Conjunção Sol Lua na 12ª Casa Signo Peixes

conjunção sol Lua na 12ª casa signo Peixes

Explicamos neste artigo os efeitos gerais da conjunção Sol Lua na 12ª casa e no signo Peixes. Para melhor compreensão também falamos dos efeitos da colocação da Lua na mesma casa e signo.

Para saber os efeitos da colocação do Sol na 12ª casa leia o artigo aqui.

A Lua na 12ª casa indica conforto no isolamento ou reclusão. Os nativos precisam de estar resguardados dos olhares públicos e de terem um espaço privado. São sensíveis aos planos subtis do imaginário, do plano espiritual, aos sonhos ao mundo da fantasia. Emocionalmente, estas pessoas retiraram-se para o interior de si próprias  e apreciam estar com a sua própria subjetividade.

A mãe destes nativos é uma pessoa muito reservada, pode passar muito tempo em oração, ou ser mentalmente desligada do ambiente próximo. A mãe pode estar ausente ou não mas, em qualquer circunstância, não está emocionalmente disponível .O nativo pode ele próprio sentir-se mais à vontade em contacto com a sua interioridade ou com as realidades espirituais que consegue intuir, dando valor à experiência do silêncio e da reclusão.  A mãe pode viver reclusa ou estar relacionada com locais de isolamento como, hospitais ou mosteiros, sendo «invisível» a sua presença junto do nativo. A colocação da Lua na 12ª casa, uma casa maléfica, indica em geral problemas no relacionamento com a mãe. Esta pode morrer cedo ou manter-se emocionalmente inacessível.

As pessoas com a Lua na 12ª casa são ligadas à linhagem familiar, gostam de acumular bens valiosos de todos os tipos incluindo conhecimento. São colecionadores, gostam de armazenar comida , podem gostar de cantar sendo proficientes no uso do discurso. Pode haver dificuldade em ter consciência dos próprios processos  emocionais que se mantêm não conscientes. A mesma dificuldade manifesta-se em relação aos outros, sendo difícil existir uma verdadeira aproximação emocional com os outros, razão pela qual esta posição da Lua pode ser difícil para a relação com o cônjuge e com os filhos.

A relação com o pai pode ser problemática pois a Lua mantém uma relação de 8ª casa com a 9ª casa que significa o pai. Este pode introduzir na dinâmica familiar uma energia que força mudanças  e transformações súbitas nos membros da família e na identidade do nativo. A identidade deste está sujeita também à imaginação e fantasia, encontrando no plano alternativo do seu imaginário e vida espiritual o equilíbrio emocional.

Os nativos com a Lua na 12ª casa são apreciadores da reclusão, são  sensíveis aos planos subtis da realidade, são  tranquilos, reflexivos  e compassivos. Gostam de estar sozinhos, num espaço só seu e, por vezes, procuram terras distantes. Não respondem facilmente às solicitações emocionais dos outros e estes podem considerar a pessoa distante e não disponível. Precisam de se retirar periodicamente das atividades mundanas, escapando para um «espaço de santuário» onde podem recuperar forças  e contactar com as energias subtis do mundo espiritual. Encaram a privacidade como protetora e revitalizadora. Tal como acontece com a mãe, os nativos com a Lua na 12ª casa não gostam de falar da sua vida com os outros, resistindo desse modo a tornar públicos os pormenores da sua vida.  Colocam em geral um escudo protetor à volta da sua vida emocional, para a manter secreta e invisível para os outros.

Dada a tendência para procurarem locais de reclusão, estas pessoas dão-se bem a trabalhar em locais que são resguardados do público. Quer este  seja um laboratório científico,  uma prisão, centro de meditação e retiro espirituais, ou um agrupamento de pessoas em locais distantes do país natal, etc.. Do mesmo modo, os relacionamentos amorosos mantêm-se fora dos olhares do público.

A Lua na 12ª casa  indica que o nativo prefere estabelecer-se num local distante daquele em que nasceu, seja no estrangeiro ou simplesmente afastado do local de nascimento no seu país. Gosta também de estar perto do oceano, bem como de fazer viagens longas por mar. Não tem, em geral, problemas para dormir e é sensível aos sonhos e «inspiração interior» espiritual.

A Lua na .12ª casa indica que a pessoa pode ser compassiva mas , como a sua segurança está adstrita ao plano privado, os outros podem nunca se aperceber de que tem esse caráter humano embora o nativo se veja a si mesmo dessa forma. Isso pode gerar insatisfação por os outros não reconhecerem a sua dimensão emocional. Estas pessoas podem assim sentir-se feridas pela forma como os outros as veem. Na infância sentiram falta de apoio emocional dos pais e em especial da mãe, o que aumenta o fosso entre o seu mundo interior e os outros.  Pode existir  por causa disso uma tendência para obter conforto emocional a partir dos relacionamentos do quarto de dormir (sexuais).

A 12ª casa é uma casa de perdas, de residência  permanente em terras estrangeiras, de viagens para terras estrangeiras, talentos escondidos, coisas escondidas que o nativo deve descobrir, asilo, hospitais e prisões, etc.  A lua colocada aqui é muito privada e adora estar em locais isolados, junto do mar, em terras estrangeiras onde os problemas não chegam. Os nativos tendem a escapar dos problemas que os afligem no dia a dia . A mãe não dá o apoio nem a nutrição necessária mas há mesmo assim alguma proximidade dela, à medida que o tempo passa. Estas pessoas sentem atração pelo lado místico da vida  e desenvolvem aptidões psíquicas. São excelentes escritores de ficção pois têm uma excelente imaginação. Gostam de escolher carreiras em que precisam de estar fora da vida pública, não suportam estar expostos ao púbico durante muito tempo. A Lua precisa de se isolar da família , das funções públicas e isso leva a escolher alguma coisa  que lhes permita obter isolamento de tudo isso. A procura de isolamento e a rejeição da vida material permite o desenvolvimento espiritual.

Estas pessoas gostam de estar em espaços reservados ,com paredes físicas a separá-las dos outros e do mundo em geral, podendo sentir exaustão emocional quando demasiado expostas às interações contínuas com os outros. Também gostam de estar em contacto com a natureza e sentem conforto em contacto com a terra, como na jardinagem. Não partilham facilmente os pensamentos nem os sentimentos com os outros e têm dificuldade em interagir com pessoas que não têm os mesmos interesses.

Com a Lua na 12ª casa o  cônjuge destas pessoas pode ser um doente crónico ou alguém em constante conflito ou alvo de exploração (no trabalho), devido ao facto de a 7ª casa a partir da Lua ser a 6ª. Estas pessoas mantêm-se distantes emocionalmente do cônjuge, embora isso não signifique traição ao casamento. Se a 6ª casa estiver forte e sem aflições ,o cônjuge pode ser um útil prestador de cuidados aos outros, especialmente os menos favorecidos. A relação com o cônjuge tem o padrão parental em que o nativo precisa de nutrir e cuidar do cônjuge embora a relação com este seja problemática  pois, de vez em quando , a necessidade de espaço leva a distanciar-se.

A Lua na 12ª casa pode transpor para a sua mente muitas fantasias e sonhos sem ser capaz de distinguir  a realidade da imaginação e isso pode tornar difíceis certos tipos de relacionamentos. A necessidade de um espaço alternativo de escape e de fantasia pode levar algumas destas pessoas ao uso de álcool e de drogas. Podem igualmente buscar compensação com relacionamentos sexuais privados .e também podem, é claro, satisfazer esta necessidade de um plano transcendente com a aprendizagem de técnicas de meditação.  Podem desenvolver perceção psíquica. Confortam-se com as fantasias e a imaginação com que veem aqueles que lhes são próximos, tendo dificuldade em aceitar a vulgaridade da realidade que  veem manifestar-se nos comportamentos.

A conjunção entre a Lua e maléficos como Saturno, Rahu ou Marte na 12ªcasa indica muitas vezes um passado de abuso sexual no nativo.

A colocação de Lua na 12ª casa pode ser favorável para os que curam com as mãos. Estas pessoas absorvem os estados emocionais dos outros sem precisarem de grandes interações a outro nível. Do passado, trazem grandes competências de intuição e proteção, com forte ligação ao oceano. Estas tendências podem ou não manifestar-se, de acordo com o dispositor.

Para os nativos com a Lua na 12ª casa os assuntos da 5ª casa apresentam os maiores desafios (6ª casa a partir da 12ª).Isso não significa  que a mãe não ama os filhos mas o padrão kármico das suas vidas faz com que os maiores conflitos em termos emocionais são com os filhos. É  na relação com os filhos que os temas de traição, servidão, exploração, conflito e desentendimento se manifestam em primeiro lugar  e o mesmo acontece nas atividades criativas em geral. Sentem-se pouco confortáveis no estudo académico, na educação dos filhos, no desenvolvimento da sua criatividade , a menos que haja planetas que cancelem isso em aspeto com a 5ª casa ou o seu regente.  Os filhos podem mostrar-se adversários nas atitudes e a pessoa pode sentir-se de algum modo escravizada poe estes. As áreas da política, representação dramática e diversões em geral, a  moda, celebridades, jogo ou especulação financeira apresentam-se desafiadoras e geradoras de comportamentos de acusação e de desentendimentos. No dasa do planeta que rege a 5ª casa estas pessoas tendem a sentir-se exploradas, em «servidão», dando muito mais do que aquilo que recebem. Os desentendimentos com os filhos continuam mesmo quando estes atingem a idade adulta.  Há frequentemente o sentimento de que não se é adequado para a tarefa de educar os filhos. E, quando a pessoa é criativa pode sentir como um fardo essa criatividade. Estes nativos não gostam de estar no centro das atenções.

Os homens com a Lua na 12ª casa sentiram a mãe como distante e podem adotar comportamento  semelhante em relação ao cônjuge e aos filhos. Em geral ligam-se a uma pessoa que faz meditação, trabalha em investigação (laboratório), gosta de fazer viagens longas, etc. .Mas,  apesar de se ligarem, têm também períodos de isolamento e de distanciamento. Se o cônjuge exigir muita atenção, em geral rompem o casamento.

As mulheres com a Lua na 12ª casa podem preferir não casar. Quando Vénus sofre aflição,  substituem o parceiro pelas drogas ou álcool. Mas podem escolher uma vida de celibato e espiritualidade.

Segundo os clássicos, a Lua na 12ª casa faz com que os nativos ocupem a mente durante longo tempo a esforçarem-se para se libertar deste mundo terreno. Esta é porém uma boa posição para médicos , advogados, monges. O nativo tem segredos, gosta do oculto, do que é misterioso, do romance. Mas pode ter pouca firmeza de caráter. Pode haver problemas com o olho esquerdo. É frugal , visto como suspeito pelos outros. Pode perder riqueza. Há disputas na família. Pode virar-se para as dependências na procura de conforto. Sente ansiedade por causa dos inimigos e opositores. É filantropo. Não tem ligações fortes românticas e, a certa altura da vida, torna-se importante desligar-se desse tipo de ligações. Tende a considerar o sexo como algo sujo ou impuro. Tem desejos por realizar. Pode ter dificuldade em manter-se saudável. Pode haver algum segredo em relação ao seu nascimento.  Tem pouco apetite e pode gastar de forma desnecessária. Zanga-se facilmente. Não recebe a estima dos outros.

Para saber os efeitos da colocação do Sol no signo Peixes leia o artigo aqui.

A Lua no signo Peixes é sonhadora, intuitiva e tem grande afinidade com a criatividade artística e  a inteligência espiritual (relação de 5ª casa com o sue próprio signo). Sente-se atraída pelas celebrações e pela expressão única do divino e espiritualidade. O nativo gosta da vida intelectual e pode desejar ser professor (a relação do signo Caranguejo com Peixes é de 9ª casa) e sente-se confortável no ambiente académico das universidades, do guru ou do  professor.

Estes nativos gostam de viajar, de contactar com outras culturas, de pregar, podendo  envolver-se na prática do sacerdócio. A relação com os pais é mediada por conceitos filosóficos ou religiosos. Pode haver uma ligação forte com um mestre, guru ou professor. Adota um conjunto de crenças básicas que usa na sua ligação com os outros e com a realidade. É inteligente mas, mais do  que argumentar e refletir criticamente sobre a realidade, usa o ensino para doutrinar e moldar os outros às verdades em que acredita.

Uma parte da vida destas pessoas passa-se no plano subtil dos sonhos, do imaginário ou da perceção de realidades subtis, nunca estão completamente com os «pés na terra». Para se sentirem confortáveis necessitam de meditar, de frequentar o espaço de um santuário ou templo, de se nutrirem psiquicamente a partir do inefável. Sentem grande inspiração quando analisam os próprios sonhos.

Apesar disso, estas pessoas também se dão bem na atividade política, numa carreira artística, em especial  no cinema, na fotografia, na literatura possuindo uma inteligência extremamente criativa. E o plano da especulação e do jogo também lhes pode ser favorável. são bons a lidar com crianças, estimulando a sua criatividade ao mesmo tempo que lhes proporcionam segurança. Veem as crianças como uma manifestação do divino e da sua pureza. Quando são pais estimulam a imaginação das crianças e permitem-lhes usufruir de privacidade , dando-lhes a ver também a realidade do espírito. As crianças aprendem a descobrir a sua própria interioridade desde cedo. os filhos são ligados aos pais e estes oferecem a segurança –material e emocional- de que as crianças precisam.

Simbolicamente, estes nativos vivem entre o mundo subtil psíquico e o mundo do espaço e do tempo sensorial e isso reflete-se na sua própria personalidade, em que a criança que os habita em termos profundos complementa o adulto que são, na intuição que lhes permite criar e trazer à manifestação muitas expressões da criatividade sob a forma de arte, do ensino, da autoexpressão. Intuitivamente, estas pessoas são sensíveis a todas as correntes invisíveis que ligam a realidade espiritual e material. Quando Júpiter é forte, têm sucesso no estabelecimento dessas conexões subtis que unem todos os seres quer estes tenham consciência disso quer não.

O parceiro de casamento  é representado pelo signo Virgem cujo regente Mercúrio é inimigo da Lua pelo que o relacionamento com o primeiro cônjuge pode ser permeado por alguma animosidade entre os cônjuges. Em geral o problema tem a ver com a dificuldade de comunicação pois as respostas emocionais de um e outro são muito diferentes. O parceiro pode ser médico ou advogado. É critico, argumentativo e essencialmente lógico e mental . Pode ter uma carreira de serviço aos pobres, doentes, toxicodependentes, pessoas a abraços com acusações na justiça. O parceiro pode ser doente se a Lua em Peixes estiver colocada numa casa dusthana (6ª, 8ª, 12ª ).  pode ser o tipo de pessoa que critica tudo e todos e se queixa de tudo.  Para as mulheres com a Lua em Peixes  o casamento pode ser motivo de grande stress, embora possa ser emocionalmente positivo para o cônjuge. Este pode ter ele próprio problemas com dependência de estupefacientes, doenças digestivas, etc. Pode ter constantes preocupações devido a questões financeiras, de saúde, conflitos com os outros, não sobrando muita energia para dedicar ao casamento. A sua origem é de classe social baixa ou, em alternativa, dedica a sua vida a tentar resolver os problemas dessas pessoas que são de algum modo vítimas de outros ou da sociedade. A relação conjugal para os nativos coma Lua em Peixes é das mais difíceis do Zodíaco porque o parceiro é extremamente crítico e não é possível criar verdadeira harmonia com ele. Ou então, é doente.

Outros parceiros oferecem os mesmos problemas.  Qualquer planeta no signo Virgem denota significados nos quais não existe uma situação de igualdade em relação ao nativo. Os problemas e desequilíbrios causados pelas parcerias podem manifestar-se fisicamente em doença digestiva e intestinal,  comportamentos sociais em que há vingança, criticismo, exploração de um pelo outro,  discussões crónicas, numa dinâmica de dominação/submissão,  traição , mentiras , ciclos de casamento seguidos de divórcio e, em última análise, perda da autoconfiança, medos, procura patológica da exploração e servidão, etc. Tudo isto acaba com a possibilidade de alcançar paz mental e alívio do stress, o que pode gerar doença mental.

A relação destas pessoas com o pai (e da mãe com o pai) também é marcada por alguns problemas (o sol rege a 6ª casa a partir da Lua). O nativo tende a ver o pai, desde muito cedo na infância como inimigo da mãe. Esta perceção pode nada ter a ver com as qualidades reais do pai, que pode ser uma personalidade generosa e com bom caráter. Mas pode ser sistematicamente acusado pelo nativo e pela mãe deste que lhe atribuem ações que ele pode não ter realizado. A mãe e o nativo têm deste modo uma visão distorcida do pai e não confiam nele. Isto é tanto mais sentido quanto mais a mãe  e o nativo são próximos.

A Lua forte no signo Peixes pode permitir uma carreira de sucesso através do uso da inteligência e da intuição mas o regente do Ascendente tem que estar forte também. Isto é aumentado se Júpiter estiver dignificado num dos signos que rege (situação em que forma o auspicioso Gaja Kesari yoga) ou  se estiver exaltado.) Nestas circunstâncias o nativo pode prosperar numa carreira ligada às ciências, religião ou humanidades  Se Júpiter estiver exaltado favorece grandemente uma carreira na área artística , especulativa, política,  e na relação com crianças.

As mulheres com a Lua em Peixes têm um rosto redondo agradável, olhos grandes e brilhantes , proeminentes, rosto e boca macios. São muito emocionais chorando com facilidade. São sonhadoras e inativas, muito influenciáveis, embora sejam teimosas e não mudem de opinião depois de  esta estar formada. Ficam facilmente magoadas com qualquer pequena provocação e fazem tudo para não magoar os outros podendo mesmo mentir. São cordiais, modestas, tranquilas, afáveis. Têm boa natureza e são extremamente românticas, adorando música e poesia. Relacionam-se de forma emocional com a arte. Gostam de prestar serviço social a outros, mais do que dar dinheiro. Podem sacrificar-se se for necessário para ajudar outros. Podem viciar-se na bebida. Não têm em geral uma carreira que lhes traga riqueza embora possam receber muitos presentes, legados e até heranças de pessoas gratas pelo seu serviço voluntário. Têm um temperamento filosófico e humanitário. Fisicamente tendem a ter o corpo em forma de pera, especialmente a partir da meia idade. Gostam de pensar e de  meditar, mas  não interferem, em geral, com as escolhas dos outros. São próximas dos filhos e gostam de os ensinar. Têm necessidade de alguma reclusão de vez em quando, o que podem fazer viajando para países estrangeiros ou  recolhendo-se em um espaço em que ficam invisíveis para os outros. Possuem uma intuição profunda que as faz ler os outros com facilidade. São compassivas e gostam de ajudar os outros sempre que isso é possível. Possuem sabedoria, apesar da indecisão aparente que mostram aos outros.

Os homens com a Lua em Peixes são em geral baixos e robustos, podendo ser obesos. A cabeça é  arredondada, com os olhos algo protuberantes. São românticos e sonhadores., apaixonando-se com facilidade. São facilmente dominados pelo cônjuge/parceiro amoroso. É  fácil lidar com eles. Aparentam ser instáveis embora isso não seja exatamente verdade pois, quando intimamente tomam uma decisão, mantem-na .São porém muito influenciáveis e incapazes de resistir à pressão dos outros, podendo encontrar-se em situações contraditórias porque não conseguem dizer não. São modestos e gostam de privacidade. Dão-se bem no serviço social  e de caridade lidando com  as necessidades dos outros. Gostam muito de música, de ler e de escrever. A sua mente abstrai-se facilmente e dispersa-se mas são dotados de excelente memória. A saúde é frágil, são sensíveis a constipações, problemas digestivos e nos rins.

Durante o período dasa da Lua, estas pessoas sentem pressão a partir das redes sociais, mercados financeiros e instituições financeiras, movimentos sociais conduzidos por grandes grupos de pessoas, etc., o que as leva a diminuir o envolvimento com estas áreas, quando isso é possível. (Aquário na 12ª casa). Do mesmo modo  tendem a sofrer emocionalmente com todas as figuras de autoridade autocentradas, o pai, políticos, pessoas que gostam de estar no centro das atenções. Para estas pessoas o signo Leão representa os inimigos da segurança emocional e a sua vida é mais fácil se não houver planetas colocados no signo Leão.  Basicamente, as pessoas com excesso de autoconfiança, vaidosas, focadas em si mesmas, exibindo-se constantemente, causam aversão e mal-estar nos nativos com a Lua em Peixes. As pessoas insensíveis e egocêntricas são extremamente desafiadoras para estas pessoas.  O pai pode ser um exemplo. Apesar de preferirem uma vida tranquila e fora das luzes da ribalta, o karma pessoa pode obrigá-los a ter que lidar com questões de celebridade e fama, talento e criatividade, política, etc. Se Júpiter estiver forte e bem colocado, o nativo pode aprender a superar isso e aceitar estar no centro das atenções.

Em termos de saúde, estas pessoas tendem a ser muito críticas consigo próprias, acabando por desenvolver sintomas psicossomáticos devido a frustrações emocionais, o que pode causar doenças no fígado e outras. A comida picante pode ser desaconselhável. Podem sofrer queimaduras solares e  golpes de calor. Se forem obrigadas a estar constantemente no centro das atenções, sem poderem retirar-se, isso reflete-se negativamente na sua saúde.

A saúde pode ser frágil. Durante o período dasa da Lua, sobretudo quando calha na infância, pode haver doenças graves como meningite ou paralisia infantil, sendo difícil recuperar. Se houver aspetos para a Lua, a análise do seu carácter benéfico ou maléfico indica se haverá fácil recuperação ou , ao invés,agravamento da situação.

Segundo os clássicos, a Lua em Peixes indica alguém que gosta de vaguear, instável e mutável, com dificuldade em concentrar-se. Os outros podem afetar a pessoa facilmente. Esta tende para os ásperos filosóficos e espirituais. É eloquente, talentosa, gosta de se isolar. Terá muitos desapontamentos; é uma leitora voraz, ou escritora, perita em artes, pode ter vários parceiros amorosos ao mesmo tempo, polida no falar, vence os opositores, gosta de estar perto da   água. Tem poder, riqueza e é feliz. Tem temperamento irrascível. Coabita com outras mulheres. Será liberal.

Conjunção sol Lua na 12ª Casa Signo Peixes

Quando o Sol e a Lua estão em conjunção na 12ª casa  a identidade do nativo pode ser muito difícil de se situar pois os contornos da individualidade ficam obnubilados por uma subjetividade que é difusa, imersa no plano dos sonhos, da fantasia, da imaginação. Estas pessoas podem confundir-se facilmente com os objetos e visões que desenvolvem e projetar-se continuamente para fora da realidade material circundante. A 12ª casa é uma casa de perdas e também de coisas escondidas. A Lua nesta casa pode sentir-se feliz viajando continuamente para longe da família, do trabalho habitual, dos próprios problemas- ou, alternativamente , pode substituir as viagens físicas por leitura contínua, visionamento de filmes,  criação de objetos artísticos (ou, na pior das hipóteses tornar-se dependente de álcool ou drogas para escapar á pressão da realidade imediata) ou ainda pode levar a pessoa a envolver-se com ideias ou doutrinas religiosas, ao mesmo tempo que contribui com serviço voluntário para melhorar a vidas de alguns. O Sol aqui pode perder-se na anulação de si próprio, com uma fraca autoestima e  sem confiança em si mesmo e ser obrigado a mudar radicalmente a sua identidade através de perdas ou traumas inesperados. A pessoa com o Sol e a Lua na 12ª casa não consegue ter uma imagem clara de si mesma e pode sentir-se assoberbada com o excesso de expressão emocional que «afoga»  a energia solar em termos de criatividade e de poder de autoafirmação.

A colocação do Sol e da Lua na 12ª casa tem , no entanto, um carácter kármico profundo no sentido em que esta é uma casa de libertação e de «salvação». Então, provavelmente, estas pessoas são «desviadas» dos assuntos mundanos, ocupando a mente (Lua) e o Self na compreensão dos aspetos escondidos de si mesmas, no desvendamento das suas limitações, medos, sofrimentos escondidos no subconsciente. A perceção psíquica profunda e a intuição que esta colocação do Sol e da Lua proporcionam pode  permitir o desenvolvimento de uma compreensão não teórica nem intelectual mas profundamente emocional da sua realidade mais profunda e escondida do olhar sensorial. Para os mais desenvolvidos espiritualmente, esta colocação pode ser um vestíbulo de uma transformação muito profunda da identidade em termos místicos. Para muitos outros, no entanto, pode ser uma ocasião para se sentirem perdidos e ansiosos por «escapar» das pressões à sua volta, tornando-se alcoólicos ou dependentes de drogas para se aliviarem da enorme pressão de uma «realidade» que não conseguem suportar.

Quando a conjunção se dá no signo Peixes os efeitos podem ser diferentes de acordo com a casa do horóscopo em que se dá a conjunção.  Esta pode ser bastante problemática nas casas dusthana -6ª,8ª e 12ª- não sendo favorável portanto para o Ascendente Leão- 8ª casa; nem para o Ascendente Balança-6ª casa; e também não é favorável para o Ascendente Carneiro. Nas casas dusthana os nativos podem ser submergidos por um número elevado de contratempos e sofrimentos, por discórdia, conflitos, doença física e mental, etc. Para o Ascendente Escorpião (5ª casa)  esta conjunção pode ter um potencial criativo bastante grande podendo propiciar uma carreira artística criativa que  traz sucesso e uma imaginação muito rica, que pode ser sublimada de forma plástica, no cinema, etc.; para o Ascendente Sagitário (4ªcasa) esta conjunção pode  ajudar o nativo a descobrir as suas raízes na ligação com uma comunidade que partilha ideias, uma filosofia, crenças religiosas que nutrem o nativo e lhe dão segurança. Para o Ascendente Caranguejo, a conjunção pode produzir o desejo de pertença a uma comunidade cósmica mais vasta do que a mera sociedade ou comunidade local.  Este pode, porém, perder-se no plano metafísico e deixar de distinguir corretamente o que é realidade do que é imaginário.

De um modo geral, a conjunção Sol Lua na 12ª casa ou no signo  Peixes pode ser mais produtiva quando a pessoa encontra uma «missão devida» em que presta serviço aos outros, ajudando a curar , a cuidar e a nutrir os que são menos favorecidos na sociedade.

Também Poderá Gostar de Ler