Glossário Astrológico – Aspeto Roseta

Padrões geométricos

O conceito de que falamos hoje no glossário- roseta- também designado por «trapézio» refere-se a uma configuração de aspetos entre os planetas, que formam uma relação energética múltipla e complexa, com alguns  aspetos positivos  e outros  aspetos negativos, considerada rara.

Nesta configuração existem planetas colocados em quadratura, formando o padrão de um quadrado no horóscopo, indicando tensão e conflito entre as suas energias;  há  também cooperação e acordo entre as energias dos planetas colocados em aspetos de trino e sextil; e há stress e adaptação entre os planetas colocados em quincôncio.

Na sua configuração total, estes aspetos formam um padrão de trapézio no qual cada aspeto exprime algum tipo de ligação entre planetas que formam o padrão. Deste modo, 4 planetas que formem um «quadrado» no padrão do horóscopo, em termos de aspeto, têm relações de amizade com alguns planetas e relações de inimizado com outros; um aspeto é de cooperação e outro é de conflito e tensão.

O resultado é a formação de uma «rede energética» no horóscopo que é como um «campo de batalha», no qual há amigos e aliados mas também   inimigos . As energias planetárias assim envolvidas no padrão tendem a formar um circuito fechado, no qual umas tentam vencer as outras  sem se chegar a um resultado definitivo.

Em termos psicológicos, isto pode gerar muita frustração, mesmo raiva e ressentimento. A pessoa pode projetar isso sob a forma de atuação no plano externo e dirigir a sua raiva contra objetivos ou pessoas que considere serem «culpados» do seu estado de frustração.

Este padrão pode gerar comportamentos compulsivos e obsessivos, difíceis de superar. Os padrões energéticos desta configuração podem indicar que os mesmos tipos de problemas ocorrem continuamente e de forma indefinida, com a pessoa a sentir que «há um inimigo» a vencer e que a sua própria sobrevivência depende de sair vitoriosa sobre ele.

Porém, enquanto se mantiver no plano dualista de oposição, nenhum estado de vitória será possível, pois não se vislumbra  qualquer saída quando há uma luta entre oponentes em que cada um quer sair vitorioso em relação ao outros.

Nos aspetos positivos, esta configuração pode ajudar a descobrir outra forma de compreensão da realidade, que supera a dualidade do conflito e encontra a aceitação de que, o que parece inconciliável, pode na verdade ser aceite numa forma de compreensão mais profunda.

Aquilo que parece opor-se a algo contrário, num nível de entendimento superior torna-se perfeitamente possível de conciliar, tal como os matemáticos e filósofos já compreenderam: o paradoxo, cuja leitura simples de «se A é igual a A então não pode ser diferente de A » pode efetivamente  ser antes a coexistência,  em simultâneo, dos dois lados desta «moeda» num plano de realidade capaz de unir as diferenças naquilo que elas partilham em comum.

Deste modo, a configuração de roseta ou trapézio é de facto uma oportunidade para ajudar a desenvolver um nível de compreensão da realidade que vai para além das aparências e do mundo dualista que cria lutas e oposições. E essa é uma verdadeira compreensão de sabedoria, saibam os nativos com esta configuração abrir-se para a colocar em prática.

Também Poderá Gostar de Ler