Glossário Astrológico-Signos Imperfeitos

glossário astrológico signos imperfeitos

O conceito de que falamos hoje é pouco falado na literatura astrológicas: trata-se dos «signos imperfeitos». Muitos consideram esta classificação arcaica e pouco importante. Mas, por curiosidade e porque ela teve relevo no passado, damo-la aqui aos leitores. Afinal, os conceitos astrológicos têm uma história  e esta também ajuda a compreender e a interpretar a linguagem que hoje é usada na Astrologia.

A classificação  atribuída de signos imperfeitos era também referida por signos «partidos» ou  mutilados.

Segundo a tradição mais antiga, os signos imperfeitos são Leão, Escorpião e Peixes (também há quem acrescente Caranguejo e Capricórnio). Segundo estas fontes antigas, estes são os signos que têm mais probabilidades de produzir distorções no corpo ou nas pernas quando estão colocados no Ascendente e recebem aspetos maléficos. Note-se que não basta que estejam no Ascendente. Para além desta condição necessária, também é preciso que o Ascendente receba aspetos de planetas maléficos. Porém, isso não significa que tais «distorções» sejam defeitos de nascimento, podem ser consequência de ferimentos e acidentes que «distorcem» o corpo. Por contraposição, os «signos perfeitos eram Gémeos, Balança e Aquário, pela razão de se acreditar que,  quando estão  colocados no Ascendente, dão força, robustez e menor propensão para sofrer de acidentes.

Assim, acreditava-se que os signos perfeitos ou «inteiros» – Balança, Aquário e Gémeos-  teriam a propriedade de, nas mesmas condições, proteger de acidentes e de «distorções» no corpo.

Hoje em dia os astrólogos abandonaram esta classificação, por considerarem que qualquer signo que esteja colocado no Ascendente e receba aspetos maléficos é capaz de produzir danos no corpo físico pois a 1ª casa significa o corpo físico.

Note-se que os designados «signos imperfeitos» coincidem com os chamados «signos bestiais ou quadrúpedes», embora não incluam o signo Touro nem Carneiro ou Sagitário. Os signos imperfeitos são signos que representam animais e essa poderá ser uma explicação  para esta designação de signos  partidos ou mutilados, capazes de produzir «distorções» no corpo humano. Talvez seja significativo também  que os signos considerados «inteiros ou perfeitos»  representam , dois deles, figuras humanas masculinas: Gémeos, associado aos dois irmãos Castor e Pólux, Aquário representando o «homem celeste» distribuidor das «águas cósmicas» sobre o coletivo da humanidade. Balança surge como representação de uma virtude divina e humana, a Justiça, tida em grande consideração também como expressão da elevação espiritual e ética do ser humano.

Seja qual for a razão que levou os antigos a estabelecer esta classificação de alguns signos, ela não se manteve  no tempo, provavelmente porque se foi compreendendo que os símbolos de cada signo, mais do que serem expressão física  e literal de um animal, são a representação de qualidades e modos de expressão e ação. E, curiosamente, restam poucos traços históricos que nos permitam aprofundar as razões desta divisão em signos perfeitos ou completos e signos imperfeitos ou «partidos.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.