Conjunção Sol Saturno na 4ª Casa Signo Caranguejo

conjunção sol Saturno 4ª casa signo Caranguejo capa

Para saber os efeitos da colocação do sol na 4ª casa leia o artigo aqui.

A colocação de Saturno, o planeta das restrições na 4ª casa, a casa associada ao contentamento pessoal e á felicidade sentida pelo nativo, é uma posição difícil. Ela indica escassez de confortos, de amor materno, de contentamento pessoal. A matriz de vida inicial é muito rígida  e pode haver problemas na educação inicial, na aquisição de uma casa confortável, de veículos.  O nativo vive numa casa simples e sem grandes confortos. Pode haver também restrições na alimentação disponível. Os pais são conservadores e impõem uma disciplina rígida desde muito cedo. A casa , por sua vez é forte e sólida, muitas vezes antiga, de pedra e madeira, despida de muitos confortos.

Os nativos com Saturno na 4ª casa podem sentir-se intimidados pelos pais, pelo ambiente da escola que frequentam, pelas suas raízes culturais que são vistas como desafiadoras, pela mãe, pelas pessoas mais velhas. O  ambiente onde crescem não oferece deste modo apoio para as inseguranças iniciais do nativo e este terá que aprender a superar todos esses medos.  O karma está ligado à mãe (maternidade), ás raízes comunitárias e culturais. às propriedades familiares (casas, quintas, veículos), c à educação, defesa da pátria, etc.. Estas pessoas sentem uma obrigação especialmente forte de proteger a comunidade e a cultura de origem, os seus costumes  tradicionais. Podem resistir bastante às orientações dos pais e ao modelo de educação, não gostando de ir à escola. Podem ter que assumir pesadas responsabilidades no lar, na gestão das propriedades familiares, na defesa da comunidade ou da Pátria.

Do passado, trazem o medo inconsciente de perder a sua casa (abrigo), as raízes e as origens, de não pertencer a nada nem a ninguém, de não ter um lugar onde se possam acolher em segurança.. Na verdade, o karma destas pessoas faz com que experienciem  isso, não tendo raízes, nem materiais nem culturais, e impõe-lhes simultaneamente muitos deveres e responsabilidades para com outros. O karma fá-las mudar de casa muitas vezes não lhes permitindo integrar-se de forma estável numa comunidade. Isto pode ser mitigado se Saturno estiver bem colocado por signo. Neste caso o nativo também enfrenta menos escassez de meios no lar, que pode ser estável e algo confortável,  embora possa não haver muitos luxos.

Um dos desafios de Saturno na 4ª casa é aceitar a realidade sem tentar forçá-la a mudar, forçando antes a pessoa a encontrar no seu íntimo as raízes do seu próprio apoio e deixando de culpar o mundo externo pelas suas privações. Todas as atividades associadas com a 4ª casa- cuidar da casa, jardinar, cuidar da família, cozinhar, desempenhar as funções de pai ou mãe, cuidar dos mais velhos, ir à escola, etc.- são vistas como pesados fardos na vida destas pessoas e exigem muito do seu esforço e responsabilidade. Pode também haver pesados deveres a assumir, como rendas pesadas, regras duras na educação, etc.. Quando está no próprio signo ou no signo de exaltação, as duras condições de vida do nativo são atenuadas no plano material.  Por motivos kármicos, a propriedade de casas ,veículos, terras é limitada. O nativo pode sentir pouca vontade de gerir essas propriedades embora também não abra mão das mesmas para serem exploradas por outros. A educação pode ser penosa. Estas pessoas sentem que lhes é exigido um grande esforço com pouca recompensa e resistem a prosseguir uma educação mais avançada.  Mas , a pouco e pouco e mais lentamente do que muitos, o nativo pode conseguir obter  um diploma. Isto pode ser adiado até tarde na vida.

Quando Saturno está na 4ª casa  nos signos de Marte ou do Sol o nativo poderá ter que assumir pesadas responsabilidades nas propriedades como quintas, ou na casa. Terá também obrigações peadas e deveres em cuidar dos mais velhos, o que pode surgir nos trânsitos principais de Saturno ou no dasa /antardasa do planeta.  cumpre-lhes também guardar os limites da propriedade familiar e/ou comunitária.  Estas pessoas precisam de manter as suas rotinas, detestando eventos que os afastam desse objetivo.

A mãe do nativo com Saturno na 4ª casa tem também um pesado karma, com muito trabalho, pobreza e isolamento. Por impossibilidade de a mãe tomar conta das responsabilidades do lar, o nativo poderá ter que as assumir por ela. Se Saturno estiver em aspeto com a Lua, esta posição indica muitas vezes perda da mãe. Quando não morre cedo, a mãe está habitualmente sobrecarregada com trabalho ou doente ou é adepta de uma rigorosa disciplina em vez do amor e do afeto  e não dá o apoio necessário ao nativo, que fica por sua conta. Quando Saturno está dignificado (no próprio signo ou exaltado) a mãe desempenha as funções reguladoras e é a fonte dos códigos éticos que norteiam o nativo que tem, neste caso, um lar seguro embora regulado. Aspetos de planetas benéficos para a 4ª casa podem tornar mais fácil esta colocação de Saturno.

Os nativos com Saturno na 4ª casa sentem um inato sentimento de insegurança e isso gera o desenvolvimento de pesadas defesas emocionais São  também adeptos dos velhos costumes em relação à educação, aos rituais, às regras de comportamento que adotam. Os pais são conservadores, rígidos na disciplina ou estão ausentes por alguma razão (por ex., devido ao trabalho). A mãe em especial pode não estar presente, muitas vezes por morrer cedo. Também pode dedicar-se a uma profissão muito exigente como a prática da medicina, que pode exercer em voluntariado para ajudar os que não podem pagar cuidados médicos.

Saturno está bem colocado na 4ª casa, uma casa kendra, dando resistência e capacidade de persistir. Os aspetos que lança para a 6ª casa dão um sentido de responsabilidade ética  em relação ao trabalho  e uma mentalidade prática. Pelo aspeto que lança para a 10ª casa dá boas capacidades de liderança e uma imagem pública respeitada. Pelo aspeto que lança para a 1ª casa imbui o nativo da necessidade de cumprir rotinas e respeitar as regras e as leis e torna-o sóbrio e estável no estilo de vida.  Pode ter funções de manter o respeito pela lei como os agentes policiais.  A presença na 4ª casa permite que o nativo avance de forma lenta  mas firme até ao sucesso material e social.  Mas, a cada 29, 5 anos, quando Saturno em trânsito regressa à 4ª casa, o nativo é obrigado a reviver as condições karmicas e a assumir alguma obrigação relacionada com a casa em termos materiais ou emocionais. Segundo alguns, a melhor forma de ultrapassar os problemas que Saturno traz quando regressa à 4ª casa é, voluntariamente, voltar a estudar e a prosseguir um ponto da sua educação.

Porém, todas aas mudanças associadas com os significados da 4ªcasa- incluindo alterações nos certificados académicos, mudança de casa, de veículo, escola, tentativas par aumentar ou alterar tudo o que dá segurança emocional ou material sofrem atrasos e impedimentos embora não sejam necessariamente negados. Os nativos têm também muita dificuldade em alterar as rotinas diárias.

Os nativos com Saturno na 4ª casa têm que lidar com pessoas pobres, inseguras, órfãos, pessoas com baixo nível de educação, sem abrigo, etc..  O próprio nativo enfrenta dificuldade na aquisição de casa e veículos e , quando consegue ter algum destes bens, tem que constantemente proceder a reparações. Sofre frustração porque os outros julgam o seu mérito com base nos bens que possui (e não possui) e com base na sua capacidade para cuidar da família e do bem estar desta.  O karma destas pessoas faz com que nunca sejam totalmente aceites pela cultura de origem. A linhagem materna também pode marginalizar o nativo, não o considerando como «um deles». Por mais que siga todas as regras, sente-se sempre deslocado e sem verdadeiras raízes. Por vezes estes nativos nascem quando os pais são mais velhos do que o padrão normalmente aceite pela sociedade. Este aspeto, que colocava o nativo à margem há algum tempo atrás hoje começa a ser relativizado com as novas possibilidades da ciência e com o facto real de as mães darem à luz em idades cada vez mais tardias. Porém, a criança pequena pode ser discriminada pelos pares por causa disso (ou de outros aspetos, como o facto de os pais serem mais pobres, etc.).

Um problema da colocação de Saturno na 4ª casa é que, devido ao próprio significado de Saturno, que resiste à mudança, é muito difícil as condições adversas que afetam o nativo terem uma melhoria e o sofrimento pode ser grande, pois demora muito até uma oportunidade de mudança chegar.  E, sendo a 4ª casa uma casa de felicidade subjetiva, a depressão, opressão e sofrimento que estas pessoas sentem é muito difícil de ser aliviada.  Pelo lado bom, o aspeto que Saturno lança para a 6ª casa põe os oponentes e inimigos fora de alcance impedindo-os de causar mal ao nativo. Pelo lado menos bom torna-se também mais difícil conseguir pagar dívidas e obter empréstimos. Todas estas coisas geram fraco reconhecimento do mérito do nativo por parte dos outros. Estas pessoas não são, por estas razões, de fácil trato, pois não estão bem consigo nem com a vida.

Quando Saturno rege uma casa kendra, por ex., o nativo pode desenvolver uma carreira muito positiva a ajudar pessoas humildes ou de alguma forma  alvo de discriminação e isso acaba por reverter psicologicamente a seu favor. Quando Vénus lança aspeto para Saturno, os efeitos do planeta são aliviados.

Para saber os efeitos da colocação do Sol no signo Caranguejo, leia o artigo aqui.

Quando Saturno está colocado no signo Caranguejo  está em signo inimigo e as tendências de proteção do signo Caranguejo são cristalizadas por Saturno em formas bastante rígidas. O nativo tem receio de tudo o que, na sua perceção, gera insegurança. Pode ter um sentido de dever pronunciado de proteger todos os costumes, tradições, e a  linhagem familiar. Pode ser também um patriota que eleva ao máximo a responsabilidade de contribuir para a segurança da comunidade ou da nação. Tudo isto pode levar a pessoa a envolver-se no governo local, nas forças de segurança e de proteção social.  Há em geral um sentido protetor muito forte em relação ao grupo de origem (etnia, classe social, clã) que é defendido contra todos os outros que o coloquem sob ameaça.

O medo da insegurança leva estas pessoas a  refugiar-se nas regras e nas leis e na sua aplicação rígida. Dão-se bem em todos os papeis em que é necessário conservar, defender e proteger o património do passado , os valores e velhas formas de viver e dão excelentes «conservadores» combatendo as «vias do progresso» que desejam destruir habitats naturais ou património local em nome de novas formas de ocupação dos espaços que trazem mais lucro. É claro que baseiam a sua ação na resistência à mudança e isso pode ser tão negativo como a mera substituição das velhas tradições por motivos puramente financeiros, políticos, etc.. Mas são as pessoas certas para preservar coisas, lugares antigos e dão bons conservadores de museus ainda que , nos tempos que correm, seja difícil chamar a atenção dos outros sem recorrer às tecnologias modernas e é aqui que estas pessoas podem falhar, na recusa de tudo o que é moderno e tecnológico. Um aspeto positivo de Marte ajudará neste processo embora não sem algum atrito.  O excesso de proteção pode também gerar linhas duras de resistência que impedem todo o progresso. Estas pessoas tendem a colocar vedações fortes em volta de suas casas por ex., e, quando têm cargos políticos, fazem o mesmo nas fronteiras para proteger o território. Por muito seguro que possa parecer, tem os inconvenientes da sociedade global dos nossos dias que não se compadece com estas práticas de encerramento à interação com os outros.

Estes nativos levam a sério as responsabilidades como  pais mas podem ser muito rígidos e excessivamente protetores ao mesmo tempo que são pouco afetivos na expressão. Seguem rotinas rígidas e, mesmo que estas causem sofrimento de alguma espécie, resistem a mudá-las com medo da insegurança.(é melhor um muro doloroso do que um horizonte de incerteza). A verdade é que estas pessoas sentem medo de perder o que lhes dá segurança e muitas vezes isso resume-se àquilo a que estão habituadas mesmo que as faça sofrer. A possibilidade de preverem que essas condições- e não outras desconhecidas- estarão ali de forma permanente assegura-lhes a segurança sobre aquilo com que podem contar. Torna-se deste modo extremamente difícil alterar este círculo vicioso. O sentimento de insegurança é permanente, tanto no plano emocional interno como a nível externo.  Por outro lado, as feridas emocionais geradas cedo na vida pela falta de apoio do amor materno faz com que tenham medo de se ligar aos outros, para evitar o sofrimento. Assim, preferem adotar um comportamento protetor impessoal em relação ao país e à comunidade e cuidar da segurança da «nação» em vez de se ligarem pessoalmente a outros. Podem também gerir instituições que lidam com pessoas mais velhas. No plano pessoal, estes nativos sentem-se desligados das suas próprias emoções e desconfortáveis a lidar com elas. Esta situação pode melhorar substancialmente se Saturno receber o aspeto de um planeta como Júpiter ou se a Lua, regente de Caranguejo e dispositor de Saturno, estiver colocada na mesma casa. Isto torna o indivíduo capaz de ser menos pessimista e inseguro emocionalmente.

Quando Saturno está colocado no signo Caranguejo e não recebe aspetos de outros planetas é muito difícil ao nativo exprimir qualquer emoção a nível pessoal. Sendo, no entanto, a família um valor fundamental para estas pessoas, a situação pode tornar-se mais fácil na idade adulta, quando Saturno faz o primeiro regresso à posição natal. Aí, a necessidade de constituir família pode tornar mais fácil encarar  potenciais parceiros de casamento embora, ao longo da vida e do relacionamento, esta seja uma pessoa pouco efusiva e que se sente melhor a exprimir o que é convencionalmente aceite como apropriado do que aquilo que verdadeiramente sente. Sendo os «sentimentos» igualmente «normalizados» no plano social, torna-se relativamente simples adotar os papeis esperados em relação ao cônjuge e ao casamento.  Estes nativos  podem gerir com facilidade os aspetos convencionais do casamento sem nunca se exporem em termos profundos ao  cônjuge. As feridas emocionais não saram de repente e, quando Saturno está no signo de Caranguejo, a memória  a  ter em conta é a da comunidade e da nação, mais do que a memória pessoal.

Estas pessoas são boas a desempenhar profissões em que as emoções não são tidas em conta, como acontece com as forças de segurança. São também capazes de passar uma imagem de pouca empatia com o sofrimento dos outros uma vez que ganharam resistência e resiliência em relação ao seu próprio sofrimento emocional e aprenderam a considerar que  isso faz parte da vida. O que eles podem suportar, os outros também podem, pensam.  Quando têm cargos de liderança também tendem a colocar o dever acima da simpatia e da compreensão pelas fraquezas dos outros, sobretudo  dos subordinados.

A colocação de Saturno no signo Caranguejo indica karma ligado à mãe, Esta pode ter morrido cedo ou a ligação com ela foi disfuncional e  o nativo sentiu rejeição por parte desta, o que leva a substituir os afetos pela rígida convenção da expressão emocional que segue regras mas é vazia de verdadeira emoção e espontaneidade. Os nativos com frequência deslocam o amor pela mãe para o amor pela pátria , por uma doutrina ou ideologia, para a religião ou grupo de princípios que passam a ocupar o centro do seu afeto.

Os nativos com Saturno em Caranguejo sofrem de uma espécie de «síndrome de insegurança» e sentem que a segurança só pode ser alcançada construindo muros em volta do território ou da sua casa, com policiamento constante, militares a defenderem a Pátria,  com o núcleo de vida fechado ao mundo exterior e protegido militarmente no plano comunitário. Podem por isso tornar-se extremistas no campo político, desconfiando de todos os estranhos à comunidade, defendendo o estado policial ou  militar e restringindo a liberdade individual.  As regras e o cumprimento estrito destas permite a estas pessoas sentir que pertencem à pátria ou à comunidade. A lealdade com que encaram este processo faz parte integrante desta posição que pode dar líderes políticos quando Saturno em Caranguejo está colocado numa casa kendra.

Segundo os clássicos, quando Saturno está colocado no signo Caranguejo o nativo passa por dificuldades na infância e pode não ter mãe e pode sofrer oposição por parte dos familiares. Pelo lado positivo, é um parceiro com nobreza de caráter, gentil e com boa reputação, Não terá inimigos, será influente na parte final da vida.

Conjunção Sol Saturno na 4ª Casa signo Caranguejo

Quando o Sol e Saturno estão em conjunção na 4ª casa os efeitos não são fáceis de experienciar, não só porque nenhum deles produz resultados confortáveis nesta casa como as duas energias são inimigas.  Esta posição da conjunção produz frustração em relação à vida pessoal e profissional. Estes nativos aspiram  alcançar uma posição de autoridade mas torna-se muito lento e difícil o caminho de elevação.  Saturno na 4ª casa torna tudo mais lento ; por outro lado, o Sol lança ao seu aspeto para a 10ª casa e aspira a tornar-se uma autoridade , um líder admirado mas Saturno impede a ascensão desejada.

A vida familiar é dura com esta conjunção na 4ª casa e a relação com  a mãe também não dá  apoio ao nativo. A mãe pode ser muito rígida, autoritária e distante. Para compensar esta falta de proximidade afetiva a pessoa  pode desenvolver o amor pela cultura, pelos costumes e pela sua comunidade social de origem. Neste caso pode procurar tornar-se dirigente da comunidade para cuidar desta, ao mesmo tempo que procura alcançar a estima e admiração popular pela sua obra.  Dado que estas pessoas possuem  um forte sentido de responsabilidade e de dever, podem ser bons dirigentes e governantes, em especial quando a conjunção cai num dos signos de Saturno ou no signo de exaltação deste ou quando Vénus está em aspeto com esta conjunção.  Quando é o Sol que tem o grau inferior do signo de colocação, o nativo torna o poder mais pessoal e deseja concretizar as suas próprias ambições, exercendo o poder não apenas em função do bem comum mas também para satisfazer a necessidade de alcançar poder e influência sobre as massas. O Sol não tem o mesmo sentido de respeito pelas tradições a todo o custo e pode mesmo ter um tipo de comportamento que vai contra o que está convencionalmente aceite. Assim, neste caso há uma luta no íntimo do indivíduo, entre a pressão feita por Saturno de se respeitarem as leis tradicionais e «os velhos modos de vida» e o querer ir para a frente deixando tudo isso para trás e criando novas regras. O resultado poderá ser o exercício do poder feito de forma autoritária e em nome pessoal . Isto poderá ser muito evidente se a conjunção cai no signo Leão ou Carneiro onde o Sol é muito forte e onde o antagonismo com Saturno é também muito grande. Acontece que os signos onde o Sol e Saturno ficam exaltados são opostos e a exaltação de um ao mesmo tempo que o outro fica debilitado pode gerar uma guerra  entre as energias de ambos, sendo difícil adivinhar os resultados dela. Entre a resistência à mudança de Saturno e a criatividade «real» do Sol, o que resulta é, na maioria das vezes, uma grande frustração interna que gera forças contrárias de ação/inércia que podem ser altamente desgastantes para o indivíduo.

A paz familiar pode também sofrer muito com esta conjunção na 4ª casa. Pode acontecer que os pais do nativo sejam pessoas antagónicas na sua personalidade e transmitam na educação valores antagónicos que deixam a criança em desenvolvimento baralhada e sem conseguir formar princípios diretores firmes. A relação entre os pais pode também ser muito tensa e distante, com cada um deles demasiado preocupado com as suas «guerras internas» para prestar devida atenção às reais necessidades da criança. Podem inclusivamente não se entender sobre o tipo de educação que o nativo deverá ter.  No entanto, os dois progenitores têm um forte sentido da importância das instituições sociais- entre as quais a família- e, provavelmente, acabam por se colocar de acordo sobre as regras a seguir na educação do nativo. Este pode no entanto crescer longe do ambiente familiar – frequentando um colégio interno de natureza militar ou religiosa, ou semelhante, em que o relacionamento nunca vai além do que é impessoal e convencional. Assim, estes nativos aprendem a contar apenas consigo próprios, em termos emocionais, desde muito cedo.  O relacionamento com os outros a nível próximo e pessoal torna-se muito difícil e, provavelmente, apenas na vida adulta depois do primeiro regresso de Saturno à posição natal, têm maior abertura para arriscar uma relação de verdadeira proximidade e, eventualmente, poderão ser bem- sucedidos, depois de algumas experiências que não dão bons resultados.

Quando a conjunção Sol Saturno se dá no signo Caranguejo  o Sol é potencialmente mais forte na conjunção do que Saturno, que está em signo inimigo.  O Sol adquire nesta conjunção alguma suavidade da Lua, acabando por usar o conservadorismo próprio do signo Caranguejo e de Saturno para procurar cargos dirigentes em instituições ou no governo local para, desse modo, fazer uma «obra» que melhore realmente as condições de vida da comunidade. Estas pessoas podem dedicar-se com verdadeiro sentido de compromisso, a alcançar mais progresso e a defender os interesses da comunidade. Podem tornar-se líderes populares e estimados pela comunidade.  Alguns poderão desenvolver carreiras muito satisfatórias relacionadas com a cultura e a sua conservação , como  dirigentes políticos do património, etc..

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.