Conjunção Sol Júpiter na 9ª Casa Signo Sagitário

conjunção sol Júpiter na 9ª Casa signo Sagitário capa

Neste artigo descrevemos os efeitos gerais da conjunção Sol Júpiter na 9ª casa do horóscopo e no signo Sagitário.

Pode ler um artigo sobre  os efeitos da colocação do Sol no signo Sagitário aqui e  na 9ª casa, leia o artigo aqui.

Quando Júpiter está colocado na 9ª casa está bem posicionado, na casa que ele próprio rege.  O nativo estará exposto a várias figuras de cunho paternal. Poderá ser um viajante contínuo por países distantes e também estará exposto a múltiplas filosofias, doutrinas ou teorias acerca da realidade.

Esta é uma posição padrão do padre, professor ou pregador.  O nativo tem abertura mental para compreender diversas doutrinas e tradições. É um excelente orador, tanto no plano religioso, como político e diplomático, ou como professor. Comunica de forma fácil e com eficiência, convencendo pela convicção que dá aos gestos e às palavras. Pode ser também um escritor de talento e é certamente um estudioso instruído.

Pode ser um excelente diplomata. É um pensador, otimista, entusiasta, capaz de galvanizar os outros para os seus ideais e sonhos. Mas funciona mais com a razão do que com a fé. Quando a 9ª casa está ocupada por um signo de Saturno pode mesmo tornar-se um falso guru . Nos signos de Mercúrio, cujos processos mentais são opostos aos de Júpiter, pode ter um discurso vazio sem verdadeira compreensão interior e intuitiva.

Os nativos com Júpiter na 9ª casa gostam de crianças, são generosos e compassivos mas nem tudo é necessariamente bom com esta posição (a presença do planeta mais benéfico na casa mais benéfica pode produzir um excesso que causa problemas) e ,em alguns nativos, pode manifestar-se na arrogância de quem acha que sabe tudo conhece tudo e compreende tudo (ao contrário dos outros na ótica destes nativos) e podem identificar-se de forma dogmática com as suas crenças , tentando impô-las aos outros.

A fraqueza de Júpiter quando colocado nesta casa pode dar ao indivíduo a pretensão de ter direito a todas as honras e ao título do mais sábio, confundindo verdadeira sabedoria com dogmas e sem manifestar qualquer humildade, sendo antes materialisticamente orientado em muitos casos, para a procura de posições de privilégio que certos títulos honoríficos dão mas sem ter  verdadeira sabedoria.

A presença de Júpiter nesta casa tende a gerar no nativo a convicção da absoluta certeza de as suas crenças serem verdadeiras e «melhores que todas as outras».

A colocação de Júpiter na 9ª casa quando esta está ocupada pelo próprio signo ou signo de exaltação permite alcançar grande riqueza, abrindo a porta das oportunidades ao nativo.

A natureza de Júpiter revela-se então de forma mais forte e clara, no caráter filosófico destes nativos, na sua sincera afirmação de propósito, na tolerância, no  amor pelas viagens e ausência de dogmatismo; a pessoa mostra sabedoria e é caridosa nas ações. Recebe honras dos seus pares e o seu respeito e admiração. Estas pessoas defendem muitas vezes alguma causa que define o sentido da sua própria existência /dharma).

Num mapa em que o cônjuge é masculino, este pode ser encontrado no campo académico, num ambiente sagrado, etc.. O pai e pelo menos o primeiro marido são extremamente confiantes em relação a si mesmos.  O primeiro casamento pode também ter a marca de um parceiro que é um substituto do pai ou que funciona como uma figura paterna para o nativo.

Porque Júpiter é um dos planetas que simbolizam o pai (tal como o Sol), os nativos com esta posição podem ter várias figuras paternas ao longo da vida, incluindo padrastos. Por vezes o pai natural não está disponível e o avô substitui-o nesse papel.

Os nativos com Júpiter na 9ª casa podem ter tendência para engordar (Júpiter lança aspeto para a 1ª casa) e, quando têm irmãos, o relacionamento com estes é satisfatório.Também têm em geral filhos. São felizes num ambiente espiritual, filosófico ou religioso.

Segundo os clássicos, quando Júpiter está colocado na 9ª casa o nativo gosta de estudar assuntos religiosos e/ou filosóficos, é atraído pela observação de rituais e gosta de se associar com outros que têm a mesma natureza. Gosta também de alcançar riqueza, status e bens materiais.

Esta é uma boa posição para a fama e a prosperidade. O nativo visitará lugares santos. Terá uma personalidade encantadora, receberá sabedoria divina, será talentoso e feliz. A colocação de Júpiter na 9ª casa indica bom karma, uma vez que indicia que o nativo está perto de esgotar o seu karma e a alcançar a libertação.  Este tem uma vida pura e nobre, interessando-se pela santidade e devoção.

Terá honras e o respeito das camadas privilegiadas da sociedade. Terá outros a trabalhar para si.  Alguns podem, no entanto, ser arrogantes e apegados aos bens materiais, tendo falta de humildade  e generosidade; mas outros podem tornar-se ascetas, adeptos de jejum purificador e praticantes de ações virtuosas.

Globalmente, estes nativos têm boa fortuna e podem alcançar o equilíbrio na vida entre o desejo de conforto material e a purificação espiritual.

A colocação de Júpiter no signo Sagitário, o seu signo mooltrikona, faz do nativo um filósofo e/ou um amante das viagens para países exóticos.  Os nativos envolvem-se também numa carreira académica, religiosa ou em meios espirituais, tendo as universidades e os centros académicos como centros fundamentais de ação.

Nas carreiras que escolhem usam os ensinamentos e as crenças para conseguir a melhoria da natureza humana,  alicerçada nas doutrinas, teorias ou crenças que ensinam aos outros. São professores, padres ou co0nsleheiros e acreditam na melhoria da natureza humana através da educação e da transformação que esta pode operar na mente e no espírito. Seja qual for o papel que desenvolvem, veem-se a si mesmos como guias e orientadores e dão a essa missão toda a importância.

Júpiter no signo Sagitário coloca nos valores e na dimensão moral  o papel matricial essencial do desenvolvimento humano, acreditando que este se transforma através das crenças. Por isso, é muito autêntico na forma de ensinar e de se apresentar como exemplo das  crenças que considera fundamentais.

Estas pessoas sentem-se imbuídas de uma missão de vida, e levam a sério essa missão envolvendo-se numa causa filosófica e humanitária com toda a convicção. Neste signo, Júpiter exprime a sua natureza mais essencial da forma mais evidente e forte. Assim, o conhecimento superior académico, a sabedoria espiritual, o respeito pelos rituais e tradições espirituais ou religiosas, a visão filosófica da realidade, são aspetos que terão grande expressão na vida destas pessoas.

A sabedoria que possuem, a intuitiva apreensão desse saber, dá-lhes a confiança e a certeza de estarem certos, sendo por isso naturalmente otimistas e autoconfiantes. Veem sempre o lado positivo das coisas, manifestando fé em que a realidade será o melhor possível e a sua compreensão dela estará em conformidade com a realidade e o que acontece.

Os nativos são determinados em aprender e respeitam a sabedoria tradicional, esforçando-se para aprender o máximo possível que possa conduzir a pessoa para o plano mais elevado em termos espirituais.

A tendência para a Auto convicção que a posição de Júpiter em Sagitário produz pode no entanto nem sempre ser positiva pois Júpiter é, por natureza, respeitador dos costumes e das tradições e, quando estas são negativas, podemos ter um fundamentalista dogmático a propalar como verdades absolutas os ensinamentos que adquiriu no seu processo de educação.

A posição de Júpiter no signo Sagitário faz do nativo um crente convicto mas a natureza das crenças, na sociedade de hoje, é altamente variável e certamente, afastada das «fontes primitivas de conhecimento para o qual remete o signo Sagitário (os nativos aprendem os valores relativos da sociedade em que nascem, não vão para templos iniciáticos onde aprenderiam as verdades arcanas da sabedoria).

Assim, Júpiter pode levar o indivíduo a desenvolver crenças dogmáticas por influência do meio em que cresce e se desenvolve e que está, nos dias de hoje, totalmente desligado do estilo de sabedoria mestre /discípulo outrora praticada e ausente nas sociedades ocidentais de hoje. Quando funciona de forma positiva, Júpiter inspira o nativo para aplicar as leis e desenvolver leis que são justas e dignificantes para os seres humanos.

Segundo os clássicos, a posição de Júpiter em Sagitário torna o nativo sério, sincero e simples. Gosta de ajudar, é afortunado, bem-sucedido. É um líder e pensa de forma independente. É empreendedor e obtém ganhos através do casamento ou por herança. Terá muitos casos extraconjugais. Pode perder através do jogo e da especulação.

Conjunção Sol Júpiter na 9ª Casa Signo Sagitário

Quando o Sol e Júpiter estão em conjunção na 9ª casa ou signo Sagitário os efeitos podem variar bastante, não apenas devido à posição num dado signo (quando a 9ª casa está ocupada por um signo diferente de Sagitário) da força dos planetas envolvidos, etc., mas também  do contexto cultural em que o nativo desenvolve a sua vida.

Por ex., numa cultura oriental  em que o sábio e a procura da sabedoria  ainda é valorizada de acordo com valores ancestrais, esta conjunção pode indicar, quando o Sol e Júpiter estão fortes, um sábio de grande estatura, alguém que consegue pegar nas verdades ancestrais e expô-las para o público de forma inovadora, carismática, com uma autoridade que resulta da forte presença desta personalidade e da sua incontestável ligação com as verdadeiras fontes da sabedoria;

Pode indicar igualmente um líder religioso que deixa as suas marcas na comunidade, influenciando-a pelo exemplo e pela sabedoria manifestada.

No ocidente, menos dado à espiritualidade e mais ligado ao mundo terreno, esta conjunção pode indicar um filósofo de grande qualidade, um pensador que inova nas ideias e é capaz de transmitir as bases de novas crenças e valores para os tempos atuais.

A grandeza das ideias que canaliza para os outros pode granjear-lhe sorte, popularidade, admiração e as suas excelentes capacidades para comunicar e ensinar podem abrir-lhe as portas de um público realmente universal. Pode também ser um líder religioso, ultrapassando as portas da sua comunidade para falar para o mundo inteiro e tendo capacidade de se fazer ouvir no mundo inteiro.

As pessoas que nascem com esta conjunção no signo Sagitário ou na 9ª casa sentem-se compelidas a estudar, adquirir conhecimento mas, em vez de simplesmente reproduzirem os ensinamentos e as ideias do passado, adaptam-nas de forma inovadora ao seu ponto de vista e à realidade atual.

São ,deste modo, pelo menos potencialmente, reformistas, pessoas que realmente fazem a diferença na preparação de uma sociedade com valores mais justos, defendendo um modo de vida mais autêntico e menos materialista,  com base nos valores espirituais.

Quando o Sol ou Júpiter estão fracos por alguma razão, no entanto, o indivíduo pode usar os seus conhecimentos e talentos para se beneficiar a si mesmo ou pode de tal modo convencer-se de que é merecedor de todos os privilégios que se torna dogmático  e autoritário, desenvolvendo doutrinas que depois impõe aos outros, através da posição social que ocupa- e, em geral, a sorte dá-lhe a oportunidade de conseguir status elevado, riqueza, etc..

Baseando-se na sua autoridade e orgulho pessoal, exige obediência em relação ao que transmite e impõe, perdendo a faceta de humildade e generosidade que caracteriza a energia de Júpiter e também a sua sabedoria inata.  Se tiver uma posição religiosa, poderá impor regras que esqueceram a bondade e compassividade necessárias e usar a autoridade para impor valores e crenças; pode tornar-se um ditador , acreditando no entanto que é uma espécie de ser divino a quem cabem todos os direitos.

Também Poderá Gostar de Ler