A Carta Divisional D- 12 Dwadashamsha

Como primeira nota, deve referir-se que a divisional D- 12 ou dwadashamsha não deverá confundir-se com a Divisional – 144 designada por Dwadamsha. A divisional D-12 obtém-se a partir da divisão de um signo em 12 partes.

A análise da D-12 dá informação sobre os pais e também revela os efeitos do karma passado.

Como deve acontecer com as várias cartas divisionais, esta deverá ler-se em conjunto com as informações referidas pela carta natal ou radix. Nesta última, a 10ª casa refere-se à posição social a respeitabilidade que pode ser alcançada a partir da matriz  familiar (4ª casa) em que o nativo nasce e desenvolve os primeiros tempos de vida. Os planetas colocados na 10ª casa ou em aspeto com esta fornecem, pois, informação sobre o potencial de status e de «imagem» que o nativo alcançará na vida. Do mesmo modo, planetas colocados  ou em aspeto com a 4ª casa revelam o ambiente familiar em que a pessoa cresce/cresceu, sobretudo em termos emocionais e mostra a qualidade do exercício da maternidade e paternidade recebidos.

A 12ª divisional significa os pais na medida em que se supõe que a alma a encarnar é psiquicamente atraída para estes no momento da preconceção, tanto por fatores kármicos como porventura por escolha do nativo, segundo a tradição. Assim, a análise da 12ª casa na divisional e na radix  dá informação acerca dos aspetos psíquicos que levam a entidade a encarnar com determinados pais  e permite também saber, através da análise conjunta da 4ª e 10ª casas se, nesse padrão kármico, será possível à entidade alcançar uma posição social elevada ou não e se haverá um ambiente familiar capaz de dar proteção e o apoio necessário ao desenvolvimento e crescimento em todos os aspetos.

Para conhecer os níveis de coragem, iniciativa  e empreendedorismo (3ª casa) e o apoio da comunidade e dos amigos aos projetos pessoais e ao seu reconhecimento por parte da comunidade (11ª casa) o eixo da 3ª e da 11ª casas  deverão ser analisados para avaliar o sucesso potencial em termos sociais do nativo na carta radix.  Adicionalmente, a análise da 10ª casa na divisional D-12  revela os pormenores da manifestação desses aspetos na vida atual, como fruto do karma (positivo ou negativo). A 10ª casa indica, na D-12, os detalhes da linhagem familiar na qual o nativo nasceu e a posição desta na sociedade.

Para obter pormenores acerca do pai, ver na D-12 a 9ª casa a partir do Ascendente desta varga ou a 9ª casa a partir do Sol. Deve escolher-se a casa que estiver mais forte. O bhratri-karaka do sistema Jaimini (o planeta que tem o 3º grau mais elevado em qualquer signo) na carta radix dá também informação sobre o pai. Planetas colocados na 9ª casa, o sol e Júpiter são igualmente elementos que ajudam a determinar as qualidades do pai e devem também ser vistos). Planetas colocados na 9ª casa e o regente desta na radix dão informação sobre a relação material com o pai e as crenças e valores deste.  Por sua vez, a 9ª casa a partir da Lua informa sobre o relacionamento emocional com o pai.

Para obter pormenores acerca da mãe, deve analisar-se a 4ª casa a partir do Ascendente  ou da Lua na D-12 (escolhe-se o que for mais forte). A análise da matri-karaka, também do sistema Jaimini, que é o planeta que tem o 4º grau mais elevado na carta radix, dá também informação suplementar. Deve ainda analisar-se  o regente da 4ª casa, planetas que estejam colocados na 4ª casa. Isso permite avaliar o tipo de relação com a mãe, em termos materiais e indica as raízes ou origem da mãe.

Poderá Gostar de Ler

Deixe um comentário a sua opinião conta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.