rodeia para, desse modo, alcançar o que pretende na vida concreta. O conhecimento é uma ferramenta de primeira importância para estes nativos, que sentem prazer em estudar e aprender, sendo naturalmente muito curiosos. Assim, será de esperar que estas pessoas usem o conhecimento e outras competências que desenvolvem para alcançar o seu lugar ao Sol na sociedade, alcançando prestígio, nome e uma excelente reputação, como o seu perfecionismo nesta área exige. Podem tornar-se académicos muito respeitados na comunidade científica, homens (e mulheres) de negócios, profissionais que usam as competências da comunicação e os seus vastos conhecimentos para atingir o almejado status acima do que é comum.

A educação nos primeiros tempos de vida pode revelar uma criança muito metódica e organizada, interessada em aprender e dominando rapidamente conceitos , teorias e saberes, com grande curiosidade pelo uso das mais modernas formas de comunicação, que aprende rapidamente e de forma intuitiva, podendo ser um típico «nerd» a quem os colegas (e certamente vários professores) recorrem quando há algum problema envolvendo o uso destas tecnologias pois eles tendem a saber todas as soluções práticas nesta área, tendo muito provavelmente aprendido sozinhos. São por isso estudantes que tanto os professores como os pais gostam de ter, embora por vezes possam ser demasiado críticos quando alguma matéria ou questão sai fora do que consideram previsível. São mais orientados para um pensamento convergente, trabalhando com dados previamente determinados, do que para o pensamento divergente ou inovador, pois a sua inteligência orienta-se de forma determinista e detesta a surpresa do imprevisto ou do imprevisível.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.