Júpiter nos Signos do Zodíaco

Júpiter nos signos do Zodíaco capa

Apresentamos as características de Júpiter nos Signos do Zodíaco:

Júpiter no signo Carneiro

A colocação de Júpiter no signo Carneiro associa o princípio de expansão de Júpiter ao caráter inovador de Carneiro. Grande determinação e coragem para fazer coisas, criar e inovar são o resultado. Estes nativos são altamente proficientes e multifacetados nas capacidades de movimento, energia, inovação. Neste signo, Júpiter impulsiona para o desenvolvimento humano através da inovação e criatividade.

No signo Carneiro Júpiter está em signo amigo, dando bons resultados. Estas pessoas guardam a memória de uma sabedoria inata em relação à existência física e animal.

Sendo um signo que inclina os nativos para a sua identidade, Carneiro com a presença de Júpiter produz alguém que tem consciência clara da sua sabedoria e é autoconfiante, determinado concentrado em si mesmo embora não necessariamente egoísta- pode ser antes uma pessoa cuja missão fundamental é expandir o próprio eu, desenvolvendo múltiplas facetas do mesmo, tanto do ponto de vista físico- trabalhando o corpo e os seus músculos numa atividade atlética- como mental e espiritual- desenvolvendo os poderes da mente, da vontade e do espírito. Conhecer-se a si mesmo e desenvolver todo o potencial próprio pode assim ser a grande missão de vida destas pessoas.  Isto pode revelar-se em termos espirituais mas, o mais provável será que os nativos tentem explorar e expandir ao máximo o conhecimento acerca de uma certa área relacionada com o desenvolvimento humano – fisiologia, desporto, dieta e nutrição, biologia, saúde, etc., etc., e, dessa forma, aparecem como autoridades reconhecidas e respeitadas  nessa área. Tudo o que se refere ao conhecimento do ser humano e, em especial ,à sua condição e saúde física podem ser alvo de expansão para estes nativos. Este conhecimento beneficia outros pois essa é a natureza de Júpiter mas as intenções pessoais estão dirigidas para o próprio indivíduo.  E a natureza deste conhecimento nunca sai fora do estilo competitivo- trata-se de ter o conhecimento mais avançado, mais eficaz, melhor, etc..

Em muitos casos, esta é a pessoa que «sabe que está certa», que não precisa de ouvir mais nenhuma opinião além da sua.  É  alguém muito competitivo e orientado para ganhar sempre. Encara a coragem como uma matéria física, identificando-a com a aplicação da força física e o combate. Tem um Auto propósito forte e que não sofre desvios pois não tem em conta as opiniões dos outros. Uma vez decidido o objetivo, este é perseguido de forma totalmente concentrada e inabalável.

O signo Carneiro é um signo de ação, de força física, de vitalidade e impulsividade. Quando está neste signo, Júpiter pode exprimir-se bem como o «treinador»  por ex., em termos atléticos ou desportivos, sobretudo quando se dedica a um indivíduo em particular, orientando-o sobre o que fazer para alcançar o máximo rendimento, motivando e incentivando o outro a tornar-se um «campeão».  Também pode ser o próprio indivíduo que é capaz de dar a si próprio toda a motivação de que necessita para vencer numa dada área.  Os que têm uma profissão de «coaching»  e se dirigem aos outros para os motivar e incentivar podem alcançar sucesso com esta posição de Júpiter. Sendo um karaka que rege o modo como se fala, a capacidade de persuadir que acompanha o discurso propriamente dito, Júpiter assegura, digamos assim, que a palavra dita tenha o efeito pretendido. E, em Carneiro, o estilo de Júpiter é mais agressivo e assertivo, é mais um comando do que um pedido e a forte energia que é colocada no falar surte o seu efeito como uma poderosa arma de arremesso.

A natureza maléfica de Marte e o individualismo associado ao signo Carneiro faz com que toda a ação do indivíduo, mesmo quando se dirige aos outros, tenha sempre a finalidade de beneficiar o próprio nativo: querer que o outro saia vitorioso é importante porque é igualmente (senão sobretudo) uma vitória pessoal. Júpiter fica assim modificado na sua natureza essencial, quando está no signo Carneiro mas a sua energia benéfica nunca se perde pois, ao mesmo tempo que se beneficia a si próprio, o nativo beneficia sempre  outros (o auto benefício depende sempre do reconhecimento por parte dos outros, sendo por isso partilhado).

Júpiter no Signo Touro

Quando Júpiter está colocado no signo Touro  a acumulação de riqueza material e de conhecimento são valorizados.   Quando Júpiter está colocado em  Touro, os efeitos dependem muito da natureza funcional de Júpiter e de Vénus no horóscopo considerado e das casas que estes regem. Vénus vê Júpiter como inimigo enquanto Júpiter é neutro em relação a Vénus. Os aspetos lançados para a 2ª casa e/ou para as casas que ambos regem também podem influenciar consideravelmente os efeitos desta posição.

A tendência geral de Júpiter no signo Touro é para expandir a acumulação e o ganho dos bens materiais financeiros e sensuais, não havendo no entanto grande espaço para o desenvolvimento espiritual pois Júpiter fica inibido das suas qualidades espirituais na casa de Vénus.  Os nativos acumulam e colecionam todo do tipo de posses e de bens, dedicando também boa parte da sua energia aos relacionamentos em que prevalecem os fatores sensuais. Júpiter expande o amor por tudo o que é belo, desde as formas de arte à Natureza vista como uma fonte inesgotável de abundância e de formas belas. Estes nativos são apreciadores da boa vida e de todos os prazeres sensuais e gostam de se relacionar com pessoas com os mesmos gostos e abordagens da vida.  Júpiter perde as características espirituais habituais, o que significa que os nativos com esta colocação  não pensam muito nos que precisam de ajuda ou são necessitados, dedicando-se totalmente a usufruir do seu estilo de vida em companhia com aqueles que têm posses semelhantes e possibilidades semelhantes. Podem no entanto participar em ações de caridade organizada em favor dos mais pobres e envolver-se na recolha de bens para estes desde que não tenham que fazer nada desagradável para esse efeito. Ou seja, podem dar e doar bens e dinheiro mas não querem contactar com a pobreza nem com o lado menos glamoroso da vidas dos pobres. Mas vive essas ações como ocasião de mais um encontro social ou uma festa , sem tomar consciência dos aspetos feios da realidade dos menos favorecidos.

Os nativos com esta posição criam laços com os outros com base no prazer que a sua companhia lhes traz. Podem ter uma faceta escondida por detrás dos comportamentos socialmente «respeitáveis». Assim, apesar de manterem uma imagem de respeitabilidade, a natureza fortemente sexual e sensual pode levar estas pessoas a manter uma vida secreta onde exploram todos os desejos que a sociedade poderia considerar indesejáveis ou excessivos.

Segundo os clássicos, estes nativos vivem uma vida longa embora possam ser doentes. Têm uma natureza contraditória , mantendo uma imagem sóbria mas vivendo de forma pouco equilibrada. É vulgar também serem acometidos por sentimentos de culpa por causa disso.

Júpiter no signo Touro favorece e expande o talento para o uso da voz, o canto, o amor pela arte, pela cultura e pela História.  Produz talento para o conhecimento financeiro e estas pessoas podem tornar-se conselheiros ou analistas financeiros. Podem ser excelentes contabilistas e investidores.  Estas pessoas, basicamente usam o intelecto para acumular riqueza.  Sabem de forma intuitiva quais são os investimentos que vão trazer retorno e podem ganhar muito.  Podem também ter sucesso na educação como professores, gerando simpatia e fácil adesão ao que dizem, cantores, oradores públicos, etc.. Podem ganhar bastante fazendo conferências sobre arte, História, investimento e finanças, etc..Perdem, no entanto, a habitual  preocupação de tratar todos da mesma forma, deixando de se interessar pelos mais pobres e fracos da sociedade.  No signo de Vénus, apenas os objetivos relacionados com riqueza e o seu aumento, prazer e felicidade são objeto de intenção. Este é o efeito de estar colocado numa casa inimiga cujos aspetos materialistas escondem o lado espiritual da realidade de Júpiter.

As pessoas que têm Júpiter na 2ª casa não têm no entanto intenção de provar outros dos mesmos prazeres que anseiam para si, simplesmente não pensam nisso por estarem tão focados nos seus próprios desejos e fruições.

Nem todos os que contam com Júpiter no signo Touro são ricos embora todos tenham um enorme interesse por essas matérias. Os aspetos de outros planetas alteram. obviamente os resultados da posição de Júpiter neste signo.

Júpiter no Signo Gémeos

Júpiter no signo Gémeos não está no melhor ambiente pois vê Mercúrio , o regente do signo, como inimigo. Já Mercúrio é neutro em relação a Júpiter.  Para avaliar completamente os efeitos desta posição, tanto a natureza funcional de Júpiter como a de Mercúrio deverão ser analisadas.

No signo Gémeos, a tendência mental e comunicativa, comercial e empreendedora de Mercúrio associa-se à abordagem filosófica de Júpiter, nem sempre sendo harmonizáveis.  Mas, em geral, o nativo com esta posição consegue transmitir  informação em estilo de mensagem curta e diretamente acessível ao público em geral, adaptando o saber aos aspetos práticos da sua aplicação. consegue inspirar os outros mas transforma questões complexas em slogans por vezes simplistas no desejo de simplificar os conteúdos e dar respostas simples aos outros. em vez de longos discursos e reflexões profundas não acessíveis à maioria, estes nativos usam frases curtas que sejam facilmente  captadas pelo público. a razão pela qual Júpiter é inimigo de Mercúrio deve-se ao facto de a sua sabedoria em sentido profundo não se conseguir manifestar no signo Gémeos, transformando-se em mensagens simplificadas ao estilo da conversação imediata e ligada aos temas superficiais do dia a dia.. Mas Júpiter enriquece este discurso com a força da sua motivação e inspiração.

A mente concentra-se, no entanto, apenas nos objetivos de curto prazo e deixa de lado os temas filosóficos e existenciais mais profundos e intemporais. O orador com Júpiter no signo Gémeos é extraordinário na captação do interesse do público. É um excelente vendedor. Pode ser um animador entusiasta e brilhante em eventos comunicacionais agarrando facilmente o público. Estes nativos são excelentes conversadores, falando continuamente e num estilo insinuantemente persuasivo.  Estes nativos adoram conversar, socializar e viajar.  São multilingues, apreciam a diversidade cultural e manifestam grande tolerância em face das diferenças encontradas.  em alguns casos, porém, podem ser dogmáticos e intolerantes, quando Mercúrio e/ou Júpiter são funcionalmente  maléficos. Gostam de namorar e do flirt, atividades em que se envolvem continuadamente.

Júpiter no signo Gémeos inspira qualquer nativo que esteja envolvido em atividades de comunicação, entretenimento, ensino, oratória, escrita, produtor de shows de entretenimento, comediantes, etc..extraindo com facilidade sabedoria imediata a partir das situações comuns do quotidiano. O nativo tem necessidade de comunicar todo o saber que existe em si, torná-lo acessível para os outros, com a particularidade de esses outros não serem uma elite mas as grandes massas, comunicando por palavras simples para que todos possam usufruir do saber que tem para transmitir. E, quando se trata de aplicar estas capacidades para convencer outros, sobretudo quando estão a vender um produto, estas pessoas são imbatíveis na tarefa pois os argumentos que usam são pura sabedoria prática servida no momento próprio a quem precisa de ser convencido de que precisa mesmo de um certo produto. Júpiter na verdade expande as capacidades de vendedor naturais de Mercúrio torna-as ainda mais excelentes e eficazes. Transmitem uma lição de vida, de cada vez que comunicam algo ou vendem algo e isso torna-os únicos no plano comunicacional.

Quando tem natureza benéfica, Júpiter na 3ª casa é muito tolerante e aberto aos outros, não importa o seu background , fortuna ou instrução.

Num horóscopo em que o cônjuge é masculino, o primeiro marido é alguém conversador, jovial, amável, companheiro (muitas vezes ao estilo de um ‘irmão’).  Podem ainda ser parceiros em negócios, viagens, funcionando em equipa a maior parte do tempo e divertindo-se com isso, planeando previamente o que vão faze, tanto nos negócios como na vida a dois. Mesmo que voltem a casar, estes nativos mantêm boa relação de amizade com o primeiro cônjuge.

Júpiter no Signo Caranguejo

Júpiter está exaltado no signo Caranguejo por isso produz excelentes resultados neste signo. Júpiter em Caranguejo aprecia os rituais tradicionais da cultura de pertença, os valores tradicionais e os costumes que vêm do passado. a memória ancestral e o seu conhecimento são uma base de segurança para esta posição de Júpiter.

Júpiter é amigo da Lua e esta é neutra em relação a Júpiter.  uma vez, mais, apesar da exaltação de Júpiter neste signo, os efeitos têm que ser avaliados a partir da natureza funcional de Júpiter e da Lua na natividade.

A colocação de Júpiter no signo Caranguejo ajuda a preparar o crescimento cultural da comunidade/família/indivíduo com base nos costumes da tradição e dos seus valores. Estes são, na verdade, os valores que assentam na sabedoria ancestral divina e transmitida no início da civilização. Esta é considerada a verdadeira chave do saber porque vai além da mera compreensão e lógica humanas, enraizando-se num saber outrora transmitido apenas a alguns «iniciados». Em última análise, este saber matricial é, em grande parte, o saber que marca a própria consciência humana quando esta foi inspirada pela sabedoria divina. Tudo isto é simbólico e é claro que muitas vezes Júpiter é visto como «sacerdote» dos ritos externos cuja verdadeira sabedoria se perdeu mas acreditamos que não é nada disso, Júpiter é a inspiração profunda que permite o acesso ao saber que vem do âmago da alma e é exatamente por isso que se opõe ao saber de Mercúrio, que vem da lógica e da mente humana alimentada pelos sentidos.

Júpiter em Caranguejo revela um ambiente propício para nutrir o desenvolvimento de todas as formas culturais, permitindo que a vida desenvolvida nas comunidades tenha um futuro pujante e não morra, esgotando todas as possibilidades de recriar a vida social humana futura. e isto acontece porque Júpiter representa essa sabedoria da própria fonte eterna e vivificadora, que alimenta a vida familiar e comunitária criando laços de relação entre os seus membros e um sentimento de pertença que dá segurança a cada indivíduo porque desse modo sabe donde vem e para onde vai, sentindo-se protegido por algo que é maior do que ele. é evidente que, em certos contextos, isto pode gerar o nacionalismo exacerbado que separa os povos, em vez de os unir. A generalidade dos fundamentalismos justifica-se exatamente com argumentos que se ligam «à origem» e aos «direitos» ancestrais contra outros povos.

Os nativos com Júpiter no signo Caranguejo podem sentir-se «privilegiados» e imbuídos da missão de conduzir o «povo»  a um destino grandioso de expansão. E interpretar tudo isto a partir dos significados materiais da vida em sociedade e da defesa de uma dada cultura contras as outras. A História tem-nos mostrado que isto é sempre bastante trágico e o resultado é mais sofrimento. Os bons efeitos de Júpiter em Caranguejo são espirituais, não impõem valores nem armas a quem quer que seja, não dividem, unem todos na mesma tolerância e compaixão nas múltiplas formas que assumem as culturas. Porque a sua própria diversidade é um bem e explica-se pelo facto de as comunidades terem uma identidade própria embora possam ser as mesmas as fontes da sabedoria que as inspira.

Quando está colocado em Caranguejo e numa das casas dusthana (6,8 e 12) o nativo atrai muitos conflitos , inimigos e nesse caso, a expansão de Júpiter faz-se através das dificuldades e sofrimentos para os que são capazes de ter uma consciência mais profunda do que a dos estritos limites das crenças de cada um permitindo-lhes alargar os  horizontes.  Apesar de muitos dos nativos com Júpiter no signo Caranguejo  terem mente aberta e tolerante, as profundas raízes na sua própria cultura coloca-lhes limites em relação a tudo o que, em outras culturas é considerado aceitável e que eles não conseguem aceitar. A sal abertura mental vai apenas até onde as suas próprias crenças lhes permitem chegar.  O patriotismo e o amor pela família são so focos fundamentais da vida destas pessoas.

Quando está colocado numa casa kendra, Júpiter ajuda a superar muitos dos problemas que podem existir no horóscopo e isto é ainda mais verdadeiro quando está exaltado.  Estes nativos são respeitados e resistem bem a algum escândalo que possa aparecer, sobretudo quando Júpiter está colocado na 10ª casa.

Quando está colocado no signo Caranguejo Júpiter desenvolve o conceito do amor pelas crianças , de tipo espiritual, como o mais elevado, sendo o amor parental o seu modelo de amor mais elevado.  Neste signo Júpiter também produz sorte e muitas oportunidades para acumular riqueza. A colocação de Júpiter no signo Caranguejo traz prosperidade material e espiritual e muitas bênçãos são concedidas ao nativo.  Estas pessoas são carinhosas e sempre prontas para ajudar quem precisa, a menos que Júpiter esteja em aspeto ou associação com Marte, que fica debilitado neste signo.

Num horóscopo em que o cônjuge é masculino, a pessoa procura alguém carinhoso, próximo da família, capaz de dar proteção e abrigo (primeiro casamento).

Júpiter no Signo Leão

Júpiter no signo Leão dá uma personalidade radiante, inspirada, carismática, consciente do seu valor, faz do nativo uma autoridade que se impõe pela simples presença imponente.  Estes nativos têm a perceção inata de serem canais de transmissão da criatividade e luz divina e atraem naturalmente a atenção dos outros. Obtém algum modo de privilégio semelhante ao privilégio real. Possuem um sentido aristocrático de ocuparem uma posição central e o dever de serem um exemplo para os outros.  são seguros de si, autoconfiantes e podem cair por vezes no autoritarismo. Porém, têm generosidade de coração, são compassivos e muito humanos no contacto com os outros. Habitualmente são virtuosos e mostram nobreza de espírito. Mas o orgulho em relação a si mesmos pode criar um ego muito inflado e nublar estas tendências.  em geral, no entanto, estas pessoas têm uma aura de verdadeira sabedoria e uma natureza ética irrepreensível e são tolerantes em relação aos outros.

Quando o cônjuge é masculino, no primeiro casamento o marido é alguém com autoridade,, excelentes conexões sociais e políticas,, pode ser uma celebridade do meio artístico ou do entretenimento; é autoconfiante, inteligente e com uma personalidade realmente marcante.

no que se refere à saúde, a posição de Júpiter na 5ª casa pode indicar algum tipo de excesso na área alimentar, tendência para inchaço, etc..

A posição de Júpiter no signo Leão dá uma mente forte, inteligência e sabedoria que os torna respeitados aos olhos dos outros. no signo Leão Júpiter é o professor ou pregador que alcança um estatuto privilegiado devido ao seu saber. Aqui Júpiter expande a criatividade e a capacidade de galvanizar o interesse das massas. Mas a associação entre Júpiter e o Sol faz com que tudo o que Júpiter quer partilhar com as massas tenha por condição a obtenção de um estatuto semelhante ao da «realeza» com os privilégios associados. O ego e a sua vaidade tem aqui um papel a desempenhar. Estes nativos gostam de ter a atenção e a admiração dos outros e podem ressentir-se muito se isso não acontece. no signo de Leão Júpiter favorece todos os que procuram estabelecer-se como empresário individuais ou procurar um caminho individual para o sucesso. Aqui Júpiter individualiza-se e centra-se nos seus próprios interesses. devido a esta tendência, estas pessoas dão-se melhor a trbalhar em projetos individuais do que em parceria.

Segundo os clássicos, a posição de Júpiter em Leão ajuda a saúde e os filhos.  o nativo alcançará nome e fama. Será muito intuitivo e viajará muito.  Se recebe o aspeto de Marte terá temperamento cruel e agressivo, será verdadeiro, sábio, respeitará os mais velhos, praticará ações nobres. Terá uma vida limpa e será muito eficiente.

Júpiter no Signo Virgem

Quando Júpiter está colocado no signo Virgem expande a sua sabedoria partindo de situações de serviço , servidão, exploração. Os oprimidos e explorados de algum modo, os criminosos e as vítimas de crime são a base de desenvolvimento de sabedoria que pode propender à ação. As crenças que se desenvolvem partem das experiências humanas referidas, podendo ligar-se aos militares, aos ativismos de defesa dos direitos, à cura e medicina, etc..

Porém, Júpiter não está bem colocado no signo inimigo de Virgem e, por isso, a sabedoria que poderia desenvolver pode perder-se e fragmentar-se em múltiplas discussões, conflitos, argumentações, acabando por se perder o objetivo essencial. No signo de Mercúrio, que divide o todo para perscrutar as partes, Júpiter tende a perder a capacidade de unificar e sintetizar, afastando-se da sua verdade essencial. Isto pode produzir um estilo de «pregador» que fala sem sentir verdadeiramente o que diz, raiando a hipocrisia e o discurso vazio. ao invés de espalhar esperança e otimismo, Júpiter pode assumir a postura crítica e de censura que não tolera variações nas versões de «verdade». o nativo assume uma postura filosófica que fica divorciada da sua essência e acaba por se tornar amargo no tom de «dono da verdade» que os outros não entendem.

A posição de Júpiter na 6ª casa é porém positiva para os médicos e para todos os que se dedicam ao serviço aos outros , à sua cura e esforço para melhorar as suas condições de vida. Dão bons organizadores das estruturas de justiça social ,figuras institucionais de proteção dos que sofrem, etc..

Os nativos com Júpiter no signo Virgem acreditam basicamente no trabalho como forma de dar sentido às suas vidas e em geral têm vidas que lhes exigem um esforço constante. Nada lhes chega sem trabalho e esforço por isso são por vezes pouco felizes. São bastante organizados, têm excelente capacidade analítica e planeiam eficientemente as suas vidas, encontrando nessa ordem alguma satisfação mas pouca esperança.  Talvez isso ajude a explicar  a fraca expressão da sua compaixão, em muitos casos, pouco sentido de humor e a tendência imediata para criticar.

Quando  Mercúrio, dispositor de Júpiter, está forte no horóscopo, estas pessoas podem desempenhar papeis importantes de ajuda aos trabalhadores em situação de exploração, aos fragilizados pelo vício , toxicodependência, servidão ou doença. Podem ter um papel importante sobretudo no plano do ensino, da preparação destas pessoas para saírem do estado limitado em que se encontram e procurarem um futuro melhor.

Os nativos com Júpiter na 6ª casa são capazes de resistir a entrar em conflito com os outros, mas menos por realmente aceitarem as diferenças de opinião e mais porque adotam estratégias de evitamento de conflitos. Júpiter nesta casa expande o número de subordinados, empregados, etc. que dependem do nativo.

Apesar de sentir o apelo para guiar ou ensinar outros, esta pode ser uma tarefa difícil de cumprir devido à oposição mental entre Mercúrio e Júpiter. Assim, podem perder-se em pormenores, no excesso de crítica e de pormenores, sem verdadeira sabedoria, como é habitual em Júpiter. Estas pessoas perdem-se nos formalismos, na letra dos ensinamentos, sem distinguir os aspetos essenciais. O mesmo acontece em relação à experiência religiosa ou espiritual, em que podem usar o ritual sem o compreender verdadeiramente, não passando assim de um nível meramente exterior de compreensão. Ao não ser capaz de apreender a verdade, também não consegue transmiti-la a outros. Torna-se assim um praticante mecânico da filosofia um burocrata que transmite as regras que devem ser seguidas sem conseguir verdadeiramente explicar porquê, em termos mais profundos.  Porém, no campo da investigação médica, experimental e científica, Júpiter no signo Virgem ajuda a expandir os procedimentos metódicos que permitem efetuar descobertas frutuosas ajudando por isso todos os que se dedicam à investigação prática e experimental para melhorar alguma condição da vida humana.

Júpiter no Signo Balança

Apesar da inimizade de Júpiter em relação a Vénus, a posição de Júpiter no signo Balança dá capacidade para efetuar alianças, acordos e contratos de forma justa e igualitária. O nativo é um negociador e tem em conta não apenas os seus próprios interesses mas os interesses das partes envolvidas. De algum modo, acredita que, ao negociar situações, contratos, alianças, é uma pessoa melhor e mais decente, moralmente falando.

Júpiter não se adapta facilmente ao tipo de relacionamento «eu-tu» próprio do signo Balança; está habituado a uma assistência universal, a interagir com a totalidade dos seres, humanos e não humanos e a restrição deste alcance da sua sabedoria exige uma grande adaptação na natureza das suas energias. Acresce a isto que a natureza sensualista de Vénus é oposta ao seu anseio de espiritualidade e, deste modo, há um esvaziamento da natureza de Júpiter, ao ver-se confinado ao relacionamento a dois. Assim, concentra o desenvolvimento de maior consciência e sabedoria em todos os aspetos dos relacionamentos e contratos pessoais. Este ajustamento não se faz sem algum atrito e dificuldade.

Quando Júpiter está colocado no signo Balança, o nativo tem um conhecimento inato de como efetuar negociações e contratos, tem amor por tudo o que é belo e harmonioso, bem como pelas artes, sua expressão privilegiada; tem também profunda consciência social  e uma filosofia explicativa da necessidade da organização e equilíbrio entre os membros das sociedade. Tem igualmente talento para desenvolver riqueza e criar pontos de equilíbrio tanto no plano relacional como estético. A sua mente é aberta e a atitude é tolerante, acreditando na igualdade de condições e de justiça nas relações sociais e pessoais. Sabe usar os recursos disponíveis de forma inteligente para criar riqueza de forma justa e legalmente aceitável. O amor pelo equilíbrio é um dos seus valores mais altos.

Os nativos com Júpiter  no signo Balança podem ter talento artístico: para a música, quando Vénus é igualmente forte; para a dança, quando Marte também está bem colocado. A  sua natureza pode ser algo complexa pois mistura a sensualidade de Vénus com a espiritualidade de Júpiter, buscando um equilíbrio destes dois aspetos. O plano de Vénus é humano e inclui tudo o que o ser humano tem de melhor e de pior na sua capacidade de desejar; mas o plano de Júpiter é divino e a verdade a que ele tem acesso está para lá do humano, transcendendo-o no plano universal. Equilibrar estas duas realidades não é tarefa fácil mas Júpiter em Balança tentara fazê-lo no que se refere a todos os aspetos dos relacionamentos e interações/acordos pessoais.

os nativos com Júpiter no signo Balança gostam de tudo o que é belo e isso começa em si mesmos: gostam de ornamentos e de joias e são também em geral atraentes.  Adotam um tom refinado e polido nas interações com os outros.  Estabelecem laços cordiais com os  que os rodeiam e são generosos em relação aos outros. Revelam sempre uma sabedoria inerente, quando fazem contratos com os outros. Tal sabedoria consiste em encontrar os pontos em comum que podem juntar de algum modo duas pessoas; unir o que está à partida separado, exige uma sabedoria especial e, neste caso particular , esta consiste em saber como unir duas pessoas num objetivo comum, seja este um determinado negócio seja uma relação de casamento. No entanto, a energia de Júpiter não realiza propriamente o acordo como tal (a energia de Vénus faz isso) apenas dá o contexto de sabedoria que ajuda a conseguir esse acordo. Em geral, porém, dá mais sabedoria do que a que é necessária, não a adaptando (como faz Mercúrio, com o seu talento negociador nato) a circunstâncias específicas e isso nem sempre produz os resultados desejados porque Júpiter «dá sabedoria a mais» e esta por vezes perde-se do ponto em questão. Não é por isso fácil alcançar o equilíbrio idealizado, quando Júpiter está no signo Balança pois há  com frequência «demasiada filosofia» que  ultrapassa o contexto específico de um certo acordo num dado momento. Mas Júpiter faz com que o nativo escolha sempre o que é justo e correto, e isso nem sempre coincide com o que é o interesse do acordo numa dada parte. Deste modo, a menos que os nativos com Júpiter no signo Balança tenham um Mercúrio forte e bem posicionado, nem sempre os acordos alcançados são os que são mais vantajosos para eles Mas são, efetivamente, os mais justos para ambas as partes.

Júpiter no Signo Escorpião

Quando Júpiter está colocado no signo Escorpião os nativos encaram os múltiplos processos de transformação como algo positivo e com esperança de que trarão resultados positivos. São adeptos da auto descoberta e do estudo dos mistérios (sagrados) e dos seus rituais. Com  esta posição de Júpiter são de esperar mudanças e eventos inesperados que servem de catalisador de mudanças na identidade, e estes podem ser mais ou menos fáceis de enfrentar de acordo com a casa  ocupada pelo signo Escorpião. Quando esta coincide com a 8ª, estes processos têm um papel predominante na vida dos nativos que «nascem e morrem diversas vezes ao longo da vida terrena». Renascimento e rejuvenescimento  (pelo abandono de modos de ser sentir, apegos, hábitos etc., do passado) são chave nesta posição.  Estes nativos sentem a cura profunda que advém do conhecimento profundo dos mistérios e «verdades sagradas» e dos processo de transformação por vezes traumáticos por que passam. Confiam de forma inata na proteção oculta divina e são autoconfiantes, mostrando uma fé inabalável  em relação ao que lhes acontece. Alguns podem mesmo tornar-se arrogantes a este respeito.

Júpiter e Marte, o regente de Escorpião são amigos e a relação entre ambas as energias produz indivíduos inteligentes, capazes não só de compreender intelectual e intuitivamente mas também de aplicar na ação o que compreendem e conhecem. A sua mente é capaz de indagar as causas mais profundas e escondidas das coisas, tendo assim um poder muito forte de compreensão da realidade. Têm também uma curiosidade imensa de explorar todos os mistérios  da vida e da morte, tudo o que é  secreto ou está escondido , tudo o que é desconhecido. Estes nativos sentem assim um desejo de ir para além de tudo o que conhecem de explorar fronteiras , medos, inseguranças, etc.. No plano pessoal  isto pode ser extraordinariamente útil pois são capazes de escavar todos  os seus medos e inseguranças e trazê-los a plena luz para os compreender e superar, de forma mais fácil do que para a maioria. Têm também um enorme poder de sedução e de manipulação sendo capazes de se insinuar junto de quem quer que seja e de trazer à luz todos seus segredos, usando isso da forma que melhor lhes convém , o que pode ser simplesmente para, desse modo, obterem maior poder sobre alguém.

Outra característica nem sempre favorável  nestes nativos é a tendência  para recorrer a formas subtis ou escondidas de controlo dos outros e de tentativa para aumentar o seu poder sobre a realidade, podendo usar conhecimento oculto que dominam, magia, e quaisquer outros recursos escondidos de que disponham para alcançar mais poder. Nesse sentido procuram  tornar-se próximos de pessoas poderosas para atingir os seus objetivos de mais poder e riqueza e expandir a sua imagem e reputação. Muito deste resultado depende, no entanto, do desenvolvimento espiritual da pessoa (e da força de Marte e Júpiter no horóscopo): indivíduos mais evoluídos espiritualmente terão preocupações éticas que levam a desvalorizar o poder e escolher em vez dele a generosidade compassiva de ajudar os outros com o seu saber. São em geral místicos natos, embora o lado para o qual se inclinam só possa determinar-se pela escolha que fazem da simbólica «do bem e do mal». Alguns podem manifestar este «conhecimento do que está escondido» de forma mais material, tornando-se exploradores (do mar, do espaço, de regiões inóspitas, arqueólogos da busca de tesouros perdidos, etc.). Podem ainda tornar-se investigadores- forenses, criminais, pessoas que «escavam» os segredos de outros e os expõem a plena luz, usando por ex., a internet, etc., espiões, serviços de «intelligentsia» e de tudo o que em geral se esconde da informação pública geral. Nos negócios, estas pessoas são capazes de encontrar informação privilegiada que lhes pode dar muito poder. No entanto, a natureza benéfica de Júpiter não permitirá um uso eticamente  incorreto dessa informação a menos que Marte, o dispositor de Júpiter, esteja fraco ou mal colocado no horóscopo (debilitado, colocado numa casa dusthana, recebendo o aspeto de maléficos, etc). quando isso acontece, o indivíduo adota  estratégias de manipulação que não conhecem outros limites além do  próprio interesse do nativo.

Júpiter no Signo Sagitário

A colocação de Júpiter no signo Sagitário, o seu signo mooltrikona, faz do nativo um filósofo e/ou um amante das viagens para países exóticos.  Os nativos envolvem-se também numa carreira académica, religiosa ou em meios espirituais, tendo as universidades e os centros académicos como centros fundamentais de ação.  Nas carreiras que escolhem usam os ensinamentos e as crenças para conseguir a melhoria da natureza humana,  alicerçada nas doutrinas, teorias ou crenças que ensinam aos outros. São professores, padres ou co0nsleheiros e acreditam na melhoria da natureza humana através da educação e da transformação que esta pode operar na mente e no espírito. Seja qual for o papel que desenvolvem, veem-se a si mesmos como guias e orientadores e dão a essa missão toda a importância.

Júpiter no signo Sagitário coloca nos valores e na dimensão moral  o papel matricial essencial do desenvolvimento humano, acreditando que este se transforma através das crenças. Por isso, é muito autêntico na forma de ensinar e de se apresentar como exemplo das  crenças que considera fundamentais. Estas pessoas sentem-se imbuídas de uma missão de vida, e levam a sério essa missão envolvendo-se numa causa filosófica e humanitária com toda a convicção. Neste signo, Júpiter exprime a sua natureza mais essencial da forma mais evidente e forte. Assim, o conhecimento superior académico, a sabedoria espiritual, o respeito pelos rituais e tradições espirituais ou religiosas, a visão filosófica da realidade, são aspetos que terão grande expressão na vida destas pessoas. A sabedoria que possuem, a intuitiva apreensão desse saber, dá-lhes a confiança e a certeza de estarem certos, sendo por isso naturalmente otimistas e autoconfiantes. Veem sempre o lado positivo das coisas, manifestando fé em que a realidade será o melhor possível e a sua compreensão dela estará em conformidade com a realidade e o que acontece.  Os nativos são determinados em aprender e respeitam a sabedoria tradicional, esforçando-se para aprender o máximo possível que possa conduzir a pessoa para o plano mais elevado em termos espirituais.

A tendência para a Auto convicção que a posição de Júpiter em Sagitário produz pode no entanto nem sempre ser positiva pois Júpiter é, por natureza, respeitador dos costumes e das tradições e, quando estas são negativas, podemos ter um fundamentalista dogmático a propalar como verdades absolutas os ensinamentos que adquiriu no seu processo de educação. A posição de Júpiter no signo Sagitário faz do nativo um crente convicto mas a natureza das crenças, na sociedade de hoje, é altamente variável e certamente, afastada das «fontes primitivas de conhecimento para o qual remete o signo Sagitário (os nativos aprendem os valores relativos da sociedade em que nascem, não vão para templos iniciáticos onde aprenderiam as verdades arcanas da sabedoria) Assim, Júpiter pode levar o indivíduo a desenvolver crenças dogmáticas por influência do meio em que cresce e se desenvolve e que está, nos dias de hoje, totalmente desligado do estilo de sabedoria mestre /discípulo outrora praticada e ausente nas sociedades ocidentais de hoje. Quando funciona de forma positiva, Júpiter inspira o nativo para aplicar as leis e desenvolver leis que são justas e dignificantes para os seres humanos.

Segundo os clássicos, a posição de Júpiter em Sagitário torna o nativo sério, sincero e simples. Gosta de ajudar, é afortunado, bem-sucedido. É um líder e pensa de forma independente. É empreendedor e obtém ganhos através do casamento ou por herança. Terá muitos casos extraconjugais. Pode perder através do jogo e da especulação.

Júpiter no signo Capricórnio

Júpiter não está bem colocado no signo Capricórnio pois está debilitado. Aqui a habitual generosidade e abertura de Júpiter cede lugar a uma abordagem materialista da realidade, muitas vezes gera uma distorção das crenças e ideias, que se tornam fundamentalistas, rígidas, servindo ao indivíduo para legitimar os seus próprios interesses. Tanto Júpiter como Saturno são neutros um em relação ao outro mas, enquanto Saturno representa a cristalização do princípio espiritual numa forma materializada e conservada, Júpiter representa a expansão e multiplicação, necessariamente a partir da transformação das formas existentes em outras formas  mais adaptáveis a contextos novos que vão surgindo. Deste modo, a colocação no signo Capricórnio produz uma inibição da própria natureza de Júpiter, uma fixação no «aqui e agora» da expressão, que resiste à mudança e, por isso, deixa de haver «futuro» ou mudança temporal, que é a natureza de Júpiter. Gera-se um dualismo na natureza do planeta que origina hipocrisia ou uma forma de ser não autêntica que se exprime nas áreas representadas pela casa onde se encontra. Em suma, a pessoa «prega» uma coisa e acredita noutra. Porém, aos olhos do público, o nativo pode aparecer como um sábio genuíno e ter uma reputação de grande respeitabilidade pois adota formas subtis de manipulação e cultiva uma imagem de irrepreensibilidade perante os outros, revelando apenas a sua natureza no plano privado. Quando  está no signo Capricórnio, Júpiter é levado a creditar que a verdadeira sabedoria é a que permite alcançar os privilégios sociais, uma melhor posição social, etc.. Sendo Júpiter uma energia primeiramente espiritual, aqui inverte a sua expressão num plano exclusivamente material e manipulador em que os jogos sociais para superar este ou aquele são o caminho para se elevar em termos sociais. Adquirir poder, influência, capacidade de controlar outros, torna-se o objetivo fundamental.

Saturno e Capricórnio valorizam maximamente a hierarquia social e as suas regras e, neste signo, Júpiter subordina os seus significados de sabedoria e espiritualidade ao serviço dessa hierarquia social.  Em Capricórnio, Júpiter tentará encontrar e possuir objetos que lhe garantam uma posição social de prestígio, sejam estes um certo tipo de casa, carro, uma certa profissão, dar-se com certos grupos de pessoas, etc.. Os nativos tornam-se extremamente ambiciosos e exteriorizam completamente o princípio expansivo de Júpiter que, em vez de procurar alcançar maior perfeição e conhecimento espiritual, se vira para a aquisição de bens, riqueza, relações sociais que lhe garantam a máxima posição no ranking social.

Os nativos com Júpiter em Capricórnio, apesar de terem uma visão mais pragmática da vida, não têm a verdadeira «fé» típica de Júpiter, pois falta-lhes  o sentimento de ligação interna à verdade essencial, tendo assim dificuldade em acreditar totalmente em alguma coisa e têm também algum do pessimismo natural de Capricórnio. Isto é em grande parte fruto da substituição da verdadeira sabedoria interior pelas regras impessoais e distantes do humano  que é típica de Saturno. Assim, a inspiração de Júpiter é substituída pela organização externa que regulamenta e hierarquiza e, se isto dá á pessoa uma excelente capacidade para gerir organizações de larga escala, também lhe retira a confiança de quem adere intimamente ao que faz no plano externo. O nativo torna-se cauteloso, prudente e atento aos pormenores externos, acabando por considerar as regras como um fim em si mesmo quando estas deviam permanecer como simples meios. Isto pode, no entanto, conseguir-lhes elevados cargos e um salário de topo em qualquer organização. Estas pessoas acreditam fielmente que as organizações do estado e da sociedade são a única forma de alcançar mais justiça e bem- estar social.

No plano da religião, o nativo pratica os rituais mas esqueceu há muito o seu significado e estes não têm qualquer impacto real no plano interno. Também não sente verdadeira generosidade nem  compaixão. Pode fazer uma interpretação muito própria das leis, distorcendo-as de acordo com as próprias crenças, atuando de forma dogmática e fundamentalista. Por vezes, quando a vida lhes traz experiências mais duras, estes nativos são capazes de reverter a visão distorcida de Júpiter e aprendem a ter fé num conhecimento que ultrapassa os limites do estado e das instituições.

Quando há outros planetas fracos enquanto Júpiter está colocado em Capricórnio, os nativos podem viver de subsídios e ajuda do estado e da sociedade, não contribuindo ativamente para a sua organização e manutenção.

No plano físico, a debilitação de Júpiter em Capricórnio produz muitas vezes problemas nos joelhos, sobretudo durante os períodos (dasa /antarasa) do planeta.

Numa natividade em que o cônjuge é masculino, Júpiter em Capricórnio pode indicar um parceiro materialista, manipulador, apenas interessado em subir socialmente, ou um burocrata, alguém que coloca toda a sua fé nas organizações e regras sociais. Em situações extremas, o cônjuge pode ter falta de caráter ou deixa de cuidar das necessidades do nativo ou tem problemas de adição de álcool, drogas, etc. e isto pode ser origem de divórcio. Embora possa ser útil no alcançar de uma elevada posição social, no plano mais privado dos relacionamentos e da expressão, há uma dificuldade inerente à natureza da pessoa que lhe dá duplicidade na forma como interage, com egoísmo e hipocrisia.

Júpiter no Signo Aquário

Júpiter e Saturno têm uma relação de neutralidade em relação um ao outro. Quando Júpiter está colocado no signo estruturado de Saturno o resultado deve ser analisado a partir do estatuto funcional de Saturno e Júpiter e dos aspetos que recebem, se receberem algum, bem como da casa em que Júpiter e o signo Aquário estão colocados.

De modo geral, a colocação de Júpiter em Aquário produz bons efeitos no plano financeiro, dando ao indivíduo capacidade de obter sucesso através da criação e gestão de redes de caráter económico e financeiro e da gestão de atividades de investimento de larga escala. Nesta posição, Júpiter ajuda todas as atividades que permitem aos trabalhadores menos favorecidos obter ganhos e melhoria da sua condição económico-financeira.  Para alcançar este sucesso, deverão ser o esforço e o trabalho a desempenhar o papel central e não a luta ideológica nem filosófica.  Os nativos com Júpiter em Aquário são muitas vezes ateus ou agnósticos, acreditando apenas na ciência factual.  A lógica e a observação dos factos orienta a sua ação, não sendo inclinados para qualquer tipo de fé.

Os nativos com Júpiter em Aquário podem ter sucesso na construção de uma rede baseada no uso das tecnologias da informação e podem ser especialistas em ligar pessoas através dessas redes tecnológicas, estendendo a comunicação  para um plano em larga escala ou mesmo universal.  Estes nativos acreditam no progresso através da ciência e do desenvolvimento tecnológico. Podem expandir as suas redes de contactos pelo mundo inteiro, trocando ideias e colaborando na criação de tecnologia e regras de desenvolvimento e implementação das mesmas, tendo em conta condições de melhoria para todos.

A posição de Júpiter no signo Aquário permite obter grandes rendimentos através do desenvolvimento de conexões com um elevado número de pessoas ligadas por interesses económicos. Podem também obter ganhos através da expressão de algum tipo de imagem popular entre as massas: o nativo torna-se um «homem (mulher) do povo» e adquire um certo caráter icónico popular. Alguns podem tornar-se cientistas que trabalham para formar uma ideia (de sociedade, de ser humano, etc.,) que podem tornar-se rígidas e sem generosidade, acabando por coincidir com planos de controlo e domínio da realidade social ao serviço de  poderes autoritários.

Os nativos com Júpiter em Aquário têm excelentes capacidades de organização e de gestão de grandes redes sociais. São pensadores metódicos, cientistas com uma abordagem distanciada. Aquário dá ao indivíduo a perspetiva científica que permite conhecer antecipadamente uma certa realidade. Assim, em relação às grandes sociedades financeiras, Júpiter consegue melhorar a sua organização para as tornar mais prósperas e ricas. Nas organizações de alta escala como as sociedades, Júpiter em Aquário adora perspetivar o seu progresso e atuar no plano político para as conseguir «fazer funcionar»  da forma mais eficiente.  Promove a criação de teorias científicas sobre o desenvolvimento da sociedade que anteveem o seu desenvolvimento através do uso da ciência e da tecnologia.  Estas pessoas acreditam na capacidade do trabalho e do esfoço para mudar a sociedade. Mas os indivíduos com esta posição de Júpiter poderão enfrentar a necessidade contínua de trabalhar e desenvolver esforço para alcançar o que desejam. Assim, nesta posição, o sucesso não é fruto da sorte , é resultado de trabalho árduo.

No mapa de nativos com um cônjuge masculino , este é muitas vezes um cientista ou alguém com uma profissão na área financeira  com grandes responsabilidades em larga escala na gestão do seu trabalho. Terá em geral uma ocupação que lhe ocupará a maior parte do tempo. Deste modo, o nativo com Júpiter em Aquário terá que trabalhar bastante para fazer funcionar o casamento, cujo resultado dependerá bastante do esforço que realizar para o  manter de boa saúde.

Júpiter no signo Peixes

A colocação de Júpiter no signo Peixes que ele próprio rege torna o indivíduo extremamente intuitivo e inclinado para as práticas religiosas ou espirituais. Pode ser devoto; aprecia estar recluso e em meditação. Os nativos são ainda extraordinariamente dotados de imaginação e da capacidade para criar/visualizar mundos alternativos, criados pela sua fantasia ou vislumbrar realidades subtis, de natureza psíquica, sem dificuldade. Estas pessoas parecem ter acesso imediato à sabedoria do «inconsciente ou imaginário universal» através dos sonhos e da sua criatividade. Têm também uma natureza compassiva e generosa, gostando de ajudar os outros. Os antigos afirmavam que estas pessoas recebem orientação dos guias espirituais e dos espíritos ancestrais, através dos sonhos e da perceção subtil ou «inspiração».  Apreciam a pureza moral e as crianças como símbolos dessa  inocência e bondade inata. Acreditam na bondade inerente ao Universo expressa no amor divino incondicional.  Podem, deste modo, levar conforto espiritual aos que sofrem, recebendo inspiração de forças espirituais. Alguns podem possuir capacidades psíquicas telepáticas  e de clarividência.  Podem viajar com frequência para lugares distantes.

A colocação de Júpiter em Peixes pode indicar uma vida confortável em termos financeiros, conforme a colocação do signo Peixes. Os nativos podem ainda alcançar uma boa posição na vida como professores, guias espirituais e conselheiros, etc.. a sua natureza moral é em geral irrepreensível, estas pessoas regem-se por princípios e valores morais elevados. A generosidade de caráter torna-as populares. Possuem tendências religiosas fortes  e/ou místicas. Estas pessoas necessitam de sentir que estão ligadas ao divino.  Os nativos com Júpiter em Peixes procuram uma verdade mais essencial ainda do que a da Filosofia, a «verdade divina» e veem para lá dos limites da mera compreensão e verdades humanas,  Procuram atingir, através da meditação ou da imaginação, ou sonhos, essa verdade que só se deixa ver através de uma recetividade que implica  colocar fora de atuação a mente lógica e os seus raciocínios. A perceção intuitiva recebida é então convictamente sentida como verdadeira, obtida interiormente com os olhos espirituais e com o coração. E esses nativos não precisam de «provas» nem argumentações exteriores a isso, pois sabem que a verdade que sentem/procuram é transcendente e só se encontra quando a mente racional se aquieta e neutraliza, numa pura receção meditativa.

A natureza transcendente da «verdade» que  Júpiter na 12ª casa permite captar faz com que as divisões e hierarquias sociais não façam qualquer sentido para estas pessoas pois a divina sabedoria e  o amor divino incondicional destinam-se a todos sem exceção, desde que se abram para a intuição e se prepararem para sentir essa verdade em si mesmos

Nas natividades em que o cônjuge é masculino, este tem uma natureza espiritual profunda, nobreza moral e  generosa. Pode ser um artista, uma pessoa com poderosa imaginação e criatividade.

Mas nem tudo é necessariamente bom nesta posição, apesar de ela ter fama de indicar que o nativo será «salvo» de circunstâncias difíceis e terá vitória sobre os obstáculos.

Relacionado

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.