Signo Capricórnio  na 12ª Casa do Horóscopo

Signo Capricórnio na 12ª casa do horóscopo

Continuamos a série de artigos que descrevem os efeitos da colocação dos signos na 12ª casa, hoje falando do signo Capricórnio. Pode ler uma breve síntese dos significados da 12ª casa aqui.

Pode ler um artigo mais aprofundado sobre os significados da 12ª casa aqui.

Quando o signo Capricórnio está colocado na 12ª casa- o que sucede para o Ascendente Aquário–  observamos que a atitude destes nativos em relação aos objetivos materiais, ao status social e à riqueza é ambivalente pois, apesar de desejarem intimamente alcançar um elevado status e uma posição de autoridade, podem não ter consciência clara disso e podem mesmo identificar-se com objetivos bem diferentes. O facto de Saturno ter a regência do Ascendente e da 12ª casa talvez ajude, no entanto, a compreender  e integrar objetivos mais humanistas , académicos, filosóficos com outros de caráter mais material, pelo menos até certo ponto.

A 12ª casa é uma casa complexa, onde se misturam os sonhos e o imaginário com  o isolamento em relação ao mundo material e é certamente paradoxal ter o signo Capricórnio nesta casa pois este é o signo que representa a máxima materialização da realidade. O resultado não é fácil de integrar na mente consciente e é necessário muito trabalho   de «escavar» na dimensão profunda da psique, para poder compreender verdadeiramente os objetivos sociais para estas pessoas pois a 12ª casa também é o depositário do inconsciente. O signo Capricórnio nesta casa faz com que, secretamente, (mesmo para si próprios) os nativos de  Aquário desejem «ser alguém», isto é, receber  o reconhecimento, a posição social e de autoridade, riqueza mais elevados sem que, conscientemente, consigam ter total noção disso. A sua consciência dominada por Saturno em Aquário, impele-os para uma vivência no plano social e coletivo mas, através da 12ª casa, sonham em destacar-se pelo merecimento individual e pelo trabalho. Aquário impele-os para a igualdade coletiva ao nível dos privilégios e dos direitos, para uma justiça que não exclui ninguém, mas Capricórnio na 12ª casa sonha com uma hierarquia social em que os «melhores» isto é, os mais esforçados e trabalhadores, têm privilégios especiais e uma posição social superior à dos que não desenvolvem a mesma capacidade de esforço ou não têm o mesmo nível de ambição. Não é deste modo fácil para estas pessoas nem para os outros saber exatamente quais os valores em que realmente acreditam e que orientam as suas ações e a sua vida.

Assim, uma parte do seu envolvimento com a vida social pode ser apenas parcialmente compreendida por estas pessoas. Mas também pode dar-se o caso de terem uma dimensão secreta na sua vida, que mantêm fora dos olhares dos outros, na qual procuram usufruir de vantagens e privilégios que não estão disponíveis para toda a sociedade. Uma dessas dimensões pode ser a sua participação em sociedades secretas, algo tão caro ao signo Aquário: aqui podem lutar por uma posição de autoridade e de topo, sem sentir que estão a transgredir os valores gerais da justiça pois, nessas sociedades, não vigoram as mesmas regras que na sociedade em geral. E assim, nesses contextos reservados, podem viver as ambições significadas pelo signo Capricórnio na 12ª casa sem constrangimentos morais da sua consciência.

Os nativos com o signo Capricórnio na 12ª casa  poderão ter mais possibilidade de sucesso social num país estrangeiro, do que na terra natal, na qual as suas ambições e esforços para aumentar o status e a riqueza passam despercebidos. Repare-se que isso não quer dizer que não existam- todos conhecem o talento dos nativos de Aquário para lidar com a área financeira e aumentar os rendimentos- mas a tendência geral é para se acreditar que o que fazem nessa área tem objetivos marcadamente sociais  através dos quais procuram melhorar as oportunidades de todos. Mas, secretamente, podem aumentar igualmente os rendimentos pessoais e ser movidos por interesses pessoais sem que ninguém dê por isso.

A conceção da Espiritualidade dos nativos com Ascendente Aquário  pode confundir-se com a justiça social, com a existência de oportunidades para todos terem uma vida digna. São mais movidos por valores ligados à vida prática, à satisfação das necessidades de sobrevivência- emprego, casa, condições dignas de desenvolvimento da família, num quadro conservador da vida humana em que cada um tem um papel definido e desempenhar, mais do que preocuparem-se com realidades transcendentes ao mundo material. São mais dados a «acreditar» na ação humana do que na «fé» em alguma entidade que resolva os problemas que afligem a Humanidade. Colocam por isso a sua «fé» na justiça dos homens e no esforço de cada um para defender e respeitar os direitos e deveres mútuos que estão na base da sociedade. Mais do que acreditarem realmente numa «religião», acreditam na atividade e luta política e na responsabilidade dos indivíduos como «cidadãos». Alguns poderão ter uma perspetiva mais ascética na sua visão do mundo e do ser humano, mas esta consiste mais na defesa de uma vida simples e frugal, no contacto com a Terra e no respeito pelas leis da Natureza do que numa abordagem transcendente desligada do plano material. Talvez também acreditem que o trabalho que o ser humano faz é o agente libertador da sua consciência livre, amante da paz e da justiça.

Com o signo Capricórnio na 12ª casa  (que representa o sono) pode haver dificuldade de dormir ou tendência para dormir pouco.

No que se refere às despesas, estes nativos têm o sentido inato de que os bens e posses terrenos «não caem do céu», são fruto de trabalho e esforço e que, portanto, é necessário ser disciplinado com os gastos e poupar. Isso pode protegê-los de alguns impulsos mais despesistas, resistindo a gastar o dinheiro que sentem ser difícil amealhar.

Os nativos com o signo Aquário  no Ascendente  têm a  disciplina  para  enfrentar os medos e tendem a recusar a intuição de realidades subtis, considerando-as como produto da imaginação.  Podem por isso sentir por vezes, que «não têm ajuda» daquilo a que poderíamos chamar «sorte» ou «providência», podendo sentir que não têm a sorte que consideram que outros têm, quando conseguem realizar as suas ambições sem esforço, enquanto eles têm que trabalhar muito para concretizar algum sonho.

Estes nativos não gostam de tornar públicas as suas  ambições materiais, nem o desejo de se evidenciar na sociedade e de  atingir posições de autoridade por recear o julgamento dos outros ou cair no «egoísmo» que não aceitam intelectualmente.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2018

Deixe um comentário, a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.