Glossário Astrológico- Hyleg

Hyleg

O conceito de que falamos hoje, Hyleg tem origem persa e árabe  e é sinónimo de Apheta em grego , Prorogator em latim, tendo sido usado pelos astrólogos helenísticos e pela tradição posterior e significa «Dador da Vida». Refere-se a um planeta ou ponto que era calculado para conhecer tanto a longevidade como os períodos em que o nativo correria risco de vida. Usando a técnica das «direções primárias» usadas pela Astrologia tradicional e ocidental até um ponto «Anareta» (ponto ou pontos que causam a morte) a morte era prevista, tendo em conta que, nas direções primárias, cada grau progredido corresponde a um ano.

O Hyleg, como designação persa-árabe significa «natividade» e, por isso, alguns consideram o Hyleg como o regente da natividade.

O cálculo do Hyleg seguia os ensinamentos da obra Tetrabiblos  do astrólogo helenístico Ptolomeu. Para encontrar o Hyleg eram consideradas as posições seguintes: a posição do Sol; a posição da Lua; a posição da Parte da fortunaa posição do Ascendente; a posição da última Lua cheia ou Lua nova (aquela que tivesse ocorrido mais perto do nascimento) antes do nascimento.

O Hyleg tinha grande importância uma vez que era considerado o ponto do horóscopo  com a maior influência sobre a vitalidade, daí o significado de «dador da vida».

As direções ou contactos entre o Hyleg e planetas maléficos ou  «lugares» maléficos (Anareta) eram  calculadas para prever os períodos da vida em que o nativo corria risco de morte. Para saber até que ponto esse risco podia ser evitado, tinha-se em conta a força do regente do Hyleg, designado por alchocoden.

As casas onde um planeta deve estar colocado para poder surgir como Hyleg têm o nome, dado por Ptolomeu, de «hylegiacal» ou «aphetic». Essas casas , por ordem de preferência, são as seguintes: 1ª, 10ª, 11ª, 7ª, 9ª.

Na obra de Ptolomeu, apenas o Sol e a Lua, o Ascendente e o Meio do Céu ou a Parte da Fortuna, podiam ser aceites como o Hyleg. A tradição posterior considerou, no entanto, que os planetas benéficos como Vénus ou Júpiter e o planeta regente do grau onde aconteceu a última lunação antes do nascimento (Lua cheia ou Lua nova) também poderiam surgir como o Hyleg.

William Lilly o grande astrólogo do séc. XVII, ensinou a calcular o Hyleg do seguinte modo:

Em primeiro lugar, considera-se o Sol ou a Lua se estiverem numa das casas hylegiacais referidas acima, considerando o Sol para os nascimentos diurnos e a Lua para os nascimentos noturnos. Segundo Lilly deve ter-se em conta, nesta escolha, as características da dignidade essencial pois o Hyleg deve ser forte, para ser efetivo. Também se deve ter em conta que a casa mais favorável para o Hyleg é a 1ª e por ordem as seguintes até à 9ª, a menos favorável das casas Hylegiacais.

Se nem o Sol nem  a Lua puderem ser escolhidos porque não ocupam nenhuma das casas Hylegiacais, deve proceder-se do seguinte modo:

  • Nascimentos diurnos: deve-se ver onde estava posicionada a Lua Nova antes do nascimento e ver qual é o planeta que é o almuten [1]do grau de colocação e qual é o planeta que tem a dignidade essencial mais elevada no horóscopo. Se algum deles estiver  colocado numa das casas Hylegiacais, considera-se o Hyleg. Se nenhum está colocado numa casa Hylegiacal, considera-se o Ascendente como o Hyleg.

  • Nascimentos noturnos: ver qual dos 3 elementos seguintes tem mais dignidade essencial: o planeta que rege o grau de colocação da Lua no horóscopo; o planeta que rege o grau  ocupado pelo Sol ou pela Lua na última Lua cheia antes do nascimento; o grau da Parte da Fortuna no horóscopo. Se o planeta com mais dignidade destes três estiver colocado numa das casas Hylegiacais, considera-se o Hyleg. Se não estiver, procede-se como segue:

Usa-se o Ascendente se o período de lunação antes do nascimento tiver sido uma Lua nova; quando o nascimento foi precedido pela lunação da Lua Cheia, usa-se a Parte da Fortuna se esta estiver colocada numa das casas Hylegiacais. Caso contrário considera-se o Ascendente como o Hyleg.

O planeta oposto ao Hyleg era considerado o destruidor de vida  e era designado, como dissemos, por  Anareta. Este era visto como um planeta assassino, associando-se também com a doença. Como distinguir qual é o planeta Anareta? Eis alguns critérios:  este era o planeta mais desprovido de dignidade essencial , ou severamente aflito. Preferencialmente, é também um planeta maléfico. O Anareta também pode ser o regente da 8ª casa ou o Almuten  desse regente. Em alternativa, pode ser também um planeta colocado na 8ª casa.  Ptolomeu estabeleceu igualmente os graus do Anareta, que correspondem aos segmentos dos signos que esse planeta rege. Quaisquer aspetos entre o Hyleg e o Anareta ou o trânsito do Hyleg pelos graus do Anareta eram considerados períodos de perigo e risco de vida, ferimento ou doença.

O Alchocoden, ou «dador de anos» era usado para calcular a longevidade. Na Astrologia Helenística, o Alchocoden era o regente do Hyleg . Os medievais consideravam que este era o Almuten do Hyleg. O cálculo da longevidade, porém, não pode hoje ser feito como  era há longo tempo atrás em que a esperança de vida era muitíssimo menor e em que muitas ameaças físicas, associadas à guerra, à doença sem tratamentos eficazes conhecidos ou o próprio pouco valor atribuído à vida dos indivíduos punham em perigo constante a vida humana. Embora a vida de hoje não seja propriamente «um mar de rosas e de paz», pensamos que não deverão ser usados os cálculos antigos para prever a longevidade e que este aspeto deve ser visto com cautela  e sem certezas anunciadas.

 

[1] Almuten é o planeta mais forte, aquele que contém todas as dignidades essenciais: é tida em conta a regência por signo, exaltação, regente da triplicidade, o termo e a face. Por ex., Saturno é o Almuten do signo Balança porque, neste signo, tem mais dignidades essenciais do que Vénus, regente do signo. Saturno está exaltado em Balança e governa a triplicidade, o termo e a Face.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.