Glossário Astrológico- Nirayana

cintura zodiacal celeste

O conceito de Nirayana remete-nos, uma vez mais, para o Zodíaco Sideral e o ponto de referência usado pela Astrologia Jyotish para encontrar o grau zero do signo Carneiro. Ao contrário da astrologia ocidental ,que usa o Zodíaco Tropical e faz coincidir esse grau zero de Carneiro com o início da Primavera,  no equinócio vernal, usando deste modo um ponto de referência  que já não coincide com  o início do signo Carneiro.

Isto  deve-se  ao facto de o movimento da Terra pelo seu eixo sofrer pequenas alterações que  fazem com que o Sol, a cada equinócio vernal, não esteja no mesmo ponto a cada ano. De facto, essa pequena diferença de cerca de 50’’  faz com que haja um atraso no movimento do Sol, dando origem à chamada precessão dos equinócios, fazendo com que o Sol se atrase cerca de 1º a cada 72 anos.

Há cerca de 2000 anos, o ponto do equinócio vernal coincidia com o início do signo Carneiro mas, no tempo atual, existe uma diferença de quase 24º a separar o início do signo Carneiro desse ponto do equinócio vernal.

A Astrologia Jyotish evita este fenómeno da precessão dos equinócios pelo qual apenas convencionalmente se diz que o início da Primavera coincide com o grau zero de Carneiro, estando, na verdade, mais atrás, no signo Peixes, usando como ponto de referência uma estrela fixa para determinar o início de um signo- Zodíaco Sideral. A esta opção chama-se Nirayana.

Chama-se ayanamsa a esta diferença entre a verdadeira posição do início do signo Carneiro e aquela que é aceite convencionalmente pela astrologia ocidental. Esta diferença é de cerca de 23º e 57 ‘ atualmente, segundo Lahiri, havendo várias formas diferentes de calcular o ayanamsa, com resultados que podem ser algo diferentes. A maioria da comunidade astrológica segue, no entanto, este método.

O sistema Nirayana distingue-se  assim do ocidental, também designado por Sayana. Este segue a posição aparente dos planetas no céu. Mas os astrólogos da Jyotish descontam, dessa posição aparente, o ayanamsa, uma vez que a Terra, no seu movimento em torno do próprio eixo  ao longo de um ano, não chega exatamente ao mesmo ponto em que estava quando iniciou esse movimento há um ano atrás, tendo sofrido um ligeiro recuo que é, como referimos atrás, de cerca de 50’’.

Não há entretanto, total consenso na medição deste «recuo» no movimento da Terra e, desse modo, existem 3 modos diferentes de o calcular: o de Raman, KP e Lahiri.

Ao seguir um ponto de referência nas estrelas fixas, o sistema Nirayana permite que as estrelas não mudem de longitude a cada ano mas apenas os planetas o façam.  Cabe dizer no entanto, que também as estrelas não são fixas, mas o seu movimento é tão lento que não ultrapassa os 3 ou 4 minutos de arco, por século.  O zodíaco assim encontrado é fixo, sendo constituído por 12 signos e por 27 Nakshatras, combinando desse modo o Zodíaco Solar e o Zodíaco Lunar.

Também Poderá Gostar de Ler