Descobrir o Potencial Espiritual com o Sistema  Jaimini

(alt=" ")

O Atmakaraka tem o papel central no conjunto dos chara  karakas definidos por Jaimini. Para determinar o potencial espiritual, em primeiro  lugar  é preciso determinar o karakamsa. Este não é mais do que o signo ocupado pelo planeta atmakaraka na divisional navamsa.  Este signo adquire grande importância na carta natal.  Esta importância foi reconhecida por Parashara e por Jaimini, ao afirmarem que a posição de alguns planetas a partir do karakamsa tem significados específicos no plano espiritual.

Determinar o Potencial Espiritual

Começamos por determinar qual é o planeta Atmakaraka. Este é o que tem o grau mais elevado num signo. Quando há mais planetas a ocupar o mesmo grau de um signo e competem para serem um determinado karaka, há regras a seguir, que explicamos em outro artigo.

O planeta Atmakaraka está colocado num determinado signo que serve de ponto de referência inicial. Ora, o signo onde está colocado o planeta Atmakaraka deve ser analisado para ver se nele estão contidos alguns pontos essenciais, os upagrahas que mostram características do nativo.

Os aspetos espirituais são revelados pelos signos de água, Caranguejo, Escorpião e Peixes.  O signo Caranguejo indica as inclinações fundamentais do nativo, as coisas, lugares, seres pelos quais sente afeto por serem as suas raízes, o signo Escorpião,  por sua vez, indica o potencial de transformação das emoções e o potencial de mudar a sua identidade;  o signo Peixes é o signo de purificação, dissolução e transição para uma realidade não material.

Regra a seguir: no  assunto que se quer avaliar, no caso presente- a espiritualidade-  o karaka a ter em conta é o Atmakaraka. Encontramos  o pada dessa casa, como explicado em outros artigos sobre o sistema Jaimini.

Assim, determina-se a posição do karakamsa na navamsa e  vê-se qual a casa ocupada por esse signo na carta radix. Anota-se se há planetas no signo karakamsa, tanto na navamsa como na radix e o seu caráter. Veem-se também os aspetos que esse signo lança para outros signos e se há planetas aí colocados.

A colocação do karakamsha  na navamsa revela o potencial de desenvolvimento espiritual do nativo. A partir da colocação do karakamsha, contam-se  doze signos. Se houver um planeta maléfico na 12ª casa a partir do karakamsha, como Saturno, Rahu, Ketu ou Marte, isso indica, segundo esta tradição, que a alma agora encarnada tem ainda muitas lições para aprender antes de poder libertar-se da «roda de Samsara».

Se, pelo contrário, houver planetas colocados na 12ª casa a partir do Karakamsha, isso indica que a alma, após o final da existência, pode elevar-se a um plano mais alto do que o da última existência.

Se for Ketu a estar posicionado na 12ª casa a partir do karakamsha, isso significa a libertação final após esta existência, e que a alma só regressará se escolher fazê-lo.

Quando existem múltiplos planetas colocados na 12ª casa a partir do karakamsha, prevalecem os significados daquele que tem o grau mais elevado no signo.

Quando a 12ª casa a partir do karakamsha está vazia de planetas, usa-se o signo que ocupa essa casa e vê-se se este é benéfico ou maléfico. Conclui-se que um regente maléfico da 12ª casa a partir do karakamasha indica  lutas a superar antes de alcançar a libertação final ou  a salvação, enquanto  um planeta benéfico indica que a pessoa está perto de atingir um ponto de mudança espiritual.

A 9ª casa a partir do Karakamsha, por seu lado, mostra se é fácil ou difícil uma pessoa obter assistência de um guru ou guia espiritual para o seu desenvolvimento: uma vez mais, um planeta maléfico significa lutas e dificuldades para obter essa ajuda, enquanto um planeta benéfico indica ajuda fácil e boa orientação espiritual.

A colocação do karakamsha na carta natal permite , contando dez casas a partir da sua posição, saber qual a vocação mais profunda da pessoa para esta vida, e qual a carreira que  permite trazer  maior potencial de realização pessoal. Desta vertente do uso do karakamsha falaremos em outro artigo.

Também Poderá Gostar de Ler

Deixe um comentário a sua opinião conta