Glossário Astrológico- Divisão da Hora

glossário astrológico divisão da hora

Este é um conceito importante no contexto da Astrologia Jyotish. Com efeito, designa, entre outras coisas, a divisão de um signo por dois, dando origem a uma carta divisional designada por «hora» que é usada para prever a riqueza que está destinada e outros aspetos. Designa ainda a parte do dia que tem a regência de um dado planeta. Cada metade de um signo representa uma «Hora».Tradicionalmente o tempo era medido em duas partes- a diurna e a noturna- e, portanto, a divisão do tempo fazia-se por 12:  a partir do nascer do Sol até ao pôr do Sol para a parte diurna e do pôr do Sol até ao nascer do Sol para a parte noturna.

A carta divisional Hora- D-2- chamada de «carta da hora» tem sempre por referência os regentes do dia ou da noite- Sol e Lua- pois eles são os regentes do «dia» e da «noite». Os dois planetas reais são a fonte da vida manifestada na Terra, regendo estas duas «partes» do tempo, em cada horóscopo conforme a hora de nascimento. Nesta carta divisional dividem-se os 30 º de um signo em duas partes de 15º  cada. E, de acordo com a natureza de cada signo, cada parte do signo pertence ou á hora do Sol ou à hora da Lua.

O Sol simboliza a fonte inicial da vida, é o princípio de vitalidade e é  regente do dia porque rege a primeira hora na manifestação da vida. Tradicionalmente, a «hora» definiu a sequência dos dias da semana, sendo que cada dia tem o nome do «regente do dia»: o primeiro dia da semana é atribuído ao Sol, regente da 1ª hora desse dia, o segundo é atribuído à Lua, regente da 1ª hora desse dia (a linguagem atual ainda conserva estes significados. Por ex., em inglês ou francês (e em muitos outros casos), Monday ou Lundi ambos significam «dia da Lua»; o dia seguinte, 3ª feira é o dia de Marte, regente da 1ª hora do dia ; segue-se Mercúrio no dia seguinte 4ª feira;  Júpiter no dia seguinte, ou 5ª feira, Vénus no dia seguinte, ou sexta feira e Saturno no dia restante ou Sábado. Em cada um destes dias,  o planeta que dá o nome ao dia é o regente da primeira hora ou primeiro raio do Sol.

Este conceito tem implicações interessantes para a análise astrológica : por ex., o dia em que  o Sol e a Lua estão colocados exatamente no mesmo signo em que estavam e nos mesmos graus que ocupavam na hora natal revela um ano especial de renovação para essa pessoa, o início de um novo ciclo de vida que marcará certamente a sua vida de uma forma especial. Estes são os dias que correspondem verdadeiramente ao «aniversário» da pessoa e não meramente a repetição da data do seu nascimento. Como o Sol anualmente ocupa mais ou menos a mesma posição em que estava no nascimento (com diferença de um dia ou menos) mas a Lua está, nesse dia, numa posição diferente, por signo e grau, na maioria das vezes, a repetição da configuração de nascimento do Sol e da Lua tem efetivamente grande importância simbólica. Dane Rudhyar, um dos autores que mais ajudou a compreender a importância da Lua e dos seus ciclos  no desenvolvimento da personalidade e do destino humano, também chamou a atenção para o facto de que a posição da Lua no mesmo grau e signo em que estava no nascimento e no mesmo ciclo de lunação, ser um fator  muito importante na compreensão do desenvolvimento espiritual do nativo e do seu «destino».

A D-1- tem um regente que pode ser do dia ou da noite pelo que cada pessoa nasce ou na «hora do Sol» ou na «hora da Lua» dependendo do signo e do grau ocupado pelo Ascendente. Os primeiros 15º dos signos masculinos têm regência d o Sol; os segundos 15 graus dos signos masculinos têm regência da Lua. No que se refere aos signos femininos, os primeiros 15º pertencem à Hora da Lua    e os segundos 15º pertencem á hora do Sol. Cada planeta, por sua vez, também está ou na hora do Sol ou da Lua e dá efeitos conforme está colocado numa hora em que é mais forte ou , pelo contrário, em que está mais fraco. Assim, por ex., para uma natividade que tem o   Ascendente num signo  masculino como  Aquário, colocado a 8º deste signo, ocorrendo por isso na «hora do Sol», Saturno, o regente de Aquário, que dá resultados fortes na «hora noturna» pode apresentar  para estas pessoas diversos desafios e dificuldades expressos nas áreas de vida representadas pelas casas que rege: a 12ª e a 1ª.  A mesma análise pode fazer-se para todos os planetas e  é intuitivamente importante pois mostra que há áreas que serão mais fáceis para o indivíduo , em que as oportunidades e a sorte se multiplicam e outras mais difíceis ou que apresentarão mais desafios. Assim, sabendo que a Lua, Marte e Saturno são fortes na «hora noturna» e que Júpiter, o Sol e  Vénus são fortes na «hora do Sol» as casas que estes regem  e o signo/grau em que se encontram indicam quais serão as áreas mais desafiadoras na vida  e quais serão as mais fáceis de lidar. Mercúrio é considerado neutro neste juízo, a menos que o nativo tenha nascido no nascer do Sol ou no pôr do Sol.  Por ex., para o Ascendente no signo Aquário referido, um signo masculino, o Sol é o regente do dia. Porém, Saturno, o regente de Aquário, é mais forte na hora noturna por isso  dá resultados mais fáceis quando está colocado nos últimos 15º do signo.

Cada signo Ascendente também «cai» na hora do Sol ou «hora da Lua» de acordo com os aspetos referidos atrás. Assim, para o Ascendente Sagitário, signo masculino colocado a 10º do signo, consideramos que este está na hora do Sol (pois os primeiros 15 º têm regência do Sol). E, para este Ascendente e  todos os que estão na «hora do Sol», a 2ª, 5ª, 7ª, 9ª e 12ª casas serão mais fortes ; para todos os signos Ascendentes que estão na «hora da Lua» a 1ª, 4ª, 8ª, 11ª casas serão fortes e , independentemente de serem vistas como «dusthana» trarão na verdade eventos positivos enquanto que as casas com regência do Sol trarão resultados que serão menos auspiciosos. As casas restantes, com regência de Mercúrio são consideradas neutras, a menos que o nativo tenha nascido ao nascer ou pôr do Sol, situação em que serão fortes.  Outro aspeto a considerar é que os planetas significados pela hora contrária à que rege o mapa natal, indicam, para os seus significados, problemas e dificuldades. Por ex., Júpiter está associado com a sorte e a boa fortuna e é forte na hora do Sol. A sua colocação na 2ª casa, na hora do Sol, dá excelentes resultados mas,  colocado na mesma casa na hora da Lua, dará resultados problemáticos; do mesmo modo, a colocação na primeira casa na  hora do Sol, num Ascendente que está na hora da Lua torna-se problemática mas dará bons resultados se estiver colocado na hora do Sol na mesma casa. Assim, é preciso lembrar, para os signos femininos e signos masculinos, qual a parte de um dado signo que tem regência da Lua ou do Sol e  os planetas que são mais fortes numa ou noutra hora.

Ketu e  Rahu  dão resultados mais fortes na hora da Lua e de acordo com os planetas que são fortes na hora da Lua.

Assim, esta divisão da «Hora» permite ver quais são as áreas da vida em que, à partida, o nativo terá mais sucesso e também porque é que, por vezes, as casas consideradas «auspiciosas» parecem não trazer mais nada a não ser dificuldades e oposição.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.