Saturno nos Signos do Zodíaco 2

Apresentamos os efeitos da colocação de Saturno nos Signos Leão, Virgem, Balança  Escorpião:

Saturno no signo Leão

Saturno não está bem colocado no signo Leão, pois o regente deste signo é seu grande inimigo.  A tendência geral de Saturno é para restringir o potencial criativo único do indivíduo e substitui-lo por normas gerais coletivas reguladoras do que pode ou não ser criado e manifestado. Coloca limites ao poder criativo do Sol. O nativo com esta posição de Saturno sente-se intimidado pelo brilho da inteligência, do talento , da criatividade, tem medo de estar no centro das atenções, medo de ser único, de ser um  artista, carismático, famoso ou célebre. Ao invés de desejar a fama e a celebridade, considera-as como um fardo, um dever ou um trabalho e não retira daí nada de felicidade nem de contentamento verdadeiro.

Estas pessoas não gostam de Política, têm medo do palco e de serem o centro das atenções, possuem rigidez  nas expressões gestuais e faciais. Podem ter que assumir responsabilidades pesadas em relação a crianças.  O coração por vezes dá problemas em termos de saúde.

Os nativos com Saturno no signo Leão sentem o dever de se colocar num contexto em que lutam para transformar o potencial criativo dos indivíduos em algo regulado e controlado pelas normas sociais.   Podem desempenhar cargos administrativos de natureza política cuja função é exatamente a de regular a atividade artística e limitá-la de modo a que seja controlável socialmente.

Saturno na 5ª casa gera o medo de que a criatividade individual e a inteligência individual podem colocar em perigo a ordem social devido à independência dos indivíduos e da sua tendência para se considerarem a si próprios como o centro do seu interesse.  Para Saturno, isto é um perigo para a ordem social e, por isso, há que restringi-lo e limitá-lo impondo aos indivíduos as regras que deverão seguir de forma rígida. Saturno desconfia do orgulho e vaidade pessoal que conduzem, na sua perceção, ao egoísmo no plano psicológico individual. Isso equivale a gerar medo e resistência em relação ao próprio potencial criativo.  Saturno faz sentir à personalidade individual que, se seguir a «onda livre» da sua criatividade pessoal, o seu crédito e dignidade no plano social ficam em perigo e os outros podem rejeitá-lo.  Assim, este tem medo de estar no centro e ser um líder político ou um artista , a ansiedade toma conta destas pessoas por sentirem que ser o centro por talento pessoal ou por outra razão é, á partida, algo que «vai contra as regras estabelecidas.»

O Sol representa o pai além de outras figuras de autoridade. A posição de Saturno no signo inimigo do Sol gera um relacionamento tenso com o pai e outras figuras de autoridade. O pai pode ser muito crítico em relação ao nativo e reduzir a sua autoestima fazendo-o sentir a cada momento que não faz as coisas de forma correta. Isto gera muita ansiedade na criança em crescimento e marca a forma como esta se exprime mais tarde. O nativo pode ter que trabalhar muito para ganhar autoconfiança e corresponder às expetativas do pai e também, posteriormente, dos filhos e parceiros amorosos.

A criatividade é restringida e causa de ansiedade  porque a criança cresceu a interiorizar críticas em relação ao seu modo geral de agir e de se expressar. O medo de ser julgado incapaz pelos outros atrofia assim as expressões mais espontâneas destas pessoas.

Saturno leva a pessoa a querer trabalhar na sombra, com medo das críticas .  Na maturidade, após o primeiro regresso de Saturno, o nativo consegue em geral superar este medo de ser julgado e criticado pelos outros por ter falta de mérito.  E, embora não goste em geral de se envolver na vida política, a influência do Sol pode levar o nativo a escolher uma carreira no governo, na administração, etc., embora não na primeira linha da relação com o público. Assumem antes deveres de caráter burocrático.  Não têm em geral o carisma que faz de um político um líder de massas. Podem também ter talento artístico mas não gostam de   ser o centro das atenções, encarando o que fazem como trabalho no qual se envolvem.

A criatividade gera novas correntes de ser, mas a sociedade precisa de manter a ordem estabelecida, as leis e a regras que todos devem observar. Para Saturno, a única escolha válida é a conformidade com o que já está aceite. Saturno em Leão estabelece um dualismo entre os que se conformam à obediência das regras (Saturno) e estão no caminho correto e os que insistem em prosseguir por um caminho meramente individual, de expressão pessoal que não está regulado e, por isso, é o «caminho errado».  Assim, ter Saturno no signo Leão é ter uma força interna que compele a rejeitar toda a criatividade pessoal em nome do formalismo aceite pelas convenções.  Porém, a influência do Sol pode igualmente  gerar no indivíduo um conjunto de regras  que este cria e depois justifica com a afirmação de que está na posse da verdade e «tem razão». Com frequência, estes nativos colocam estes seus princípios acima de qualquer outra «verdade» defendendo-os com convicção por irem de encontro aos seus interesses mas com a perceção de que o fazem de forma hipócrita pois atuam de forma que desrespeita as regras sociais mas defendendo e argumentado que têm razão (ou seja, defendem as normas sociais desde que não se apliquem a si próprios).

O confronto entre a energia fria escura  e regulada de Saturno e o calor  luminoso e criativo do Sol não é fácil  de integrar para os nativos que nasceram com esta conjunção.  Estes ficam espartilhados entre uma e outra e o resultado é que dizem acreditar numa coisa e depois fazem outra. Acreditam e argumentam com os seus «princípios» mas, na prática, fazem o oposto. São legalistas e conservadores na vida pública e totalmente diferentes no plano privado. Quando Rahu está também colocado na 5ª casa a duplicidade destes nativos torna-se ainda mais pronunciada.

Saturno no signo Leão restringe o nível de popularidade e de fama que pode ser alcançado. Assim, embora possa haver bastante mérito e talento nos nativos, falta-lhes sempre aquele «golpe de asa» que desperta a atenção do público e a sua adoração.  O próprio indivíduo contribui para a negação do sucesso que deseja pois atua de forma a fazer surgir o formalismo das regras que são convencionalmente aceites, não se permitindo «improvisar».  Mais frequentemente, o nativo não é a «estrela» artística embora trabalhe de perto com estrelas- atores, políticos, artistas-  mas a sua função não é, em geral, a de os ajudar a brilhar perante o público, é antes a de limitar os excessos da sua criatividade e espontaneidade para que tudo se mantenha em conformidade com as regras. Tende também para ser puritano considerando que tudo o que vai para além da conformidade com as convenções «é contra a lei» e, logo, deve ser alvo de desaprovação e restrição.  Pode encarar o jogo, o namoro, as formas de diversão como algo ilegal e imoral.  Quando ocupa posições políticas, pode mesmo proibir certas formas de diversão por esses motivos.  Enfrenta a oposição dos outros mostrando uma teimosia a toda a prova e não se desviando um centímetro da decisão tomada.

Segundo os clássicos, Saturno no signo Leão produz tristezas relacionadas com o parceiro, com crianças e com acidentes. O nativo é muitas vezes infeliz, mesmo quando tem boa aparência e é instruído. Tem feitio «explosivo» fervendo em pouca água.  É continuamente alvo das críticas dos outros.

Saturno no Signo Virgem

Quando Saturno está colocado no signo Virgem, um signo amigo, as energias de Saturno exprimem-se de forma menos negativa potencialmente.  Neste signo o nativo tende a aceitar os factos sociais relacionados com doença, divórcio, vitimização, traição, exploração e servidão, encarando estes aspetos da realidade como inevitáveis. Pode envolver-se numa profissão de caráter social em que lida com estas realidades- assistente, social, médico, advogado, funcionário público, etc., mas, na sua ação, embora ajude estes grupos de pessoas como pode, não  considera possível acabar com os problemas de que sofrem. Tem uma atitude do género: «sempre houve exploradores e explorados, ricos e pobres, pessoas honestas e criminosos e será sempre assim». Por isso, na sua ótica, o que há a fazer é ajudar estas pessoas através do controlo das regras que permitem manter uma certa ordem e organização na sociedade para que tais problemas possam estar sob controlo. De algum modo, Saturno faz surgir a convicção de que estes problemas e sofrimentos existirão sempre, sejam quais forem as pessoas a vivê-los e que o que é possível fazer é trabalhar para ajudar a manter a ordem social. O ser humano, se deixado fora da regulamentação dos seus comportamentos, «age mal». Saturno não aceita assim a bondade inerente à natureza humana, parte do princípio de que é preciso conter o «mal» inserido no âmago de cada indivíduo através da aplicação de leis e normas sociais e, assim, com disciplina, podemos ter uma vida aceitável, na submissão a essas normas e leis. Não há espaço para o otimismo em relação à natureza humana.

Instintivamente, os nativos com Saturno em Virgem sentem o medo trazido do passado kármico, de argumentar sem regras, de explorar /ser explorado, em relação à saúde e doença, medo de não ter recursos financeiros suficientes etc..São levados a pensar sobre as coisas de forma pessimista, veem os problemas  de uma perspetiva que os torna piores do que são.  Por outro lado, Virgem confere um pensamento com excelente capacidade analítica, beneficiando das capacidades lógicas de organização de Saturno pelo que estas pessoas são metódicas e disciplinadas a pensar, podendo ser excelentes investigadores e analistas, sendo capazes de vislumbrar as relações causa/efeito entre os elementos em análise de forma muito clara. Embora possam ser pessimistas nos prognósticos que fazem, têm uma mente muito prática e a capacidade de levar a cabo as ideias em que pensam, de forma eficaz. são excelentes planeadores, associando a cautela própria de Saturno com a atenção ao pormenor de Virgem.

Prestar serviço de forma altruísta é a melhor forma de «queimar» karma trazido de trás. Qualquer serviço prestado de forma desinteressada aos que foram vítimas de exploração e servidão, maus tratos, enganados ou privados dos seus direitos de algum modo, é um caminho que pode ajudar estas pessoas a ajudarem-se também a si próprias, levando a um sentimento de serenidade e pacificação interior que cancela as dúvidas que sentem por vezes em relação a si próprias.

Um dos aspetos do karma que estes nativos precisam de enfrentar é o auto criticismo que sentem em relação a si próprios. Podem duvidar da sua capacidade lógica receando «não pensar bem», sobretudo quando Saturno está em aspeto com a Lua o que os leva a serem cautelosos antes de escrever ou falar. Saturno pode colocar estas pessoas perante situações repetidas em que têm que enfrentar este medo até que sejam capazes de superar o medo da crítica dos outros (e de si próprios). Podem ter crescido num ambiente em que as críticas  e o perfecionismo foram usados de forma sistemática gerando o medo na criança de nunca ser capaz de atingir os parâmetros colocados como a referência a atingir.  Os pais, professores, autoridades podem ter colocado sobre a criança este medo e ansiedade de não coincidir com os padrões que lhe foram colocados e isso pode ter atingido fortemente a sua autoestima e autoimagem. Esta situação melhora no entanto após o primeiro retorno de Saturno  por volta dos 30, 31 anos quando começa a superar o receio das críticas negativas dos outros ou o perfecionismo inatingível que o atormentava. «Não ser suficientemente bom»  no seu trabalho ou «não ser tão bom» como outros pode ser um tomento colocado por Saturno perante o nativo até que este aprenda a superar  esse medo. Pode levar tempo mas, eventualmente, será superado se, ao mesmo tempo, Saturno estiver colocado numa casa de crescimento ou upachaya (3ª, 6ª, 10ª, 11ª ).A  partir de meados dos 30 anos, esta situação melhora bastante.

Enquanto crianças, estas pessoas receiam profundamente cometer erros, «enganar-se», e isto gera muita ansiedade. Ao mesmo tempo que se criticam por causa desse medo, projetam sobre os outros o mesmo horizonte de crítica e perfecionismo, exigindo que estes sejam «perfeitos» que não errem, etc.. Simultaneamente sentem enorme ansiedade perante a possibilidade da crítica dos outros. Basicamente aprendem a criticar os outros como forma de defesa das críticas que receiam receber. Isto gera um clima de relacionamento- em casa e no trabalho- que pode ser muito desagradável e sem harmonia. Estas pessoas podem passar bastante tempo sem se darem conta de que as críticas que fazem aos outros podem ser dolorosas para estes . Eventualmente, os períodos do Sol poderão trazer essa consciência e levar a uma mudança de atitude. Ou os períodos de Saturno, que podem conduzir à compreensão da «lição» a aprender, gerando uma mudança de atitude e de comportamento no nativo. Enquanto isso não acontecer, estas pessoas continuarão a apontar os erros dos outros como se isso fosse a sua missão de vida.  Estas pessoas sofreram muitas críticas enquanto cresceram e, por causa disso, aprendem a criticar os outros. duvidam de si próprias e são pessimistas  e perfecionistas. Podem estar continuamente a corrigir o que «está mal» à sua volta arrumando coisas: quando produzem alguma  coisa na sua atividade, analisam tudo com cuidado procurando que fique perfeito. Ao exercerem excessivo criticismo em relação a si e aos outros atraem uma imagem negativa dos outros em relação a si próprios.

Assim, não é só em relação aos outros que os nativos com Saturno no signo de Virgem dirigem as suas «setas» críticas: fazem-no igualmente em relação a si próprios, devido à ansiedade e receio de cometerem erros. Isto pode criar uma mentalidade que assenta na crítica cerrada às instituições, quando o nativo tem um cargo de natureza social ou jornalística: «encontrar o que está mal» torna-se um lema que lhes é muito caro. Em indivíduos com desenvolvimento humano, isto pode acabar por ser positivo se, para além das críticas, apresentarem soluções para corrigir o que está mal. E esse pode ser um excelente  contributo para a sociedade, .

Pelo lado positivo, estas pessoas contam com excelentes capacidades de discriminação mental, são muito racionais e conseguem organizar os pensamentos de forma irrepreensível, de modo que são muito bons a escrever e a comunicar, incisivos, logicamente muito eficazes.

Faz parte do karma destes nativos descobrir os mecanismos  do medo que os leva a , repetidamente, fracassar em alguma área de vida que lhes é fundamental.  Este é um processo que pode levar muito tempo a ser totalmente compreendido mas, para os que pensam ativamente, pode ser alcançado após o primeiro retorno de Saturno.  A tendência para apontar erros e censurar ou queixar-se (vitimizar-se) em todos os contextos de vida é tão natural como o ar que estas pessoas respiram. Mas é preciso «desmontar» estes mecanismos e analisar experiências anteriores nas quais, apesar de querer muito que algo corresse bem, isso não aconteceu., resistir a colocar no exterior todas as causas e de forma honesta analisar qual a quota parte de responsabilidade que o próprio nativo teve nesse fracasso. Ver se há padrões repetidos, nessas experiências anteriores, relacionados com a sua forma de atuar. E, se forem encontrados e houver alguma coisa que o nativo pode fazer para os mudar, disciplinar-se para o fazer, em situações futuras.  Ninguém melhor que a pessoa com Saturno em Virgem para fazer essa aprendizagem e mudança. Provavelmente descobrirá sem muita surpresa que é ele próprio que bloqueia o sucesso.

A lição kármica fundamental a aprender pelos nativos com Saturno no signo Virgem é que precisam de substituir o criticismo e o apontar de erros aos outros por uma relação mais humana de compreensão e compaixão. Esta lição começa na relação do nativo para consigo próprio, ao compreender que nenhum ser humano está isento de erro e que errar constitui uma fração das experiências que cada um tem que viver na Terra. «Errar» não é destruir a sua própria essência ou dignidade como ser humano. É natural cometer erros, da mesma forma que é natural  corrigir esses erros e aprender com eles. Estes indivíduos precisam assim de se libertar deste medo ou ansiedade  de errar e  de «não serem perfeitos» que trouxeram para esta vida. E libertar-se desse padrão kármico.  Praticar o exercício de, em vez de procurar os erros dos outros, ver os seus aspetos positivos e os seus comportamentos positivos. Gradualmente  o medo  «de não ser perfeito» deixa de fazer sentido também para si próprio. A pouco e pouco será evidente que uma pessoa não tem valor porque, após análise apertada, não lhe descobrimos erros ou imperfeiçoes de monta, mas  tem antes  valor em si mesma e por si mesma, tal como todos os outros seres que coabitam com o nativo, neste plano terrestre, humanos ou animais. Ser compassivo para com todos eles, obedeçam ou não ás regras e normas da sociedade e aos modelos de comportamento considerados aceitáveis  por  essas regras, é a lição fundamental a aprender com esta posição de Saturno. Uma pessoa que cometeu um crime não deixa de ter direitos como reconhece o advogado que trabalha com estas pessoas e as defende em tribunal;  uma pessoa que caiu por fraqueza na toxicodependência ou no álcool não deixa de ser humana e  de merecer ajuda; uma pessoa que nasceu numa classe social baixa e é mal remunerada não perde o seu valor por causa disso e merece que alguém lute para fazer valer os seus direitos. E poderíamos continuar com muitos outros exemplos. A lição de Saturno no signo Virgem e na 6ª casa  é também a de que ninguém e nenhum ser podem ser excluídos em termos de direitos e de compaixão. E, de uma forma ou de outra, estes nativos só aprendem a lição kármica do seu Saturno quando compreendem isto e aceitam viver de acordo com esta compreensão.

Dito isto, a capacidade crítica destes indivíduos em relação ao funcionamento muitas vezes injusto ou hipócrita das instituições e a sua capacidade certeira de argumentação podem ser muito uteis para ajudar a sociedade a mudar os seus padrões  de mentalidade. E o envolvimento nestas atividades pode ser uma forma muito positiva para muitos de viver o seu Saturno no signo Virgem. É no plano  da crítica das ideias, dos valores e dos modelos sociais que  podem fazer a diferença. Assim, falar ou escrever acerca de uma causa, desde a poluição e destruição ambiental á defesa de grupos de pessoas minoritárias  ou desfavorecidas, é algo muito positivo que podem fazer e em que podem brilhar e fazer a diferença.  A sua capacidade de analisar todos os aspetos e detalhes com precisão e objetividade faz com que se tornem líderes de opinião com facilidade, ajudando a compreender todos os meandros dos temas envolvidos.

Na vida pessoal e no local de trabalho, estes nativos podem ter que assumir erros dos subordinados e empregados. Esta também não é uma posição que ajude os relacionamentos de intimidade devido à tendência  para, constantemenete, argumentar, discutir e apontar os  defeitos do cônjuge. Isto é verdade também quando Saturno está colocado em Virgem na divisional navamsha especialmente quando isso ocorre na 1ª ou 7ª casa desta divisional.  Quando isto ocorre, pode levar muito tempo (para alguns só depois do 2º ou 3º retorno de Saturno, por volta dos 60 anos) a superar. A situação também melhora quando Saturno e Mercúrio, regente de Virgem, estão em receção mútua (Parivarthamsha yoga).

Na saúde, estas pessoas podem ter problemas relacionados com a digestão e funcionamento intestinal. Devem ter cuidado com a alimentação, caso contrário começam a sofrer de problemas digestivos ou intestinais a partir de meados dos 30 anos.

Profissionalmente, estas pessoa dão-se bem em profissões em que o uso da argumentação obedece a regras estritas, controlo apertado de todos os pormenores, nos serviços sociais incluindo os de caráter jurídico, clínicas etc.

Saturno no Signo Balança

A colocação de Saturno no signo Balança é muito positiva uma vez que o planeta fica exaltado neste signo.  O signo Balança representa todos os tipos de pessoas com as quais é possível ter relações pessoais ou efetuar algum tipo de contrato ou negócio.  Saturno tem aqui a sua máxima dignidade pois esta casa é a casa dos acordos e contratos, da regulação dos relacionamentos e trocas entre os seres humanos. Saturno em Balança desenvolve esforços para estabelecer formas justas e igualitárias que permitam aos menos privilegiados elevar-se no mundo dos negócios, do comércio, etc.. melhorando desse modo a justiça social.

Quando está colocado no signo Balança, Saturno está em equilíbrio, trabalhando de forma séria para alcançar «parcerias justas». Não se trata de aumentar a riqueza mas de melhorar a estrutura da sociedade para que todos possam obter uma posição social mais justa e menos desequilibrada na sociedade. Saturno em Balança dá o impulso para lutar pela justiça social, sendo muitas vezes filantropo. O indivíduo pretende fazer chegar a todos o acesso aos bens que estão disponíveis. Homens de negócios advogados ou juízes farão tudo o que podem para fazer leis mais equilibradas e socialmente justas, ajudando as classes menos favorecidas a alcançar os bens  a que, por muito tempo, apenas as elites podiam chegar.

Os nativos com Saturno em Balança têm casamentos justos e igualitários, embora não sejam os mais românticos. Respeitam os parceiros e as suas necessidades e interesses. Trabalham não apenas para alcançar privilégios para si próprios mas para melhorar o acesso de todos aos mesmos bens e direitos.

No signo Balança, Saturno está envolvido na justiça social, no desenvolvimento de contratos justos e equilibrados, no esforço para atingir a igualdade social. Apesar de estar exaltado no signo Balança, Saturno não deixa de causar atraso  como é da sua natureza, no alcançar de sucesso material. O karma individual coloca o nativo numa posição em que tem que desenvolver considerável esforço para alcançar justiça e equidade social  nas interações com outros. Tende  a não confiar nos acordos que não são estabelecidos sobre regras firmes e justas. Pode haver atrasos na realização de contratos e alianças.  Analisam todos os acordos e  encontram os pontos fracos dos mesmos, desenvolvendo então esforços e trabalho árduo para melhoras as condições contratuais, o que podem fazer no desempenho de cargos institucionais e governamentais ,fazendo um excelente serviço público. No desempenho do seu trabalho contribuem decisivamente para melhorar as condições legais de todos os contratos, num esforço real para conseguir maior justiça social.  E alcançam  sucesso material e uma excelente reputação. A riqueza e prestígio podem ser imensos quando o nativo trabalha numa instituição de grande escala.

Saturno no signo Balança faz da pessoa um diplomata que trabalha para construir consensos e é capaz de cooperar com os outros. Saturno dá menos indecisão e mais firmeza mas também causa alguns sentimentos de insegurança e medo de  não ser apreciado e amado, pelo  que, por vezes, estes indivíduos fecham-se e impedem algumas possibilidades de relacionamento com medo de serem rejeitados pelo parceiro.  Assim, os relacionamentos em que se sentem emocionalmente envolvidos podem ter problemas e, por vezes, preferem estabelecer um relacionamento onde não se sentem ameaçados emocionalmente, escolhendo para cônjuge alguém que são capazes de respeitar mas que não amam, entrando num casamento de forma convencional e muitas vezes para manter as aparências de respeitabilidade  que é importante para a sua imagem social.  São essencialmente pragmáticos na tomada de decisão sobre esta área de vida , medindo bem todos os «prós» e «contras» da sua decisão. Mas isto é por vezes difícil quando os sentimentos e emoções estão envolvidos  e pode levar bastante tempo para que sejam capazes de estabelecer o equilíbrio entre o seu sentido de disciplina e os sentimentos. Podem assim levar muito tempo até decidirem qual o parceiro mais adequado, qual o caminho que desejam seguir na carreira/profissão, etc. e, por vezes, acabam por não escolher ninguém para casar, porque têm medo de escolher a pessoa errada.  É-lhes bastante mais fácil ver qual o caminho a seguir com outras pessoas do que consigo próprios.  Sempre que as pessoas que lhes são próximas estão envolvidas, estes nativos ficam ansiosos e nervosos e perdem o sangue frio habitual para perceberem o que é melhor, não conseguindo ser imparciais nem ver claramente os interesses das partes. O medo de fazer opções erradas devido a mau  julgamento por estarem dependentes de fatores emocionais é um fator kármico que terá que ser superado lentamente e com o esforço do nativo.

Quando Saturno e o Sol estão em aspeto de 7ª casa- cada um no seu signo de exaltação, os resultados de Saturno e do Sol sofrem bastante. O nativo nesse caso (quando Saturno está colocado em Balança e o Sol em Carneiro) apesar de ser muito ambicioso foca-se em si mesmo e trabalha apenas para a sua glória pessoal e  resiste a assumir os deveres sociais que procuram justiça para todos, buscando essencialmente mais privilégios para si próprio. Saturno, por outro lado, tem pouca aptidão para o jogo político, sendo em geral demasiado rígido para assumir situações de compromisso, entrando numa lógica de «tudo ou nada» que por vezes acaba por se virar contra o próprio interesse de aumentar as condições gerais de justiça social.

Segundo os clássicos, Saturno no signo Balança permite ganhos através de viagens e de países estrangeiros. O nativo é  gentil e amável , instruído e filantropo. Tem muito trabalho intelectual, obtém reconhecimento da comunidade. O lar pode ser pouco unido, podendo haver separação da família. Os nativos podem dar-se com pessoas de comportamento sexual promíscuo.

Saturno no Signo Escorpião

Saturno não tem uma expressão positiva nos signos de Marte por isso a sua colocação no signo Escorpião não facilita a expressão da sua energia. Marte é neutro em relação a Saturno mas este é inimigo de Marte uma vez que este é o princípio de ação que conduz á mudança e Saturno faz tudo para manter a velha ordem das coisas, por mais sofrimento que esta possa causar. Uma luta entre estas duas energias tem lugar sempre que Saturno está aqui colocado: enquanto este desenvolve esforços para manter tudo dentro da ordem estabelecida, a energia marciana faz o que pode para alterar essa ordem de coisas. Deste modo, o nativo é apanhado numa espécie de tensão expansão/contração, que acaba por produzir muita perturbação psicológica. A pessoa quer e não quer agir e isto desgasta continuamente.

Quando Saturno está colocado no signo  Escorpião os processos de transformação são difíceis e exigem muito esforço. O nativo tem medo de todo o tipo de desastres e catástrofes naturais, medo de tudo o que sai fora do comum , medo do desconhecido, medo de todos os segredos. Estes nativos resistem deste modo ao conhecimento oculto ou secreto, afastando-se de todas as fontes que o detêm e ensinam.  Saturno procura impor uma ordem homogénea em todas as experiências representadas por Marte e pelo signo Escorpião e impedir desse modo todo o choque e trauma inesperados . Os nativos podem associar-se a forças conservadoras na sociedade que tentam impedir todos os movimentos que procuram mudar a  sociedade em termos políticos. Do mesmo modo podem ajudar a criar regras legais que impeçam sociedades secretas ou que lidam com saberes ocultos de poderem manifestar-se e atuar na sociedade.

Porém, Saturno no signo Escorpião indica um karma em que o nativo terá que aprender uma lição em que afrontará algum dos seus medos de forma inesperada, sem que possa impedir ou controlar isso. As pessoas que o rodeiam têm as características de Escorpião: são manipuladoras e controladoras, agressivas, imprevisíveis, controlam forças ocultas etc.. medo e desconfiança cercam assim o nativo com Saturno no signo Escorpião como se tivesse que olhar continuamente acima do ombro  com forças inimigas que ameaçam a sua integridade e podem destruir a sua vida. O resultado é que estes nativos são extremamente desconfiados em relação a  todos os que os cercam e resistem a todas as tentativas de mudança que lhes é possível impedir à sua volta. Esta resistência impede o nativo de se adaptar a circunstâncias de crise que afetam a vida da comunidade tanto em sentido físico como psicológico.  Em situação de catástrofe como inundações, terramotos, fogo, etc., estes nativos «congelam» não sendo capazes de agir de forma  adaptativa às circunstâncias.

Diz-se que o karma da colocação de saturno no signo Escorpião é o veneno, não tanto o veneno físico mas no sentido psicológico, em que o nativo se envenena com o medo de que, se algo mudar na sua vida, ele próprio será aniquilado e morrerá também. Veneno no sentido de pensar e sentir que a sua identidade é fixa, é «o que é» e que as mudanças, quaisquer que elas sejam, põem em perigo a sua existência. Este nativo tem por isso medo de acidentes, de cirurgias que alterem o seu corpo, de profissionais que «curam» a mente como psicólogos e psiquiatras, etc.. Assim, nos subperíodos de Saturno (antardasa)  e do regente da 8ª casa os nativos confrontam-se com várias situações súbitas que põem em causa o seus medos e os obrigam a responder adaptando-se   à mudança (situações de nascimentos e mortes, acidentes e fenómenos da natureza que atingem os seus bens, situações relacionadas com bens escondidos, etc..). Lentamente, à medida que vai amadurecendo e depois de Saturno ter regressado à posição de nascimento uma ou duas vezes, a pessoa acaba por superar o «congelamento» de si própria em ambientes de mudança inesperada. Podem também ter a obrigação kármica de curar, podendo ter que se envolver  numa profissão que ajuda os outros a curar-se tanto física como mentalmente. Algumas mudanças súbitas que o karma força a estas pessoas a fazer podem relacionar-se com alterações  na sua situação social e profissional, frustração na área da expressão da sexualidade, que pode ser muito reprimida, etc.. Estes nativos podem ter sucesso no plano profissional, especialmente se Marte for forte e estiver dignificado. Caso contrário, pode haver bastante frustração a este nível e dificuldade em manter uma boa imagem e credibilidade no plano profissional.

Os nativos  com Saturno no signo Escorpião tendem a ser pessimistas e nunca veem a mudança como algo que pode ser positivo. Constroem desse modo muitos «muros internos» para prevenir os efeitos temidos de todas as mudanças. Durante a infância, os pais são muitas vezes os agentes que aterrorizam a criança fazendo-a sentir-se ameaçada ao invés de protegida. Os pais podem ser  abusadores e agressivos com o nativo, levando-o a um primeiro período de retração em relação ao mundo externo. As condições sociais em que vive podem ser também ameaçadoras, tanto por parte dos outros como dos eventos que rodeiam a sua vida e, deste modo, este habitua-se desde cedo a fechar-se sobre si próprio e a criar um muro á sua  volta no qual nenhuma das forças externas consiga penetrar. Sentem um medo fundo de não conseguir controlar forças desconhecidas à sua volta e que ameaçam a sua estrutura de vida. Sentem medo também de todas as transformações biológicas que ocorrem no processo da morte do corpo. Têm muito medo de ataques psíquicos levados a cabo por forças ocultas ou com intenções ocultas ligadas ao poder. Temem a invasão da sua mente por processos de «lavagem ao cérebro» e também receiam a demência mental e todo o tipo de doenças que levam a pessoa a perder o controlo sobre a sua identidade e a sua vida: Alzheimer, Parkinson, senilidade cerebral, etc.. Estes nativos temem também os chamados «ataques psíquicos» levados a cabo por pessoas negativas e maléficas.  Procuram, desse modo, criar barreiras psíquicas que os coloquem a salvo dessas ameaças.

Ketu é o corregente do signo Escorpião por isso, o karma específico do nativo depende também da colocação de Ketu no horóscopo. Em conjunto com Saturno, mostra as experiências específicas que terão que ser enfrentadas/superadas. Este karma tem muitas vezes a ver com o «pagamento» de ações trazidas do passado de tipo revolucionário ou que alteraram bruscamente a vida de outros (ou lhes tiraram a vida). Ketu e a sua colocação (bem como o trânsito aquando dos períodos de Marte ou Saturno) revelam  o grau de mudança que o nativo sofrerá em cada experiência em que será forçado a mudar. É o «distribuidor» dos efeitos positivos ou negativos do karma a experienciar pelo nativo.

A colocação de Saturno no signo Escorpião aumenta a longevidade. Porém, os órgãos sexuais podem revelar sinais de envelhecimento ainda cedo. Desde cedo, estes nativos desenvolvem uma disciplina de preparação para a morte, ao mesmo tempo que, no desempenho de funções políticas ou administrativas, anteveem  e preparam as soluções de respostas perante todo o tipo de tumulto ou de eventos em situação de catástrofe, motim, etc., podendo ser excelentes dirigentes das forças de proteção social. Em termos de saúde, são vulneráveis a problemas na parte não visível dos órgãos de reprodução: ovários, próstata, útero, glândulas de secreção interna.

Saturno em Escorpião não tem qualquer simpatia por sociedades secretas ou esotéricas que transmitem conhecimento secreto. Assim, faz tudo o que pode para acabar com o caráter de segredo e divulgar publicamente esse conhecimento ou informação, para que possa ser regulado como tudo o mais na realidade social. Tudo o  que é desconhecido é motivo de angústia. Pode ,no entanto, ter que guardar segredo quando trabalha nos serviços de informação confidencial , na diplomacia, nas forças especiais, etc.. A partir do primeiro retorno de Saturno, os nativos podem ser atraídos pelos aspetos ocultos do conhecimento sejam estes ligados ao esoterismo tradicional e á magia, ou à procura de tesouros, objetos etc., que estão escondidos. Tendo Marte como dispositor da sua ação, Saturno pode igualmente tornar-se um vigarista que usa meios escondidos ou manipula os segredos dos outros para se apropriar de algo que estes têm e que cobiça.  Pode igualmente tornar-se agressivo e agredir os que ameaçam a sua ordem de coisas, adotando as características da energia de Marte.

Com a colocação de Saturno no signo Escorpião Saturno pode perder a sua ligação com o plano «da superfície» e tornar-se secreto, manter uma faceta escondida dos outros; pode envolver-se com forças escuras e ceder ao uso de energias escuras, especialmente se Marte e Ketu estiverem fracos e mal colocados no horóscopo.

Segundo os clássicos, Saturno no signo Escorpião indica um temperamento de teimosia, precipitação, ciúme, curiosidade excessiva, vaidade e ganância, procuram obter sucesso a partir do engano de outros. Enfrentam perigo  a partir de armas e veneno; sofrerão muitas perdas, terão saúde má, terão interesse nas ciências da terra como a mineralogia e a química, serão trabalhadores árduos.

2 Thoughts to “Saturno nos Signos do Zodíaco 2”

  1. Grazielle

    Acho que Saturo é bem acentuado em meu mapa e tenho aprendido a duras provas conciliá-lo com o calor luminoso do sol de leão em minha 8a casa. Li e reli esse texto sobre saturno e sol, mas pela primeira vez não encontrei aspectos de minha vida, nem profissional nem pessoal, parecidos com as informações apresentadas como eu tenho visto nas outras casas, por exemplo. A explanação é bem coerente mas deve haver outros fatores influentes a serem olhados. Obrigada mais uma vez mesmo assim!

    1. astrologoaprendiz1

      Está correta, é preciso ter em conta os aspetos que Saturno envia e recebe de outros planetas, alguma conjunção que forme,etc., pois o mapa é uma unidade complexa de fatores que se interinfluenciam. Os aspetos referidos aqui, embora bastante aprofundados, têm apenas em conta a posição de Saturno num certo signo, mas é preciso complementar com a casa em que esse signo está e os fatores referidos atrás.

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.